TIRO DE PAZ (CASTAÑA)

Acaba de ser lançado “Tiro de Paz”, o EP de estreia da cantora/MC Castaña em colaboração com o produtor e beatmaker Bface.

Rap (muito foda!) daqui! Confira que vale a pena!


Downloads free limitado: aqui

Outra música dela que não está no EP, mas vale a pena conhecer é “Nicotina” – gravado pela Akimemu Produções. Então segue:


Sem falar da SEXTAPE: um ménage à trois de singles de Bface, Castaña e Lyn’C. Uma celebração ao sexo em 4 abordagens diferentes – sendo uma delas a arte feita por Fiedler Marcelo.


ME PEGA
(Castaña; Prod. Bface)

Me pega pela cintura
Sussurra que eu sou sua
Me surra que eu tô na tua
Cê sabe que eu sou tua lua
No meu corpo cê flutua
Sou tua casa, tua rua
Tua seringa, tua agulha
Sou da pura, sou fagulha
Faísca da brasa gasta
Cê arrisca, me adora brava
Até disso cê dá risada
É visto que sou tua cara
É visto que sou sua tara
Sou tua água no Saara
Me cala com um beijo longo
Dá tapa quando tá louco
Me chapa, me racha o coco
Vicia meus pensamentos
Vigia meus movimentos
Me via voar ao vento
Perdida em sentimos
Momentos marcantes
Depois da sua chegada
Veio igual tsunami
Me vi cercada e molhada
Que habilidade é essa
Fiquei ilhada e pelada
Desde quando o leão
Virou o brinquedo da águia?
Eu já não sei de nada

Me pega me deixa louca,
fala com essa sua voz rouca,
da mordida na minha boca, forte pra eu reclamar
Me pega me deixa boba, fala com essa sua voz rouca,
da mordida na minha boca espera que eu vou g…

Me pega desprevenida
Só mordida na barriga
Minha risada te excita
Cê grita pra me assustar
Cê xinga pra me agradar
Cê pisca pra me pirar
Avanço sem pensar
Você pensa por nós dois
Se agora não é a hora,
a gente deixa pra depois
Te dou uma massagem
Beijo suas tatuagens
Ouvindo um blues
Tô vendo tudo azul
Adoro seu corpo nú
No quarto ou na sala
Em tarde ensolarada
Ou virando a madrugada
Me deixa descabelada
Me deixa desnorteada
Te pego pelo cangote
Curto quando me sacode
Faz comigo o que pode
O que não pode
Deixa comigo
Faço tudo certinho
Tenho sempre carinho
Não bebo mas contigo
Até aceito um vinho
Eu canto pra você
até a noite morrer
Outro dia a gente se vê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *