BANGUÊ #11 ::: DOMINGO DIA 17/12

## BANGUÊ ##
RITMO, POESIA & CONSCIÊNCIA

A Banguê quer levar a cultura hip hop para todos, com informação e discutindo questões sociais. Reunindo os cinco elementos MC, DJ, Dança, Graffiti e Conhecimento em um evento aberto a todos.

“A mudança começa em cada um de nós até se tornar coletiva”

EVENTO GRATUITO
Traga a família!

>> NO LOCAL
Mostra de Dança
Pockets Shows (Aguardem programação)
Graffiti (Live Painting)
Batalha de MCs
Bazar e rango
Exposições de arte

>> POCKETS
LarDoceLar
Siamese
AzPampa
InterSessão

>> DJs
Bab5 & Carmen Agulham

>> MESTRES DE CERIMÔNIA
Numa & Vinici

>> ARRECADAÇÃO SOLIDÁRIA
Vamos arrecadar artigos para bebês e alimentos não perecíveis. EM MEMÓRIA DA NOSSA PARCEIRA LUANA MEDEIROS!

>> SORTEIOS
Quem contribuir com doações concorre a uma tatuagem de R$150, de Yago Tav

LOCAL:
Palácio Dos Estudantes // Casarão da UPE
Presidente Carlos Cavalcanti, 1157, São Francisco, Curitiba
Data: Domingo, 17 de dezembro, das 14:00 às 21:00.
Entrada gratuita!

REALIZAÇÃO: AHHEMP e Banguê
APOIO: Um Baile Bom e FATO Agenda

FOTOS DOS FLYERS: Jessica Tayana

Confira a página do evento, aqui

COM O TEMA “CONHEÇA EM ESTÁ DO SEU LADO”, O 1º CURITIBA MIX PROPÕE UM VERDADEIRO MIX DE EXPERIÊNCIAS COM A ECONOMIA CRIATIVA E A ARTE AUTORAL CURITIBANA

Nos dias 16 e 17 de dezembro acontece a 1ª edição do Curitiba Mix, um evento que vai reunir em um mesmo espaço compras, gastronomia, atrações musicais, artísticas e diversas atividades gratuitas com objetivo de proporcionar um “mix de experiências” das boas coisas que a cidade oferece.

No melhor estilo das feiras de produtos autorais, o Curitiba Mix é uma realização do projeto “Eu Amo Curitiba” e tem por objetivo ser uma vitrine para os produtores locais nas áreas de design, moda, artesanato, decoração, gastronomia, arte e cultura. Mas não se limita a ficar apenas na exposição dessas coisas incríveis. Com o tema “Conheça quem está do seu lado”, o Curitiba Mix vem mostrar que não é preciso sair da cidade para encontrar produtos, diversão e pessoas incríveis! A nossa cidade é um celeiro de empreendedores e artistas de diversas áreas. Então, este espaço também irá promover encontros, descobertas, degustação e experiências que possam ir além do evento.

A curadoria do evento dividiu os espaços de acordo com as editorais e colunas do site euamocuritiba.com.br para “mixar” um pouco de tudo que é de interesse dos amantes da cidade. Por exemplo, as marcas que acolhem ou desenvolvem projetos sociais, que cuidam do meio ambiente ou de alguma forma se posicionam e propõem mudanças na sociedade, tem um espaço reservado no evento com o nome da coluna “Sementes de Amor”. Outro exemplo é o palco principal que leva o nome da coluna “Música É O Canal”, destacando bandas, músicos e artistas com trabalhos autorais.

No compasso da economia criativa, o Curitiba Mix ocupará todos os ambientes do Ace Coworking, no charmoso bairro Alto da XV.

Para a produtora artística e idealizadora do “Eu Amo Curitiba”, Mariana Martins, o Curitiba Mix é a extensão física do projeto: “A nossa experiência vivida até agora com o “Eu Amo Curitiba” revelou uma cidade pulsante na área cultural, celeiro de ideias inovadoras e cheia de gente criativa. É uma cidade que tem primado por lançar tendências. Seja na moda, seja em projetos sociais impactantes. Seja na produção de cerveja artesanal. E quando faz, faz bem feito. Então, o que pretendemos com o evento é compartilhar e promover essas descobertas e possibilitar novas relações entre as pessoas nesse espaço.”

A arte do evento foi desenvolvida pelo ilustrador Wagner Muniz, também autor da logotipo que leva o “corapinhão” do Eu Amo Curitiba. Para esse evento, Wagner trouxe um pouco do conceito das feiras de rua que são tão tradicionais em nossa cidade.

Do online para o off-line, o Curitiba Mix está chegando e espera receber todos aqueles que queiram desfrutar dessa experiência única e amorosa.

Muito amor envolvido
O projeto “Eu Amo Curitiba” nasceu com o DNA acolhedor. A ideia inicial era de um grande almanaque que servisse para orientar tanto o turista, quanto o morador da cidade. então, o objetivo era abraçar a todos com informações turísticas, culturais e de serviços. A reboque, o projeto aglutinou uma turma de colunistas que enriquece o conteúdo nas áreas de teatro, fotografia, artes e gastronomia. E foi assim que, em janeiro deste ano, o site estreou na rede cheio de possibilidades.

Os primeiros meses de experiência serviram para mostrar o que a equipe e o público sentia ser necessário. Em julho, o portal passou por novo planejamento que traçou o atual caminho para a produção de conteúdo e deu um posicionamento à marca. Hoje, o slogan é “Viva e compartilhe essa experiência”, e o “objetivo é, além de divulgar o que rola na cidade, focar nas produções locais e mostrar as vivências nos lugares e eventos, como aconteceu na cobertura do Festival de Teatro de Curitiba, na Musicletada e no Ruído EnCena”, conta Mariana Martins.

A mudança também abre mais espaço para a experiência do público, que pode dar sua opinião por meio das redes sociais, marcando o perfil do portal ou com a hashtag #EuAmoCuritiba. Mariana explica que o “Eu Amo Curitiba” quer ficar cada vez mais próximo de quem mora e vive na cidade. “A ideia é ter mais parceiros produzindo conteúdo e compartilhando suas experiências culturais, gastronômicas, turísticas, com projetos sociais ou pessoas interessantes”.

Sobre Mariana Martins
Radialista, atriz e produtora, Mariana Martins dirige a produtora Pequena Mari Produções e é idealizadora e diretora do projeto “Eu Amo Curitiba”. Jornalista por formação, Mariana Martins dedica boa parte do seu tempo em ações de promoção da cultura e dos projetos locais com suas coberturas de experiências para as mídias sociais. Além da gestão geral, assina o blog “Cutucada Cultural”, colabora com o conteúdo do “Eu Amo Curitiba” e é responsável pela elaboração de projetos e parcerias para o projeto. Paralelo à isso, é supervisora geral da Banda B e apresenta seu programa na rádio “Mariana Martins Fala Sério”, ao vivo pela rádio, facebook, instagram e youtube.

SERVIÇO:
CURITIBA MIX
Data e horário: 16 e 17 de dezembro
Sábado das 14h às 22h e domingo das 11h às 19h.
Local: Ace Coworking, na Rua Almirante Tamandaré, 500, Alto da XV, Curitiba.
Entrada: Free

Notícias e Programação Completa no site euamocuritiba.com.br, mídias sociais @euamocuritiba.com.br e no link do evento:

Página do evento, aqui

Para participar do evento como expositor, enviar e-mail para:

curitibamix@euamocuritiba.com.br ou ligar 41 3240-7509 e 41 99664-3448

Produção: Pequena Mari Produções 
Realização: Eu Amo Curitiba  
Faça parte desse movimento:  use a hashtag #euamocuritiba

SITE | INSTAGRAM | FACEBOOK | YOUTUBE @euamocuritiba.com.br
VIVA E COMPARTILHE ESSA EXPERIÊNCIA.

MOSTRA DE TEATRO DA UFPR SERÁ REALIZADA NO TEUNI

De 14 a 17 de dezembro, PalavrAção encena três espetáculos com entrada gratuita, em Curitiba

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) apresenta ao público de Curitiba a Mostra de Teatro. Serão quatro dias, de 14 a 17 de dezembro, e três peças encenadas no TEUNI, todas as sessões com entrada gratuita. A recomendação etária é de 12 anos para “Casos Particulares” e “Sociedade dos Ratos”, e de 16 anos para “Fim de Festa”, que contém cenas de nudez. O teatro está no Prédio Histórico da Universidade, localizado na Praça Santos Andrade, centro de Curitiba (PR).

A mostra é uma realização da Pró-reitoria de Extensão Universitária e Cultura (PROEC) e da PalavrAção Companhia de Teatro da UFPR. E as três montagens são os resultados dos trabalhos e pesquisas da Cia. voltados para a formação e preparação de atores; que, ao longo de 2017, organizou e fez dois cursos de Extensão Universitária, ciclos de debate, ensaios abertos, entre outras ações.

Para abrir os trabalhos no dia 14, quinta-feira, às 20h, os participantes do Curso de Extensão Arte Dramática II apresentam “Fim de Festa”. O texto é de Paula Butture e Celso Landolfi, inspirado na obra do escritor estadunidense Charles Bukowiski, e a direção do espetáculo é de Sergius Ramos, professor da turma. Um bar, um quarto e uma escrivaninha são os espaços cênicos paras as pessoas se apaixonarem, se desapaixonarem. Nessas idas e vindas, os olhares se cruzam, as bocas se encontram os corpos se satisfazem e a alma sorri. Mulheres e homens em busca da felicidade, do prazer e do sexo permeiam esse universo de realidades. Fim de Festa mostra as relações de forma livre, sublime e a maioria das vezes superficial.

Já na sexta-feira, dia 15, às 20h, será a vez dos participantes do Curso de Extensão Arte Dramática I. Eles vão apresentar a peça “Casos Particulares”, de Roberto Inocente, que também dirige a montagem. O autor e diretor é do Grupo Arte da Comédia. Grupo este que ministrou em parceria com a PalavrAção as aulas dessa turma. “Casos Particulares” sopra um ar surrealista de uma Europa pós-guerras. São contadas diferentes histórias por personagens presos em chamadas telefônicas cruzadas. Qual história você contaria se ninguém soubesse quem era ou nunca viesse a conhecer?

As duas montagens serão reencenadas no dia 16, sábado. “Fim de Festa”, às 15h; “Casos Particulares”, às 20h.

“Sociedade dos Ratos” fechará a mostra no domingo, dia 17, às 19h. Escrito e dirigido por Marcelo Leonel Felczak, o espetáculo é uma “fábula-crítica”. Em um laboratório de pesquisas, o líder Amo Supremo sobre seu domínio a disseminação de informações, os atos e hábitos dos ratos lá viventes. Para exercer seu poder, ele conta com animais leais. Mas tudo pode fugir do controle quando a Ratazana e o Rato de Esgoto começam a divulgar ideias revolucionárias e libertárias às cobaias.

Cabe ainda ressaltar que a Mostra será realizada no TEUNI; um palco privilegiado para criação, experimentação e debate sobre as Artes, em especial, o TEATRO e o papel do ATOR, dentro de uma perspectiva formativa.

Mostra de Teatro da UFPR
14/12 – Fim de Festa – 20h
15/12 – Casos Particulares – 20h
16/12 – Fim de Festa – 15h
Casos Particulares – 20h
17/12 – Sociedade dos Ratos – 19h

Local: TEUNI – Prédio Histórico – Praça Santos Andrade – Curitiba (PR)
Chegar com uma hora de antecedência aos espetáculos para retirada de ingresso.

MUSICAL LES MISÉRABLES É APRESENTADO NESTA SEXTA-FEIRA NO TEATRO SESI PORTÃO

O espetáculo narra um clássico da literatura, escrito pelo
autor francês Victor Hugo no século XIX

O Núcleo de Atividades Complementares do Colégio Marista Santa Maria, inspirado em um clássico da literatura, apresenta nesta sexta-feira (15), no Teatro SESI Portão, em Curitiba, o musical Les Misérables. A apresentação, com início às 19h, narra a jornada de Jean Valjean, um homem que após ter roubado um pão para a sobrevivência de sua família é condenado a dezenove anos de prisão.

Inspirado no romance homônimo Les Misérables, escrito pelo autor francês Victor Hugo (1802-1885), e com trilha sonora ao vivo, o espetáculo retrata um período contundente da França no século XIX, em que a luta pela liberdade é uma temática expressiva. O público acompanhará uma história fascinante, de sonhos, amor, paixão e sacrifício. É um convite para refletir sobre justiça e igualdade, acompanhado da história de personagens que lutaram por redenção e pela revolução.

Serviço:
O SESI Cultura Paraná apresenta
Musical Les Misérables
Data: 15/12 (sexta-feira) Horário: 19h00
Valor: R$20,00 (inteira) R$10,00 (meia)
Classificação indicativa: Livre
Local: Teatro SESI Portão
Endereço: Rua Padre Leonardo Nunes, 180 – Portão, Curitiba
Observação: Sujeito a lotação

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura/
www.facebook.com/sesiculturapr/

SESI CULTURA – Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

1ª MOSTRA DA PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL CINEMATECA/UNESPAR

1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. Entrada gratuita. Em Curitiba.

Neste fim de semana acontece na Cinemateca de Curitiba a 1ª. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. A mostra é organizada pelos alunos da disciplina Cultura da Preservação Audiovisual, do Curso de Cinema e Audiovisual da FAP/Unespar, sob a orientação do professor da disciplina, o cineasta Fernando Severo, ex-diretor do Museu da Imagem e do Som do Paraná e membro da ABPA-Associação Brasileira de Preservação Audiovisual.

No sábado, dia 16/12, será realizada uma sessão em homenagem ao pesquisador Paulo José da Costa, que tem realizado com recursos próprios um importante trabalho de busca, restauro, preservação e compartilhamento de documentos históricos, fotografias antigas e filmes raros. Na ocasião vai acontecer a estreia do documentário “Crônicas de um Memorialista”, dirigido por Vanessa Leal à frente de uma equipe formada por alunos, que aborda o importante trabalho de Paulo na preservação da memória audiovisual brasileira. Também nessa sessão serão exibidos diversos filmes na bitola 16mm do acervo do colecionador, realizados por Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski, que mostram cenas raras do Paraná e Santa Catarina nas décadas de 1940 e 1950.

No domingo, 17/12, a mostra prossegue com diversos filmes preservados no acervo da Cinemateca de Curitiba a partir de sua fundação em 1975. São filmes realizados por pioneiros do cinema paranaense como Annibal Requião, J. B. Groff e Hermes Gonçalves, e pela produtora Botelho Filmes. Dois filmes importantes que não são exibidos há décadas também fazem parte do programa. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba. “Na Santa Felicidade” (1979) foi dirigido pelo idealizador da Cinemateca e seu primeiro diretor, Valêncio Xavier, e registra costumes, tradições e tipos populares entre os descendentes dos imigrantes italianos que se instalaram no bairro Santa Felicidade. A mostra recebeu a assessoria técnica do cineasta Marcos Sabóia, responsável pelo acervo da Cinemateca. A instituição terá seus filmes exibidos em suas bitolas originais, em película 35mm e 16mm. A classificação indicativa é livre, a entrada gratuita e o início das sessões acontece às 19h30.

Serviço:
1a. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar
Data: 16 e 17 de dezembro
Horário: 19h30
Local: Cinemateca de Curitiba
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

16/12 – Sábado – 19h30

CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – direção de Vanessa Leal
Documentário sobre o pesquisador Paulo José da Costa

FILMES EM 16MM DO ACERVO DE PAULO JOSÉ DA COSTA:

MOSTRA ARNALDO LIPPMANN

PRAIAS DOS PARANÁ (1952, 9′)
Cenas de famílias paranaenses nas cidades de Matinhos, Guaratuba e Caiobá.

PRAIAS DO PARANÁ E PRAÇA CARLOS GOMES(1951, 11′)
Cenas de cotidiano; Praça Carlos Gomes; Caiobá, pescaria e mergulho.

CASAMENTO DE SIRLEI MALUCCELLI E LOURIVAL LIPPMANN (1949, 9′)
Saída com carros; Praça Rui Barbosa; Rua Marechal Floriano; Festa.

MOSTRA EUGÊNIO HAUER KWASINSKI

VIAGEM A SANTA CATARINA (1944, 9′)
Estrada; Carro à gasogênio; Joinville; Balsa Cabeçudas; Praia dos Amores; Orquídea na Praia Brava e pescadores.

EXCURSÃO A VILA VELHA (1947/48, 9′)
Rio dos papagaios; Garimpo; Tropeiros na estrada; Ponta Grossa; Vila Velha; Acampamento.

VIAGENS (década de 1940, 11′)
Curitiba; Praia; Antonina; Rio de Janeiro; Campos Gerais.

VIAGEM PELO RIO IVAÍ (1949, 10′)
Rio abaixo; Encontro com indígenas.

17/12 – Domingo – 19h30

FILMES EM 35MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

L’ETAT DU PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 7′)
Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba – Maria Fumaça, túneis, paisagens da Serra do Mar, vista de Paranaguá, Porto de Paranaguá. Estrada da Graciosa, transporte com balsa e barco pelos rios Paranapanema, Tibagi, Ivaí, Iguaçu, Paraná. Vista da Cidade de Guaíra. Fábrica de sacos, construção de barcos.

O QUE É O PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 12′)
Viagem de trem pela Serra do Mar salientando aspectos da natureza local.

CIDADES DO PARANÁ – direção de J. B. Groff (1936, 20′)
Documentário sobre aspectos gerais e o desenvolvimento de sete cidades paranaenses – Antonina, Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira, Lapa e Rio Negro.

FILMES EM 16MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

CARNAVAL EM CURITIBA – direção de Annibal Requião (1920, 7′)
Desfile de carnaval no centro de Curitiba, analisando aspectos do corso carnavalesco. Imagens de Fido Fontana e Ildefonso Serro Azul no seu luxuoso automóvel Benz 45HP.

USOS E COSTUMES DOS COLONOS POLONESES – direção de Hermes Gonçalves (1952, 11′)
As tradições dos imigrantes poloneses no Paraná. Casamento típico, colheita e festa do trigo.

NA SANTA FELICIDADE – direção de Valêncio Xavier (1979, 17′))
Costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade

SENSIBILIZE-SE – direção coletiva (1980, 10′)
Evocação da passagem do pintor Guido Viaro pela periferia de Curitiba

APRESENTAÇÃO DAS SESSÕES: Agnan Siqueira

VISÃO CURATORIAL
Stefano Lopes
Natália Teraoka
Yasmin dos Reis
Manoelle Fuzaro

A preservação audiovisual tem se tornado um tema crescente e persistente nos ambientes que atravessam o Cinema nacional. Não por acaso: toda a história da nossa cultura audiovisual é, cada vez mais, parte integrante da grandeza do patrimônio cultural brasileiro. Nesse sentido, para além dos contextos de desenvolvimento estratégico e de disseminação teórico-metodológica, a 1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar, realizada por alunos do quarto semestre do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual do Paraná – campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná sob a orientação do professor e cineasta Fernando Severo, propõe o debate e a reflexão sobre o tema através do contato direto do público com os resultados de projetos de preservação audiovisual.

Para mostrar o resgate histórico e cultural de filmes antigos de arquivo e a importância de preservá-los, a mostra terá como tema os estados do Paraná e Santa Catarina. Serão exibidos filmes que mostram a arquitetura e estilo de vida de cidades paranaenses em décadas passadas e revelam imagens de algumas locações catarinenses. Dentre os filmes exibidos teremos um que foi produzido no final da década de 1970 por Valêncio Xavier, fundador e diretor da Cinemateca do Museu Guido Viaro (atual Cinemateca de Curitiba), que conduziu uma equipe na realização do documentário “Na Santa Felicidade”. Rodado na bitola 16mm com negativo colorido, o filme registra costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade, um dos mais antigos de Curitiba. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba.

Também teremos uma programação especial com Paulo José da Costa, proprietário da Livraria Fígaro, que pessoalmente procura e resgata filmes históricos, em sua maioria nas bitola 16 mm e Super 8. Enriquecendo a mostra com relatos pessoais e exibindo filmes de seu acervo, Paulo será homenageado através do documentário “Crônicas de Um Memorialista”, realizado especialmente para a mostra.

Além do resgate histórico e cultural da sociedade paranaense, a mostra propiciará ao público a oportunidade de assistir as obras projetadas em película de 35mm e 16mm, sendo essa uma forma cada vez mais rara de vivência cinematográfica, pois as películas vem perdendo cada vez mais seu espaço para o cinema digital.

No sábado, a programação conta com filmes amadores das décadas de 40 e 50 que mostram não só as cidades paranaenses como também a cultura que atravessava essas cidades, a vivência das pessoas nesses lugares, sobretudo pelo olhar de dois grandes nomes da história do estado: Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski.

Domingo, a mostra contempla o acervo de películas em nitrato da Cinemateca de Curitiba, como os filmes silenciosos da Botelho Films do Rio Janeiro, mostrando a importância da região paranaense nas décadas 1920 a 1970. O trabalho de restauração foi feito principalmente pelo Laboratório de Restauro da Cinemateca Brasileira.

EQUIPE DE CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – Vanessa Leal, Luiz Alberto Bonin, Elisa Pocai, Matheus Carneiro

RESPONSÁVEIS TÉCNICOS – Higor Casagrande, Gabriel Chemin, Fernando Macedo, Odair Rodrigues

ARTE – André Carneiro, Thayana Andreatta, Taís Armani

FICHA CATALOGRÁFICA – Helena Volani, Pedro Monte Kling

Local: Cinemateca de Curitiba. Rua Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco, Curitiba
Data: 16 e 17 de dezembro, das 19:30 às 22h

Confira a página do evento, aqui

ESCOLAS MUNICIPAIS DO LITORAL PARANAENSE RECEBEM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO

Crianças dos municípios de Paranaguá, Guaraqueçaba e Pontal do Paraná receberão em suas escolas a peça teatral “A Terra do Povo da Graça”, com a Cia Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades, na semana de 11 a 15 de dezembro.

A peça, é uma livre adaptação do livro homônimo de Sergio Serrano, retrata um mundo em transformação abordando temas atuais, como a exploração dos recursos naturais, consumismo e sustentabilidade, traz também profundos questionamentos sobre os valores das relações humanas.

A Cia Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades – criada pelas atrizes Laís e Yara Rossatto e pelo músico Gabriel Teixeira – desenvolveu o projeto ‘’ Tripé Mar Adentro’’ com o objetivo de promover o acesso à cultura em nosso litoral, que carece de novas iniciativas culturais.

“Por termos crescido em Pontal do Paraná, conhecemos de perto a realidade do litoral, e também sabemos o quão escassas são as iniciativas culturais voltadas para estas localidades. As ilhas que iremos visitar são locais de difícil acesso, muitas são pequenas vilas de pescadores… locais de muita simplicidade, e ainda assim fascinantes.” Yara Rossatto.

O projeto ‘’Tripé Mar Adentro’’ é realizado pela Semente Produções Culturais e Trento Edições Culturais, e viabilizado através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura com patrocínio das empresas BRDE e Fertipar, tendo o apoio da Unicultura – Universidade Livre da Cultura – partindo do desejo da Cia Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades em promover o acesso à cultura para as comunidades litorâneas.

Programação:
11/12 – Paranaguá: Ilha do Valadares
12/12 – Guaraqueçaba: Ilha do Superagui e Ilha das Peças
13/12 – Paranaguá: Ilha do Amparo e Ilha da Eufrasina
14/12 – Pontal do Paraná: Balneário Primavera
15/12 – Paranaguá: Ilha do Mel Brasília e Encantadas

Ficha Técnica:
A Terra do Povo da Graça – Livre adaptação da obra de Sérgio Serrano
Elenco: Gabriel Teixeira, Laís Rossatto e Yara Rossatto
Direção Geral: Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades
Direção Musical: Gabriel Teixeira
Direção de Produção: Laís Rossatto
Coordenação Geral: Yara Rossatto
Produção: Camila Bernini Scotão
Fotografia: Robson Reginato
Realização: Semente Produções Culturais
Design Gráfico: Trento Edições Culturais
Assessoria de Imprensa: Trento Edições Culturais

A Cia Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades surgiu do desejo pela troca e interação com as pessoas em diversas localidades, acreditando no potencial da expressão como uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento humano. O objetivo da cia é promover por meio do teatro, da música e da simplicidade a vivencia de muitas possibilidades. “Somos uma família viajante – semeando arte e colhendo cultura!”.

Em seu histórico conta com a experiência da realização, mais de 50 espetáculos, da peça itinerante A Terra do Povo da Graça, que circulou pelo estado de MG, apresentação no Festival Internacional de Literatura de Paraty – RJ, espetáculo no Teatro Guaíra em Curitiba e participação na Caravana da Poesia, uma realização da Secretaria do Estado de Educação (SEED – PR), viajando pelo estado e escolas municipais da periferia de Curitiba.

Os artistas
Yara Rossatto é atriz, arte-educadora e contadora de histórias. Durante cinco anos viajou por países da Europa, Ásia e África trabalhando com moda. Fez parte do projeto Arranjo Educativo Local (SESI/FIEP), atuando como facilitadora, e do projeto Caravana da Poesia – Helena Kolody e Paulo Leminski (SEED – PR), como artista e oficineira. Dedica-se a elaboração de projetos culturais e a criação de espetáculos teatrais, além de intervenções e oficinas que visam as relações interpessoais. É palhaça da Trupe da Saúde, projeto que realiza visitas semanais a hospitais de Curitiba e palhaça do grupo itinerante Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades. Em seus trabalhos com arte, educação e cultura, são presentes questões como sustentabilidade, consciência planetária e espiritualidade.

Gabriel Teixeira é músico com quase 30 anos de estrada e arte-educador. Nascido em uma família de artistas, viajou pelo mundo fazendo shows e experimentando diferentes culturas. Dedica-se a criação de trilhas sonoras para teatro, cinema e TV, e a produção de bandas e artistas independentes. Fez parte do projeto Arranjo Educativo Local (SESI-FIEP) como facilitador e educador ambiental, e do projeto Caravana da Poesia – Helena Kolody e Paulo Leminsk (SEED – PR). Integra inúmeras bandas e projetos artísticos, realizando e produzindo trabalhos de variados estilos e buscando uma abordagem consciente em tudo o que realiza. É parte fundamental do grupo itinerante Tripé Trip Trupe de Muitas Possibilidades, desenvolvendo-se como palhaço e músico.Laís Rossatto é arte-educadora e estudante de agroecologia. Dedica-se a pesquisa de cultura popular, música, teatro, fotografia e dança. Amante da vida, da arte e dos movimentos, busca através da vivência o conhecimento. Estudou dança na FUNCEB em Salvador e pesquisou a cultura e agricultura das comunidades litorâneas da Bahia. Foi integrante, da Caravana da Poesia – Helena Kolody (SEED – PR), como artista e oficineira. Durante dois anos atuou como eco-arte-educadora, junto a uma organização humanitária no sul de Minas Gerais, atendendo crianças e famílias carentes através de um projeto que levava arte, agroecologia e educação para o dia-a-dia das comunidades. Atualmente realiza formação acadêmica em agroecologia pelo IFPR e segue na incessante pesquisa e desenvolvimento humano, artístico e cultural.

1ª FEIRA DE VINIL DO ARMAZÉM GARAGEM

ENTRADA FRANCA
EXPOSITORES DE VINIL
CAMISETAS TEMÁTICAS
VINIL PARA DECORAÇÃO COM TEMAS
OUTROS MATERIAIS LIGADOS A BOA MÚSICA
ENCONTRO DE CARROS ANTIGOS
CHOPP & HAMBÚRGUERES ARTESANAIS

Local: O Armazém Garagem Bar fica na Br 277, número 2630 – Pista Lateral (sentido Ponta Grossa), no bairro mossunguê, em Curitiba – na entrada do conjunto Saturno, em frente a Copel.
Data: 17 de dezembro (domingo), a partir das 13h

Organização: Curitiba Vinil

Página do evento, aqui

E pra quem curte disco de vinil fica o convite para conhecer nossos patrocinadores, a LOJA DAS PULGAS, lá eles tem mais de 500 discos selecionados: rock, mpb, samba, sertanejo, música erudita e várias coletâneas e box. Tem de tudo!!! Venha curtir os discos da LOJA DAS PULGAS!!! Rua Pe Paulo Warkocz, 29, CIC / Orleans, Curitiba. Das 8h às 18h. Sáb. até às 13h. Clique neste link e confira alguns discos cadastrados!!! Na loja eles chegam até 20, 30% em descontos sobre esses preços 🙂

FILMES DE MINAS PARA MANAS, MONAS E NONAS

Em Curitiba. Entrada gratuita!

“Você consegue pensar rápido em algum filme que foi dirigido por uma mulher?
Você já parou para pensar na importância em narrativas dirigidas por mulheres?
Você sabia que de 1970 a 2016 as mulheres roteirizaram apenas 8% dos filmes no Brasil? E que na direção, a representação feminina é de 2%?
Você conhece o Teste Bechdel?

Em nossa primeira conversa, dentro de uma série e bate-papos que teremos na programação da exposição “O Museu é Feminista’ e outras esperanças sobre o futuro”, vamos conversar sobre esse assunto e aumentar o nosso repertório de filmes dirigidos, escritos e roteirizados por mulheres.

Quem conduzirá “Filmes de minas para manas, monas e nonas” é Mariana Bernal. Filmmaker, atua como produtora executiva, coordenadora de produção audiovisual e cultural. Já realizou a produção de mais de cem filmes publicitários, além de gerenciar diversos projetos culturais. Há três anos é produtora executiva e coordenadora do Festival de Cinema da Bienal de Curitiba. Foi produtora executiva e coordenadora de produção da primeira temporada dos programas de televisão Homens Gourmet e Comida Caseira do canal FOXlife.

Serviço:
Título: Filmes de minas para manas, monas e nonas.
Data: 9 de dezembro, sábado,das 15:00 às 16:00
Local: Museu da Fotografia Cidade de Curitiba, Local: Museu da Fotografia | Sala da exposição “O Museu é Feminista’ e outras esperanças sobre o futuro”.
Conversa com: Mariana Bernal

Página do evento, aqui

FESTIVAL ESTOPIM DIVULGA PROGRAMAÇÃO COM LINE-UP PLURAL E DEBATES SOBRE O MERCADO MUSICAL INDEPENDENTE

Realizado de 15 a 17 de dezembro, evento surge como um espaço para agregar vivências diversas e fomentar novas conexões

Curitiba recebe a primeira edição do Festival Estopim entre os dias 15 e 17 deste mês, com a proposta de impulsionar novas movimentações no cenário artístico. Idealizado pela Arnica Cultural, o evento reúne atrações independentes e painéis sobre o mercado musical. Um dos destaques do line-up é a banda Francisco, el hombre, que foi indicada ao Grammy Latino este ano e encerra a turnê “Eita, Fudeu!” na capital paranaense.

O Estopim também terá a banda goiana Carne Doce e o quinteto pernambucano Tagore, ambos com discos aclamados pela crítica especializada e passagem por grandes festivais brasileiros. Mulamba, Tuyo e Trombone de Frutas são outros três nomes de peso que integram os shows, compondo uma programação plural e relevante para a música nacional.

“A intenção é agregar vivências diversas e proporcionar conexões intensas. Queremos que o festival seja um combustível para pensar e articular nosso lugar nesse mercado e fomentar ainda mais a cena curitibana. A ideia é que o Estopim, além de crescer em si, dê força para desdobrar outros empreendimentos”, defende a produtora Leticia Martins.

Conteúdo relevante
Para contribuir com esse propósito, os painéis discutirão três eixos: gestão de carreira e autoprodução; festivais que movimentam o Sul; e iniciativas que reinventam as cenas independentes. “O mercado se transformou, temos novas formas de produzir música. A troca de informações aprimora o trabalho artístico e incentiva essa onda maravilhosa que estamos vivendo em Curitiba”, afirma o diretor de comunicação João Taborda.

Entre os convidados, estão representantes de vários projetos significativos na música brasileira. Alguns exemplos são as iniciativas Tenho Mais Discos Que Amigos, PWR Records, Onça Discos e Água Viva Concentrado Artístico; além das bandas Cora, Machete Bomb e Carne Doce; e dos festivais Psicodália, Musicletada, Enxame e Ruído CWB.

A bagagem da Arnica
Com um espírito de autogestão, a Arnica Cultural foi inaugurada em 2016 pela banda Trombone de Frutas. Além de ter recebido artistas como Di Mello e O Terno na casa localizada no Bigorrilho, o coletivo produziu o festival Biro Biro Day Show, na rua São Francisco; e o palco Arnica, durante o Festival Coolritiba, na Pedreira Paulo Leminski.

“Nosso objetivo sempre foi profissionalizar o cenário independente, com pró-atividade e coragem para desconstruir. O Estopim, com shows e ações formativas, é um passo importante para catalisar a cultura. Também estamos trilhando novos rumos, assumindo o caráter de selo musical e estúdio”, conta Rodrigo Chavez, um dos gestores da Arnica.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

_ 15/12, SEXTA-FEIRA: PAINÉIS
LOCAL: Arnica Cultural (rua Otelo Queirolo, 237 – Bigorrilho, Curitiba)
INGRESSO: gratuito, pela plataforma Sympla

_ 18h: FAZENDO O ROLÊ | Bate-papo sobre gestão de carreira e autoprodução
Convidados: Heitor Humberto, Salma Jô e Macloys Aquino (Carne Doce), Kaila Pelisser e Katherine Zander (Cora), Vitor Salmazo (Machete Bomb)

_ 19h30: AMPLIFICA AÍ | Um panorama dos festivais que movimentam o Sul
Convidados: Bina Zanette, Michelle Hesketh (Musicletada e Ruído CWB), Alexandre Osiecki (Psicodália), Jonas Bender Bustince (Festival Enxame)

_ 20h: BURACOS NO TETO | Iniciativas que reinventam as cenas independentes
Convidados: Tony Aiex (Tenho Mais Discos Que Amigos), Rodrigo Chavez (Arnica Cultural), Matheus Mantovani (Onça Discos), Hannah Carvalho e Leticia Tomás (PWR Records), Luciano Faccini (Água Viva Concentrado Artístico)

_ 16/12, SÁBADO: SHOWS
LOCAL: Hermes Bar ( rua Engenheiro Rebouças, 1645 – Rebouças, Curitiba)
INGRESSO: R$ 35 por dia de show ou R$ 60 o passaporte, pela plataforma Sympla

_ 20h30: Loop Room
_ 22h: Mulamba

_ 23h30: Carne Doce
_ 1h: Trombone de Frutas
_ DJ Baqueta

_ 17/12, DOMINGO: SHOWS
LOCAL: Hermes Bar ( rua Engenheiro Rebouças, 1645 – Rebouças)
INGRESSO: R$ 35 por dia de show ou R$ 60 o passaporte, pela plataforma Sympla

_ 19h: Tuyo
_ 20h30: Tagore
_ 22h: Francisco, el hombre
_ DJ Bila Sampaio

Para saber mais:
Facebook | Instagram | Evento | Ingressos

1ª FEIRA DE VINIL DO ARMAZÉM GARAGEM

ENTRADA FRANCA
EXPOSITORES DE VINIL
CAMISETAS TEMÁTICAS
VINIL PARA DECORAÇÃO COM TEMAS
OUTROS MATERIAIS LIGADOS A BOA MÚSICA
ENCONTRO DE CARROS ANTIGOS
CHOPP & HAMBÚRGUERES ARTESANAIS

Local: O Armazém Garagem Bar fica na Br 277, número 2630 – Pista Lateral (sentido Ponta Grossa), no bairro mossunguê, em Curitiba – na entrada do conjunto Saturno, em frente a Copel.
Data: 17 de dezembro (domingo)

Organização: Curitiba Vinil

Página do evento, aqui

E pra quem curte disco de vinil fica o convite para conhecer nossos patrocinadores, a LOJA DAS PULGAS, lá eles tem mais de 500 discos selecionados:  rock, mpb, samba, sertanejo, música erudita e várias coletâneas e box. Tem de tudo!!! Venha curtir os discos da LOJA DAS PULGAS!!! Rua Pe Paulo Warkocz, 29, CIC / Orleans, Curitiba. Das 8h às 18h. Sáb. até às 13h. Clique neste link e confira alguns discos cadastrados!!! Na loja eles chegam até 20, 30% em descontos sobre esses preços 🙂