PROJETO THEA: PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

O evento acontecerá no dia 14 de setembro a partir das 16 horas, promovendo intercâmbio artístico-cultural, com o objetivo de arrecadar donativos para a Casa da Mulher Brasileira em Curitiba, uma organização não-governamental que acolhe mulheres vítimas de violência doméstica. 

A cada 2 minutos, uma agressão contra mulher é registrada no Brasil. Por dia, 3 crimes de feminicídio são registrados. O machismo cala as mulheres pelo medo. E, mesmo quando se decide denunciar o agressor, a violência é propagada por falta de informação, falta de apoio, burocracia e por uma cultura vigente em que se questiona e culpa a vítima.

Informar, orientar, dar apoio e acolher ajuda a minimizar as dificuldades de quem enfrenta esse problema. Com isso em mente, o Projeto Thea vem promover um encontro com profissionais da área jurídica, social e da saúde, especialistas no combate da violência contra a mulher; com arte e reflexão, o apoio às redes de apoio às mulheres empreendedoras.

O Projeto Thea é uma iniciativa AsteroideBogotá, com patrocínio do Grupo Boticário e apoio do Projeto Pégaso.

PROGRAMAÇÃO:
(sujeita a alterações)
16h – Abertura da casa
16h10 – Abertura da exposição coletiva “Travessia“, curadoria de Ana Rivelles
Artistas:

Adelina Takako Nishiyama
Aricia Machado
Cintia Ribas
Deise Dias
Isabelle Mesquita
Lisa Panont
Polyanna Morgana
Vivien Zanlorenzi
16h15 – Abertura do Flash Tattoo com Giovanna Biglia
16h30 – Discotecagem com Carmen Agulham
17h – Exibição de filmes (longas e curtas) selecionados pela curadoria de Ray O’Haylle 
19h – Show com Brejeiras

*O bar estará aberto com venda de comidinhas e bebidas (Os valores serão revertidos para a campanha)
**Durante o evento disponibilizaremos consultoria jurídica gratuita.
***Os ingressos serão vendidos no dia do evento.

Como posso ajudar na campanha?
– Indo ao evento! (Se optar por pagar R$10,00 de entrada, o valor será revertido para a campanha. Se optar por levar a sua doação, melhor ainda!)
– Você também pode entregar sua doação nos pontos de coleta (informações em andamento);
– Adquirindo uma obra da exposição de arte;
– Comprando um dos pratos e/ou bebidas vendidos no evento. (O valor arrecadado será revertido para a campanha.)
– Divulgando o evento/campanha!
– Sendo voluntário no dia do evento!

O contato pode ser feito pelo WhatsApp (41 99581 3018 – Ana Rivelles).

SERVIÇO
Projeto Thea
Data: 14 de setembro (sábado)
Hora: 16h
Local: Asteroide Filmes, Rua Flávio Dallegrave, n 2661, Hugo Lange, em Curitiba.
Ingresso: R$ 10 ou um kit de higiene pessoal (sabonete, shampoo, escova e pasta de dentes) ou ainda, pijama, roupa íntima ou chinelos para doação à Casa da Mulher Brasileira.
Página do evento, aqui

BIENAL DE CURITIBA BUSCA MEDIADORES PARA PROJETO EDUCATIVO DA 14ª BIENAL DE CURITIBA

Bienal de Curitiba está em busca de mediadores para trabalharem no Projeto Educativo da 14ª Bienal de Curitiba, realizando mediação das exposições da Bienal em museus de Curitiba.

Pré-requisitos:
– Disponibilidade para trabalhar em Curitiba – PR de setembro de 2019 até março de 2020;
– Ser formado ou estar cursando Artes Visuais ou outras áreas do conhecimento, como História, Geografia, Jornalismo, Arquitetura, Antropologia, Cinema, etc.
– Não é necessário ter experiência com mediação, gostar de arte é o principal pré requisito.

A equipe de mediadores da Bienal passa por treinamentos e atividades de capacitação com artistas e curadores da edição, visando imergirem no contexto das mostras apresentadas. Trabalho remunerado.

Se interessou? Para se candidatar e saber mais informações sobre a vaga, envie seu currículo para educativo@bienaldecuritiba.com.br com o assunto “Vaga – Mediação”

fonte

DOC “FINA CAMADA DE GELO”

Com direção de Vinicius Ferreira, a produção é um recorte sobre a cena musical autoral da capital paranaense e faz parte de um projeto maior e homônimo, cujo lançamento ocorreu em outubro de 2017, com o livro de Eduardo Mercer, “Uma Fina Camada de Gelo: O Rock Autoral e a Alma Arredia de Curitiba“.

 Fina camada de gelo from rock curitiba on Vimeo.

Ficha técnica:
Direção e produção – vinicius ferreira
Direção de fotografia – vinicius gennaro
Produção executiva – fabiano neves
Roteiro – manoel de souza neto
Artes gráficas – castro pizzano
Videografismo – vinicius brandão
Montagem – vinicius ferreira/matheus dutra acervomusin/orlando azevedo
Câmera – danilo custódio/matheus dutra/vinicius gennaro/vinicius ferreira
Colorista – thiado maceno
Drone – leonardo salomão
Suporte – isabela lanave/walter thons/matheus dutra
Som – luigi castel/lucas maffini/guilherme hahn
Desenho de som – eduardo alves
Pesquisa de trilha sonora – manoel de souza neto/digão duarte/vinicius ferreira
Assessoria de imprensa – de inverno comunicação/adriane perin
Mídias sociais – de inverno/marcos paulo anubis
Distribuição – etno filmes
Apoio – anotherother/mangle music/musin/casatreze studio/soy latino bar
Aagradecimentos – a todos que fazem parte dessa história
Elenco – helinho pimentel/paulo teixeira/eduardo mercer/fernando tupan
rodrigo del rei/margot brasil/marcel felipe prestes/guto dias
jr ferreira/fábio elias/adriane perin/wallace barreto
fabiano neves/victor frança/daniel azulai
manoel de souza neto/eduardo pizzato/bernardo bravo
rayssa fayet/estrela leminski/téo ruiz/léo fressato

SESI PROMOVE MOSTRA PAULA GAITÁN DE CINEMA EXPERIMENTAL

A cineasta é destaque na programação do Centro Cultural Sistema Fiep

Iniciando as atividades do Núcleo Audiovisual Sesi|PR de Videoarte e Cinema Experimental, o Sesi Cultura Paraná promove de 30 de julho a 2 de agosto duas mostras que apresentam um panorama das obras da artista visual, fotógrafa, poeta e cineasta Paula Gaitán. Sua carreira autoral inclui dezenas de documentários, trabalhos em videoarte e instalações em diversas exibições coletivas.

Gaitán nasceu em Paris, em 1954, e é formada em Artes Visuais na ​Universidad de Los Andes de Bogotá, Colômbia. Paula começou a trabalhar com cinema em 1978, sendo Diretora de Arte do clássico “A Idade da Terra”, de Glauber Rocha. A partir desse trabalho, veio para o Brasil e desenvolveu parceria artística intensa com Glauber. Suas produções aliam a linguagem cinematográfica às artes plásticas. 

A ação realizada no Centro Cultural Sistema Fiep, na Unidade Dr. Celso Charuri, vai exibir ao público produções diversas da artista, das mais famosas às pouco difundidas. A programação conta com: uma mostra principal que exibe cinco obras da cineasta, um momento de bate-papo e uma mostra paralela, onde serão exibidos filmes da artista em looping durante oito horas. Confira a programação completa:

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paula Gaitán de Cinema Experimental

Sessão de Abertura: ​Diário de Sintra​ (2008)
Em que se diferem o viajante e o exilado? Como pensar a memória criada no exílio? Esses são os eixos pelos quais gira “Diário de Sintra” (2008), de Paula Gaitán. O filme é um relato poético do exílio de Glauber Rocha nessa cidade, em que as fotografias servem de guia mnemônico para a busca de vestígios da passagem do cineasta por Sintra. O filme se constrói na fronteira de uma memória fragmentada, involuntária, inconclusa e precária.
Data: 30 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h30min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Agreste​
O agreste pode ser vários lugares, assim como Marcélia Cartaxo pode ser várias mulheres. A atriz é colocada frente à natureza e outras figuras femininas, duplos seus em alguma instância. Desses encontros surgem novas possibilidades de se operar no mundo da representação.
Data: 31 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h18min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Exilados do Vulcão
Ela conseguiu salvar do incêndio uma pilha de fotografias e um diário com frases escritas à mão. Essas palavras e rostos são os únicos rastros deixados pelo homem que ela um dia conheceu e amou. Cruzando montanhas e estradas, ela tenta refazer os passos dele. Os lugares que ela visita carregam pessoas, gestos, lembranças e histórias que, pouco a pouco, se tornam parte de sua vida.
Data: 1 de agosto
Horário: 19h
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Monsanto (2008) | Memória da Memória (2013) e
Bate-papo com Paula Gaitán
Monsanto – A passagem pela cidade de Monsanto, em Portugal, é marcada pelo entrelaçamento da natureza com memórias involuntárias.
Memória da Memória – Aquele que não tem limites, pleno de afeto e imaginação.
Data: 2 de agosto
Horário: 19h – exibição dos filmes | 20h – bate-papo com Paula Gaitán
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paralela / Paula Gaitan

Serão exibidos na Galeria do Centro Cultural Sistema Fiep filmes da artista Paula Gaitan, das 14h às 22h, em looping. Confira a programação:

Uaka (Doc/ 1988/ 1h17min)
No Xingu, todos os anos se celebra na aldeia kamaiurá o Quarup, grande acontecimento festivo no qual os homens roubam o fogo divino, espalhando-o pela terra. Nove tribos participam do ritual ao som das flautas uruá, com a participação dos pajes Tacumã, Sapaim e Prepori, entre outros.

Lygiapape (Doc/ 1991/ 43min)
O filme parte de instalações de Lygiapape para recriar seu universo visual e sonoro.

Eliane Radigue (Doc/ 2008/ 25min)
Paula Gaitán encontra Éliane Radigue, uma das mais importantes compositoras da música experimental.

Vida (Doc/ 2008/ 1h07min)
Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade. A construção da ação poética do ator como um grito de liberdade que ilumina.

Kogi (Doc/ 2009/ 13min)
Kogi é uma viagem imaginária à nação indígena Kogi situada na Serra Nevada de Santa Marta na Colômbia. Para os Kogi, existe um grande espelho que divide dois mundos, o mundo das percepções, sensorial, do mundo abstrato dos significados, nomeado de Aluna.

Noite (Exp/ 2014/ 1h23min)
“Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence à luxúria. Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence a nós”. (Patti Smith)

A Chuva no Meu Jardim, Agnés Varda (Doc/ 2015/ 29min)
Em outubro de 2014, tivemos a oportunidade de conversar com Agnès Varda em sua casa na rue Daguerre em Paris. “La pluie dans mon jardin” é resultado desse encontro.
Data: 30 de julho a 2 de agosto
Horário: das 14h às 22h
Duração: 8 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura /
www.facebook.com/sesiculturapr

Página da mostra:
www.facebook.com/events/448207732397247/

SESI CULTURA 
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de uma forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

CASTING CURITIBA

Agência de modelo com apenas perfis negro de 03-80 anos em Curitiba (não precisa ter experiência) seleciona! Quem tiver interesse em fazer parte do casting, envie uma foto atual, nome, idade e telefone, no email: contato.tuttan@gmail.com

KLÜBER – DETOX (CLIPE OFICIAL)


videoclipe da música Detox, do músico Klüber 

Direção: Isabella Mariana
Conceito: Klüber e Isabella Mariana
Montagem: Thiago Pereira
Cor: Isabella Mariana e Thiago Pereira
Direção de Fotografia: Matheus de La Palm
Assistente de Fotografia: Sofia Toso, André Andrade
Direção de Arte: Raul Krüger
Assistente de Arte: Bruna Paholsky, Helana Wichinoski
Produção executiva: Klüber, Helana Wichinoski, Bruna Paholsky
Figurino: Isabelle Krauze
Maquiagem: Thairine Cordeiro
Contrarregra: Stefano Lleporino, Jorge Martins Marques, Guilherme Busato
Making of: André Andrade
Locação: Mamute Lounge em Piraquara/PR. Pedreira desativada em Piraquara/PR

Apoio: VIDEOLOC
Agradecimentos: Mamute Lounge, Marcio Murilo Tesserolli, Angelo Maximo, Reptilia, Heloisa Strobel Jorge, Leveza do Ser, Brotto, Dan Lira Tolomoni, Sol Pizzatto, Jessica Klüber, Russil Klüber, Murilo Silvestrim, Mariê Mazer, Rafael Lorran.

Detox – Klüber Voz, piano, estalos, letra e música: Klüber Produção musical: Murilo Silvestrim Captação, edição, mixagem e masterização: Guilherme Silveira Gravado em março de 2019.

Letra:
Numa mão vai o suco detox, noutra vai o pacote de salsichas
Tanta água que jorra em tanto chafariz aa
Tanta água que falta em tanto canto do país
Há muita gente que chega, é atendido e sai
Há tanta vez que não chega nunca
Tanta gente que espera em fila de hospital
Mas a preferência é do acidente da família global
O pobre resignado, o rico avarento… ambicioso, ai! a
É preciso saber sobre os artrópodes e miriápodes a
Mas não sobre o sistema sócio-político-econômico
Isso é bestêra, me’rmão… Não precisa não
Eu sou vegetariano e cuido dos animais, mas também sou fumante e não cuido de mim
Eu não sou preconceituoso, mas até tenho amigos que são
Eu não gosto de maconheiro, mas dirijo alcoolizado
Não sei o que é pior, a ignorância ou o capitalismo
Sei que eu sou chato, mas você o é também
Quando não questiona nada e vai na onda de outrem

Klüber 
Canal do youtube, aqui
Fanpage, aqui

99 DÁ DESCONTO DE 20% PARA IR AO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA

Usuários do app oficial do evento poderão utilizar o benefício duas vezes por dia, válidos para os locais de exibição e festas

A 99 é o aplicativo oficial de mobilidade urbana do 8º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba. Para mostrar seu apoio à cultura e à arte, cada usuário da plataforma terá 20% de desconto por duas vezes ao dia nas viagens para os locais de exibição dos filmes ou festa referente ao evento.

O Festival Internacional de Cinema acontece entre os dias 05 e 13 de junho, ocorre em três locais diferentes: no Shopping Crystal (Espaço Itaú), Shopping Novo Batel (Cineplex Batel) e no Cine Passeio.  Os descontos são válidos para a categoria 99Pop e para pagamentos dentro do aplicativo, durante o festival.

Para saber mais sobre o evento, acesse o site e confira a programação completa de exibições, festas e seminários, aqui

Confraternização
O Festival de Cinema traz momentos de confraternização para aproveitar junto com os amigos. Confira os endereços abaixo das festas, os descontos no transporte são automáticos dentro do app:

05/06 – Espaço Fantástico das Artes – Al. Princesa Izabel, 465
06/06 – Erva Doce – R. Paula Gomes, 380, centro de Curitiba
07/06 – Pulp Bar – R. Jaime Reis, 598
08/06 – Sociedade 13 de Maio – R. Des. Clotário Portugal, 274 
09/06 – A Caiçara – R. Dr. Claudino dos Santos, 90 (Largo da Ordem)
10/06 – Sláinte Beer Garden – Al. Pres. Taunay, 435
11/06 – Garden Hamburgueria – Av. Jaime Reis, 22 (Cavalo Babão) 
12/06 – Basement Cultural – R. Des. Benvindo Valente, 260   

Sobre a 99
A 99, empresa brasileira de tecnologia que conecta passageiros e motoristas através de seu aplicativo, faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”). O aplicativo conecta mais de 600 mil motoristas a 18 milhões de passageiros em mais de 1.600 cidades no Brasil. Como uma das maiores provedoras de mobilidade do país, a startup oferece três tipos de serviços na sua plataforma: 99Pop, categoria de carros particulares presente em mais de 40 regiões metropolitanas e grandes cidades; 99Taxi, categoria que cobre todo o Brasil; e 99Top, serviço de táxis de luxo oferecido em São Paulo.

LINA BO BARDI DE AURÉLIO MICHILES

LINA BO BARDI, 50min. Brasil, 1993 Direção: Aurélio Michiles

Esta cinebiografia da arquiteta ítala-brasileira Lina Bo Bardi (1914-2014) traça o percurso desde sua chegada ao Brasil – vinda de uma Itália arrasada pela Segunda Guerra – até o seu último projeto, a recuperação do Palácio das Industrias – transformada em sede da prefeitura de São Paulo. Depoimentos: Darcy Ribeiro, Caetano Veloso, Pierre Verger, Zé Celso Martinez Correa, Wally Salomão, Frei Betto, Pietro Maria Bardi entre outros. Participação Especial: MARIA BETHANIA. FICHA TÉCNICA Direção/Edição: AURÉLIO MICHILES Direção de Fotografia: RODOLFO SANCHEZ Roteiro e Pesquisa: ISA G. FERRAZ Produção e Assistente de Direção: ELAINE CESAR Música: PAULO TATIT e SANDRA PERES Participação Especial: BANDA OLODUM (mirim) Narração: RODRIGO SANTIAGO Realização: INSTITUTO LINA BO e P.M. BARDI

CRÍTICA O ESTADO DE SÃO PAULO, 22.07.1993 “… um belo e sensível registro da trajetória da autora de prédios importantes como o Museu de Arte de São Paulo (MASP) ou SESC-Pompéia. Um espetáculo imperdível para quem quer conhecer melhor uma época em que o Brasil sentia orgulho do Brasil e na qual se apostava em um rico processo civilizatório nascido das coisas da terra”. ANGÉLICA DE MORAES.