OZZ EXPERIMENTAÇÕES CULTURAIS

Sábado, dia 21 de abril, será lançado em Curitiba o projeto Ozz Experimentações Culturais! E você está convidadíssimo!

“Saca só a pira! Um ciclone atingirá a casa verde e irá leva-la para outro mundo!! Mas antes que alguém se sinta órfão deste role… NÃO SE PREOCUPEM!! A turma do Mágico de Oz vai chegar para levantar o astral de todos!

Assim como o universo de Oz, rico em histórias e fantasias, teremos diversas atrações iradas para vocês:

– Música ao vivo e no Toca-Disco!
Franco Das Camélias (www.francodascamelias.wordpress.com.)
VINYL Rap (www.facebook.com/vinylcwb/)
Banda Freeling (www.facebook.com/freeling.music/)

– Record Store Day, Feira de Vinil e Livrozz

– Culinárias (rangos veganos e não veganos, docess, tortas, muita coisa)
Sorvetes (www.facebook.com/QuebraGeloSorveteria/)

– Expozzições (ilustrações, fotos, pinturas)
Lucas Chierigatti (www.facebook.com/lchierigatti)
Ana Carolina Marinho (www.facebook.com/anacwbb)
Caliel Hauffe (www.facebook.com/caliel.hauffe – instagram @peaceflow.artes)

– Bazar de Roupas
Mayara Mamede (www.facebook.com/mayara.correa.3705)

– Flash de Tattoo
Eloiza Montanha (www.facebook.com/eloteeeee)

– Massagista (isso mesmo que você leu!)
Pedro Wistuba (www.facebook.com/pedro.wistuba)

– Intervenções malucas

-Bera geladíssima e outrozz goles irados! (inclusive um especial feito para a ocasião)

*** Ao longo dos dias anunciaremos os artistas e colaboradores do evento, fiquem ligados!
*** Tragam seus copos e canecas para preservarmos pelo meio ambiente!
*** Cangas e cadeiras também serão bem vindas, sintam-se em casa!
*** O melhor amigo do homem está mais do que convidado também! Tragam seus pets!! (dogs, calopsitas, gatos, peixes, répteis)

Serviço:
Chalakazam! Adiós Casa Verde
Local: Rua José Merhy, Boa Vista, Curitiba,
Data:
Valores:
R$10,00 – Confirmando presença e nome no mural do evento!
R$15,00 – Na hora, sem confirmar presença.
Organização: Ozz Experimentações Culturais

Confira a página do evento, aqui

NA-NU NA GIBITECA DE CURITIBA

Comemorando dois anos de blog e vinte anos do lançamento do NA-NU original, dia 19 de maio, o NA-NU promove encontro na Gibiteca de Curitiba em nome do quadrinho, da arte e da cultura local. Com show da banda Vida ruim, feira de quadrinhos e arte local e bate papo sobre a produção atual de HQs. Entrada gratuita!!!

Vem aí o evento do NA-NU na Gibiteca de Curitiba

O blog do NA-NU está comemorando dois anos de existência, além disso, vinte anos atrás era lançada a edição zero do fanzine NA-NU. Para comemorar, o NA-NU vai promover um encontro no dia 19 de maio, sábado, na Gibiteca de Curitiba para exaltar a história, a diversidade e a importância da produção artística local, com foco nos quadrinhos.

NA-NU era o nome que levava um fanzine de quadrinhos, textos e poemas produzido por um grupo de artistas que durou de 1997 à 2002.

Durante as próximas semanas, o blog do NA-NU vai trazer detalhes sobre as atrações, convidados, expositores e parceiros participantes do evento, que vai contar com mostra de filmes, bate papo sobre a produção atual de quadrinhos, feira de quadrinhos, arte e produção local e apresentação da banda Vida Ruim.

Serviço:
NA-NU na Gibiteca de Curitiba
Local: Gibiteca de Curitiba, Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, centro de Curitiba

Data: Sábado, 19 de maio, das 14:00 às 19:00
Entrada gratuita!
Confira a página do evento, aqui

COOLRITIBA FOMENTA SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Festival vai além da música e da arte com ações que protegem o meio ambiente e deixam um legado para a cidade

Os grandes eventos musicais, levam aos shows milhares de pessoas que se emocionam ouvindo os seus ídolos. Apesar de todos os benefícios que a música traz, muitos desses fãs não sabem que para a realização desses espetáculos, existe uma série de atividades que causam impactos ao meio ambiente e à comunidade ao seu redor. Pensando nisso, o Festival Coolritiba investe em ações de sustentabilidade e responsabilidade social, fomentando o engajamento dos jovens e deixando um legado permanente para as futuras gerações.

Compensação de gases
A Seven Entretenimento firmou uma parceria com a ORMA, empresa especializada que elaborou o inventário de emissões de gases de efeito estufa durante a preparação e o dia do festival. Foram contabilizadas as emissões dos deslocamentos terrestre e aéreo dos artistas e produção, acomodações, veículos de apoio, energia elétrica, geradores, resíduos orgânicos e efluentes. As emissões serão compensadas com a aquisição de créditos de carbono de projetos socioambientais, que através dos recursos dos créditos, viabilizaram a redução das emissões de gases de efeito estufa. Com isso, o Coolritiba é um dos únicos eventos de grande porte que possui 100% dos gases compensados.

Esta iniciativa é uma oportunidade para o festival demonstrar o seu compromisso para uma economia de baixo carbono. O Coolritiba não está apenas se comprometendo em calcular e compensar as suas emissões de gases de efeito estufa, mas também a sensibilizar o público e a comunidade sobre a importância do tema, encorajando a todos a introdução de melhores práticas no seu dia a dia.

Para garantir a sustentabilidade do evento, a organização adota ainda uma série de medidas, entre elas: reciclagem do lixo gerada no evento, disponibilização de lixeiras adequadas para a separação do lixo, cenografia feita com material reciclado e copos e utensílios sustentáveis. Para completar, a água no festival é gratuita, diminuindo o consumo de garrafas e galões plásticos, além de garantir a hidratação de todos!

Por um mundo melhor
Com forte apelo social o festival retoma as práticas de doações adotadas na primeira edição: os visitantes serão convidados a doar um livro na entrada da Pedreira Paulo Leminski, para o projeto da Freguesia do Livro, bem como agasalhos para a campanha Espalhe Calor, da Provopar.

Seguindo o conceito de promover atitudes que mudam o mundo, o Coolritiba contará com ações especiais para deixar um legado para a cidade. Uma delas será em prol da organização internacional TETO, que atua para garantir o direito à moradia nas favelas do país, por meio de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias das condições de moradia e habitat. O festival também terá um espaço para divulgação da organização.

Parte da renda dos ingressos da área VIP também será revertido para contribuir com a revitalização das fachadas de prédios históricos da cidade com o apoio da Prefeitura de Curitiba e de artistas locais, uma forma de incentivar o engajamento social antes, durante e depois do evento.

MÚSICA, PAIXÃO E TECNOLOGIA

 

Projeto visa contribuir para a expansão e profissionalização do cenário musical em Curitiba

O Teatro Paiol recebe, nos dias 17 e 18 de abril, o projeto Música, Paixão e Tecnologia, uma série de workshops com quatro músicos com percursos reconhecidos no cenário nacional e internacional. A entrada é franca, mediante inscrição prévia na plataforma Sympla.

Os workshops tem como  proposta o direcionamento musical e de carreira para músicos profissionais, estudantes, músicos amadores, comerciantes e funcionários do segmento. Serão abordados conceitos de estilo musical, linguagem, interpretação, harmonia, improvisação, uso da tecnologia na produção musical, gestão de carreira, dentre outros assuntos.

Para esta edição,  os workshops contarão com os músicos, aclamados internacionalmente, Pepeu Gomes, Edu Ardanuy, Raul Misturada e Edgard Cabral.

Pepeu Gomes compartilhará com o  público seu percurso, em formato de aula show,  instrumentalizando os alunos a partir de sua vasta experiência no meio musical; Edu Ardanuy focará seu workshop teórico acerca de questões  do “Mean Stream”; Edgard Cabral discorrerá sobre sua experiência como músico acompanhante de grandes artistas e sobre sua experiência como produtor de estúdio e Raul Misturada, focará sua fala a partir da relação de música e tecnologia, em uma aula show.

O universo dos artistas é bem maior do que a imprensa consegue veicular ou do que as prateleiras das lojas conseguem expor. Aqueles que vivem da música ou possuem a música como atividade complementar em suas vidas, ficam um tanto confusos sobre quais os caminhos devem trilhar para atingir seus objetivos, assim, a série de workshops pretende instrumentalizar, a partir dos contextos de experiência dos músicos convidados, músicos profissionais, estudantes, amadores e outros membros ligados à cadeia produtiva da música, contribuindo para expansão e profissionalização da área.

Todos os  workshops  serão gravados em vídeo e disponibilizados no Youtube na íntegra em formato de vídeo aula para os interessados. O material terá acesso gratuito.

Música, Paixão e Tecnologia, uma realização de Cactus Raius Arte & Rock’n’Roll e Creation FD,  tem o incentivo do PROFICE, Governo do Paraná, com apoio da Havan e Fundação Cultural de Curitiba.

SOBRE OS MÚSICOS:

Edu Ardanuy: considerado pela crítica especializada um dos melhores guitarristas da atualidade. Integrante e formador da banda de hardrock Dr. Sin, conhecida e respeitada no mundo todo. Paralelo a isto, Ardanuy desenvolve outros projetos ligados à música, sejam eles solo ou com outras bandas. Destaca-se também por sua atuação como compositor, produtor musical e arranjador.

Edgard Cabral: músico, compositor, produtor e arranjador musical. Edgar Cabral é conhecido por sua vasta experiência em gravações em estúdio, sua técnica apurada, além de músico acompanhante de grandes nomes, principalmente no meio gospel, mas também no meio secular: André Valadão, Nívea Soares, David Quinlan, Ana Paula Valadão, Pr. Cirilo “Santa Geração”, Leonardo Gonçalves, Nelson Ned, entre outros.

Raul Misturada – Foto Nadja Kouchi

Raul Misturada: Cantor, compositor, multi instrumentista, arranjador e produtor musical. Esses são os atributos que compõem as várias facetas do pernambucano Raul Misturada, nascido em 1986, na cidade de Recife. Em 2009 lançou seu primeiro disco: Artista Brasileiro, com formação para Orquestra de Câmara. Em 2011, iniciou uma um novo trabalho com o acordeonista Bruno Moritz (SC), fruto dessa parceria nasceu o disco “Capim Limão”, o mesmo conta com a participação de Arismar do Espírito Santo (SP) nas guitarras. Em 2013, lançou em parceria com o Mazin Silva o disco Quântico. Em sua atuação como arranjador e produtor musical já executou mais de vinte trabalhos do jazz ao metal, porém todos trabalhos que buscam experimentar novas possibilidades sonoras. Raul Misturada também ministra workshops e cursos de música e tecnologia musical.

Pepeu Gomes: um dos nomes mais significativos da música brasileira, história viva e revolucionária de nossa música. Na década de 70, com Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantos, Luiz Galvão e Baby Consuelo, formou o grupo Novos Baianos, respeitado no mundo todo por sua riquíssima produção musical. Também seguiu em carreira solo e continuou destacando-se no cenário musical mundial. Apesar de seu grande reconhecimento como guitarrista, estando entre os melhores do país, Pepeu Gomes é um exímio cantor, produtor musical, arranjador e compositor. Muitas de suas canções também fazem parte da televisão brasileira (novelas, filmes, etc.).

MÚSICA, PAIXÃO E TECNOLOGIA
TEATRO PAIOL (Praça Guido Viaro, s/n, Prado Velho)
EDGARD CABRAL – 17/04 às 16h30
RAUL MISTURADA – 17/04 às 19h00
EDU ARDANUY – 17/04 às 20h30
PEPEU GOMES – 18/04 às 20h00

ENTRADA FRANCA– Inscrições pela plataforma SYMPLA, até o dia do evento: A entrada no evento se dará com a apresentação do comprovante de inscrição. (lotação 200 pessoas por workshop)

LINKS PARA INSCRIÇÃO:
Edgard Cabral – aqui
Raul Misturada – aqui
Edu Ardanuy – aqui
Pepeu Gomes – aqui

Mais informações na página do projeto, aqui

NESTE SÁBADO ::: 1ª FEIRA DE LIVROS E DISCOS ERVA DOCE DOCERIA BAR

Neste sábado, dia 14 de abril, a Erva Doce Doceria Bar promove sua sua 1ª Feira de Livros e Discos! Com livros a partir de R$3,00, centenas de discos de vinil, comidinhas maravilhosas, chope artesanal e bebidinhas quentes! E música ao vivo a partir das 18h com CARATUVA CHORO TRIO.

A feira é uma parceria entre a doceria mais charmosa do centro de Curitiba e a a Loja das Pulgas, Amigo Animal e o blogue FATO Agenda. Aproveite os mega descontos desta feira!!!

Livros
Livros de todos os tipos: literatura brasileira, universal, coletâneas, livros técnicos, livros infantis em inglês, revistas e gibis. Livros pra todos os gostos e bolsos! Aproveite o cesto de livros com preço único. Livros a partir de R$3,00 – pra todo mundo sair carregado de livros da nossa feira!

Discos
No acervo, mais de 800 discos de vinil com até 30% em descontos. Duas caixas de “3 discos por R$10,00”. Discos de rock, samba, mpb, música erudita, compactos.

Vale lembrar que a Loja das Pulgas comercializa as doações da Associação do Amigo Animal – associação sem fins lucrativos que abriga mais de 1000 cachorros resgatados (em Curitiba e região) e os encaminha vacinados, castrados e desverminados para adoção responsável. Então as vendas das feiras vão contribuir com esse trabalho!

Erva Doce Doceria Bar
Uma doceria charmosa no centro boêmio da cidade! Com doces, pizzas, chope artesanal e bebidinhas doces. A doceria tem um teatro dentro ainda, um lugar que vale muito a pena conhecer!

Caratuva Choro Trio
Eba!!! Música ao vivo confirmado na 1ª Feira De Livros E Discos Erva Doce Doceria Bar!!! Chorinho por conta CARATUVA CHORO TRIO no Erva Doce: às 18h.

Serviço:
1ª FEIRA DE LIVROS E DISCOS ERVA DOCE DOCERIA BAR
Data: 14 de abril, sábado, a partir das 16h (segue noite adentro!)
Local: Rua Paula Gomes, 380, São Francisco, Centro boêmio de Curitiba
Página do evento, aqui
Informações sobre a feira: (41) 99745-5294 / lojadaspulgascwb@gmail.com
Fanpage: Erva Doce Doceria Bar
Fanpage: Loja das Pulgas
Associação do Amigo Animal: www.amigoanimal.org.br

Produtos da Loja das Pulgas no MercadoLivre, aqui. Alguns discos da loja, aqui

CAIXA CULTURAL TRAZ A CURITIBA O GRUPO TRAMPULIM COM O ESPETÁCULO MANOTAS MUSICAIS

Uma das maiores companhias de circo do Brasil, o Grupo Trampulim, que completa 24 anos de atividades, alia a linguagem do palhaço à música e à improvisação num espetáculo cheio de humor para todas as idades

A CAIXA Cultural apresenta ao público de Curitiba um dos mais divertidos espetáculos de palhaços. “Manotas Musicais” conta as peripécias dos palhaços Benedita Jacarandá e Sabonete que decidem ser músicos clássicos. Para isso, convidam uma banda composta por três atrapalhados integrantes. No meio da performance, Benedita e Sabonete também resolvem ser maestros e transformam a plateia em orquestra, gerando situações que arrancam gargalhas do público. Com um repertório eclético, jogos musicais e gags tradicionais de palhaço, Benedita e Sabonete conduzem o espetáculo de maneira divertida e surpreendente.

“Manotas Musicais” utiliza 250 tambores como forma de comunicação e aproximação com o público, propondo que o mesmo se torne protagonista e integre o espetáculo. Os tambores são distribuídos durante a apresentação. Aliado a esta proposta musical está o jogo do palhaço. Nesse espetáculo, as gags tradicionais ganham nova roupagem e são um convite ao riso e à inversão da lógica. O repertório deste espetáculo vai desde “O Trem caipira”, de Heitor Villa Lobos, a músicas inventadas pela banda de palhaços.

Sobre o Grupo Trampulim
O Grupo Trampulim é uma das maiores companhias de circo do Brasil. Criado em 1994, já criou 18 espetáculos e recebeu diversos prêmios. Especializou-se na linguagem do palhaço que, aliada à música e à improvisação, forma o eixo artístico da companhia. Reconhecido por sua maneira autêntica de se comunicar com o público, realiza turnês no Brasil e no exterior. Também desenvolve diversos projetos sociais para empresas.

É formado por um grupo de artistas comprometidos em fazer de sua arte uma ferramenta para surpreender, emocionar e transformar as pessoas. Por meio de espetáculos, oficinas e workshops, o Grupo Trampulim difunde seu trabalho artístico e pedagógico e aprimora o seu olhar e a sua maneira de lidar com a arte do palhaço.

Oficina “O Jogo do Palhaço”
Prevista para os dias 12 e 13 de abril, a oficina “O Jogo do Palhaço” será ministrada por artistas do Grupo Trampulim na CAIXA Cultural Curitiba. A oficina é voltada a atores e interessados pelas artes circenses com idade a partir de 16 anos. Permite ao participante compartilhar caminhos e métodos eleitos pelo Grupo Trampulim durante sua trajetória que levam à descoberta, construção e desenvolvimento de um “estado fértil” para o desenvolvimento do palhaço.

O trabalho se baseia na metodologia da canadense Sue Morrison denominada “O Clown através das máscaras”. Realiza, a partir de improvisações, jogos e exercícios corporais específicos que permitem o reconhecimento e a manutenção da inspiração, intuição, entrega e criação, entre outros pré-requisitos para o jogo do palhaço. Na oficina, os participantes aprendem que ser palhaço ultrapassa a condição de fazer graça. Requer escuta, sensibilidade e presença ativa, dentre tantos outros requisitos. A profundidade e a interdisciplinaridade dessa condição exigem que o aprendiz, artista ou amador, lance mão de vários saberes para alcançar a condição de simplesmente ser um palhaço.


Serviço:
Teatro: Manotas Musicais por Grupo Trampulim
Local: CAIXA Cultural Curitiba. Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR).
Data: 14 e 15 de abril de 2018 (sábado e domingo)
Horário: sábado, às 15h e às 18h; e domingo, às 15h.
Ingressos: vendas a partir de 07 de abril (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 14h às 19h.)
Classificação etária: Livre
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Oficina: “O Jogo do Palhaço”
Data: 12 e 13 de abril de 2018.
Horário: das 18h às 22h
Inscrições: Pelo e-mail trampulim@trampulim.com.br / até o dia 08 de abril. O resultado será divulgado no dia 09 de abril no facebook.com/CaixaCulturalCuritiba.
Vagas: Limitadas (Para atores maiores de 16 anos.)

Informações e entrevistas:
Maria Celeste Corrêa – (41) 9 9995 0169 / 9 8786 4465
fernandezcorreamc@gmail.com

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Curitiba (PR)
(41) 3544-5641
www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA
www.caixa.gov.br/cultura

ATORES, MÚSICOS E DRAG QUEENS CELEBRAM O BREGA EM SHOW MUSICAL

Simone Magalhães. Crédito da foto: Luizo Cavet 

O que torna uma coisa brega? É ser popular? É ser exagerada? Sentimental? Tudo que é popular é brega?

O certo é que a cultura popular e a erudita sempre se alimentaram uma da outra. A gente vê isso na moda, quando, por exemplo, um designer renomado usa tecidos ou estampas que são de gosto popular, isso vira tendência nas revistas e desfiles por uma estação, e pouco tempo depois as mesmas estampas e tecidos estão de novo nos camelôs e shoppings populares. Na música, a gente também vê o tempo todo certos ritmos e estilos sendo reinventados passando do gosto popular pra grupos mais restritos, e depois serem novamente reinventados pela cultura popular. Isso aconteceu com o funk, com o soul, o hip hop, o samba, e com o próprio brega – que também é um estilo musical.

Reunindo 15 artistas em cena, entre atores, músicos e drag queens, Breguenaits propõe uma celebração da cultura brega num show que mistura música, teatro e humor. No repertório, sucessos de Wanessa Camargo, Fafá de Belém, Nelson Ned, Molejo, Sula Miranda, entre vários outros.

“A gente partiu dos artistas com quem tínhamos vontade de trabalhar. Falamos com as pessoas e vimos o que elas tinham vontade de fazer, que músicas elas tinham vontade de interpretar em cena”, conta Luciano Faccini, músico e compositor que surgiu com a proposta e também produz o evento. “A etapa seguinte foi tentar organizar com isso um repertório que passasse por diversos estilos e épocas, com foco na música brasileira e latino-americana, e que fosse engraçado, envolvente, emocionante”, complementa Dalvinha Brandão, que é drag queen e também produtora dessa noite.

Segundo Luciano, o processo de ensaios trouxe várias descobertas. “Todo mundo ficou muito empolgado com a ideia. Cada um carrega consigo uma ideia do é brega, e essa celebração também é uma relação afetiva que estende por coisas como onde cada um nasceu ou cresceu e como era esse ambiente musical”. Ele continua: “A gente foi vendo que, ao mesmo tempo em que tinha uma vontade grande de tocar essas músicas, lá no fundo às vezes tinha uma resistência, uma vergonhinha. Mas a banda foi criando uma sintonia tão forte, e os músicos já se conhecem e tocam junto há tempos, então tudo foi fluindo de um jeito muito tranquilo”.

Sobre o público, eles esperam reunir uma grande diversidade de pessoas. “É o tipo de show que qualquer pessoa pode gostar, tanto faz a idade, profissão, gênero, se é rico, pobre, todo mundo lá no fundo conhece essas músicas de cor e adora cantar junto. E o espaço, o Basement, também é um lugar que recebe as pessoas muito bem”, comenta Luciano. E Dalvinha completa: “Pode convidar o pai, a avó, o colega de trabalho, a professora, a vizinha, que todo mundo vai se divertir, estamos garantindo”.

Para o restante da noite, a dupla garante que ninguém volta pra casa tão cedo. “Uma das várias parcerias felizes que a gente teve foi com os DJs André Cardoso (Gosmma) e o Gui Jaccon, que fazem a Festa das Excluídas e a Laquê 80. Os dois pesquisam muito essas vertentes da música brasileira e vão trazer música pra gente dançar até ficar sem pé”, conta Dalvinha.

Fernanda Fuchs. Fotografia: Luizo Cavet

Serviço:
Breguenaits
DATA/HORA: 13 de abril, às 21h.
LOCAL: Basement. R. Des. Benvindo Valente, 260. São Francisco, Curitiba, PR.
INGRESSOS: R$40 e R$20 reais (meia entrada).
Antecipados: aqui
Página do evento: aqui
Facebook: www.facebook.com/breguenaits/

Etruska Waters. Fotografia: Luizo Cavet

FICHA TÉCNICA
Concepção e Produção: Luciano Faccini e Dalvinha Brandão
Elenco: Jo Mistinguett, André Garcia, Amira Massabki, Luciano Faccini,
Simone Magalhães, Leo Fressato, Etruska Waters, Daniel D’Alessandro,
Juana Profunda, Fernanda Fuchs, Amira Massabki, Acácio Guedes, Melina Mulazzani, Barbie Égua, Patrícia Cipriano, Darlene Lepetit.
Direção de cena: Cândida Monte
Preparação vocal: Roseane Santos
Fotos (Divulgação): Luizo Cavet
Vídeos (Divulgação): Carol Winter

Dalvinha Brandão. Crédito foto: Luizo Cavet

Contato imprensa: Gustavo Bitencourt. E-mail: gustavobits@gmail.com / Tel.: 41 99848 4900.

Luciano Faccini. Crédito foto: Luizo Cavet

CIRCUITO CULTURAL TRAZ PROGRAMAÇÃO PARA TODOS OS ESTILOS

Em 2018, a Ademilar incentiva cerca de 20 projetos em Curitiba e é a terceira maior investidora privada da cena cultural local

Em seu segundo ano, o Circuito Cultural Ademilar fomenta a cena cultural de Curitiba e incentiva cerca de 20 projetos. A Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário já é a terceira maior investidora privada da cultura local. A iniciativa teve início em 2017, quando a empresa passou a usar a Lei do Mecenato Municipal para incentivar projetos com recursos do ISS – Imposto Sobre Serviços.Neste ano, a expectativa é investir cerca de R$1 milhão em projetos culturais.

“Nós sempre apoiamos as manifestações culturais, mas desde o lançamento do Circuito, no ano passado, passamos a trabalhar com um calendário de ações durante todo o ano que contemplam praticamente todas as áreas. Desta forma, estamos gerando empregos para empreendedores culturais e artistas e, principalmente, oferecendo entretenimento e aproximação com a arte para o público” destaca Tatiana Schuchovsky Reichmann, diretora-superintendente da Ademilar.

Teatro
O teatro vai ganhar uma peça de importância artística e que promete instigar o conhecimento do público infanto-juvenil. A peça Da Vinci, O Mago do Conhecimento, vai mesclar diferentes linguagens cênicas – como teatro de atores, bonecos e de sombras – para resgatar a história de um dos mais importantes gênios da civilização de todos os tempos: Leonardo Da Vinci.

O Circuito também está no Festival de Teatro de Curitiba com a peça Boca Maldita, que promete transformar em comédia algumas das principais histórias do centro de fofocas da capital paranaense. A peça fica em cartaz até junho no Teatro Lala Schneider.

E no mês de agosto, o Guairinha recebe uma programação intensa, com 20 apresentações em dez dias, com a Mostra Novos Repertórios, que vai oferecer teatro, dança e performances gratuitamente ao público.

Música
Todos os domingos na tradicional Feira do Largo da Ordem, o grupo Choro & Seresta faz um show para o público. Dentro do Circuito Cultural, sempre no primeiro domingo do mês, eles recebem um músico de destaque nacional. As apresentações são ao ar livre em um dos principais pontos turísticos de Curitiba.

E para promover e valorizar a produção musical brasileira dirigida às crianças, a partir deste ano, o projeto Curitibim entra no calendário do Circuito. Em agosto, o Guairinha vai receber músicos de todo o Brasil em um dos maiores festivais do gênero do país.

A música de câmara também tem vez na programação. O projeto Sopro 5 promove a partir do mês de abril seis concertos temáticos com repertórios exclusivos em espaços diferentes de Curitiba. A ideia é desmistificar o conceito de que a música erudita é inacessível e de difícil entendimento.

Mas a área musical não é só feita de atrações. O Circuito também incentiva a segunda edição da Feira Internacional de Música, que acontece entre os dias 20 e 23 de junho no Portão Cultural. A FIMS é um espaço estratégico de negócios criado especialmente para reunir artistas, empresários, produtores, selos, gravadoras, diretores de festivais e outros eventos com o intuito de movimentar o mercado musical do Sul do país e divulgá-lo para o restante do Brasil e a América Latina.

Audiovisual
A capital paranaense é um dos maiores centros de desenvolvimento da produção audiovisual brasileira, e o Circuito Cultural em 2018 está apoiando a produção de quatro filmes. O primeiro deles é o Itálicos, que mostra a saga dos imigrantes italianos até a região de Santa Felicidade; No Campo da Galícia resgata a memória de 100 mil imigrantes polacos no Paraná no final do século XIX; Parabéns a Você, um curta metragem de ficção que se passa em 1988, traz um momento turbulento do país; Cinturão de Rosilete apresenta a história da campeã mundial de boxe Rosilete dos Santos.

Literatura
Um circuito de contação de histórias destinado a crianças da rede municipal de ensino, professores, artistas, agentes de leitura, universitários e idosos, o projeto Narrativas Itinerantes vai percorrer todas as regiões de Curitiba levando o incentivo à literatura por meio de um versátil repertório de histórias do conto popular.

Um dos projetos de maior repercussão da cena cultural local no último ano foi o Mostra Literatura Paraná, também incentivado pela Ademilar, e para quem pensava que o projeto acabaria com as ativações no Pilarzinho, CIC, Uberaba e Butiatuvinha se enganou. Em abril a III Mostra Curitiba, que faz parte da programação do Festival de Teatro, vai trazer os jovens que participaram do projeto nas comunidades para o Cortejo Literário, onde grandes nomes da literatura paranaense ganham voz com leituras poéticas nas ruas da região Central.

Dança
O projeto Disparate promoverá 20 apresentações gratuitas no Memorial de Curitiba. Coreógrafos profissionais vão explorar o processo de criação com ações que prometem envolver o público e despertar o interesse pela dança.

Múltiplas manifestações
O Circuito também incentiva projetos que celebram etnias, como o Circuito Cultural Árabe. Durante dois finais de semana de agosto uma programação intensa vai exaltar as tradições do Oriente Médio com danças folclóricas, apresentações musicais, gastronomia e oficinas.

O patrimônio cultural do Paraná também está contemplado no Circuito com o projeto Fandango, Registro Material, uma ação que resgata antigas composições em um livro e promove apresentações de fandango no litoral e na capital do Estado.

Game
Você sabia que Graciosa, nome da bela serra do litoral paranaense, era uma mula? Essa história será contada por meio de um jogo digital de estratégia e sobrevivência em 3D. No game A Jornada da Graciosa, a Mata Atlântica paranaense da época dos exploradores é recriada, e a mula que dá nome ao jogo e à serra será a guia dos aventureiros para o desconhecido em uma viagem pelas lendas, pelos mitos e mistérios do lugar.

Artes Visuais
A artista Sandra Hiromoto e a cantora e compositora Fernanda Takai se unem para a exposição Interafetividade, que acontece no mês de maio no Pátio Batel. Um ambiente interativo será criado a partir de técnicas digitais, oferecendo ao espectador uma experiência sensorial em um mundo imaginário, onde se contemple uma exposição virtual, alinhando-se a música ao toque.

Mais informações sobre as atrações do Circuito Cultural pelo telefone: 41 3107-2020 (The Way Comunicação)

PARANAMBUCO REALIZA SHOWS GRATUITOS COM PARTICIPAÇÃO DA CANTORA JANINE MATHIAS

Apresentações acontecem nos dias 7 e 8 de abril, no Conservatório de
MPB de Curitiba

Neste fim de semana, o grupo Paranambuco realiza dois shows com a participação especial da cantora e compositora Janine Mathias. As apresentações acontecem nos dias 7 e 8 de abril, às 11h30, no Conservatório de MPB de Curitiba, com entrada gratuita. As ações integram a segunda  minitemporada do projeto “Paranambuco apresenta: Orun Ayê”, que promove atividades para aproximar o público curitibano de ritmos tradicionais brasileiros.

O trabalho autoral do Paranambuco surgiu em 2010, a partir do estudo da musicalidade tradicional brasileira. O grupo é formado pelo pernambucano  Matheus Braga, a paranaense Jô Nunes, o paranaense Bruno Klammer, o mineiro Fred Pedrosa e o catarinense José Navarro. Nos shows, o repertório do álbum “Orun Ayê” traz ritmos como baião, coco, samba, maracatu e xote, além de ijexá, toruá, barravento, puxada de rede e jongo.

“Toda manifestação cultural tem o objetivo de fazer permanecer uma história. Então, ao reunir e apresentar diferentes regionalidades, nossa intenção é fortalecer a identidade do Brasil. Por meio de ritmos brincantes e da interação com a plateia, queremos propor que a diversidade do nosso país seja valorizada”, conta Matheus.

Participação
O público também poderá conferir o trabalho de Janine Mathias, que mescla elementos do rap, hip-hop, soul e samba. A artista, que prepara o lançamento do álbum “Dendê” para este ano, já dividiu o palco com nomes como Tássia Reis e Karol Conka. Além disso, Janine realiza o “Samba da Nega”, evento que conta com mais de 50 edições.

A minitemporada anterior do projeto “Paranambuco apresenta: Orun Ayê”
teve como convidado o rabequeiro e percussionista Carlos Ferraz, uma das principais referências da cultura popular e da capoeira angola em Curitiba. A edição aconteceu em fevereiro, no Portão Cultural, com dois shows e a oficina “Brincando Coco”.

Serviço
Show Paranambuco – part. Janine Mathias
Data: 7 e 8 de abril
Horário: 11h30
Local: Conservatório de MPB de Curitiba
Endereço: Rua Mateus Leme, 66 – São Francisco, Curitiba.
Entrada: gratuita
Paranambuco: Facebook | Instagram
Confira a página do evento, aqui