II CRAZY CAT TATTOO

Crazy Cat Gang  promove a segunda edição do Crazy Cat Tattoo, neste sábado, dia 23 de junho, na Casa Selvática, em Curitiba.

“Neste segunda edição conseguimos o apoio dos tatuares mais ninjas e gateiros de Curitiba

Felipe Cesar @felipecesar.me
Tamy Antunes @tamyantunes
Bad Vibes Tattoo
Vértebra Estúdio Vértebra
Prii_tattoo @pricilaadamski.tattoo
@loiz_loiz 

Vai ter tatuagem de gato de 5 a 7cm por R$200,00. 

Vai ter bazar de roupas e cacarecos a partir de R$2,00 até no máximo R$50,00

Vai ter comidinhas juninas veganas com a Kzau Cozinha
– caldinho de feijão
– torta de pinhão
– bolo de milho
– bolinho de milho salgado
– curau
– suspiro de amendoim
– chá da bruxa (com frutas e especiarias)
E ainda os tradicionais:
– paçoca
– pé de moleque
– quentão

Produtos exclusivos Crazy Cat Gang com canecas, adesivos, bandanas doadas pela Design de Estimação e carteiras vegan e de couro doadas pela Yë

Pocket Show ao vivo Rogê Além e DJS convidados (Clau Gonçalves, Edu Dario, Manas Zilli)

Workshop de Cuidados Felinos com a Andreza Soinegg, que é especialista em comportamento felino, babá de felinos da empresa Su Gato Mi Gato e também voluntária Crazy Cat Gang

Serviço:
II Crazy Cat Tattoo
DIA: 23/06
Horário: 13h às 19h,
LOCAL: Casa Selvática, Rua Nunes Machado, 950, Rebouças, Curitiba
Confira a página do evento, aqui

Apoio: Vertebra, Bronco Tattoo, Laia Tattoo, Casa Selvática e voluntárias ninjas
Ilustra: Rafaella Vanni

CAIXA CULTURAL CURITIBA APRESENTA O ESPETÁCULO PEDRO E O LOBO COM O GRUPO GIRAMUNDO

Pedro e o Lobo – Giramundo – Brumadinho – Foto: Hugo Honorato

A montagem mais apresentada na história do Giramundo, um dos maiores grupos de teatro de bonecos do país, foi criada para mostrar às crianças como funciona a estrutura de uma orquestra, de acordo com a versão original do russo Sergei Prokofiev

A CAIXA Cultural traz a Curitiba a versão para bonecos do espetáculo infantil “Pedro e o Lobo”. A montagem reforça, com imagens, a ideia central da versão musical original criada por pelo russo Sergei Prokofiev, em 1936: compartilhar com as crianças a estrutura elementar de uma orquestra, seus principais timbres e grupos de instrumentos. A história infantil conta, por meio da música, a aventura de Pedro, um menino que vive com o avô e se envolve em situações difíceis com um lobo, o passarinho Sascha, o gato Ivan, a pata Sônia e um grupo de caçadores.

Para esse espetáculo, o Grupo Giramundo optou pela marionete a fio e sua ampla gama de movimentos e possibilidades de expressão. Os cenários foram substituídos por desenhos em um quadro negro, as vozes dos personagens surgem ao vivo e o plano do palco é o do chão, mesmo nível dos pequenos espectadores. Pedro e o Lobo é o espetáculo mais apresentado na história do Giramundo, fundado em 1970.

Palestra: Processo de Montagem Teatral
No dia 9 de junho, após a segunda sessão da peça Pedro e o Lobo”, os diretores do Grupo Giramundo, Beatriz Apocalypse e Ulisses Tavares, farão uma palestra na qual vão abordar o processo de montagem de um espetáculo de acordo com a metodologia do grupo. Temas como adaptação, trilha sonora, construção de personagens, desenho, projetos, técnica de manipulação e ensaios serão explicados de modo claro e divertido, utilizando como exemplos os 36 espetáculos montados pelo Giramundo desde a sua fundação até os dias atuais. Dirigida a marionetistas, estudantes de artes, estudantes de teatro e interessados no teatro de bonecos, a palestra será realizada no Teatro da CAIXA, das 18h30 às 20h. As inscrições serão feitas na hora, mediante ordem de chegada, e limitadas à capacidade do teatro que possui 123 lugares.

Mostra Mundo Giramundo
Aberta ao público desde o dia 19 de maio, a “Mostra Mundo Giramundo”, em cartaz na CAIXA Cultural Curitiba, traz uma coleção de peças de conteúdo lúdico e educativo que busca revelar o modo de trabalho e o processo criativo do Giramundo, nacionalmente conhecido por atuar com o universo do teatro de bonecos. O acervo não se limita à exibição convencional de uma coleção de bonecos, o que normalmente enfatiza apenas dimensões estéticas, representadas pela forma escultórica, pela pintura, figurino e acabamento. Muito mais do que isso, a mostra revela as dimensões construtivas, mecânicas e cinéticas das marionetes, que priorizam o movimento e seus mecanismos.

Outro fator distintivo da mostra está na exibição organizada do processo de planejamento e construção de marionetes, suas etapas, ferramentas e abordagens, ou, em outras palavras, aquilo que pode ser qualificado como “acervo imaterial” do Giramundo, representado por seu know-how ligado ao design de bonecos. Nesse campo, destaca-se a rara exibição da coleção de desenhos, estudos e projetos para teatro de marionetes de Álvaro Apocalypse, criador do Giramundo e um dos grandes mestres mundiais desta expressão artística.

A dimensão histórica é representada na mostra por meio de cenas selecionadas dos principais espetáculos do grupo, de 1970 a 2014, com o intuito de compor uma trajetória visual das transformações pelas quais passaram as pesquisas da companhia. O principal objetivo da “Mostra Mundo Giramundo” é a formação de plateia e a criação de um espaço de reflexão crítica sobre a o teatro de bonecos através de atividades multidisciplinares. A mostra permanece aberta ao público até o dia 12 de agosto. A visitação às galerias da CAIXA Cultural Curitiba acontece de terça a sábado, das 10h às 20h; e também aos domingos, das 10h às 19h. A entrada é gratuita e a classificação etária é livre para todos os públicos.

Serviço:
Teatro: “Pedro e o Lobo” com o Grupo Giramundo
Local: CAIXA Cultural Curitiba. Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro, Curitiba (PR).
Data: 09 e 10 de junho de 2018 (sábado e domingo).
Horário: sábado, às 15h e às 17h; e domingo, às 15h.
Ingressos: vendas a partir de 02 de junho (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 14h às 19h.)
Classificação etária: Livre
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Palestra: Processo de Montagem Teatral
Data: 09 de junho de 2018.
Horário: sábado, das 18h30 às 20h.
Local: Teatro da CAIXA
Inscrições: mediante ordem de chegada, limitada à capacidade do espaço.
Classificação: Dirigido a marionetistas, estudantes de artes, estudantes de teatro e interessados no teatro de bonecos.
Vagas: 123

Informações e entrevistas:
Maria Celeste Corrêa – (41) 9 9995 0169 / 9 8786 4465
fernandezcorreamc@gmail.com

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Curitiba (PR)
(41) 3544-5641
www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA
www.caixa.gov.br/cultura

PRÊMIO PARANÁ DE LITERATURA 2018

“Prêmio Paraná de Literatura 2018 abre inscrições gratuitas até dia 12 de julho!!! O vencedor de cada categoria (são três categorias) receberá R$ 30 mil e terá sua obra publicada pelo selo Biblioteca Paraná, com tiragem de mil exemplares!!!

Em sua quinta edição, o concurso da Biblioteca Pública do Paraná e da Secretaria de Estado da Cultura selecionará livros inéditos de autores de todo o país nas categorias Romance, Contos e Poesia, categorias que homenageiam escritores importantes da literatura paranaense: Romance (prêmio Manoel Carlos Karam), Contos (prêmio Newton Sampaio) e Poesia (prêmio Helena Kolody). No ano passado, com a adoção de um sistema de inscrição online e gratuito, mais de 2 mil obras foram enviadas por autores de todo o Brasil.

O vencedor de cada categoria receberá R$ 30 mil e terá sua obra publicada pelo selo Biblioteca Paraná, com tiragem de mil exemplares (que serão distribuídos gratuitamente em bibliotecas estaduais e diversos pontos de cultura do país). Os premiados também receberão 100 cópias de seus livros e poderão, mais tarde, reeditar os trabalhos por outras editoras. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o dia 12 de julho por meio do formulário disponível abaixo. As obras concorrentes serão avaliadas por uma comissão julgadora formada por um presidente e nove membros (três em cada categoria). O resultado será divulgado até a primeira semana de dezembro.

Em 2017, os vencedores foram Henrique Schneider (Setenta, romance), Marcelo Degrazia (A bandeira de Cuba, contos) e Sônia Barros (Tempo de dentro, poesia). Os livros foram lançados e distribuídos pelo selo Biblioteca Paraná, que também edita autores paranaenses e resgata títulos relevantes que estejam esgotados ou fora de catálogo. “O Prêmio Paraná de Literatura já se estabeleceu como uma das principais premiações do país. Não só pelo valor investido, mas principalmente pela qualidade dos livros lançados”, diz Rogério Pereira, diretor da Biblioteca Pública do Paraná e presidente do júri.

Pereira também destaca o sucesso do sistema de inscrição online, que tornou o Prêmio Paraná ainda mais democrático e acessível. Para ele, o grande número de inscrições em 2017 reforça a importância do concurso em sua missão de projetar o Paraná no cenário literário nacional. “O Prêmio Paraná de Literatura contribui de maneira expressiva para consolidar o projeto da Biblioteca Pública do Paraná de se firmar como um importante polo cultural do Estado e do País”, afirma.

Confira o edital, aqui

Conheça os vencedores das edições anteriores:
Edição 2012, aqui
Edição 2013, aqui
Edição 2014, aqui
Edição 2017, aqui

Serviço:
Prêmio Paraná de Literatura 2018
As inscrições são gratuitas e vão até dia 12 de julho através de formulário disponível aqui. O resultado deve ser divulgado até a primeira semana de dezembro.

fonte: Biblioteca Pública do Paraná

NA-NU NA GIBITECA DE CURITIBA

Sábado é dia de Gibiteca! Amanhã a Gibiteca de Curitiba recebe uma programação super especial em comemoração aos 20 anos do fanzine e dois do blog NA-NU.

O encontro é gratuito e contará com shows, feira de quadrinhos, arte local e muito mais!

Serviço:
Comemoração de 20 anos do fanzine e de dois anos do blog NA-NU na Gibiteca de Curitiba
Local: Gibiteca de Curitiba – Rua Presidente Carlos Cavalcante, 533, Centro de Curitiba.
Data: 19 de maio (sábado), das 14h às 19h
Entrada franca
Confira a programação do evento, aqui

fontes: FCC

NA-NU NA GIBITECA DE CURITIBA

Comemorando dois anos de blog e vinte anos do lançamento do NA-NU original, dia 19 de maio, o NA-NU promove uma grande festa com ENTRADA GRATUITA na Gibiteca de Curitiba, em nome do quadrinho, da arte e da cultura local. Com show do duo Naome Rita e Allan Yokohama de Mattos, feira de quadrinhos e arte local e bate papo sobre a produção atual de HQs.

PALCO PORTAL DAS PERCEPÇÕES – Shows com:
– NAOME RITA
– ALLAN YOKOHAMA (Tocando Terminal Guadalupe, Humanish, Yokohama Café entre outros)

EXPOSITORES CONFIRMADOS:
– CHICO FELIX (Quadrinhos, artes e prints)
– DW RIBATSKI (Quadrinhos, artes e prints)
– ESTRONHO (Livros e quadrinhos)
– FLAVIO ANTUNES RAMOS (Pinturas)
– JOÃO FERREIRA (Quadrinhos, artes e prints)
– MARIO DE ALENCAR (Colagens, quadrinhos, artes e prints)
– MÁ MATIAZI (Livros, quadrinhos, artes e prints)
– MARCIO GARCIA (Quadrinhos, artes e prints)
– O.I.T.C. (Quadrinhos Artes e Prints)
– REH DESENHA (Pôsters, artes e prints)
– REVISTA PÉ DE CABRA (quadrinhos)
– URSEREIA (Quadrinhos, artes e prints)

BATE PAPO – com os autores:
– AMANDA BARROS
(Editora Ursereia, Cassandra & The Flaming Puppies)
– CHICO FELIX
(Autor de zines como Gente Feia na TV e Crü, participou de revistas como MAD e Frauzio)
– DW RIBATSKI
(Prêmio Jabuti na categoria Ilustração pela HQ Campo em Branco, prêmio Abril de Jornalismo na categoria Ilustração em 2016. Autor de HQs como La Naturalesa, Veículo e Olhos de Bicho)
– MÁ MATIAZZI
(Autora de livros como Três e da série O Feiticeiro, além de HQs como O Abismo, Morte Branca e A Loira Fantasma de Curitiba)

MOSTRA DE FILMES

Serviço:
NA-NU na Gibiteca de Curitiba
Local: Gibiteca de Curitiba Rua Presidente Carlos Cavalcanti 533, Centro de Curitiba.
Data: Sábado, 19 de maio, das 14:00 às 19:00
ENTRADA GRATUITA
Mais informações, aqui
Página do evento, aqui

SISTEMA FIEP E TRT PROMOVEM EVENTO INTERNACIONAL E GRATUITO SOBRE “GERAÇÃO SEGURA E SAUDÁVEL”

A segunda edição do Seminário Internacional de Segurança e Saúde no Trabalho vai abordar temas sobre indústria e emprego 4.0, empreendedorismo na saúde, longevidade e e-Social

Chamar a atenção para prevenção de acidentes no trabalho, trazendo cases de boas práticas em segurança e saúde e expor temas como Indústria e Emprego 4.0, Empreendedorismo na saúde e e-Social são os objetivos do Seminário Internacional de Segurança e Saúde no Trabalho. A segunda edição do evento, promovida pelo Sistema Fiep por meio do Sesi, e do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), acontece nos dias 10 e 11 de maio no Campus da Indústria e é direcionada para profissionais de segurança e saúde no trabalho, recursos humanos, empresários, servidores públicos e acadêmicos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através deste link

Para esse ano, o tema escolhido foi “Geração Segura e Saudável”, que tem o intuito de discutir a modernização das empresas e dos empregos, bem como a longevidade dos trabalhadores, garantida pela prevenção dos acidentes e promoção da saúde. “Com as palestras, cases e painéis queremos promover essa integração necessária à nova maneira de trabalhar frente ao aumento da longevidade dos nossos trabalhadores”, explica a gerente de Segurança e Saúde do Sistema Fiep, Rosangela Fricke

Na programação estão previstas palestras sobre Gestão da Informação – e-Social (plataforma que permite cruzar informações e enviar aos órgãos governamentais, incluindo comunicações relacionadas aos acidentes de trabalho), painéis de boas práticas e novas tecnologias, e também uma conferência que envolve os ensinamentos do “Me Too” – movimento criado para gerar empatia entre as vítimas de assédio, com o professor Augustus Bonner Cochran, titular de Ciência Política da Faculdade de Agnes Scott (Georgia – EUA).

A programação completa e mais informações podem ser verificadas aqui

Serviço:
Seminário Internacional de Segurança e Saúde no Trabalho
Data: 10 e 11 de maio
Horários: 10/05 – 18h às 21h. 11/05 – 09h às 17h30
Local: Auditório Mario de Mari – Campus da Indústria – Comendador Franco, 1341. Jd Botânico, Curitiba

Inscrições gratuitas no link sesipr.org.br/seminariointernacionalssi

SOBRE O SISTEMA FIEP
O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

ENCERRAMENTO INCRÍVEL DA MOSTRA DE CINEMA PELA DEMOCRACIA HOJE EM CURITIBA!

“Para o encerramento da  Mostra de Cinema Pela Democracia  teremos o show do Chico César na Praça Olga Benário, no acampamento Lula Livre, em Curitiba, seguido por cerimônia de encerramento da Mostra (com direito a premiação surpresa do canal CINEBRASiL TV!), e sessão final super especial no Acampamento Marisa Leticia com Chico, dos Irmãos Carvalho e Joaquim, do Marcelo Gomes – com a presença de Júlio Machado, ator do filme.

Vamo lá, galera, foi linda essa semana, e hoje vai ser lindo também. Pra somar e multiplicar a força da nossa união em defesa dos direitos e contra os golpes e retrocessos.

Lembrando que o financiamento coletivo está aberto por mais 3 dias,
aqui no catarse

#LulaLivre
#MostradeCinemapelaDemocracia

fonte: Mostra de Cinema Pela Democracia

OFICINA DE CURADORIA FOTOGRÁFICA POR MILTON GURAN

O CLIF – Curitiba Luz Imagem Fotografia 2018, com patrocínio do Shopping Pátio Batel e • AIREZ • Galeria, traz a Curitiba a oficina “Curadoria fotográfica: o que você pode esperar de um curador e o que você pode fazer por si”, com Milton Guran.

Sobre o ministrante:
Milton Guran é fotógrafo e antropólogo. Ganhador da Bolsa Vitae de Artes (1991) e, por duas vezes, do prêmio Marc Ferrez da Funarte. Em 2016, foi contemplado no programa Rumos Itaú Cultural. Seus trabalhos fazem parte das coleções MASP-Pirelli, do MAM-Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, MAR – Museu de Arte do Rio e da MEP – Maison Européenne de la Photographie, dentre outras, públicas e privadas. Curador na área de fotografia, é coordenador-geral do FotoRio. e membro da diretoria da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil.

Sobre a oficina “Curadoria fotográfica: o que você pode esperar de um curador e o que você pode fazer por si”:

1. Apresentação:
A curadoria se afirmou como parte integrante de qualquer exposição, tanto no domínio da arte quanto nas diversas propostas museais. No campo da fotografia, a presença do curador é mais recente, mas talvez até mais decisiva, já que o fotógrafo normalmente se lança em várias direções e produz imagens em quantidade enormes. Através de estudos de caso e exemplos concretos vivenciados por nós, vamos apresentar os diversos aspectos da atividade curatorial, seus procedimentos e pressupostos, da construção de um conceito para a exposição até a escolha dos diversos aspectos operacionais de produção, tais como a construção de uma identidade visual, de um plano de montagem, estratégia de mídia etc.

2. Objetivo
Informar os participantes da atividade curatorial, com suas nuances e fronteiras, e, ao mesmo tempo, capacitar o fotógrafo para gerir a sua produção, pensar exposições e outros projetos de forma mais independente.

3. Plano de aula:
• A função social da curadoria
• A ação curatorial e seus limites
• Usos e abusos do trabalho curatorial
• Construção de um partido curatorial
• Pensar uma exposição como um todo: identidade visual, montagem, divulgação
• Como construir um projeto de exposição: elaboração de proposta, caminhos de financiamento

4. Público alvo:
• Fotógrafos profissionais e amadores avançados;
• Artistas visuais e pessoas interessadas em cultural visual;
• Galeristas, colecionadores, curadores;
• Estudantes de graduação e de pós-graduação nas áreas de comunicação social, ciências humanas, de ciências sociais e de artes plásticas;
• Jornalistas.

Serviço:
OFICINA DE CURADORIA FOTOGRÁFICA POR MILTON GURAN
Data: 26 de maio
Horário: 10h – 13h e 15h – 18h.
Local: • AIREZ • Galeria. Rua Treze de Maio, 778. Cj. 15, Centro de Curitiba.
Taxa única: R$70,00 (depósito ou transferência)
Apenas 10 vagas.
Inscrições: contato@airez.art.br ou 41.3088.7561 (seg-sex 13h-19h).
Página do evento no facebook: aqui
Mais informações: contato@airez.art.br  

OFICINAS GRATUITAS DE MARBLING E CRÍTICA DE ARTE SÃO REALIZADAS EM CASTRO NESTE SÁBADO

Ações educativas são promovidas pela exposição Infinitos Campos Gerais com o intuito de aproximar o público da arte contemporânea

A exposição coletiva Infinitos Campos Gerais, em cartaz na Fazenda Capão Alto, promove ações educativas para aproximar o público da arte contemporânea e suas diversas linguagens. Além de visitas guiadas para grupos escolares, quatro oficinas acontecem durante o período expositivo, todas gratuitas e com materiais inclusos. As primeiras ações ocorreram no dia 21 de abril, com cerca de 30 participantes. Neste sábado (5), será realizada a “Oficina Criativa de Crítica de Arte”, além da “Oficina de Marbling – Formas e texturas dos Campos Gerais”.

A oficina inicial será ministrada pela arte-educadora Shana Lima, das 10 às 13h. As vagas são limitadas a 20 participantes, com faixa etária a partir de 18 anos. “A intenção é oferecer espaço para a construção de processos de compreensão e interpretação da arte a partir de conversas, trocas, rodas, exercícios, leituras e investigações. O encontro alterna atividades teóricas e práticas, tendo como principal objetivo ampliar a conversação sobre a crítica de arte por meio da criatividade”, explica Shana.

A segunda atividade ocorre das 14h30 às 17h30, com a arte-educadora e artista Ana Paula Luz. São 20 vagas disponíveis, para participantes acima de  13 anos. “Marbling é uma técnica turca de pintura orgânica na superfície da água através do contato das tintas com suportes como o papel e o tecido. Nesta oficina, iremos explorar as texturas presentes na vegetação e nas rochas dos Campos Gerais e reproduzir em Marbling estampas em papel”, conta Ana Paula.

Para facilitar a acessibilidade ao local, será disponibilizado transporte gratuito saindo da praça João Gualberto até a Fazenda Capão Alto, por meio de van, às 9h30 e às 14h. As inscrições devem ser realizadas pelo e-mail infinitoscamposgerais@gmail.com, informando nome, RG, telefone e se necessita de transporte. O ingresso para entrada na Fazenda Capão Alto custa R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). As informações completas estão disponíveis no site do projeto.

Visitação
A exposição segue em cartaz até o 27 de maio de 2018, com visitação de terça a domingo, das 9h às 17h30, para públicos de todas as idades. A ocupação artística temporária apresenta obras de sete artistas visuais curitibanos: Constance Pinheiro, Fran Ferreira, Gio Soifer, Marcos Frankowicz, Maria Baptista, Ricardo Leiva e Willian Santos. Os trabalhos utilizam linguagens como pintura, instalação e intervenção.

A curadoria teve como base o conceito do site­-specific, uma abordagem em que as obras dialogam diretamente com o ambiente em que estão inseridas, seja o espaço construído, a natureza ao redor ou mesmo as camadas históricas, sociais, econômicas e simbólicas presentes no local. Segundo a coordenação do projeto, a escolha da Fazenda Capão Alto enquanto lugar específico também é um convite para se discutir a arte contemporânea em seus cruzamentos com a história, ecologia, patrimônio material e imaterial.

Infinitos Campos Gerais
Site | Instagram | Facebook

MOSTRA DE CINEMA PELA DEMOCRACIA

Entrada gratuita, em Curitiba. De 30 de abril a 6 de maio.

“Como você pode ser um artista e não refletir os tempos? Essa pra mim é a definição de ser artista.” Nina Simone

A arte é historicamente um campo de resistência.

Vamos inflar um telão junto dos coletivos que compõem o acampamento Lula Livre para somarmos (mais uma vez) às forças de resistência pela democracia incessantemente golpeada neste país.

Iremos resistir com arte, lutar nas ruas e nas telas!
Agir na disputa de narrativas que se trava no Brasil sob golpe legislativo, jurídico e midiático.

Nos dias 30, 2 e 3 estaremos juntos com Teatro, Circo e Música na Praça Santos Andrade! E nos dias 4, 5 e 6 projetaremos nossas imagens de Brasil no acampamento Lula Livre, sempre às 19h. Em defesa da democracia e contra a prisão política do presidente Lula.

A Mostra de Cinema pela Democracia tem a organização de produtores, cineastas, distribuidores, técnicos e artistas em uma organização coletiva e horizontal, unidos na luta pela democracia em todos os âmbitos, e contra os retrocessos que vêm sendo incessantemente impostos.

O grande Telão inflável está viajando do Acre à Curitiba de ônibus, carregando todo o simbolismo da vigília pela democracia que cruza o país!

Sessão de abertura:
O golpe em 50 cortes ou a corte em 50 golpes, de Lucas Campolina
Poesia na guerra, de Fernando Salinas e Guilherme Fernandez


O Processo, de Maria Augusta Ramos

Demais filmes confirmados:
Alana, de Sérgio Carvalho
Alma no olho, de Zózimo Bulbul
Chico, dos Irmãos Carvalho
Escolas em luta, de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli
Joaquim, de Marcelo Gomes
Linha de montagem, de Renato Tapajós
Martírio, de Vincent Carelli
Na missão, com Kadu, de Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito
Nóis por nóis, de Aly Murutiba e Jandir Santin
Peripatético, de Jéssica Queiroz

Em breve anunciaremos a programação completa aqui na página do evento!

Colaboram com a realização desse evento: Aggeo, Alexandre Barros,​ Alonso Pafyeze, Antônio Jr., Guilherme Aguiar, ​Janaína Oliveira, João Castelo Branco, João Vieira Jr., ​Julia Couto, Lis Kogan, Mariana Campos Carvalho, Patricia Fróes, Ricardo Alves Jr., Rodrigo Campos e Sérgio Carvalho.

Confira a página do evento, aqui

Organizado por Mostra de Cinema pela Democracia