CURITIBA RECEBE FESTIVAL DE ESPETÁCULOS MUSICAIS

The Rocky Horror

III Festival de Teatro Musical Projeto Broadway  apresenta até 8 de dezembro cinco espetáculos musicais inspirados em grandes clássicos mundiais

Até 8 dezembro a Copel telecom apresenta o III Festival de Teatro Musical Projeto Broadway em Curitiba, com uma programação apenas de espetáculos musicais. São peças inspirados em grandes clássicos do repertório do teatro musical mundial. O evento, promovido pelo Projeto Broadway, escola que forma atores em teatro musical, promete encantar, divertir e surpreender os espectadores.

Entre as apresentações, está o espetáculo “The Rocky Horror Show”, uma releitura do filme de 1975 que após ser montada há mais de 30 anos em Curitiba,  volta agora aos palcos da cidade pelo festival.

Outros quatro espetáculos compõem o ciclo de apresentações: “Blá Blá Land”, “Bombshell”, “Reino em Mim” e “Abraços de Pano”.  Alguns deles são inspirados em musicais e histórias conhecidas como “Shrek”, “Bob Esponja”, “Spamalot” e” “Something Rotten” e também em personagens de destaque como Marilyn Monroe, Frank Sinatra, Roxie, do clássico musical “Chicago”, o Pinóquio, princesas da Disney, entre outros. 

O festival vai ser exibido Teatro Bom Jesus e no Teatro Escola Projeto Broadway, inaugurado este mês para oferecer ao público apresentações somente com a temática musical. O III Festival de Teatro Musical Projeto Broadway conta com apoio da Sanepar e do Governo do Estado do Paraná.

Programação 

The Rocky Horror Show
Inhai viado! Tá prontx pra desacuendar dançando o time warp com a gente? Nesta história bizarra, acompanhamos a noite em que Brad e Janet se perderam no maravilhoso castelo de Frank N. Furter que, rodeado pelo seu séquito de fiéis servos, libertará sua mente e despertará os seus mais profundos e libidinosos desejos. Nessa releitura de Rocky Horror Show cantamos, travamos os joelhos e mexemos bem assim para brindar a audiência do mais baphônico show que já teve no Projeto Broadway. Inhaí? Ta passada? Rocky horror show é o espetáculo de finalização da turma do Curso de Montagem da Escola Projeto Broadway e está dentro da programação do III Festival de Teatro Musical Projeto Broadway.

Espetáculo “The Rocky Horror Show” 
Gênero: Musical / Comédia / Terror / Ficção científica
Dias: 9, 10, 16, 17, 23, 24, 30 de novembro
Local: Teatro Projeto Broadway
Abertura da casa: 20 h
Início: 21 h
Duração: 90 min
Classificação indicativa: 16
Ingressos: R$50 / R$25 (meia)
*Ingressos antecipados à venda na secretaria do Projeto Broadway
*Bilheteria abre 1h antes do espetáculo
*Na compra de uma inteira ganha mais um ingresso. Pessoas fantasiadas pagam meia. 
Informações: (41) 3154-2855
Confira a página do evento, aqui

Bla Bla Land

“Bla Bla Land”
O espetáculo se passa no adorável reino de Bla Bla Land, que é habitado por conhecidos personagens de contos de fadas. Durante a ausência do Rei Arthur, o reino passa por um terrível golpe. Para restaurar a paz e a liberdade, os habitantes de Bla Bla Land vão precisar da ajuda de um reino não tão distante: La La Land. O showcase é inspirado em grandes musicais como Shrek , Something Rotten, Spamalot,  La la land e em personagens que marcaram a história do teatro musical.  Bla Bla Land é o espetáculo de conclusão dos módulos 1, 2 e 3 do curso de formação em teatro musical da escola Projeto Broadway.

Espetáculo“Bla Bla Land”
Gênero: Musical / Comédia
Dia: 05 de dezembro
Local: Teatro Bom Jesus
Horário: 20 h
Duração: 90 min
Classificação indicativa: LIVRE
Ingressos: R$50 / R$25 (meia)
*À venda pelo Disk Ingressos e na bilheteria do teatro 1h antes do espetáculo
*Na compra de 01 ingresso inteira do espetáculo BLA BLA LAND, O MUSICAL ganha 1 ingresso para o espetáculo BOMBSHELL: O DIÁRIO VERMELHO DE MARILYN, O MUSICAL. ingresso: aqui.
Confira a página do evento, aqui

BOMBSHELL: O Diário Vermelho de Marylin
A jornalista Anna Winters inicia uma entrevista com Arthur Miller, dramaturgo e terceiro marido de Marilyn Monroe. O Mito de Marilyn, pelos olhos e palavras de Arthur, acaba ganhando contornos de uma mulher revolucionária, a frente de seu tempo. Marilyn foi muito mais que um símbolo sexual. Encurralada em sua fantasia de se tornar esposa de um dos irmãos Kennedy, ela acabou seus dias envolta em um mistério sobre sua morte. Suicídio ou assassinato? Nunca saberemos ao certo. A chama expirou cedo demais para Marilyn, mas seu mito nunca se apagará. Bombshell é o espetáculo de formatura do curso de formação avançada em teatro musical da Escola Projeto Broadway.

Bombshell
Gênero: Musical / Drama
Dia: 06 de dezembro.
Local: Teatro Bom Jesus
Horário: 20 h
Duração: 90 min
Classificação indicativa: LIVRE
Ingressos: R$50 / R$25 (meia)
*À venda pelo Disk Ingressos e na bilheteria do teatro 1h antes do espetáculo
* Na compra de 01 ingresso inteira ganha mais 1 ingresso: aqui
Confira a página do evento, aqui

Abraços de Pano
Uma coleção de bonecas está fervorosa com a chegada de um evento anual: o aniversário da dona. Elas temem e se sentem ameaçadas com a chegada de novas bonecas, decidindo excluí-las. Em um mundo que não acolhe as diferenças e teme o novo, qual é a saída?

Espetáculo Abraços de Pano
Gênero: Musical
Data: 08 e 09 de dezembro
Local: Teatro Projeto Broadway
Horário: 15 h
Duração: 50 min
*Ingressos antecipados à venda na secretaria do teatro e no dia 1h antes da apresentação

Reino em mim
Entre a infância e vida adulta, entre o real e o imaginário, entre o bem e o mal, entre raiz e Nutella, entrar no reino que há dentro de si pode ser a única saída.

Espetáculo “Reino em mim”
Gênero: Musical/Drama/
Dias: 08 e 09 de dezembro
Local: Teatro Projeto Broadway
Horário: 20 h
Duração: 50 min
Classificação: LIVRE
Ingressos: R$30 / R$15 (meia)
*Ingressos antecipados à venda na secretaria do Projeto Broadway e na bilheteria no dia 1h antes do espetáculo

ESPETÁCULO CLICHÊ – A INATINGÍVEL UTOPIA QUEBRADA DE TODAS AS COISAS ESTREIA NO CENTRO HISTÓRICO

De forma independente, espetáculo realiza curta temporada com entrada gratuita na sede da companhia brasileira de teatro localizada no centro histórico de Curitiba

Na próxima sexta feira, dia 30 de novembro às 20h estreia o espetáculo Clichê – A Inatingível utopia quebrada de todas as coisas. O espetáculo permanece em temporada durante dois finais de semana, na sexta, sábado e domingo nos dias 30 de novembro, 1, 2 e 7, 8 e 9 de dezembro sempre às 20h na sede da companhia brasileira de teatro (R. José Bonifácio, 135 – sala 01 – Largo da Ordem), com entrada gratuita.

Na peça, três amigas se encontram para ler um livro e, para surpresa delas, todas as páginas estão em branco. Palavras começam a surgir e a história começa a ser escrita. Após o estrondoso sucesso de sua publicação, as três amigas se reencontram em um programa de auditório.

O processo de pesquisa/criação deste espetáculo parte da dificuldade de construir uma narrativa. Utilizam o deboche, a ironia para articular questões relacionadas a manipulação de informações, disputa de poder, a história da arte, um teste de inteligência, estratégias do mundo de origem, o poder da mente, representações e arquétipos.

Em cena narrativas como a de um videoclipe, uma palestra, um jogo de poker, um enigma, um sonho, um pacto e uma galeria de arte são articuladas para dar forma a história escrita no livro encontrado. O projeto é uma iniciativa independente e reúne o intercâmbio artístico de diferentes artistas da cidade. A escolha do espaço para a realização do espetáculo se deu por se tratar de uma sala de ensaio e não um teatro convencional e pela localização central.

Foto de Luana Navarro

Serviço:
CLICHÊ – a inatingível utopia quebrada de todas as coisas
Data: sexta, sábado e domingo às 20h nos dias 30 de novembro, 1, 2 e 7,8 e 9 de dezembro na companhia brasileira de teatro (R. José Bonifácio, 135 – sala 01 – Largo da Ordem, centro de Curitiba).
Entrada gratuita
Confira a página do evento, aqui

ESPETÁCULO “A NEOVIDA CONTEMPORÂNEA COMO ELA É”

Mãe, filha, uma cafetina e sua irmã. Quando o destino de quatro mulheres distintas se entrelaça, o que pode acontecer?

“A NeoVida contemporânea como ela é” em cartaz nos dias 04/12/2018 e 05/12/2018 às 20h00 no auditório da UTFPR (Av. Sete de Setembro, 3165, Centro de Curitiba). ENTRADA FRANCA. Classificação indicativa : a partir de 16 anos.

Direção e texto: Diego Monteiro Von Ancken
Elenco: Anna Czekay, Brendol Oliveira, Bruna Sumie Kawasaki, Larissa Bioto, Monique Rau, Sarah Malko e Uliana Kovalczuk
Assistência de Direção: Tatiana Nascimento Heim e Uliana Kovalczuk
Maquiagem: Jaqueline Santos
Sonoplastia: Diego Monteiro Von Ancken
Cenografia: Ismael Scheffler

Confira a página do evento, aqui

CAVERNA

Movimentação subterrânea na bicicletaria cultural (em Curitiba) com evento independente para desestabilizar o que está fixado

Na sexta feira, 23 de novembro a partir das 19h no espaço cultural Bicicletaria Cultural acontece a primeira edição da Caverna, híbrido de arte, festa e performance. O evento é uma iniciativa independente de artistas residentes em Curitiba buscando construir um espaço para que realizadores da cidade possam mostrar seus trabalhos.

Com foco na construção de música eletrônica ao vivo e discotecagem performática, a Caverna apresenta propostas em Live P.A, experimentações, luz, imagem e uma mostra de videoarte para artistas LGBTQI. A convocatória para enviar o material em videoarte está aberta até o domingo, dia 18 de novembro.

A escolha da Bicicletaria Cultural como espaço para a realização da primeira edição da Caverna se deu pela localização central de fácil acesso, próximo a estação Central de ônibus. Os artistas Paola Ramos (PIPOCA) (UK), Camila Vanucci (CWB) e Tiago Rubini (SP) foram convidados para apresentar suas pesquisas em diferentes formatos e propostas.

O evento conta com a realização de FLASH TATTOO  pelo valor de R$100, com a artista visual Fran Helene, de matinhos, e da exposição da publicação CONSERVA das artistas Daniele Cristyne e Anna Carolina Azevedo. Para a divulgação do evento foram impressos flyers em formato de zine com textos das artistas Agnes Ignácio e Maiara Barros.

Serviço:
Caverna
Dia 23 de novembro a partir das 19h
Bicicletaria Cultural  – Rua Presidente Faria, 226, Centro de Curitiba – PR
Entrada: R$5,00
Confira a página do evento, aqui
Mais informações:
Fanpage @caverna
instagram @cavernaunderbrasil

 

5 PLANOS PARA CONSTRUIR JUNTOS

foto: Lidia Ueta

A dupla Fernando de Proença e Renata Roel convidam para sua nova peça: 5 planos para construir juntos, que acontece de 14 de novembro a 1 de dezembro de 2018. O trabalho é formado, separadamente, por cinco planos que se constroem com o outro. Os convites acontecem  a partir do desejo de, em coletivo, promover relações, tomadas de decisão e ação. O ponto de encontro para o início das ações acontece na Casa Quatro Ventos. A entrada é franca, mediante inscrição prévia por e-mail.

O convite se faz para que o público em geral possa realizar ações em conjunto, a partir de 5 planos. Cada pessoa pode escolher qual plano deseja realizar e se inscrever. O tempo de cada performance acontece de forma estendida, variando de acordo com o plano.

A partir da materialidade das plantas, dinheiro, canções, músicas e cartas, o projeto se debruça em construir atmosferas coletivas na cidade que está o tempo todo sendo feita  das relações e mobilizar aquilo que somos capazes de imaginar e inventar. A imaginação possibilita invenções, levanta voos cidade afora.

5 planos para construir juntos conta com a colaboração das artistas cariocas Eleonora Fabião e Dani Lima e é resultado do projeto Disparate – Corpos Coreografando entre Povoamento e Contágio, realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura  Municipal de Curitiba, com incentivo da Ademilar.

OS PLANOS:
plano de envio
escrever uma carta juntos.
contar a alguém de fora da cidade como está a vida aqui. finalizar o plano postando juntos a carta no correio mais próximo.
plano do dinheiro
trazer 10 reais em espécie.
juntar o dinheiro de todos e decidir coletivamente o que fazer com ele. realizar o plano.
plano de transporte
trazer uma planta para ser transportada pela cidade.
decidir com todos um trajeto e um destino final comum. executar o plano juntos.
plano de composição
compor uma canção juntos.
escolher um lugar e cantar publicamente.
plano de escuta
trazer uma música em qualquer mídia.
ouvir juntos todas as músicas trazidas.

FICHA TÉCNICA:
Planos: Renata Roel e Fernando de Proença
Colaboradoras: Dani lima e Eleonora Fabião
Fotos e Vídeos: Lidia Ueta
Interlocução: Amabilis de Jesus
Residentes: Daiana Sarai Nunes, Gabriel Vernek, Pablo Vinícius de Lima, Vinicius Medeiros
Designer gráfico e Webdesigner: Vivaldo Vieira
Registro em Vídeo: Ulisses Satto
Imprensa: Fernando de Proença
Produção: Expressão Criação e Produção Cultural

SERVIÇO GERAL:
de 14 de novembro a 1 de dezembro de 2018
Local: Casa Quatro Ventos
(Rua da Paz, 51 – Centro de Curitiba)
ENTRADA FRANCA MEDIANTE INSCRIÇÃO PRÉVIA PARA CADA PLANO, NO E-MAIL: 5planosparaconstruirjuntos@gmail.com
Livre para todos os públicos.
planosparaconstruirjuntos.wordpress.com

SERVIÇO DETALHADO DE CADA PLANO:

14 DE NOVEMBRO DE 2018
09h00: plano do dinheiro (duração: até 2h)
14h00: plano de envio (duração: até 3h30)

15 DE NOVEMBRO DE 2018
09h00: plano do dinheiro (duração: até 2h)
14h00: plano de transporte  (duração: até 2h)
20h00: plano de escuta  (duração indeterminada)

16 DE NOVEMBRO DE 2018
14h00: plano de composição (duração: até 3h30)
20h00: plano de escuta  (duração indeterminada)

17 DE NOVEMBRO DE 2018
9h00: plano do dinheiro (duração: até 2h)
14h00: plano de transporte  (duração: até 2h)
20h00: plano de escuta  (duração indeterminada)

23 DE NOVEMBRO DE 2018
20h00: plano de escuta  (duração indeterminada)

24 DE NOVEMBRO DE 2018
9h00: plano de envio  (duração até 3h30)
14h00: plano do dinheiro (duração até 2h)
17h00: plano de composição (duração até 3h30)

25 DE NOVEMBRO DE 2018
9h00: plano de transporte  (duração até 2h)
14h00: plano do dinheiro (duração até 2h)

26 DE NOVEMBRO DE 2018
14h00: plano de composição (duração até 3h30)

27 DE NOVEMBRO DE 2018
9h00: plano de transporte  (duração: até 2h)
14h00: plano de envio (duração até 3h30)

01 DE DEZEMBRO DE 2018
14h00: plano de composição (duração até 3h30) 

PROJETO TEMPO DE FORMAÇÃO TEATRAL OFERECE OFICINA GRATUITA COM EDSON BUENO E ANA ROSA TEZZA

Interessados podem se inscrever até o dia 25 de novembro para a oficina Do suor da ação à  tinta, pena e papel

Para aqueles que desejam se aproximar da escrita para o teatro, estão abertas as inscrições para a oficina Do suor da ação à  tinta, pena e papel – O estado do personagem e a situação vivida por ele levada à poesia, que será ministrada pelos dramaturgos e diretores teatrais Ana Rosa Tezza (Trupe Ave Lola) e Edson Bueno (Cia Delírio) no mês de dezembro na Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227).

Do suor da ação à  tinta, pena e papel propõe uma abordagem da prática dramatúrgica dirigida a artistas interessados na escrita teatral (dramaturgos, atores, diretores, etc.), tendo como objetivo o desenvolvimento de ideias teatrais, linguagens e narrativas.  O período de inscrição vai até o dia 25 de novembro às 23h59 e as aulas acontecem do dia 06 a 19 de dezembro. Clique aqui e faça a sua inscrição!

Tempo de Formação Teatral
Essa uma ação prevista pelo projeto “Tempo de Formação Teatral”, que tem como objetivo aprofundar e diversificar o conhecimento dos participantes na área do teatro por meio de ações formativas na cidade de Curitiba.  O projeto foi subsidiado pela Lei Rouanet, o principal mecanismo de fomento à cultura do Brasil. Por meio do patrocínio das empresas parceiras nesta ação, a Ave Lola Espaço de Criação tem a possibilidade de oferecer todas atividades formativas de forma gratuita e aberta à comunidade, fortalecendo o ensino das artes e do teatro no país.

“Nesta primeira edição do projeto, a dramaturgia será a principal área de pesquisa. No percurso da Ave Lola, tivemos muitas ações formativas voltadas para a interpretação e neste momento sentimos a necessidade de abrir um espaço maior para a dramaturgia – que na linguagem da Ave Lola caminha junto com a criação em cena”, explica Ana Rosa Tezza

Serviço
Do suor da ação à  tinta, pena e papel – O estado do personagem e a situação vivida por ele levada à poesia – com Ana Rosa Tezza e Edson Bueno
Período de Inscrição: 05 a 25 de novembro de 2018 | Gratuito
Oficina: 06 de dezembro a 19 de dezembro | segunda a sexta – das 19h às 22h30
Nº de vagas: 30 pessoas
Carga horária: 40 h/aula
Local de realização: Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227 – Centro de Curitiba)
Clique aqui e faça a sua inscrição!

ESPETÁCULO SOLO DE DANÇA-TEATRO BASEADO NA OBRA “THE HAMLETMACHINE”, DE HEINER MÜLLER, ESTREIA NESTE DOMINGO (04) NA MOSTRA SOLAR 2018

The Hamletmachine. Fotografia: Larissa de Lima

Com concepção e direção do bailarino Fábio Tavares, “Amanhã foi cancelado” propõem um estudo social e político de um corpo confuso e aflito lutando pela sobrevivência nos tempos modernos.

Nos dias 04 e 09 de novembro às 19h, a programação da Mostra Solar 2018 recebe o espetáculo de dança-teatro “Amanhã foi cancelado”, do renomado bailarino Fábio Tavares, artista curitibano que nos últimos 20 anos consolidou a sua carreira na cidade de Nova York. A entrada para as apresentações é franca e os ingressos serão distribuídos 1h antes na bilheteria da Casa Hoffmann (R. Dr. Claudino dos Santos, 58 – São Francisco).

Inspirado na obra “The Hamletmachine”, do escritor alemão Heiner Müller (1929 – 1995), “Amanhã foi cancelado” é um estudo social e político de um corpo confuso e aflito lutando pela sobrevivência nos tempos modernos. “Por se tratar de uma dramaturgia crua, brutal e trágica, essa obra despertou o meu interesse como artista do corpo em falar de um fenômeno tão evidente na contemporaneidade: essa ideia de um corpo ausente, máquina, automático”, considera Fábio Tavares – que assina a concepção e direção geral do espetáculo.

Com direção coreográfica de Andrea Lerner e direção dramatúrgica de Ana Rosa Tezza, o solo de dança-teatro também se debruça sobre a figura icônica da Ofélia – personagem que se revolta diante de um universo de opressão e abuso. “Nesta obra, a Ofélia retrata uma imagem de todos aqueles indivíduos que precisam lutar por igualdade, respeito e liberdade”, ressalta Fábio Tavares.

Sobre a Mostra Solar 2018
Com o objetivo de lançar luz sobre os artistas e a linguagem da dança, a Mostra Solar 2018 composta por solos de dança de 7 artistas da cidade e um artista convidado de Santa Catarina que vive em Paris dança em festivais pelo mundo. A programação acontece de 27/10 a 11/11 de 2018.

Sinopse da obra:
Espetáculo baseado na obra “The Hamletmachine” do escritor Heiner Müller. Um estudo social e político de um corpo confuso e aflito lutando pela sobrevivência nos tempos modernos. A obra é dedicada a todas as Ofélias do planeta.

Sobre o artista:
Fabio Augusto Tavares é ator, bailarino, acrobata e coreógrafo radicado em NYC há mais de 19 anos. Seus trabalhos coreográficos já foram apresentados na St.

Marks Church, La Mama Theater, The Clemente, BRIC, Triskelions Arts, Streb at SLAM , Susan Klein School of Movement and Dance e no festival “Not a Festival “ no Brooklyn. Professor graduado na Técnica de Alexander pelo American Center for the Alexander Technique em NYC, professor formado em Klein Technique™ pela própria Susan Klein e terapeuta certificado no sistema de integração estrutural e energética do corpo chamado de Zero Balancing. Também foi integrante e Diretor Artístico Associado da companhia de teatro físico STREB-EXTREME ACTION por 14 anos; fez parte do corpo docente da Universidade PACE de Nova York de 2014-2017, onde ministrava aulas de movimento consciente para jovens atores.

Ficha técnica:
Concepção e Direção geral: Fábio Tavares
Direção Coreográfica: Andrea Lerner
Direção Dramatúrgica: Ana Rosa Tezza
Direção Musical: Béco Dranoff
Objetos Esculturais: Marcos Rosales
Figurino: Eduardo Giacomini
Iluminação: Beto Bruel
Comunicação e Registro Audiovisual: Larissa de Lima
Produção executiva: Laura Tezza
Produção: Dara Van Doorn
Realização: Ave Lola e as Meninas Produções Artísticas.

“PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA”

Serviço:
The Hamletmachine

Data da apresentação: 04 e 09 de novembro às 19h
Local: Casa Hoffmann (R. Dr. Claudino dos Santos, 58 – São Francisco, Curitiba)
Ingressos: Entrada franca | distribuídos 1h antes do espetáculo na bilheteria do teatro
Classificação Indicativa: 16 anos

Confira a programação completa da Mostra Solar 2018, aqui

FESTA LITERÁRIA DA BIBLIOTECA PÚBLICA DO PARANÁ

Em Curitiba. Entrada gratuita! De 22 a 27 de outubro acontece a segunda edição da Flibi, a Festa Literária da Biblioteca Pública do Paraná. A Selvática é uma das convidadas para a Arena BPP, que realizará diversos encontros no hall térreo.

Os selváticos Gabriel Machado, Leonarda Glück, Ricardx Nolascx e Simone Magalhães se encontram com Kenni Rogers para falar sobre a trajetória do coletivo e também compartilhar textos, músicas e ações performáticas. Será no dia 22 de outubro, às 16h.

Venha participar desta festa! Entrada franca!

Confira a programação completa, aqui

Serviço:
Festa Literária da Biblioteca Pública do Paraná
Data: De 22 a 27 de outubro
Local: Biblioteca Pública do Paraná – BPP, Cândido Lopes, 133, centro de Curitiba – PR. Fone: 41 3221-4900 / 41 3225-6883
Entrada franca!

fonte

VIVO APRESENTA O SOM E A SÍLABA

Alessandra Maestrini volta à Curitiba em musical com texto inédito e direção de Miguel Falabella. Espetáculo recebeu indicação de melhor musical brasileiro no 6º Prêmio Bibi Ferreira

Já estão à venda os ingressos para o musical “O Som e Sílaba”, com Alessandra Maestrini no elenco com texto e direção de Miguel Falabella. O roteiro foi concebido especialmente para Alessandra Maestrini e Mirna Rubim. O espetáculo, que faz parte de uma turnê nacional, acontece de 07 a 09 de setembro no Teatro Fernanda Montenegro e os ingressos podem ser adquiridos pelo disk ingressos. Recebeu recentemente 5 indicações para o 6º Prêmio Bibi Ferreira, a mais tradicional premiação para musicais do país.

O espetáculo conta a história de Sarah Leighton, uma jovem com diagnóstico de autismo altamente funcional, uma savant, com habilidades específicas em algumas áreas, entre elas a música, e sua relação com Leonor Delise, sua professora de canto. A música vai unir essas duas mulheres e esse encontro mudará a vida de ambas.

“O Som e a Sílaba” foi indicado como Melhor Musical Brasileiro no Prêmio Bibi Ferreira e também está entre os finalistas com Miguel Falabella pela Melhor Direção e Melhor Roteiro Original; Alessandra Maestrini como Melhor Atriz e Mirna Rubim, como Melhor Atriz Coadjuvante. Desde a estreia em 2017, ganhou ainda dois prêmios Aplauso Brasil pelo figurino e direção.

Com realização da Maestrini Produções e produção local da Little John e Bricabraque Produções, a montagem chega a Curitiba para curta temporada no Teatro Fernanda Montenegro entre os dias 07 a 09 de setembro. Os ingressos já estão à venda em www.diskingressos.com.br e nos Shoppings Palladium, Estação e Muller. Também é possível adquirir o ingresso na Bilheteria do Teatro Fernanda Montenegro – Shopping Novo Batel. As entradas têm preço único de R$ 100 no valor inteiro e R$ 50 para quem tem direito à meia-entrada. Há descontos pelo Clube do Assinante Gazeta do Povo e Clube Diskingressos.

“O espetáculo é todo muito gostoso e aproxima o público. É cheio de humor, como tudo que Miguel e eu gostamos de fazer. Ao mesmo tempo, é extremamente delicado, poético e transformador, dada a trajetória tão rica e profunda da personagem central, Sarah, e de como isto também transforma – para muito melhor – a vida de Leonor (a professora de canto interpretada por Mirna)”, conta Alessandra Maestrini.

Sarah busca alguém que lhe ajude a dar algum sentido a sua vida. Com a morte dos pais, ela mora com o irmão casado, mas sente que não se encaixa na organização da casa, tem consciência de suas limitações nas relações pessoais e sabe que precisa romper as barreiras da síndrome para se ajustar ao mundo lá fora. Em sua busca por uma autonomia, ela lista suas habilidades, entre elas cantar. Ela sabe cantar. “O elemento mais importante da relação entre Sarah e Leonor é o estabelecimento da empatia. Desse laço, se cria a relação de amizade, cumplicidade, respeito e profundo amor entre as personagens”, revela Mirna Rubim.

Em torno dessa montagem reuniu-se uma equipe estelar: o elegante cenário ficou nas mãos de Zezinho Santos e Turíbio Santos; a luz dramática de Wagner Freire complementa os figurinos de Ligia Rocha e Marco Pacheco que, juntamente com o visagismo de Wilson Eliodoro, constroem os cativantes personagens do musical. O Som e a Sílaba conta com o design de som de Mario Jorge Andrade, que leva a experiência auditiva do espetáculo para um novo patamar de excelência.

SINOPSE: O espetáculo conta a história de Sarah Leighton (Alessandra Maestrini), uma jovem com diagnóstico de autismo altamente funcional, uma savant, com habilidades específicas em algumas áreas, entre elas a música, e sua relação com Leonor Delise (Mirna Rubim), sua professora de canto.

Sobre a Vivo e o Teatro
A Vivo, líder em telecomunicações no Brasil, acredita no teatro como elemento de conexão entre as pessoas. Ao longo dos últimos 14 anos, mais de 1 milhão de espectadores em todo o País, prestigiaram os projetos patrocinados pela empresa. Por meio do Teatro Vivo, em São Paulo, sua principal frente de apoio à cultura brasileira, a empresa oferece ainda um espaço de qualidade, com programação variada, criativa e independente. Um palco que acolhe tanto atores já consagrados como novos artistas.

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Miguel Falabella
Elenco: Alessandra Maestrini e Mirna Rubim
Design de luz: Wagner Freire
Design de som: Mario Jorge Andrade
Figurinos: Ligia Rocha e Marco Pacheco
Visagismo: Wilson Eliodorio
Cenário: Zezinho Santos e Turíbio Santos
Fotografia: Priscilla Prade
Diretor de criação: Marco Griesi
Designer: Kelson Spalato
Criação: TuaAgência
Operador de luz: Alessandra Marques
Operador de som: Mario Jorge Andrade
Cenotécnico: Isaac Tibúrcio
Camareira: Michele Vono
Assistente de produção e contrarregra: Marlon Bandarz e Eduardo William
Produtora assistente e captação de apoios: Carla Schvaitser
Direção de produção: Deco Gedeon
Realização: Maestrini Produções
Organizado por Bricabraque Produções Culturais e Alessandra Maestrini

SERVIÇO:
Data: 07 a 09/09/2018 – Sexta a Domingo
Horários: 07 e 08 às 21h/ dia 09 às 19h
Local: Teatro Fernanda Montenegro
Endereço: Shopping Novo Batel – Alameda Dom Pedro II, 255 – Batel/Curitiba
Confira a página do evento, aqui
Valor: R$100,00 inteira
Descontos:  Descontos legais – 50%
Clube do Assinante Gazeta do Povo e Clube Diskingressos: 40%
Pontos de Venda: 
Bilheteria do Teatro Fernanda Montenegro – Shopping Novo Batel
Lojas DiskIngressos (Shoppings Palladium, Estação e Muller)
PDVs na Grande Grande Curitiba e Região Metropolitana consulte em www.diskingressos.com.br

ESPETÁCULO TEATRAL “POSES PARA DORMIR”, COM DIREÇÃO DE DIEGO FORTES, TEM TEMPORADA GRATUITA E É ENCENADO NA TORRE DO MON

POSES PARA DORMIR. Créditos da foto: Eika Yabusame

A nova montagem de Diego Fortes d`A Armadilha Cia de Teatro, “Poses para Dormir”, é um texto inédito no Brasil da argentina Lola Arias e estreia dia 6 de setembro às 20h na Torre do Museu Oscar Niemeyer (MON), a entrada é franca

“Poses para Dormir” fica em cartaz de 06 à 30 de setembro, quinta e sexta às 20h, sábado com sessão dupla às 18h e às 20h, e domingo às 18h, no Espaço Araucária, que fica dentro da Torre do Museu Oscar Niemeyer (MON), sempre com entrada gratuita, sendo a distribuição dos ingressos feita 1h antes de cada sessão, no próprio MON.

Inédito no Brasil, o texto escrito pela aclamada dramaturga argentina Lola Arias e traduzido e dirigido pelo curitibano Diego Fortes, “Poses para Dormir” se passa em um futuro distópico, em dois apartamentos que ocupam o andar de um prédio em uma cidade sitiada pela guerra. Encenado na Torre do Olho, no Espaço Araucária, a peça é uma instalação onírica em uma espécie de fim do mundo, onde as identidades das personagens Nadia (Guenia Lemos) e seu marido Bruno (Diego Fortes), se confundem com a dos vizinhos Jota (Richard Rebelo) e Tao (Giuly Biancato) em uma série de coincidências absurdas.

“O espetáculo é uma experiência instigante, uma provocação: assistir a uma peça de teatro num lugar que normalmente não convencional, um texto que não é tradicional e que lida com ambiguidades, as coisas não são uma coisa ou outra, elas têm mais de um significado ao mesmo tempo”, afirma Diego Fortes sobre a obra.

Comportamento humano, sonho, morte e identidade são alguns dos temas da peça. A cada cena, os 4 personagens estão diferentes, as situações absurdas geram momentos cômicos de um riso nervoso. Uma experiência onírica e descolada da realidade.

A temporada em Curitiba é curta, apenas 1 mês no MON, e os ingressos podem ser retirados com 1h de antecedência na porta da Torre do Museu, onde normalmente os visitantes saem. Para essa temporada, os espectadores entrarão diretamente na Torre, que dá acesso direto ao Espaço Araucária. O espetáculo tem duração de 60 minutos, comporta 48 espectadores por sessão e não é recomendado para menores de 16 anos.

Com essa obra, Diego Fortes retorna à Curitiba depois de temporada em São Paulo, onde dirigiu “Molière”, estrelada por Matheus Nachtergaele, Renato Borghi e um elenco de 14 músicos e atores, muitos deles de Curitiba. Molière é sucesso de público e crítica e está agora em temporada no Rio de Janeiro.

Serviço:
Poses para Dormir
Texto: Lola Arias
Direção: Diego Fortes
Estreia dia 06 de setembro às 20h
Local: Espaço Araucária – na Torre do Museu Oscar Niemeyer (MON) – Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico.
Entrada franca: Os ingressos começam a ser distribuídos 1h antes do início de cada sessão, na porta da Torre do MON.
Temporada: 06 a 30 de setembro, de quinta a domingo.
Quintas e sextas às 20h
Sábados – sessão dupla – às 18h e às 20h
Domingos às 18h
Lotação: 48 pessoas
Página do evento, aqui

Ficha técnica:
Texto: Lola Arias
Tradução: Diego Fortes
Direção: Diego Fortes
Atores: Giuly Biancato, Guenia Lemos, Richard Rebelo e Diego Fortes
Iluminação: Nadja Naira
Operação de luz: Elisa Ribeiro
Cenário: Guenia Lemos – Prego Torto & Cia
Cenotecnia: Willian Batista – Studio Fabrika
Figurino: Maureen Miranda
Direção de Movimento: Ane Adade
Trilha Original: Fábio Cardoso
Produção Executiva: Ludmila Nascarella
Comunicação e Mídias Sociais: Luísa Bonin – Platea Comunicação e Arte
Design: Blanc.ag Design e Conteúdo
Maquiagem foto: Juliane Lis Siebert
Vídeos: Alan Raffo
Coordenação Financeira: Rubens Neves – Operativ Consultoria
Captação de Recursos: Meire Abe

“PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA”

Realização:
A Armadilha
Parceria:
Museu Oscar Niemeyer (MON)
Incentivo:
Instituto Joanir Zonta – Empresa mantenedora: Condor, EBANX, CEDIP
Incentivo: Lei de Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba

Sobre A Armadilha:
A Armadilha, fundada e dirigida por Diego Fortes, atua há 17 anos e é conhecida por apresentar propostas fundamentadas num permanente processo de pesquisa e criação em dramaturgia, e pela por reunir em suas produções teatrais, refinamento conceitual,   compreensão e a acessibilidade de diversos públicos.

Alguns dos trabalhos d´A Armadilha: Bolacha Maria (2008), Jornal da Guerra Contra os Taedos (2009), Duas da Manhã (2012) trouxeram autores até então inéditos no teatro no Brasil e foram muito bem recebidos pelo público e pela crítica.  A Armadilha também tem um trabalho focado na dramaturgia original, os espetáculos Café Andaluz (2005) e Os Leões (2006) foram escritos por Diego Fortes sob pseudônimos. Os Leões chegou a ser considerado pela crítica nacional como o grande destaque do Festival de Teatro de Curitiba em 2007. Foi encenado em São Paulo, a convite do SESC no Projeto Primeiro Sinal, em Salvador, no l Festival Nacional de Teatro da Bahia – 2007 na Mostra Nacional e em Brasília, na Caixa Cultural e abriu o XVI Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga em 2009. Além dos trabalhos próprios, A Armadilha organizou junto com outras companhias as 3 primeiras edições da Mostra Novos Repertórios, evento especial do Festival de Curitiba onde são exibidas peças e leituras de companhias de teatro contemporâneo. Em 2011, organizou a Mostra Outros Lugares – teatro de novos autores, que reúne peças com textos originais e inéditos. Com o objetivo de promover a formação de plateia em teatro, com bastante frequência, promove apresentações com ingressos gratuitos nos espetáculos concebidos e distribuídos com verbas públicas, acreditando ser uma medida necessária e democrática de acesso à cultura. Por isso, a pesquisa artística está direcionada a obras de alta qualidade e reflexão artística, sem perder de vista a comunicação com o público, mesmo que seja a primeira oportunidade deste público de entrar em um teatro.