MUSICAL LES MISÉRABLES É APRESENTADO NESTA SEXTA-FEIRA NO TEATRO SESI PORTÃO

O espetáculo narra um clássico da literatura, escrito pelo
autor francês Victor Hugo no século XIX

O Núcleo de Atividades Complementares do Colégio Marista Santa Maria, inspirado em um clássico da literatura, apresenta nesta sexta-feira (15), no Teatro SESI Portão, em Curitiba, o musical Les Misérables. A apresentação, com início às 19h, narra a jornada de Jean Valjean, um homem que após ter roubado um pão para a sobrevivência de sua família é condenado a dezenove anos de prisão.

Inspirado no romance homônimo Les Misérables, escrito pelo autor francês Victor Hugo (1802-1885), e com trilha sonora ao vivo, o espetáculo retrata um período contundente da França no século XIX, em que a luta pela liberdade é uma temática expressiva. O público acompanhará uma história fascinante, de sonhos, amor, paixão e sacrifício. É um convite para refletir sobre justiça e igualdade, acompanhado da história de personagens que lutaram por redenção e pela revolução.

Serviço:
O SESI Cultura Paraná apresenta
Musical Les Misérables
Data: 15/12 (sexta-feira) Horário: 19h00
Valor: R$20,00 (inteira) R$10,00 (meia)
Classificação indicativa: Livre
Local: Teatro SESI Portão
Endereço: Rua Padre Leonardo Nunes, 180 – Portão, Curitiba
Observação: Sujeito a lotação

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura/
www.facebook.com/sesiculturapr/

SESI CULTURA – Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

O MISTÉRIO DA JAPONESA – FILME DE BETO CARMINATTI E PEDRO MEREGE

“Uma cidade Grande. Um homem solitário. Um encontro com uma prostituta japonesa num hotelzinho barato de “rendez-vous”. o que teria acontecido naquele encontro que marcaria para sempre a vida daquele homem?”

O Mistério da Japonesa (2005), dirigido por Beto Carminatti e Pedro Merege, foi rodado (em 35 mm) em Curitiba – reparem nas cenas na Rua São Francisco. Baseado no livro “O Mistério da Prostituta Japonesa”, de Valêncio Xavier. Um lindo filme! Confira!!!

MISTÉRYOS – FILME DE BETO CARMINATTI E PEDRO MEREGE


O filme Mistéryos (2008) de Beto Carminatti e Pedro Merege foi inspirado em obras do escritor Valêncio Xavier. Mistéryos foi filmado entre dezembro de 2006 e janeiro de 2007 em Curitiba e região metropolitana. Dentre seus prêmios conquistou o de melhor direção no 3º Festival do Paraná de Cinema Brasileiro Latino. Esse filme tem um clima bem interessante! Vale a pena conferir!

Sinopse: Série de histórias misteriosas, como bem define o título, entrecortadas pela narrativa do personagem VX (Carlos Vereza), um homem evidentemente perturbado pelas coisas inexplicáveis do mundo. A primeira história é sobre um casal, Jucélia Ramos (Sthefany Brito) e Astolfo Dagoda (Leonardo Miggiorin), que, durante um passeio no Trem Fantasma de um parque de diversões, passa por uma situação bem peculiar: ela some misteriosamente, sem deixar rastros. Num outro segmento, VX encontra quatro das oito latas de filme de uma produção erótica, feita em 1922. Ele divaga sobre os motivos de seu realizador, o pintor Crispin Carmoro (Beto Carminatti), ter feito aquele filme. Mesmo conseguindo ver somente pequenos trechos da produção, sobre o amor entre belas mulheres, uma delas, a musa que acompanha o personagem em todos os segmentos, vivida por Sthefany, VX fica obcecado pelo filme. Num último segmento, o personagem encontra um mágico misterioso. Entre todos os segmentos, principalmente na conclusão do longa, o protagonista caminha à noite pelas soturnas ruas de Curitiba, encontrando as mais estranhas manifestações naturais e sobrenaturais.

ESTREIA HOJE, 23/11, NOVO ESPETÁCULO DA PALAVRAÇÃO CIA DE TEATRO DA UFPR “SOCIEDADE DOS RATOS” É ENCENADA NO TEUNI, A PARTIR DAS 20H30

Em um laboratório de pesquisas, o líder Amo Supremo sobre seu domínio a disseminação de informações, os atos e hábitos dos ratos lá viventes. Para exercer seu poder, ele conta com animais leais. Mas tudo pode fugir do controle quando a Ratazana e o Rato de Esgoto começam a divulgar ideias revolucionárias e libertárias às cobaias.

Com texto e direção de Marcelo Leonel Felczak, a Palavração CIA de Teatro da UFPR apresenta seu mais novo espetáculo “Sociedade dos Ratos” a partir de quinta-feira, 23 de novembro, às 20h30, no TEUNI (Teatro Experimental Universitário), localizado no prédio histórico da Universidade Federal do Paraná. A entrada é gratuita, e tem classificação etária de 12 anos. A peça fica em cartaz até 2 de dezembro, com exibições às quintas, sextas e sábados, no horário das 20h30.

Para dar vida à fábula proposta por Felczak, os atores aprofundaram suas vivências na Razão Orgânica, e em jogos teatrais, jogos de palavras, gestos ensaiados. A intenção foi utilizar do gênero cômico para a construção dos diálogos, cenas, personagens, contexto social, politico, moral, religioso, econômico e cultural dessa sociedade presa a um laboratório.

A Razão Orgânica é um conceito elaborado pelo professor da UFPR Hugo Mengarelli, ao longo de seus anos frente à Cia de Teatro, e que resultou em técnicas de desenvolvimento do ator e de criação de personagens.

O elenco conta com Ana Lúcia de Paulo Superchinski, Andressa de Lima, Arthur Firmino, Danilo Pedrosa, Edilaine Maciel, Joao Winch, Marcel Henrique Gonçalves Sobrinho, Nícolas Wolaniuk e Sabrina Marques. E tem como equipe de apoio Janaina Ferreira, Maisa Ribeiro, Mateus Viudes.

Qualquer semelhança com fatos reais da nossa sociedade será mera coincidência!

Venha nos prestigiar!!!

Serviço:
Sociedade dos Ratos
da PalavrAção Cia de Teatro da UFPR
Estréia: 23 de novembro de 2017
Temporada: de 23/11 a 2/12/2017 – às quintas, sextas e sábados
Entrada Gratuita (Retirar ingressos com uma hora de antecedência)
Classificação etária: 12 anos
Horário: 20h30
Local: TEUNI
Endereço: Praça Santos Andrade – Prédio Histórico da UFPR, 2º andar
Fotografias: Nicole Micaldi

Página do evento, aqui

COM ENTRADA LIVRE, INOMINÁVEL CIA DE TEATRO APRESENTA “DO CÃO FEZ-SE O DIA” NA LAPA E LEVA VOCÊ GRATUITAMENTE NESTE PASSEIO

Contando com apoio da Copel, grupo curitibano se apresenta no Teatro São João em 6 E 7 de Dezembro Às 20h

Criado como resultado do estudo das obras do escritor português Valter Hugo Mãe, o espetáculo “Do cão fez-se o dia” trata de dificuldades e tragédias da alma humana em um país em guerra, buscando um canto de esperança em um contexto de conflitos.

Um garoto que encontra nos livros uma maneira de lidar com a dor, uma mãe e seu desespero, a partida do pai e o peso da ausência e uma filha rejeitada cuja infância se molda devido à guerra são alguns dos elementos da história contada com traços autobiográficos pelos atores Fabiane de Cezaro, Lucas Buchile, Rafael diLari e Lilyan de Souza, que também assina a direção.

Após receber três indicações ao 35º Troféu Gralha Azul (um dos maiores prêmios do teatro paranaense), a peça foi contemplada pelo Edital de circulação do PROFICE da Secretaria Estadual da Cultura do Estado do Paraná e, com apoio da Copel, já foi apresentada nos palcos de Pato Branco e Francisco Beltrão. Após passar pela Lapa, o grupo segue para União da Vitória, Castro, Rio Negro, Campo Mourão e Telêmaco Borba em 2018.

CARAVANA INOMINÁVEL
Se você é de Curitiba, a Inominável oferece transporte de ida e volta! Mande e-mail com seu nome, a data em que deseja assistir ao Cão (6 ou 7 de dezembro) e seu telefone para igoraugustho@gmail.com  /  A caravana sairá na data de maior preferência.

BATE-PAPO COM OS ATORES e RODA DE LEITURA
Logo após a apresentação do dia 6 (quarta-feira), os atores farão um bate-papo sobre o trabalho no teatro. Já na quinta, às 17h (antes do espetáculo), acontecerá uma roda de leitura das obras de Valter Hugo Mãe com o pessoal do grupo. Você está convidado!

Serviço:
DO CÃO FEZ-SE O DIA NO TEATRO SÃO JOÃO – LAPA/PR
6 E 7 DE DEZEMBRO, ÀS 20H (Rua Amintas de Barro, 26)
Mais informações:
www.facebook.com/InominavelCompanhia/

Ficha técnica:
Do cão fez-se o dia, livremente inspirado nas obras de Valter Hugo Mãe
Dramaturgia: Marcelo Bourscheid
Direção: Lilyan de Souza
Elenco: Fabiane de Cezaro, Lilyan de Souza, Lucas Buchile e Rafael diLari
Participação especial: Jossane Ferraz (Namorada Francesa)
Direção de produção: Lilyan de Souza
Assistente de Produção: Igor Augustho
Iluminação: Lucas Mattana
Cenário e figurinos: Manu Assini
Diretor Musical: Bruno Leão
Criação sonora/música original: Bruno Leão, Daniel D’Alessandro e Pedro Sasamoto
Direção de vídeo: Alana Rodrigues
Cinegrafista: Tania Gazola Baes
Edição de vídeo: Felipe Aufiero
Designer gráfico: Ricardo Braga
Projeções: Lucas Mattana
Assessoria de Imprensa: Daniel D´Alessandro

ATENÇÃO ROTEIRISTAS COM NOVAS IDEIAS DE SÉRIES BRASILEIRAS!!!

Atenção roteiristas!  Inscrições até 13 de novembro.

NETLABTV surgiu em 2013 com o objetivo de apoiar a cadeia de valor do audiovisual – criadores, produtores, distribuidores, canais e programadoras – investindo no desenvolvimento de novas séries brasileiras.

Em suas duas primeiras edições, com patrocínio da NET e o apoio de importantes parceiros institucionais e dos principais canais e programadoras de televisão por assinatura, o NETLABTV transformou-se em um selo de empreendedorismo criativo no Brasil com foco no segmento audiovisual.

Fez emergir novas ideias, novos formatos e talentos de roteiro, inovando ao aproximar a criação de séries das demandas de mercado e pautando políticas públicas de investimento com foco no desenvolvimento de projetos regionais. O Concurso já contabilizou cerca de 3 mil inscrições realizadas por roteiristas de 26 estados, impactando todas as regiões do País.

O NETLABTV propõe ações que permitem:

– Identificação, formação e valorização de talentos criativos (roteiro/storytelling) de todo o país, além da introdução desses talentos no mercado audiovisual;

– Aprimoramento de novos roteiros de séries brasileiras;

– Geração de novas oportunidades de negócios com a oferta de projetos de séries qualificados ao mercado;

– Aceleração e qualificação de novas narrativas seriadas nacionais, visando múltiplas janelas de exibição, como TV, VOD, mobile, tablet, e beneficiando toda a cadeia criativa e produtiva do audiovisual;

– Realização de concursos, laboratórios, palestras, seminários, masterclasses e outros conteúdos educativos por meio de eventos presenciais e on-line.

A produção e o consumo de séries são crescentes em todo o mundo e também no Brasil. O termo “seriéfilos” demonstra como conteúdos seriados vêm ganhando espaço nos hábitos de consumo da população, que passa também a decidir como, quando e onde quer assistir aos episódios da sua série predileta: TV, tablet, smartphone e outros dispositivos. Surgem as maratonas de séries, os vídeos sob demanda (VOD) e os novos conteúdos seriados mais curtos, produzidos para atender aos requisitos de mobilidade e ao fenômeno de consumo de narrativas em vídeo pelas redes sociais (Youtube, Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat).

Nesta terceira edição, o NETLABTV é apresentado pelo Instituto NET Claro Embratel, que alia os serviços prestados pelo grupo a investimentos sociais que gerem impactos relevantes ao desenvolvimento do País nas áreas de Educação, Cultura e Cidadania. Trazendo soluções inovadoras, novas tecnologias e conectividade, o Instituto acredita que as tecnologias da informação e comunicação possibilitam o contato e o relacionamento entre as pessoas como pontes para o conhecimento e o entretenimento, estimulando o empreendedorismo e transformando talentos em protagonistas.

Assim, na presente edição, o NETLABTV mantém todos os conceitos originais do projeto, identificando talentos e aprimorando ideias de séries nas categorias FICÇÃO e NÃO FICÇÃO (variedades, documental, reality show e doc-reality) com foco em TV por assinatura e vídeo sob demanda (VOD), e cria a nova categoria SOCIAL VIDEO com inscrições abertas a jovens talentos de universidades, ensino médio, cursos livres, cursos técnicos e organizações sociais, atendendo ao crescente consumo de conteúdos de curto formato criados para as redes sociais.

Outra grande novidade desta edição são os lançamentos regionais que ampliam as ações de formação com a realização de palestras, mesas-redondas e oficinas gratuitas de roteiro para novos talentos em quatro cidades: Recife, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo. E mais, o blog NETLABTV traz entrevistas, vídeos tutoriais, estudos de casos, dicas e links para criar séries brasileiras de sucesso para TV, VOD, mobile, tablet e outros dispositivos móveis.

O NETLABTV cria oportunidades para que a sua ideia de série se torne realidade.

Confira o Regulamento, participe do Concurso e das demais ações do projeto.

fonte

LANÇAMENTO DO LIVRO E EXPOSIÇÃO “ALÉM DA SUPERFÍCIE” DE CLEVERSON OLIVEIRA

Artista visual documenta sua produção através da relação de suas obras com textos reflexivos em livro e exposição

O artista visual Cleverson Oliveira lança, dia 18 de novembro, às 10h00, na Galeria da Casa da Imagem, seu novo livro: Além da Superfície. No mesmo dia, acontece a abertura da exposição homônima que fica em cartaz até 10 de fevereiro. Também estão programados um ciclo de palestras e o lançamento de uma plataforma digital que traz registros de processo de criação e textos reflexivos sobre a obra do artista.

Cleverson Oliveira atua em campos multidisciplinares usando uma linguagem visual que explora os limites da imagem permeando a experiência do cinema até o desenho. O artista apresenta em sua segunda publicação, um panorama de sua produção que abriga desde seus primeiros trabalhos, criados em 1994, até suas criações mais recentes.

O livro Além da Superfície relaciona a tragetória do artista, abordando, a partir de textos e ensaios, três temas centrais: o olhar da filosofia da linguagem e suas relações cognitivas sobre a obra do artista, a análise da construção e desenvolvimento da poética de Cleverson e as relações entre o artista e seu meio, além de uma entrevista com o artista, realizada pelo curador e crítico de Nova York, Raúl Zamudio, que apresenta uma reflexão sobre o período de doze anos em que o artista Cleverson Oliveira viveu e produziu nos Estados Unidos.

Pagu Leal, artista e filósofa, acompanha a produção do artista descortinando relações promovidas pela obra em contato com o espectador, a partir de um texto reflexivo intitulado: “Irritações de Superfície”. Cleverson e Pagu estabelecem um diálogo construído a partir de experiências e colaborações artísticas ligadas à dramaturgia, performance e vídeo arte.

A partir da ideia de construção da poética do artista, o professor-doutor Antonio Fatorelli, apresenta, no livro, um texto crítico sobre a obra de Cleverson Oliveira.

Cleverson, em seus trabalhos, desmistifica a aparente condição natural da paisagem. As obras constroem um espaço imaginário onde o artifício da representação torna-se o campo visual após uma desfiguração completa da representação. As paisagens parecem ser definidas antes de nós como uma inevitabilidade da natureza. Construído por séculos como o equivalente da natureza, paisagens assumem a representação mais perfeita do mundo.

Ainda em 2017, o artista participa da Bienal de Veneza (Itália) integrando a exposição “The Border Pavillion” e apresenta sua produção recente em uma exposição em Nova York.

O projeto Além da Superfície é realizado com o incentivo do Banco do Brasil através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Cleverson Oliveira / crédito foto: Antonio Wolff

SOBRE O ARTISTA:
Cleverson Oliveira nasceu em Curitiba, em 1972. Formou-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em 1994. Em 1996 estudou História da Arte na New York University, em Nova York, onde viveu de 1996 até 2008 . Vive e trabalha em Piraquara, Brasil. Participou de exposições em diversos locais, incluindo New York, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Seoul, Doha e Veneza (Itália).

Entre suas principais exposições estão: Fronteiras: uma jornada pelas américas, realizada no museu da Fotografia, em Curitiba, em 2009. Viajantes Contemporâneos, realizada na Pinacoteca do Estado de São Paulo, em 2010. 5th media Art biennale, Seoul, Coreia do Sul, 2009.Galáxias, Myiako Yoshinaga, Nova York(USA), 2012; e Bienal Internacional de Curitiba, 2013. Border Pavilion (Bienal de Veneza) 2017.

SERVIÇO:
Lançamento do livro e abertura da exposição “Além da Superfície”
Abertura dia 18 de novembro de 2017, às 10h00
*a exposição fica em cartaz até dia 10 de fevereiro de 2018
Galeria Casa da Imagem (www.casadaimagem.com)
Rua Dr. Faivre 591, centro de Curitiba
ENTRADA FRANCA

FLIM DEBATE CULTURAL E EDUCAÇÃO NO MEDIANEIRA

Evento reúne nomes como João Anzanello Carrascoza, Estrela Leminski e Jarid Arraes.

Começa no dia 6 de novembro a Festa das Linguagens do Medianeira (FLIM), que receberá apresentações de dança, música e teatro, mostras de cinema e fotografia, além de palestras e bate-papos com nomes como os escritores João Anzanello Carrascoza e Jarid Arraes, a cantora e compositora Estrela Leminski, e o editor Thiago Tizzot. O evento celebra também os 60 anos do Colégio e sua relação com a cultura e as artes.

A festa promove o diálogo entre as múltiplas linguagens e expressões artísticas, celebrando a cultura, o respeito e a cidadania. Para Martinha Vieira, coordenadora do Centro de Artes do Medianeira, a variedade de manifestações permite novas experiências de percepção no público. “No ritmo em que vivemos é muito fácil perdermos nossa essência, nossas raízes. Acho que a arte é um vínculo que criamos com nós mesmos e o sentido da nossa existência”, afirma a educadora.

A FLIM é o resultado dos trabalhos realizados dentro e fora da sala de aula, é o momento em que estudantes e educadores partilham com a comunidade aquilo que aprenderam e descobriram por meio das trocas de experiências.

Vinícius Soares Pinto, coordenador de Midiaeducação do Medianeira, explica que a cultura, antes de tudo, é responsável pela humanização e consciência de quem somos. “A arte nos permite visualizar e encarar a realidade a partir de ângulos diversos. E diante de um mundo com discursos tão maniqueístas, a arte tem o poder de explicitar aos nossos olhos que não existe apenas um discurso ou uma verdade. Somos humanos, somos complexos e em constante transformação”, comenta.

Outras atividades

A FLIM é um espaço de debate e reflexão sobre as questões do nosso tempo, permitindo o intercâmbio de ideia e vivências. As discussões, sempre pautadas pela pluralidade, pela consciência e pela compassividade, tematizam as relações entre a cultura e a vida cotidiana por meio da leitura, da música e de outras linguagens artísticas.

Outro momento importante da FLIM é o lançamento da Coletânea de Textos, que neste ano será digital e trará, além da produção textual e de imagens, vídeos concebidos pelos estudantes. A iniciativa é, ao mesmo tempo, um incentivo à leitura e também à produção autoral nas mais diversas linguagens.

Em 2017, a FLIM terá a participação do coral OutLoud, formado por professores e estudantes da Talken English School, parceira do Medianeira no ensino de inglês. O Grêmio Ágora, juntamente com o Centro de Artes, promoverá o tradicional concurso de bandas e a Tenda das Artes, que irá oferecer oficinas instantâneas de Cinema, Dança, Teatro e Customização de Roupas.

Durante o evento, ocorrerá a venda antecipada de ingressos para o show Medianeira Nossa Música, que acontece no dia 23 de novembro, e reúne a Orquestra à Base de Cordas e os artistas contemplados em edital.

Sobre a FLIM

A FLIM nasceu em 2011 como desdobramento do projeto Sujeitos Leitores. Com o tempo foi incorporando novas linguagens e se tornou um dos eventos artísticos mais importantes de Curitiba. Pela FLIM já passaram nomes como Eliane Brum, Daniel Galera, Luiz Rufatto, Ignácio Loyola Brandão, Cristovão Tezza, Thiago Recchia, Ricardo Corona e Luiz Andrioli.

Serviço:
Festa das Linguagens do Medianeira (FLIM)
Quando: de 6 a 11 de novembro
Onde: Colégio Medianeira |Av. José Richa (Marginal da Linha Verde), 10.546 | Prado Velho | Curitiba/PR)
Entrada: Gratuita
Consulte a programação completa aqui.

LOJA DAS PULGAS ::: ESPAÇO VINTAGE

  

Venha conhecer o espaço de antiguidades da LOJA DAS PULGAS. Se você ainda não conhece, a Loja das Pulgas é uma loja de usados que trabalha em parceria com a  Associação do Amigo Animal  – associação que abriga cerca de 1000 cachorros resgatados (em Curitiba e região) e os encaminha (vacinados, castrados e desverminados) para adoção responsável. Conheça esse lindo trabalho, aqui.

Nós, do FATO AGENDA, estamos orgulhosos dessa parceria, porque ajudando a Loja a vender também estaremos contribuindo com os animais recolhidos pela Associação!


Mais de 500 discos selecionados. E mais algumas centenas para decoração: discos soltos (a R$1,) e discos coloridos(R$15). Discos de rock, mpb, samba, sertanejo, música erudita e várias coletâneas e box.


Discos compactos, discos de vinil e baquelite.

Móveis antigos, relíquias, curiosidades, brinquedos, colecionáveis. Na loja você encontra!


Centenas de livros e revistas! E os preços são ótimos, venha conferir!!!

A LOJA DAS PULGAS fica na Rua Pe Paulo Warkocz, 29, CIC / Orleans, Curitiba.  Próx. ao cemitério / viaduto do Orleans e ao Colégio Santo Antônio. Das 8h às 18h.  Sábado até as 13h. Venha nos visitar!!! Fone: (41) 9 9745-52 94 (Leandro / antiguidades) / (41) 9 9658-2486 (LU) / (41) 9 9618-7040 (JUNIOR).