LGPD NA PRÁTICA: EMPRESAS BUSCAM SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE DADOS DE CLIENTES E COLABORADORES

Evento gratuito reúne especialistas da área de TI e Comunicação para apresentar cases e ferramentas práticas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

FUTURO E TENDÊNCIAS

O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Serviço:
Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências
Data: dia 23 e 24 de novembro
Custo: Gratuito
Onde: YouTube
Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização: Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema FIEP PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

SOBRE A REALIZE HUB
A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business Analytics e Pesquisa de Mercado; Data Science (Ciência de dados) e estratégia digital.

Informações para imprensa:
GIG Content
Giórgia Gschwendtner
giorgia@gigcontent.com
(41) 99804-9635
Bruna Robassa
bruna.robassa@gmail.com
(41) 98469-6964

OUTRAS PALAVRAS – PRÊMIO DE OBRAS LITERÁRIAS

O concurso público “Prêmio de Obras Literárias” irá selecionar e premiar textos de obras de romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos, pesquisa de cultura alimentar e livro ilustrado, escritas em língua portuguesa.

Cada obra literária selecionada receberá um valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Como contrapartida, as obras premiadas poderão ser publicadas pela SECC no prazo de até cinco anos. Para romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos e pesquisa de cultura alimentar, serão aceitas obras de 49 a 250 páginas de elementos textuais, seguindo as especificações da ABNT para formatação de texto. Já no caso de livros ilustrados, serão aceitas obras de 16 a 150 páginas, em tamanho A4, em PDF contendo texto e imagem integrados.

Inscrições até 20 de novembro.

Confira o edital, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS

PRÊMIO REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais

Contemplando registros fotográficos ou audiovisuais de manifestações culturais populares e tradicionais do Paraná, este prêmio tem como objetivo central a preservação da memória e documentação de Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses, e Povos de Matriz Africana.

Cada premiado receberá o valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais). Na categoria Registro Fotográfico, a proposta deverá conter um conjunto de fotos que versem sobre um mesmo tema, propondo uma sequência fotográfica lógica, e não foto única. O conjunto deverá ser composto de no mínimo 5 (cinco) fotografias e no máximo de 10 (dez) fotografias. Já para a categoria de Registro Audiovisual, a proposta deverá conter os registros com duração de 7 (sete) minutos e no máximo 120 (cento e vinte) minutos. Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO ARTES VISUAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS

PRÊMIO ARTES VISUAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais. 

O foco deste prêmio será a seleção de obras de artes visuais já produzidas por artistas ou coletivos que pertençam a povos e comunidades tradicionais formadores do Paraná. Este prêmio tem como foco promover e fomentar as artes visuais produzidas no Paraná, com foco especial à produção artística de comunidades e povos tradicionais do Estado.

Serão concedidos prêmios de R$ 10.000,00 cada, e poderão ser inscritas obras nas seguintes categorias de artes visuais: Desenho, Pintura, Escultura, Colagem, Fotografia, Gravura, Videoinstalação, Videoperformance e Videoarte. Todas as obras selecionadas poderão ser incorporadas aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 26 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

LEC UFPR – LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO CONTRATA ASSISTENTE DE COMUNICAÇÃO / PONTAL DO PARANÁ-PR

LEC UFPR – Laboratório de Ecologia e Conservação contrata assistente de comunicação. Vaga para trabalhar em Pontal do Sul (Pontal do Paraná-PR).

“Buscamos um assistente de comunicação com ensino superior em jornalismo, comunicação social ou relações públicas para atuar junto ao Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) em projeto de monitoramento de fauna marinha!

Comunicar ações de monitoramento ambiental, conservação de fauna e ciência, associada a demanda de engajamento da sociedade, de governantes e mesmo de outros pesquisadores será o maior desafio deste profissional. Assim, será importante que tenha habilidade em editores de imagem/vídeo e de texto, que seja criativo(a), com boa comunicação e autodesenvolvimento, responsabilidade, dinamismo, organização e com foco na comunicação de trabalho coletivo e participativo.

Entre as principais funções está a assessoria de comunicação do projeto, proposição e execução de diferentes formas de divulgação, elaboração de layouts dos produtos e de clipping periódico, além da elaboração/execução do plano de sensibilização ambiental do projeto.

Vaga em Pontal do Sul (Pontal do Paraná, PR).
Carga horária: 30h semanais – Contrato CLT, com benefícios.

Envio de currículos até 08/11/2020 no e-mail pmp.parana@gmail.com  / com o assunto “Vaga Assistente Comunicação”.

fonte

PÁPRICA COMUNICAÇÃO ABRE VAGA PARA ESTÁGIO NA EQUIPE DE CRIAÇÃO

Páprica Comunicação abre vaga para estágio na equipe de criação. Vaga para estagiar em Curitiba. 

Requisitos:
– Conhecimento do pacote Adobe;
– Pró-atividade e vontade de aprender;
– Portfólio.

Diferenciais:
– Conhecimento básico de edição / criação de vídeos.

Atividades:
– Auxiliar na criação de posts para redes sociais;
– Auxiliar na criação de peças para Google/Facebook Ads;
– Desdobrar KVs;
– Crescer junto com um time massa.

Se identificou com essa oportunidade? Acesse o nosso formulário aqui e envie seu currículo

fonte: Paprica Blog

CULTURA LANÇA EDITAL DE LICENCIAMENTO DE OBRAS LITERÁRIAS DIGITAIS

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC), por meio da Superintendência Geral da Cultura, publica o Chamamento para Licenciamento de Obras Literárias Digitais “Cultura nas Redes”, que irá selecionar livros digitais, e-books, audiolivros e livros falados, já finalizados, para disponibilizar ao público por meio de site e mídias sociais do Governo do Paraná e da SECC, pelo prazo de 24 (vinte e quatro) meses. Inscrições até 18:00 (dezoito horas) do dia 21 de outubro de 2020.

Serão selecionados 2.314 obras, valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada, totalizando R$ 11.570.000,00 (onze milhões quinhentos e setenta mil reais), com recursos provenientes da Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

Poderão participar da seleção, os proponentes sediados no Estado do Paraná há no mínimo 02 (dois) anos, completados e comprovados da data de publicação do Edital. As inscrições vão acontecer em dois períodos, o primeiro sendo de 07 de outubro até às 18:00 (dezoito horas) de 21 de outubro de 2020, por meio do sistema SisProfice.

Entende por:
–  Livro digital e Ebook: obra que existe exclusivamente em formato digital, não periódico, revisado, editado e diagramado. Pode conter texto, imagem, áudio e vídeo.
– Audiolivro: gravação do conteúdo de um livro narrado em voz alta, podendo ou não ter vozes dramatizadas, sonoplastia, fundo musical e outros.
– Livro falado: gravação do conteúdo de um livro narrado em voz alta, desprovida de recursos artísticos e de sonoplastia, voltado para pessoas com deficiência visual.

Serão aceitas obras em português nas seguintes áreas:
1. Artes Visuais;
2. Audiovisual;
3. Cultura Popular e Diversidade;
4. Circo;
5. Dança,
6. Economia Criativa;
7. Literatura;
8. Música;
9. Ópera;
10. Produtores e Técnicos;
11. Teatro.

Este chamamento é parte das ações de Fomento do Governo do Estado do Paraná com recursos da Lei Federal Aldir Blanc, nº 14.017/2020, para atender o setor cultural durante a crise causada pela pandemia de Covid-19.

Acesse o edital completo clicando aqui.

fonte / texto: Secretaria Da Comunicação Social e da Cultura do PR (SECC)

DIFUSÃO SABERES E FAZERES TRADICIONAIS PREMIA REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, por meio da Superintendência Geral da Cultura, publica o Prêmio de Difusão Saberes e Fazeres Tradicionais – Registro Fotográficos e Audiovisuais, que irá selecionar e premiar registros fotográficos ou audiovisuais de manifestações populares e tradicionais da cultura desenvolvidas no território paranaense. Inscrições até às 18h00 (dezoito horas) do dia 21 de novembro de 2020.

O prêmio tem uma função social de preservação da memória de manifestações populares e tradicionais da cultura desenvolvidas no território paranaense.

Serão concedidos 260 prêmios no valor de R$ 4.000,00 cada, totalizando R$ 1.040.000,00, com recursos provenientes da Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

O edital é voltado a agentes culturais, pessoa física e jurídica, domiciliadas ou com sede no Paraná há, no mínimo, dois anos. O período de inscrições vai de 8 de outubro até às 18h00 (dezoito horas) de 21 de novembro de 2020. As inscrições serão feitas de forma online por meio do sistema SisProfice.

O prêmio será dividido em duas categorias, Registro Fotográfico e Registro Audiovisual. No Registro Fotográfico, a proposta deverá conter um conjunto de fotos que versem sobre um mesmo tema, propondo uma sequência fotográfica lógica, e não foto única. O conjunto deverá ser composto de no mínimo 5 (cinco) fotografias e no máximo de 10 (dez) fotografias.

No Registro Audiovisual, a proposta deverá conter os registros com duração de 7 (sete) minutos e no máximo 120 (cento e vinte) minutos.

O prêmio será dividido, ainda, em seis áreas:
– Povos Indígenas;
– Comunidades caiçaras,
– Comunidades quilombolas;
– Ciganos;
– Faxinalenses;
– Matriz africana.

Os registros premiados deverão ser doados aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação.

Este prêmio é parte das ações de Fomento do Governo do Estado do Paraná com recursos da Lei Federal Aldir Blanc, nº 14.017/2020, para atender o setor cultural durante a crise causada pela pandemia de Covid-19.

Acesse o edital completo clicando aqui.

fonte / texto: Secretaria Da Comunicação Social e da Cultura do PR

PARANÁFLIX

PARANÁFLIX

Que ideia maravilhosa! Só entrar no site e assistir o cinema paranaense. Inclusive você pode subir filmes! Maravilhoso! Parabéns aos envolvidos!

A Paranáflix é uma plataforma colaborativa criada para difundir produções cinematográficas produzidas em todo o Paraná.

Já tem vários filmes interessantes: Lance Maior (1968), Cine Hai-Kai (1984) – sobre o Leminski, Beijo na Boca Maldita (2008), Satori Uso (2007), vários filmes legais, confira o catálogo!

“Buscamos construir uma forma livre, popular e coletiva para dar visibilidade às produções do estado, e oferecer o acesso gratuito de filmes para quem busca informações culturais.

Este gesto surge como sintoma da insuficiência de políticas públicas consistentes, ativas, e longevas de distribuição, produção, exibição e preservação do cinema no Paraná, e de modo algum pretende trazer soluções paliativas a estes problemas de imenso interesse público.

Vamos fortalecer o cinema brasileiro!”

Acesse:
Site: www.paranaflix.com.br
Instagram: www.instagram.com/paranaflix/