PRÊMIO ALLTECH DE JORNALISMO 2019 RECONHECE REPORTAGENS INOVADORAS NO AGRONEGÓCIO

Cristiane Barbieri, Rogério Coutinho e Erika Machado / Crédito: Alltech

Em sua quarta edição, premiação levará dois jornalistas para o ONE: Simpósio de Ideias Alltech, nos EUA

Jornalistas de todo o Brasil poderão inscrever reportagens na quarta edição do Prêmio Alltech de Jornalismo. Os conteúdos deverão ser enviados até o dia 25 de março e deverão abordar a inovação no agronegócio dentro das categorias de Saúde e Nutrição Animal e Agricultura. O vencedor de cada uma das duas categorias ganhará uma viagem, com todas as despesas pagas, para acompanhar o One: Simpósio de Ideias Alltech, evento global que apresenta soluções inovadoras para superar desafios na agricultura, negócios, saúde, bem-estar, cervejarias e destilados, bem como na vida cotidiana e que será realizado entre os dias 19 e 21 de maio, em Lexington, Kentucky (EUA).

Podem ser inscritas reportagens de diversos veículos de mídia, como televisão, rádio, jornal impresso, revista, portais online, além de materiais multimídia. O principal objetivo da premiação é estimular e valorizar a produção nacional de reportagens sobre temas relacionados a agricultura, criação e nutrição animal e agronegócio. O prêmio conta com o apoio institucional da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e é promovido pela Alltech, empresa líder em saúde e nutrição animal e vegetal.

Acompanhar o Simpósio de Ideias Alltech permite aos jornalistas contato com as mais recentes inovações e tecnologias dentro do agronegócio, que irão impactar diretamente na produção e consumo de alimentos em todo o mundo. “Pude apreciar uma parte do que se vem produzindo nas academias, laboratórios e empresas mundo afora. São várias possibilidades de aprender algo novo. Foi uma imersão prazerosa em palestras, exposições e novas amizades”, afirma o jornalista Rogério Coutinho, da TV Globo, um dos vencedores do Prêmio em 2018 pela reportagem “Como bancos de sementes podem proteger a biodiversidade”.

Outro objetivo da premiação é fomentar a produção de conteúdo jornalístico sobre a inovação no campo, buscando reconhecer práticas que auxiliem o agronegócio brasileiro a se modernizar. “Em todos os cantos do Brasil há excelentes exemplos de produções agrícolas ou pecuárias. E cada região tem sua particularidade. Com as reportagens conseguimos conhecer as mais diferentes realidades que podem servir de exemplo ou inspirar produtores de todo o país”, avalia a jornalista Erika Machado, vencedora na categoria Criação e Nutrição Animal pela reportagem “Produtores de leite se profissionalizam e investem em novas tecnologias em Minas Gerais” pela TV Integração Uberaba.

Como participar
Podem concorrer reportagens produzidas por jornalistas profissionais, veiculadas entre 27 de março de 2018 e 25 de março de 2019 na imprensa brasileira. O formulário de inscrição, assim como o regulamento completo, está disponível no site. Serão aceitas até cinco matérias por autor e cada uma deverá ser enviada em formulário separado.

Os finalistas em cada categoria serão divulgados no dia 11 de abril e os vencedores serão anunciados ao público entre os dias 19 e 21 de maio, durante o Simpósio Internacional da Alltech. O prêmio tem uma promoção autorizada pela Caixa Econômica Federal.

SERVIÇO
Prêmio Alltech de Jornalismo 2019
Informações e inscrições: de 18 de fevereiro a 25 de março de 2019, neste link

Informações para a imprensa
Centro de Comunicação
Larissa Abrão | Bruna Robassa
premioalltech@centrodecomunicacao.com.br
Tel.: (41) 3018.8062 | (41) 9 9972.1904

3ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ALLTECH DE JORNALISMO DIVULGA FINALISTAS

Concurso recebeu 295 inscrições; vencedores serão anunciados durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, nos EUA

A terceira edição do Prêmio Alltech de Jornalismo anuncia os 15 finalistas selecionados pela equipe organizadora. Ao todo, 133 jornalistas, de 99 veículos, provenientes de 22 estados e do Distrito Federal, inscreveram 295 trabalhos, entre materiais audiovisuais para rádio e televisão e reportagens de jornais, portais e revistas. Foram selecionados cinco trabalhos em cada uma das categorias, sendo elas Criação e Nutrição Animal, Agricultura e Ideias Inovadoras para o Agronegócio.

Os critérios utilizados na avaliação das reportagens foram: adequação ao tema, relevância, utilização de fontes, densidade e exatidão do conteúdo e qualidade editorial e técnica. Entre os materiais inscritos, se destacaram temáticas como bem-estar animal, integração lavoura-pecuária e lavoura-floresta, conservação e manejo do solo, cooperativismo, startups e soluções inteligentes para o agronegócio.

“A premiação se reveste de uma significação especial ao estimular a produção de trabalhos jornalísticos que destaquem a importância do universo do agronegócio, permitindo que o grande público seja informado sobre as novas tendências desse mundo ainda tão pouco conhecido dos leitores”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Domingos Meirelles.

Os vencedores serão revelados ao público entre os dias 20 e 22 de maio, durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, que ocorre na cidade de Lexington, no estado do Kentucky, nos Estados Unidos. O prêmio contempla a inscrição para o evento, passagem aérea e estadia de três noites em hotel cinco estrelas. A premiação é promovida em parceria pelas empresas Alltech e Alltech Crop Science, líderes em saúde e nutrição animal e vegetal, e recebe apoio institucional da ABI.

Confira os finalistas:

Categoria “Agricultura”:
– “Ouro rosa: as faces econômica, social e cultural da goiaba” – Ed Wanderley, Diário de Pernambuco;
– “Cultivo de melão no Piauí” – Izabel Helena Telles de Melo, TV Clube PI;
– “Como bancos de sementes podem proteger a biodiversidade” – Rogério Jefferson Coutinho Souza, TV Globo RJ
– “Fertilidade forjada pelo manejo” – Leandro Mariani Mittmann, A Granja
– “ESPECIAL-Tocantins, uma nova história da abertura da fronteira agrícola do Brasil” – Roberto Pereira da Silva Samora, Reuters

Categoria “Criação e Nutrição Animal”
– “Uma nova economia surge no campo” –  André Luiz Silva Clemente Torres, Diário de Pernambuco
– “Um oásis no Oeste Potiguar” – Jéssica Caroline do Nascimento, Revista Feed&Food
– “Onde o amanhã já chegou” – Joana Colussi, Zero Hora
– “Produtores de leite se profissionalizam e investem em novas tecnologias em Minas Gerais” – Erika Alves Ferreira Machado, TV Integração Uberaba
– “Tecnologia e Gestão: aliados da produtividade na suinocultura no nordeste” – Georgina Maynart Rabelo Montes, TV Bahia

Categoria “Ideias Inovadoras”
“Série A Força do Campo dia 1” – Antonio Temóteo de Queiroz Elias, Correio Braziliense
– “Startup em campo” – Cassiano Ribeiro, Revista Globo Rural
– “São Benedito tem forte produção de pimentão mesmo em período de seca” – Mateus Ferreira de Sousa, TV Verdes Mares
– “O agronegócio “incubado” – Victor Lopes de Moraes, Folha de Londrina
– “Nanotecnologia avança no agronegócio brasileiro” – Cristiane Barbieri, O Estado de S. Paulo

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO SISTEMA FIEP DE JORNALISMO

O Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) lançou, no Dia do Jornalista, o 5º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo.  A iniciativa conta com a parceria institucional do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor-PR) e visa reconhecer o trabalho da imprensa e sua contribuição para o desenvolvimento do setor industrial. Serão premiados os melhores trabalhos sobre a indústria do Paraná em cinco categorias – jornalismo impresso, internet, fotojornalismo, reportagem de rádio e reportagem de TV.

“O acesso à informação de qualidade, produzida por uma imprensa livre e independente, é um pré-requisito para o desenvolvimento de qualquer sociedade. Celebramos o dia de quem está na linha de frente desse processo: o jornalista. O Sistema Fiep reconhece a importância desses profissionais e, por isso, lança a 5ª edição de seu prêmio”, afirma o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo.

As inscrições já estão abertas e poderão ser feitas até dia 18 de setembro. O tema é A Indústria do Paraná e os trabalhos podem tratar de vários aspectos que envolvem o universo industrial, como políticas públicas, mercado, inovação, qualificação profissional, saúde e segurança do trabalhador da indústria, compliance, responsabilidade social corporativa, entre outros. Podem ser inscritos trabalhos publicados ou veiculados na imprensa de todo o Brasil entre 19 de outubro de 2017 e 17 de setembro de 2018.

O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 6,6 mil; o segundo colocado, R$ 3,3 mil e o prêmio para o terceiro colocado será de R$ 2,2 mil. No total, serão distribuídos R$ 60,5 mil em prêmios. Além do valor em dinheiro, os vencedores receberão troféus e certificados. O trabalho que obtiver a maior pontuação entre todos os inscritos será ainda reconhecido com o troféu Heitor Stockler de França. O nome é uma homenagem ao primeiro presidente da Fiep, que também atuou como jornalista.

Desde a primeira edição, o Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo já contabiliza 370 trabalhos jornalísticos inscritos e 60 premiados.

Nesta quinta edição, os trabalhos finalistas serão conhecidos em novembro, quando haverá a solenidade de premiação. A comissão julgadora será formada por três jornalistas, um acadêmico e um industrial.

As inscrições são totalmente online e devem ser feitas pelo site www.premiofiepdejornalismo.com.br onde está disponível o regulamento e os trabalhos premiados nas edições anteriores.

PRÊMIO LEVA JORNALISTAS À SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE INOVAÇÃO NO AGRONEGÓCIO

Profissionais serão premiados com uma viagem para participar do One: Simpósio de Ideias Alltech. Inscrições vão até o dia 26 de março

Os três jornalistas vencedores da terceira edição do Prêmio Alltech de Jornalismo irão acompanhar um dos maiores eventos do agronegócio das Américas, o One: Simpósio de Ideias Alltech, que será realizado entre os dias 20 e 22 de maio na cidade de Lexington, no estado do Kentucky nos Estados Unidos. As inscrições para participar do prêmio vão até o dia 26 de março.

Cada jornalista pode inscrever até cinco trabalhos publicados entre 20 de março de 2017 e 26 de março de 2018, que estejam enquadrados nas seguintes categorias: Criação e Nutrição Animal, Agricultura e Ideias Inovadoras para o Agronegócio. Os ganhadores receberão passagens aéreas, hospedagem e inscrição para os três dias do simpósio. A premiação é promovida em parceria pelas empresas Alltech e Alltech Crop Science, líderes em saúde e nutrição animal e vegetal respectivamente e tem apoio institucional da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

O evento
Durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, os vencedores poderão participar de importantes palestras com nomes como o de Jack Welch, ex-CEO da General Eletric, Robert Wolcott, professor de inovação e empreendedorismo da Kellogg School of Management, na Universidade Northwestern, além do Dr. Rodolphe Barrangou, coordenador da pesquisa sobre probióticos do Departamento de Alimentação, Bioprocessamento e Ciências da Nutrição da Universidade da Carolina do Norte. O evento também terá uma programação cultural e visitas técnicas locais, que incluem jantares internacionais com apresentações artísticas, visitas às plantas da Alltech, ao escritório matriz da empresa e ao Kentucky Horse Park, além de um tour na cervejaria e destilaria da Alltech, e um festival de cervejas e comidas artesanais, todos na região de Lexington.

A programação do simpósio permitirá aos participantes o contato com ideias inovadoras e novos conceitos do agronegócio. “A troca de experiências e visões entre pessoas de todo o mundo permite uma melhoria nas práticas feitas, impactando positivamente no agronegócio como um todo”, explica Leticia Marodin, gerente de marketing da Alltech.

Inscrições
O formulário de inscrição e o regulamento completo estão disponíveis neste site / Os finalistas em cada categoria serão divulgados no dia 06 de abril e os vencedores serão anunciados ao público entre os dias 20 e 22 de maio, durante o Simpósio Internacional da Alltech.

SERVIÇO
Prêmio Alltech de Jornalismo 2018
Informações e inscrições: até 26 de março de 2018 no site https://go.alltech.com/premio2018

Informações para a imprensa
Centro de Comunicação
Jorge de Sousa | Laura Espada | Bruna Robassa
premioalltech@centrodecomunicacao.com.br
Tel.: (41) 3018.8062 | 9 9972.1904

PRÊMIO FENACON DE JORNALISMO 2017 ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

Reportagens que abordem questões contábeis e tributárias relacionadas ao desenvolvimento do setor de serviços e das MPE’s serão o foco da premiação

Estão abertas as inscrições para a terceira edição do Prêmio Fenacon de Jornalismo. A premiação tem o objetivo de reconhecer e valorizar as produções jornalísticas, que abordem questões contábeis e tributárias, relacionadas ao desenvolvimento do setor de serviços e das Micro e Pequenas Empresas (MPEs). Os jornalistas têm até o dia 29 de setembro para inscreverem até cinco reportagens. Elas devem ter sido veiculadas nos meios de comunicação nacionais entre 1° de agosto de 2016 e 19 de setembro de 2017.

A premiação é promovida pela Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), com apoio institucional da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). As reportagens poderão ser inscritas nas categorias de jornalismo impresso (jornal e revista) e jornalismo multimídia (online, TV e rádio), com gratificação de R$ 5 mil para os vencedores. Além dessas premiações, o Grande Prêmio Fenacon de Jornalismo, no valor de R$ 15 mil, será concedido ao melhor trabalho inscrito entre as duas categorias.

“No atual cenário nacional de crise econômica e política, a boa informação é uma ferramenta importante para a recuperação do país. Por isso buscamos valorizar em nossa premiação essa qualidade nas reportagens, que demonstram como o setor de serviços trabalha em prol da população e do Brasil. Chegar na terceira edição do prêmio é motivo de alegria e orgulho para todos nós”, ressalta Mario Berti, presidente da Fenacon.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.premiofenacondejornalismo.com.br / onde pode ser encontrado também o regulamento completo do concurso. A cerimônia de premiação acontece
no dia 15 de novembro, em Manaus (AM), durante a 17ª Convenção Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas Conescap).

Sobre o Prêmio Fenacon de Jornalismo 
Criado em 2013, o Prêmio Fenacon de Jornalismo é um concurso jornalístico instituído pela Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), com apoio institucional da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), para premiar matérias produzidas por jornalistas profissionais, veiculadas na imprensa brasileira, relativas aos temas: redução da carga tributária; desburocratização; desenvolvimento e representatividade do setor de serviços e das Micro e Pequenas Empresas (MPEs); iniciativas de inovação, educação profissional e responsabilidade social no setor de serviços.

Serviço:
Prêmio Fenacon de Jornalismo 2017
Inscrições: de 24 de julho a 29 de setembro, pelo site
www.premiofenacondejornalismo.com.br (regulamento no site)

Categorias e prêmios:
Grande Prêmio Fenacon de Jornalismo: R$ 15 mil
Prêmio Fenacon de Jornalismo Impresso: R$ 5 mil
Prêmio Fenacon de Jornalismo Multimídia: R$ 5 mil

Em caso de dúvidas, contato pelo e-mail premiojornalismo@fenacon.org.br

5º PRÊMIO ABEARDE JORNALISMO

“Sempre com o objetivo de estimular e reconhecer matérias jornalísticas que abordem o setor aéreo comercial brasileiro, o 5º Prêmio ABEAR traz como novidade a categoria Fotojornalismo. Aberto a participantes de todos os estados brasileiros, o Prêmio aceita inscrições de matéria veiculadas em qualquer tipo de plataforma jornalística, como veículos impressos, rádio, TV e internet.

Categorias: 
-Matérias que mostrem as potencialidades da aviação civil comercial nacional no transporte de cargas em relação a outros modais;
– Matérias que destaquem aspectos relevantes do transporte aéreo de cargas, como capacidade de movimentação e armazenagem, segurança, rapidez, indicadores econômicos, abrangência dos serviços, uso intensivo de tecnologia, inteligência, frota e qualidade de aeronaves em uso, evolução do segmento, treinamento de pessoal, conectividade;
– Matérias que abordem o funcionamento da atividade em seus aspectos gerais, como logística, facilidades e benefícios oferecidos, relação custo-benefício do modal etc.

R$57 mil reais em prêmios.

Inscrições até dia 22 de setembro.

Confira todas as informações neste link

PRÊMIO DE JORNALISMO DA LUSOFONIA

O Clube Português de Imprensa e o jornal Tribuna de Macau buscam reportagens sobre Macau para o Prêmio de Jornalismo da Lusofonia. Jornalistas de língua portuguesa no mundo todo podem concorrer a um prêmio.

Os trabalhos devem ser de jornalismo impresso ou digital. O vencedor receberá EUR10.000.

As inscrições vão até 15 de setembro.

Para mais informações, clique aqui.

fonte

IJnet (clique para conferir outras oportunidades!)

5ª EDIÇÃO DO PRÊMIO FECOMÉRCIO PR DE JORNALISMO

Presentes há sete décadas no estado do Paraná, as instituições que compõem o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR lançam a quinta edição do Prêmio Fecomércio PR de Jornalismo e desafiam jornalistas a mostrar como o cidadão do amanhã está sendo preparado.

Serão aceitas matérias que façam referência a um ou mais programas e ações realizadas pela Fecomércio PR, pelo Senac e pelo Sesc no estado, publicadas no período de 20 de julho de 2016 a 30 de setembro de 2017. A iniciativa premiará reportagens nas categorias de jornalismo impresso, telejornalismo, radiojornalismo, internet e fotojornalismo.

Somente serão aceitos trabalhos publicados em veículos jornalísticos. Não poderão ser inscritos trabalhos jornalísticos veiculados em meios de comunicação de instituições acadêmicas, empresariais, sindicais filiadas à Fecomércio, de entidades de classe ou vinculados aos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário).

Na categoria internet, serão aceitas reportagens publicadas em portais e sites oficiais de veículos de comunicação ou comunicadores, de cunho jornalístico e com, no mínimo, atualização semanal. Já na categoria Fotojornalismo, podem concorrer fotografias publicadas em veículos impressos, sites de veículos de comunicação ou comunicadores ou em mídias sociais, como Instagram e Flickr.

O prêmio é direcionado exclusivamente para jornalistas e repórteres fotográficos profissionais que possuam registro DRT, expedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Serão distribuídos R$ 62.500 em prêmios no total, sendo R$5.000,00 para os primeiros colocados, R$4.000,00 para o segundo lugar e R$3.000,00 para a terceira posição. Os trabalhos que conquistarem o 1º lugar de cada categoria concorrerão ao Grande Prêmio, no valor adicional de R$2.500,00.

O período de inscrição vai até 30 setembro e as inscrições podem ser feitas aqui. A premiação está prevista para 10 de novembro de 2017.

O regulamento também está disponível no link e outras informações podem ser obtidas pelo e-mail jornalismo@fecomerciopr.com.br ou pelo fone (41) 3883-4530.

fonte:  Sesc-PR

ESTUDANTES DE JORNALISMO DA PUCPR GANHAM PRÊMIO INTERNACIONAL COM WEBDOCUMENTÁRIO SOBRE TRABALHO ESCRAVO NO PARANÁ

Premiação Lorenzo Natali é organizada pela Comissão Europeia e ocorreu em junho, em Bruxelas, na Bélgica

A jornalista recém-formada pela PUCPR Fernanda Maldonado foi uma das dez vencedoras do Prêmio de Jornalismo Lorenzo Natali 2017, com o webdocumentário “Trabalho Invisível”. O projeto, que aborda o trabalho escravo no interior do Paraná, foi desenvolvido junto com os novos jornalistas Alan Silva, Fabrício Calixto Jonatan Lavor e Patricia Martyres, como Trabalho de Conclusão de Curso. O concurso, organizado pela Comissão Europeia e realizado em Bruxelas, na Bélgica, contou com participação de trabalhos de diversas partes do mundo.

Para o professor Julius Nunes, orientador do trabalho, é gratificante ver que um projeto brasileiro, de estudantes, reconhecido como um dos melhores do mundo, concorrendo com outras produções de jornalistas mais experientes. “Quando soube que o trabalho havia ganho este importante prêmio fiquei muito feliz porque a gente não produz algo pensando em premiações, mas sim para retratar uma realidade, neste caso triste, e que apesar de remontar ao início da história do Brasil, ainda está presente em várias regiões do país. É o reconhecimento por um ano de pesquisas e muito trabalho, e também pela preocupação que este grupo em especial tem com a nossa sociedade e nação”, conta.

Segundo Fernanda, a temática apareceu depois de muita pesquisa. “Descobrimos que o Sul apresenta altos índices de escravidão contemporânea na área rural e como funcionam as fiscalizações o combate pelo Ministério Público do Trabalho e Emprego, atrás de denúncias. Então vimos nessa pauta um bom tema para um trabalho em profundidade”, destaca.

O webdocumentário é um produto que mistura diferentes mídias, com narrativa não linear, e que têm o intuito de fazer o internauta imergir na história. Foi a opção encontrada pelo grupo para trabalhar com um pouco de tudo que aprenderam ao longo dos quatro anos de curso, e também por querer apresentar um material inovador.

As ideias foram surgindo com o passar das orientações do trabalho. “Quando os estudantes chegaram com a proposta havia dúvidas sobre o formato, então sugeri misturar história em quadrinhos às gravações tradicionais em vídeo porque era preciso contar coisas que eles não teriam imagens e não conseguiriam captar de nenhuma forma, então a HQ veio para narrar acontecimentos, e também complementar a estética inovadora do webdocumentário”, destaca o professor.

A produção foi viabilizada por crowdfunding e contou com o apoio do webdesigner Marcos Jaski e do ilustrador Robson Vilalba. O trabalho conquistou nota dez e também foi premiado no Sangue Novo, concurso realizado pelo Sindicado dos Jornalistas Profissionais do Paraná. A equipe decidiu inscrever a produção do Prêmio Lorenzo Natali para aumentar a visibilidade sobre a causa social, que é apenas uma das tantas existentes ao redor do mundo. “Foi incrível representar o Brasil, pois os trabalhos premiados vieram literalmente dos quatro cantos do planeta. Alguns países da África, Índica, Egito, França, todos os continentes foram contemplados na premiação. E nós fomos representando a América Latina e Caribe, que possuem centenas de questões sociais muito latentes”, explica Fernanda.

Prêmio Lorenzo Natali
Foram 500 trabalhos inscritos. Os vencedores foram escolhidos por jornalistas e profissionais especializados em direitos humanos. Uma das avaliadoras foi a diretora da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) Alana Rizzo. O prêmio foi criado em 1995 e é realizado anualmente pela Comissão Europeia.

Para conferir o webdocumentário “Trabalho Invisível”, acesse o link www.trabalhoinvisivel.com.br/

 

PRÊMIO VLADIMIR HERZOG DE ANISTIA E DIREITOS HUMANOS 2017

O Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos 2017 vai premiar Jornalistas que, através de seu trabalho, colaboraram com a promoção da cidadania e dos direitos humanos e sociais.

A premiação, conferida por uma comissão de instituições, está aberta a jornalistas profissionais brasileiros registrados no Ministério do Trabalho e Emprego (MTb) e suas equipes.

As categorias são em texto, áudio, vídeo, multimídia, fotografia e artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos).

Os trabalhos devem ter sido publicados ou difundidos entre 1º de agosto de 2016 e 31 de julho de 2017.

Os vencedores ganharão um troféu criado pelo artista plástico Elifas Andreato.

As inscrições vão até 31 de julho. Para mais informação, clique aqui.

fonte

IJnet (clique para conferir outras oportunidades!)