ARTISTAS SE REINVENTAM DURANTE PANDEMIA MUNDIAL

Foto: Marcus Cicarello

Não há quem não tenha sido afetado pelas transformações que vêm acontecendo mundialmente por conta do COVID-19. Para alguns setores, a dificuldade é ainda maior. Um dos segmentos mais afetados pelo coronavírus é o de eventos e entretenimento. Artistas de diversas áreas estão tendo que se reinventar de diferentes maneiras para continuar angariando público e também ajudar os mais necessitados.

Artistas famosos têm promovido lives com milhares de espectadores e lançam músicas e clipes que já tinham sido programados em momento pré isolamento social. Mas para artistas locais a realidade é outra. Esses artistas precisam continuar, de alguma forma, produzindo o seu ganha pão.

O formato live também funciona para profissionais com menos seguidores nas redes, e os artistas aceitam couvert via sistemas de pagamento online e depósitos. Professores de música e arte estão focados em desenvolver os melhores métodos de cursos e aulas online. Os profissionais lançam vídeos e músicas em plataformas que pagam por visualizações, downloads e interações. A venda de ingressos antecipados, com desconto, para quando voltar a possibilidade de aglomerações são outra opção para artistas de dança, teatro e circo. Até festa com link exclusivo, cobrando entrada, já se viu nessa quarentena.

A banda ROMA, de Curitiba, formada pelos músicos Arthur Wog, Dáphene Zandoná e Felipe Brasil conta como está passando esse período sem shows, bares e eventos: “Nós estamos fazendo lives semanais, aceitando pagamentos voluntários. Estamos com parcerias com outros perfis no Instagram, que queiram nos entrevistar ou parashow ao vivo. Também continuamos produzindo novas músicas. Acho que o mais importante agora é não ser esquecido”, comenta Arthur.

As artes e a cultura são um alento nesse momento tão difícil. “Vimos pelo mundo todo vídeos de diversas expressões artísticas, e no Brasil a conclusão é que justamente agora é a hora ideal para lançar material novo. As pessoas estão precisando se divertir um pouco nesse momento pesado. Além de gerar conteúdo, incentivar as visualizações no YouTube e que mais pessoas escutem nossas músicas nos streamings”, finaliza Dáphene sobre o lançamento do clipe “Porta Aberta”.

Serviço
O clipe Porta Aberta foi lançado dia 05/05, terça-feira, às 19h00, em uma live no Instagram pelo perfil @roma.music.br e no YouTube pelo canal Kremaria Records

Sobre a Banda
A banda ROMA é um projeto autoral formado pelos músicos Arthur Vog, Dáphene Zandoná e Felipe Brasil. Juntos, cantam músicas sobre amor e todas as suas formas, misturando a batida do rap e hip hop, a melodia do mpb e pop. A formação do trio existe desde 2019, e apesar do pouco tempo de banda, já acumulam experiências muito relevantes no currículo. Entre elas, a participação no festival “Canta Curitiba”, promovido pela prefeitura municipal, onde ficaram entre os 4 finalistas dos mais de 200 inscritos.

SHOW DE LANÇAMENTO DO CD DE NÉLIO WALDY

Show de lançamento do cd do músico Nélio Waldy no dia 9 de dezembro, segunda-feira, às 20h, no Teatro Fernanda Montenegro, Shopping Novo Batel, R. Cel. Dulcídio, 517 – Batel, em Curitiba!!!

Aproveite para escutar o programa Curitibaneando, da Radio Cultura 930, com o Nélio Waldy, encantador de multidões, músico e compositor que deixou suas pegadas bem imprimidas na cena curitibana, neste link (aqui você pode ouvir músicas do álbum em primeira mão!)

Confira o texto, os agradecimentos, a apresentação da Barbara Kirchner:

“Vamos ouvir em primeiríssima mão o álbum que o nosso convidado está lançando, em um papo-revival incrível da capital dos pinheirais nos anos 80, com a participação na condução da entrevista do Flavio Jacobsen.

Desde já agradecemos à vida que une pessoas como a Patty Souto, Murillo Da Rós, Paulo Branco e depois vai amalgamando com o passar dos anos gente tão importante para esse momento histórico que o Nélio vive e nós podemos celebrar ouvindo juntos. Sintam-se todos abraçados em Sol Maior pelo nosso compositor!

Agradecimento especial a Eldo Ferreira e todos os que participaram da gravação, a começar pela dupla Andre Mares e Marcio Weil, por Luciano Madalozzo, Marcelo Darcini, Fábio Banks, Coelho, seguindo para cada nota, cada tom, de Daio Baroni, Maristela Ávila, Alexandre Toniolo, Amaranta de Paula, Freddy Branco, Audryn Souza, Guto Calazans, Negreth, O Lendário Chucrobilly Man, Big Dog Blues, Ricardo Moura, Antoniel de Oliveira, Dirceu Wolf L. Júnior, Paulo H. de Almeida, Katia S. Guimarães, Eddie Voccaccy, Rosana Barroso, Jaime Stropoli, Laertes Souza e a linda letra de Olhos do Parcifal Carlos Dias de Miranda.

Para você, amante do prog, um bloco de presente, só no podcast!

Uma hora inteirinha com os compositores que têm raízes na capital dos pinheirais só na Rádio Cultura de Curitiba, a mais livre de todas!

Sintonize a AM930 ou ouça de qualquer lugar do planeta no https://www.cultura930.com.br/curitibaneando

#curitibaneando #cultura930

MXT COMVIDA

O produtor e líder da banda Machete Bomb, Madu Madureira, lança o projeto “MXT comvida”, que nasce depois de um turbilhão vivido pelo músico, onde se viu na situação de ficar viúvo com seus 2 filhos e largar a carreira de músico e banda para se dedicar as crianças, ou tentar conciliar as 2 situações. Incentivado por amigos artistas à não parar, Madu se viu na possibilidade de se reanimar a se dedicar a carreira novamente, lançando um disco com estes artistas como parceiros e convidados. 

O projeto conta com 12 faixas, sendo que 7 delas possuem além do áudio a gravação em vídeo no formato Live Session. Renovando a cara e o repertório musical, tem também a participação de renomados artistas brasileiros, com músicas inéditas, e também duas regravações de composição de Odair José e uma música inédita dos compositores Andó e Dedé Paraízo do Demônios da Garoa, cedida pelos compositores em prol do disco e cantada pelo próprio Dedé Paraízo e as bandas curitibanas Mulamba e TUYO. 

Os artistas convidados e já gravados são Odair José, Bnegão, Dedé Paraíso (Demônios da Garoa), Andó (compositor), Mulamba, TUYO, Egypcio (Tihuana), Caio MacBeserra (Project46), Tomás (el efecto), Janine Mathias, Mateo (francisco, el hombre), Xandão Meneses (O Rappa), Lobato (O Rappa), Nave (beatmaker), Rodrigo Lemos (Lemoskine), Pete MC, Pecaos, Dow Raiz, Thestrow, Rodrigo Samsara e Alienação Afrofuturista e ainda terão outras surpresas.

O projeto representa o atual momento de redescobrimento do artista Madu, como pai, ainda em um momento de luto familiar, e como artista, em um redescobrimento com novas parcerias musicais. Depois de um período de hiato de novas composições, mesmo tendo produzido 5 discos para seu projeto Machete Bomb (sendo 3 deles com versões de remixes, versões acústicas e 2 DVDs ao vivo), o artista se renova adicionando novas vertentes musicais a seu já misturado “samba heavy”. Desde artistas do trash metal brasileiro, como o caso do cantor Caio da banda “Project46”, cantores da nova geração como TUYO, ícones do pop rock como Xandão e Lobato da banda “O Rappa” e Bnegão do “Planet Hemp”, a seus novos parceiros, porém, compositores de longa data, como Dedé, Andó e Odair, o disco e suas letras e histórias se tornam uma redenção de tudo que o produtor passou. Uma ode a sua falecida esposa, e uma tentativa de se entender com a vida, com a morte e com a música.

Serviço:
MXT Comvida!
Local:  Basement CulturalR. Des. Benvindo Valente, 260 – São Francisco, Curitiba
Data: Sexta-feira, 22 de novembro de 2019, a partir das 21h
Página do evento, aqui

IMPERADOR SEM TETO | LADO A | CAPÍTULO 02: SEMANINHA BOIA-FRIA


Letra: Igor Kierke
Harmonia: Yuri Vieira (NEB)

Arranjo: Gabriel Muller, Atha Yunoki

Imperador Sem Teto

Produção Musical: Gabriel Muller, Atha Yunoki Mix/Master: Atha Yunoki @capitalmonkey

Hoje eu vou trabalhar, se é pra isso que estudei. Se alguém perguntar o que é vida… Não sei bem. Mas eu vou trabalhar pra enriquecer alguém.

LETRA:
*Esta letra foi composta com frases recolhidas dentro dos ônibus públicos de Curitiba.

ah! outra semana, relógio, rotina
guerra com a cama
botina, pernada, esquina:
memo programa.
todo o trajeto as faladera só reclama, mas
fone de ouvido, botão de play e rima insana!
bonde lotado, a distraída é pelo vidro riscado
flagrando a ideia da fala de cada muro pichado
já tá rezado pro dia não ser arrasto
que é complicado viver de correria!
periferia tua verdade é na verdade uma ironia
se eu não dissesse com certeza alguém diria
tua mão-de-obra sempre foi mercadoria só que
barateada por tua morna rebeldia
“bom dia”, “bom dia” – os boia-fria responde
e aquela conversinha de que “não mora, se esconde” “
o microondas no cartão, só 1 + 12”
pai de família, a classe média é cu de bronze!
pose serviçal, destino final é parada central e segue o corre matinal
o frenesi já é normal, burro de cargo passa mal e tal, por que?
porque chefia desse o pau!
moleza, deslizo na destreza, que a vida é uma beleza
e pra quem não tem certeza de nada, nada moleza
desisto da tristeza que a vida é incerteza pra ter que firmeza
danada, dá nada não.
é curioso, não? ninguém enxerga o próprio estado
sujeito é assalariado, estudado e por que?
só pra servir de mão de obra!
se dobra e desdobra do jeitinho que o mercado cobra
eu vejo cada manobra: a educação condicionada
a gurizada ensinada pra ter carteira assinada,
cilada! pesada!
rapaziada é carimbada em um novo lote de gente
e gente pronta a ser mandada!
é um lote, loque
sala de aula é um estoque com único enfoque:
de que tu nunca se toque! mas só que
melhor que nem se revolte
de revolta em revolta, vence o pelotão de choque!
moleza, deslizo na destreza, que a vida é uma beleza
e pra quem não tem certeza de nada, nada moleza
desisto da tristeza que a vida é incerteza pra ter que firmeza
danada, dá nada não.

#kremariarecords #imperadorsemteto #semaninha

Canal: Kremaria Records

Videoclipe produzido por alunos do curso de Cinema e Audiovisual da UNESPAR

FRONTEIRIÇA, O PRIMEIRO ÁLBUM DE ROSEANE SANTOS

Roseane Santos. Crédito foto: Luciano Faccini

Com mais de quinze anos de carreira, Roseane Santos brinda esse novo tempo com disco solo estreando como compositora e convida todos a participarem. O novo trabalho está em fase de finalização e conta com financiamento coletivo na plataforma Benfeitoria para custear suas últimas etapas

Fronteiriça, primeiro álbum da cantora Roseane Santos reúne 10 canções, dentre textos escritos pela própria artista e parcerias com amigas e amigos artistas da música, teatro, literatura e dança (como Luciano Faccini, Leonarda Glück, Ary Giordani, Francisco Mallmann, Bia Figueiredo e Ana Modesto), e resulta de uma vasta bagagem de vida e música.

Reconhecida como uma das vozes mais marcantes da cena curitibana e intimamente ligada aos universos do samba e ritmos afro-brasileiros (com passagens marcantes por projetos como Serenô, Orquestra Maria Faceira, grupo vocal Noivas de Allfreddo e muitos outros), Roseane Santos agora deseja compartilhar com o mundo um novo diálogo com suas próprias origens.

“Lançar esse trabalho é como mostrar ao mundo um cruzamento de regiões da minha própria existência. São anos de pesquisa na minha caminhada entre a música tradicional e a canção contemporânea revelados ali. O disco tem um pouco de cada coisa que fiz ao longo da minha história e não é experimental no sentido de buscar algo que nunca fiz. Me assumir como compositora é a ruptura mais importante para mim neste momento, meu divisor de águas”, conta.

O novo trabalho conta com André Garcia no violão, guitarra e arranjos-base, Gabriela Bruel na percussão, Daniel D’Alessandro na bateria, Victoria Vilandez no contrabaixo e Luciano Faccini no clarinete, violão, efeitos, ambientações, direção artística — ao lado da própria Rose — e produção musical em parceria com Leonardo Gumiero. Quem assina a arte é Thalita Sejanes e a produção executiva é de Moira Albuquerque. O álbum também traz várias participações especiais que estão sendo preparadas.

COLABORE COM FRONTEIRIÇA – Além de apoio do Colégio Medianeira obtido em suas fases iniciais, o projeto agora conta com o famoso financiamento coletivo para contemplar despesas de mixagem, masterização, lançamento (assessoria de imprensa, distribuição física e virtual) e melhora da remuneração da equipe (12 profissionais, entre músicos, designer e produtores)

As contribuições partem de R$ 15 e oferecem diversas recompensas, como ingressos para shows de FRONTEIRIÇA, download de faixas exclusivas antes do lançamento oficial e convites para o evento de audição das músicas com toda a equipe. Agora, você que é fã do trabalho de Roseane Santos e conhece seu repertório, aproveite a chance de ajudar esse projeto e ganhe também um vídeo gravado pela própria Rose cantando a música que escolher dedicada a você.

confira a página da campanha do Benfeitoria www.benfeitoria.com/fronteiricaroseanesantos

> saiba mais sobre a música de Roseane Santos:
www.soundcloud.com/roseane-santos/

> fanpage
www.facebook.com/cantoraroseanesantos

KLÜBER – DETOX (CLIPE OFICIAL)


videoclipe da música Detox, do músico Klüber 

Direção: Isabella Mariana
Conceito: Klüber e Isabella Mariana
Montagem: Thiago Pereira
Cor: Isabella Mariana e Thiago Pereira
Direção de Fotografia: Matheus de La Palm
Assistente de Fotografia: Sofia Toso, André Andrade
Direção de Arte: Raul Krüger
Assistente de Arte: Bruna Paholsky, Helana Wichinoski
Produção executiva: Klüber, Helana Wichinoski, Bruna Paholsky
Figurino: Isabelle Krauze
Maquiagem: Thairine Cordeiro
Contrarregra: Stefano Lleporino, Jorge Martins Marques, Guilherme Busato
Making of: André Andrade
Locação: Mamute Lounge em Piraquara/PR. Pedreira desativada em Piraquara/PR

Apoio: VIDEOLOC
Agradecimentos: Mamute Lounge, Marcio Murilo Tesserolli, Angelo Maximo, Reptilia, Heloisa Strobel Jorge, Leveza do Ser, Brotto, Dan Lira Tolomoni, Sol Pizzatto, Jessica Klüber, Russil Klüber, Murilo Silvestrim, Mariê Mazer, Rafael Lorran.

Detox – Klüber Voz, piano, estalos, letra e música: Klüber Produção musical: Murilo Silvestrim Captação, edição, mixagem e masterização: Guilherme Silveira Gravado em março de 2019.

Letra:
Numa mão vai o suco detox, noutra vai o pacote de salsichas
Tanta água que jorra em tanto chafariz aa
Tanta água que falta em tanto canto do país
Há muita gente que chega, é atendido e sai
Há tanta vez que não chega nunca
Tanta gente que espera em fila de hospital
Mas a preferência é do acidente da família global
O pobre resignado, o rico avarento… ambicioso, ai! a
É preciso saber sobre os artrópodes e miriápodes a
Mas não sobre o sistema sócio-político-econômico
Isso é bestêra, me’rmão… Não precisa não
Eu sou vegetariano e cuido dos animais, mas também sou fumante e não cuido de mim
Eu não sou preconceituoso, mas até tenho amigos que são
Eu não gosto de maconheiro, mas dirijo alcoolizado
Não sei o que é pior, a ignorância ou o capitalismo
Sei que eu sou chato, mas você o é também
Quando não questiona nada e vai na onda de outrem

Klüber 
Canal do youtube, aqui
Fanpage, aqui

AMANHÃ , SÁBADO, TEM ENSAIO DA EX-COLA DE SAMBA UNIDOS DO BOTÃO

foto da página do Helio Leites

Ex-cola de samba Unidos do Botão.

Ensaio geral – sábado, amanhã, às 15hs, no Lilituc, Galeria TUC – Largo da Ordem – Centro de Curitiba.

Desfile – sábado – 23 de fevereiro de 2019, às 12h. Boca Maldita – é do careqa que elas gostam mais. Homenagem ao Musico Carlos Careqa.

Carnavalesco convidado Celso Parubocz. Com Helio Leites, Franco das Camélias, Katia Horn e outras pessoas maravilhosas!  É muita purpurina envolvida.