ROBERTO CREMA VEM À PUC PR NESTA SEXTA (14) FALAR SOBRE O PODER DO ENCONTRO

Evento marca o lançamento do livro O Poder do Encontro – Origem do Cuidado

A PUCPR, em parceria com a Universidade Internacional da Paz (UNIPAZ) do Paraná, promove nesta sexta (14) às 19h a palestra e o lançamento do livro O Poder do Encontro – Origem do Cuidado, do psicólogo, antropólogo e Mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Paris, Roberto Crema.

No livro, Crema explora a importância de integrar e conectar visões, conhecimentos e sabedorias, para o desenvolvimento da consciência da inteireza. A obra realiza uma síntese de quatro décadas de atividades terapêuticas e pedagógicas do autor sustentadas na abordagem transdisciplinar holística. Entre os destaques do livro, estão as afirmações: “Sofremos de um analfabetismo psíquico e de uma miséria de consciência”; “O Universo confiou a cada um de nós uma parcela de si próprio”; “Mudar o mundo é mudar o olhar, é ousar ser o que somos”; “À medida que aumenta nosso conhecimento sobre o mundo exterior, diminui e nos escapa o universo da interioridade e compreendemos menos quem somos”.

O evento acontecerá no TUCA – Teatro Universitário da PUCPR, localizado no Bloco Azul (02) do Câmpus, Prado Velho, Curitiba.

As inscrições para o evento são gratuitas.

NO SÁBADO, FESTIVAL DE ETNIAS VAI DEBATER DIVERSIDADE ÉTNICA, IMIGRAÇÃO E O DRAMA DOS REFUGIADOS

No Brasil, haitianos enfrentam hoje problemas similares aos que enfrentavam os imigrantes do século XIX. Foto: Brunno Covello.

Em 2017, pela primeira vez o Festival Folclórico de Etnias vai deixar por um momento os palcos do Teatro Guaíra para se concentrar em um debate sobre um tema bastante contemporâneo: as atuais ondas de imigração no Brasil e no mundo e o drama dos refugiados.

Para ficar apenas em um recente e chocante alerta emitido pela ONU, hoje existem aproximadamente 50 milhões de crianças deslocadas no mundo, das quais 28 milhões foram expulsas de suas casas por conta de conflitos armados, e tem necessidade urgente de ajuda humanitária e acesso a serviços essenciais.

“São crianças que, se não receberem suporte, tem forte potencial vulnerável a degradações sociais, como violência, drogas, terrorismo”, avisa Élisson de Souza e Silva, mestre em filosofia e produtor cultural, que será o mediador do debate.

A mesa acontece no sábado, 8, às 16h30, no Memorial de Curitiba. A entrada é gratuita. Também participam o professor de sociologia e estudioso da imigração Márcio Sérgio de Oliveira, a presidente da Associação Interétnica do Paraná (Aintepar), Blanca Hernando Barco, o repórter fotográfico Bruno Covello, que retratou a imigração haitiana no Brasil, e o professor de antropologia Lorenzo Gustavo Macagno.

O Festival Folclórico de Etnias é uma realização da Aintepar, em parceria com a Trento Edições Culturais e a Universidade Livre da Cultura (Unicultura).

Agora como antes
A discriminação enfrentada pelos expatriados é uma constante na história do mundo e do Brasil. “Os primeiros imigrantes, quando chegaram aqui, enfrentaram problemas similares aos que os haitianos enfrentam agora”, afirma Élisson.

Nesse aspecto, uma das principais características é que essas comunidades acabam ficando reclusas, pouco interagindo com o local onde vivem.

Os poloneses, por exemplo, são de longe a mais numerosa etnia a se estabelecer no Paraná – estima-se que cerca de 70 mil tenham chegado aqui a partir de 1870 –, mas não passaram incólumes ao processo de adaptação à nova terra. Hoje, Curitiba é conhecida como a “capital polaca do Brasil”, mas dentro da cidade a etnia tem certa invisibilidade, na avaliação do professor Márcio Sérgio de Oliveira. “A gente não tem um restaurante polonês na cidade, se você parar para pensar. Já os italianos têm um bairro gastronômico inteiro”, exemplifica. “E os dois grupos começaram a chegar aqui mais ou menos ao mesmo tempo, com os poloneses em muito maior número”, continua.

Diferentes povos migrantes que se estabelecem em uma mesma região também podem acabar criando conflitos. “Alemães e italianos nunca se bicaram muito”, exemplifica Márcio Sérgio.

Outro exemplo envolve mais uma vez os poloneses, que quando aqui chegaram, fugindo da fome e da opressão na terra de origem, encontraram outras etnias já estabelecidas. Com os alemães, tinham uma animosidade histórica, o que foi os tornando mais isolados.

Os reflexos disso podem ser facilmente percebidos hoje. O fato de as comunidades de imigrantes que se fixaram em Curitiba a partir do século XIX interagirem pouco entre si – até por não falarem a mesma língua – contribuiu para reforçar um dos traços tidos como mais marcantes na cultura curitibana: o caráter “frio” e “fechado” de seus habitantes. “Os imigrantes são responsáveis por nossa diversidade cultural, pujança econômica e variedade de produção agrícola, mas o caminho até isso não foi fácil”, destaca Márcio Sérgio.

Dentro desse quadro, a manutenção de tradições folclóricas pode ser o único elo que resta entre o expatriado e sua terra de origem. “O imigrante é quase sempre alguém que perdeu a identidade. Ele é um estranho onde vive e será um estranho também se voltar para o seu lugar natal. Talvez o folclore, essa nostalgia, seja tudo que lhe resta”, finaliza Élisson de Souza.

Serviço
Debate: diversidade étnica, imigração e refugiados.
Sábado, 8 de julho, às 16h30.
No Memorial de Curitiba, R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco, Curitiba
Entrada gratuita.
Os ingressos devem ser retirados 30 minutos antes, na bilheteria do teatro.

TERÇA FEIRA É DIA DE “SAMBA DO COMPOSITOR PARANAENSE” NO TUC

Olá, povo do samba. Estamos aqui para lembrá-los que terça-feira é dia de samba autoral em Curitiba. É o projeto Samba do Compositor Paranaense apresentando sua 225˚ roda.

Fica aqui o convite para todos os apreciadores, músicos e compositores de samba, a fim de que fortaleçam a cena autoral local.

A roda acontece nesta terça-feira (04/07), no TUC (Teatro Universitário de Curitiba), na travessa Nestor de Castro s/n, galeria Júlio Moreira (centro da cidade) e tem início às 20h.

SESI CULTURA LEVA NOEL ROSA A SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

foto: Leandro Taques

Espetáculo da Cia Ilimitada une a música e as artes cênicas para revelar múltiplas faces do Poeta da Vila

Diferentes faces de um dos mais importantes artistas da música brasileira são apresentadas no espetáculo Noël – homenagem a Noel Rosa. Idealizado pela Cia Ilimitada, o roteiro do musical passeia por 15 das mais de 250 composições do chamado “Poeta da Vila”, canções selecionadas que revelam as múltiplas possibilidades de leitura da obra do sambista. O trabalho conta com a participação de uma equipe multidisciplinar de artes cênicas e música e uma sequência dramatúrgica composta pela alternância entre canções e a interação de músicos e atores. O Sesi Cultura Paraná traz o espetáculo para São José dos Pinhais neste sábado (8).

Ele conseguiu marcar a história da música popular brasileira mesmo falecendo precocemente, aos 26 anos de idade. Foi compositor, cantor, sambista, bandolinista e violonista. Para homenagear Noel Rosa, a Cia Ilimitada apresenta arranjos únicos que dialogam com referências musicais das mais diversas (clássicas, contemporâneas e populares). A mesma variedade se encontra na escolha dos instrumentos nada convencionais: teremim, bateria, ciarone e até pente, lixa, rodas de bicicleta e latas de alumínio. O grupo ainda chamou um time de peso para a direção. O experiente clarinetista e maestro Sérgio Albach assina a direção musical, enquanto Márcio Abreu, ganhador do prêmio Shell junto com Renata Sorrah em 2013, cuida da direção dramatúrgica.

O espetáculo Noël – homenagem a Noel Rosa já fez ampla temporada em Curitiba se tornando sucesso de crítica e público. Este fim de semana, ele é apresentado no Teatro Sesi de São José dos Pinhais com a participação especial da cantora curitibana Michelle Pucci. O musical dura aproximadamente 1h20 e possui classificação etária de 14 anos.

Serviço:
SESI São José dos Pinhais apresenta
Espetáculo “Noël – homenagem a Noel Rosa”
Data: 8 de julho, sábado
Hora: às 20h
Local: Teatro Sesi São José dos Pinhais
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 1800 – Centro de SJP-PR
Ingresso: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia)

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura/EventAgenda27805content340736.shtml
www.sesipr.com.br/cultura/
www.facebook.com/sesiculturapr/

SESI CULTURA
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

www.sesipr.com.br/cultura/

www.facebook.com/sesiculturapr/

LÍDERES ASSERTIVOS, COLABORADORES ENGAJADOS

Não é novidade que a comunicação interfere diretamente nos relacionamentos e contribui para a melhoria do clima organizacional. Mas, afinal, como a sua empresa lida com a comunicação? Como está o clima interno entre os departamentos da organização? A comunicação entre líderes e colaboradores é eficaz? Nesta terça-feira (4), a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK Paraná) auxiliará as organizações para uma comunicação mais assertiva.

Na oportunidade, a psicóloga organizacional, Ana Wilges, vai aprofundar o entendimento sobre o conceito de comunicação; apresentará técnicas que favorecem o compartilhamento de informações de modo assertivo; trará algumas ferramentas de comunicação, como aDEEC (Descrever, Expressar, Especificar, Consequências), enfim, durante o encontro, os participantes terão a possibilidade de definir novas estratégias de comunicação e interação para as suas empresas.

O curso será realizado na sede da AHK Paraná, das 08h às 12h30. Mais informações e inscrições: ahkparana@ahkbrasil.com ou (41) 3323-5958.

Serviço:
Curso Comunicação Assertiva
Data: 4 de julho (terça-feira), das 8h às 12h30
Local: Câmara de Comércio e Indústria Brasil – Alemanha – Junto ao Clube Curitibano Sede Concórdia – Curitiba
Mais informações e inscrições: ahkparana@ahkbrasil.com ou (41) 3323-5958

Sobre a AHK Paraná
Estimular a economia de mercado por meio da promoção do intercâmbio de investimentos, comércio e serviços entre a Alemanha e o Brasil, além de promover a cooperação regional e global entre os blocos econômicos. Esta é a missão da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK Paraná), entidade atualmente dirigida pelo Conselheiro de Administração certificado pelo IBGC e Cônsul Honorário da Alemanha em Curitiba Andreas F. H. Hoffrichter.

Fundada em 1972, a AHK Paraná integra uma rede composta por mais de 130 Câmaras binacionais alemãs em 90 países ao redor do mundo que trabalham em prol do fomento profissional de seus associados e no estímulo ao networking entre diferentes organizações. Com foco no desenvolvimento do Paraná, a AHK Paraná está entre as cinco melhores e mais completas câmaras bilaterais do Brasil e agrupa empresas de capital ou know how alemão e companhias brasileiras instaladas no estado com interesses na Alemanha.

CONVERSA SOBRE “CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA PROJETOS CULTURAIS”

Dia 30 de Julho  (DAQUI 1 MÊS) acontece no Espaço de Arte, uma conversa sobre Captação de recursos para projetos culturais, com Simone Nunes da Saui Cultural.

Simone Nunes, vem ao Espaço de Arte conversar sobre os diversos benefícios fiscais, como renúncia no Imposto de Renda, ICMS, ISS e IPTU entre outras diversas formas de captação para projetos culturais. Além de dividir com o público presente, sua experiência à frente da Sauí Produções, atuando como interlocutora e facilitadora entre investidores e idealizadores de projetos.

A entrada é gratuita mediante inscrição através do e-mail: espacodearte@espacodearte.com.br ou do telefone 41-30156320

• Data: 03 de Julho
• Horário: 19:30h às 21:30
• Local: Espaço de Arte
• Endereço: Rua Alberto Folloni, N° 1534 – Ahú, Curitiba
• Telefone de contato: 41-30156320
• Inscrições: espacodearte@espacodearte.com.br
e 41-30156320 
• Iocal: Espaço de Arte – Artes Visuais e Cinema

Confira a página do evento, aqui

## BANGUÊ ## RITMO, POESIA & CONSCIÊNCIA

## BANGUÊ ##
RITMO, POESIA & CONSCIÊNCIA

A Banguê tem objetivo de levar a cultura hip hop para todos. Proporcionando um bom domingo, levando informação e levantando questões sociais a todos os parceir@s que colarem, além de cada edição ajudar alguma instituição ou lar. A mudança começa em cada um de nós até se tornar coletiva.

EVENTO GRATUITO
Traga a família!

>> NO LOCAL
Roda de Conversa de Beatmakers
Mostra de Dança
Oficina de MC (com Magu)
Open Mic (Poesia&Acapella)
Graffiti (Live Painting)
Bazar e rango
Exposições de arte
Espaço BANGUÊ KIDS

>> POCKETs
Ni Leblom
Letrash
Mano Cappu
Mynah & Cypher Mulher Virtuosa 2

>> DJs
Isa Todt, Bface & Bab5

>> MESTRA DE CERIMÔNIA
Numa Godoy

>> BATALHA 7toSMOKE ALL STYLE by MOIO!
Batalha de dança de vários estilos variante de 1 contra 1 composta por 7 pessoas que se enfrentam em rotação com PREMIAÇÃO DE R$100 + BRINDES!
DJs: ICEMAN & ZAGU | JURADOS: Luanne Cruz, +2 em breve!

>> ARRECADAÇÃO SOLIDÁRIA
Vamos arrecadar artigos para bebês (fraldas, lenços, leite em pó, mamadeiras, brinquedos, roupas, etc), temos muitas famílias carentes precisando disso no momento. EM MEMÓRIA DA NOSSA PARCEIRA LUANA MEDEIROS!

>> SORTEIOS
Quem contribuir com doações concorre a uma Tattoo de R$150.

LOCAL:
Palácio Dos Estudantes – Casarão da UPE
Presidente Carlos Cavalcanti, 1157 – São Francisco, centro de Curitiba
Data: Domingo, 30 de julho, das 14:00 às 21:00

REALIZAÇÃO: AHHEMP e Banguê
APOIO: Um Baile Bom, MOIO, e FATO Agenda

Confira a página do evento, aqui

CULINÁRIA TÍPICA E CORTEJO NA RUA XV: O ‘ESQUENTA’ PARA O FESTIVAL DE ETNIAS

No sábado, 24, o grupo de folclore alemão Original Einigkeit Tanzgruppe fez um pocket show no Passeio Público, já como parte da preparação para o Festival de Etnias.

Culinária típica e cortejo na Rua XV: o ‘esquenta’ para o Festival de Etnias, em Curitiba

A 56ª Festival Folclórico de Etnias do Paraná começa de fato no domingo, 02, mas antes disso uma série de ações em diferentes pontos da cidade vai chamar a atenção e preparar o público para o evento principal.

O Festival de Etnias é organizado pela Associação Interétnica do Paraná (Aintepar) em parceria com a Trento Edições Culturais e a Universidade Livre da Cultura (Unicultura).

As atividades pré-Festival começam na sexta-feira, 30, às 19 horas, na Praça da Ucrânia, com uma aula-show de culinária ucraniana e degustação de pratos típicos. No mesmo espaço, o público poderá assistir a apresentações de grupos folclóricos do país eslavo.

No sábado, 1º, às 10 horas, no Mercado Municipal, é a vez da gastronomia japonesa, também acompanhada de apresentações folclóricas.

Ainda na manhã de sábado, a partir das 11 horas, integrantes dos 17 grupos que se apresentarão no Festival, devidamente caracterizados, farão um cortejo pela Rua XV de Novembro. Eles sairão do Teatro Guaíra com destino à Boca Maldita. Nas proximidades da Praça Osório, dançarão uma quadrilha junina.

“É uma forma de os representantes dessas culturas mostrarem que também estão integrados aos nossos costumes”, destaca Ricardo Trento, um dos produtores do Festival de Etnias.

Todos os eventos do pré-Festival são gratuitos.

A abertura oficial do evento acontece no domingo, 2, às 19 horas, no Teatro Guaíra, com a apresentação do Grupo Indígena Tekowa Xiinguy, convidado da organização.

As exibições vão até o dia 13, no Guaíra e no Guairinha. No palco, todas as noites, representantes, dentre outras, das culturas espanhola, germânica, grega, holandesa, italiana, japonesa, ucraniana, polonesa, israelita e boliviana.

Os ingressos estão à venda na bilheteria do Guaíra e pelo Disk Ingressos (3315-0808), e custam R$ 50 e R$ 25 (meia entrada).

Acesse o site e confira a programação: www.festivalfolclorico.com.br
Facebook: www.facebook.com/festivalfolcloricodoparana

EX-ALUNO MEDIANEIRA E CAMPEÃO OLÍMPICO, EMANUEL PARTICIPA DA ABERTURA DA OLIMPÍADA 2017 DO COLÉGIO

Considerado um dos nomes mais importantes do esporte brasileiro, Emanuel Rego começou sua carreira como atleta no Medianeira

No ano em que o Medianeira completa 60 anos de sua fundação pelo P. Oswaldo Gomes, a tradicional Olimpíada do Colégio chega a sua 45ª edição. A abertura, que acontece no dia 24 de junho, a partir das 8h, terá a participação de todas as turmas, da Educação Infantil ao Terceirão, além de contar com presença de Emanuel Rego, ex-aluno campeão olímpico e mundial de vôlei, além de maior vencedor do Circuito Mundial com 10 títulos e 77 medalhas de ouro em etapas da competição.

Emanuel começou sua carreira como atleta no Medianeira, aos 11 anos, quando treinava vôlei no contraturno após convite dos amigos. “O Colégio foi fundamental na minha iniciação esportiva, durante as aulas de educação física pude aprender e ter vivência em vários esportes, como atletismo, handebol, futebol, basquete e vôlei”, comentou o atleta.

Para Sueli Takemori, professora de Judô e organizadora das Olimpíadas, o desenvolvimento de Emanuel como atleta de alto nível representa o compromisso do Medianeira com o esporte e com a formação do sujeito em sua integralidade. “Isso mostra toda a importância do esporte dentro do Colégio em sua função pedagógica e consolida também o Centro de Esportes”, explica.

Aprendizagens
Emanuel integra o Hall of Fame do vôlei desde 2016, foi eleito “Personalidade do Ano” no Circuito Mundial nas temporadas de 2005, 2010 e 2011, “Melhor Atleta” nos Jogos Olímpicos de 2004 e é o jogador com mais títulos na história do vôlei de praia, somando 155 conquistas. Segundo o campeão olímpico, as conquistas dentro de quadra são também resultado das aprendizagens e experiências vivenciadas no Medianeira.

“O Colégio sempre desenvolveu a formação de opinião e a autoestima. O sistema de estudo era de desenvolvimento do conhecimento, apoiado em boas práticas de raciocínio lógico Acredito que isto me levou a ser um grande atleta: ter opinião bem formada e personalidade para assumir os meus compromissos”, resume Emanuel, considerado o “Melhor Atacante” do Circuito Brasileiro em 1999, 2003 e 2006, além de escolhido como “Atleta da Última Década do Século” pela Fédération Internationale de Volleyball (FIVB).

A professora de Educação Física, Graciela Zachar Gomez, também responsável pela organização da Olimpíada do Medianeira, observa a prática esportiva dentro da instituição como uma atividade alicerçada pelo currículo, estabelecendo um vínculo entre a competição e os assuntos abordados em sala de aula. “Eu penso que o esporte é mais um instrumento que colabora para a formação integral e ele se configurou como uma prática educativa.”

O compromisso do Colégio Medianeira, expresso por meio do esporte e da arte, reflete a preocupação com a formação de homens e mulheres capazes de ver a sociedade com um olhar mais justo e fraterno, pautados pelo pensamento crítico e criativo e pela convicção de que outro mundo é possível.

Serviço:
Abertura da 45ª Olimpíada do Colégio Medianeira
Quando: 24 de junho – sábado
Horário: a partir das 8h
Endereço: Av. José Richa (Marginal da Linha Verde), 10.546 | Prado Velho | Curitiba/PR | CEP 81690-100 | Fone (41) 3218-8000
Entrada gratuita

PELE MADURA MERECE ATENÇÃO ESPECIAL

Assunto é tema de palestra gratuita voltada aos idosos

Cuidados com a pele, como a necessidade de usar filtro solar para evitar danos provocados pelo sol, a hidratação para diminuir o ressecamento devido às baixas temperaturas do inverno e as doenças de pele mais comuns nos idosos serão os assuntos debatidos durante o Viver Mais VITA – Melhor Idade, que acontece neste sábado (24), a partir das 8h30, no Hospital VITA, localizado no bairro Batel. O evento é gratuito e destina-se a pessoas com mais de 60 anos.

A palestra “Dermatologia e idosos” será ministrada pela Dra. Tatiane Bacchi Gehlen Lenzi de Araújo e segundo a dermatologista, conforme a idade avança, a pele vai se modificando, assim como os demais órgãos, o que requer alguns cuidados especiais. “As alterações ocorrem em todas as camadas da pele: epiderme, derme e hipoderme. As rugas e linhas de expressão aparecem, a flacidez aumenta e algumas manchinhas também surgem. Mas esses não são os únicos problemas”, alerta a médica.

Com a redução da adesão das camadas epiderme-derme, diminuição da elasticidade cutânea e ainda alteração da secreção de sebo e suor, a pele fica mais suscetível ao meio ambiente. A dermatologista explica também que algumas doenças causam a fragilidade da pele. Segundo ela, na terceira idade o aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão e problemas circulatórios, que se não forem tratados adequadamente, deixam a pele mais sensível e sujeita a lesões. “Além disso, como a cútis fica mais desnutrida, se a lesão não for tratada de maneira adequada pode causar problemas crônicos”, destaca.

A médica ressalta que a fragilidade da pele varia de pessoa para pessoa dependendo de fatores como a pré-disposição genética, tabagismo, má alimentação, excesso de bebidas alcoólicas, doenças e também pelo excesso de exposição solar durante a vida toda. “Para prevenir doenças e ter um envelhecimento cutâneo saudável é importante o acompanhamento médico”, adverte Tatiane.

O Viver Mais VITA – Melhor Idade inicia com um café da manhã, seguido pela palestra e por atividades físicas e culturais, que têm como objetivo incentivar e melhorar os hábitos de vida dos idosos. O programa conta com o apoio do Lanac – Laboratório de Análises Clínicas, que oferece exames preventivos aos 30 primeiros inscritos. Para ingressar no evento, que tem vagas limitadas, é necessário fazer inscrição pelo telefone (41) 3883-8414​.

Terceira idade
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, no Brasil, são quase 26,1 milhões de pessoas com mais de 60 anos, ou seja, 13% dos habitantes do país, mas a estimativa é que em 2060 salte para 56 milhões. No mundo, o número de idosos com idade acima dos 65 anos era de 506 milhões em 2008, segundo o Departamento do Censo dos EUA. A entidade prevê que a terceira idade represente 14% da população global até 2040.

SERVIÇO:
Programa Viver Mais VITA – Melhor Idade
Palestra “Dermatologia e idosos”, com Dra. Tatiane Bacchi Gehlen Lenzi de Araújo
Data: sábado, 24 de junho, a partir das 8h30
Local: Hospital VITA Batel – Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1.896 – Batel – Curitiba – PR
Entrada Gratuita (vagas limitadas)
Informações e inscrições: (41) 3883-8414
www.hospitalvita.com.br

Sobre o Hospital VITA – A primeira unidade da Rede VITA no Paraná foi inaugurada em março de 1996, no Bairro Alto, e a segunda em dezembro de 2004, no Batel. O VITA foi o primeiro hospital brasileiro a conquistar, no início de 2008, a Acreditação Internacional Canadense CCHSA (Canadian Council on Health Services Accreditation). A certificação de serviços de saúde avalia a excelência em gestão e, principalmente, a assistência segura ao paciente. Além disso, o VITA é um dos hospitais multiplicadores do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente (PBSP). Ele visa disseminar e criar melhorias inovadoras de qualidade e segurança do paciente. Integra também o grupo de hospitais da Associação Nacional de Hospitais Privados – ANAHP.O VITA oferece atendimento 24 horas e é referência nas áreas de cardiologia, cirurgia geral, neurologia, cirurgia bariátrica, medicina de urgência, urologia, terapia intensiva, traumato-ortopedia e pediatria. Além disso, dispõe de um completo serviço de medicina esportiva, prestando atendimento a atletas de diversas modalidades; serviço de oncologia; Centro Médico e Centro de Diagnósticos. Para garantir um alto nível de qualidade nos serviços prestados aos pacientes, o VITA tem investido em ampliação da infraestrutura, tratamentos com equipes multidisciplinares, modernização dos equipamentos, humanização no atendimento, qualificação dos profissionais e segurança assistencial.