IMPERADOR SEM TETO | LADO A | CAPÍTULO 02: SEMANINHA BOIA-FRIA


Letra: Igor Kierke
Harmonia: Yuri Vieira (NEB)

Arranjo: Gabriel Muller, Atha Yunoki

Imperador Sem Teto

Produção Musical: Gabriel Muller, Atha Yunoki Mix/Master: Atha Yunoki @capitalmonkey

Hoje eu vou trabalhar, se é pra isso que estudei. Se alguém perguntar o que é vida… Não sei bem. Mas eu vou trabalhar pra enriquecer alguém.

LETRA:
*Esta letra foi composta com frases recolhidas dentro dos ônibus públicos de Curitiba.

ah! outra semana, relógio, rotina
guerra com a cama
botina, pernada, esquina:
memo programa.
todo o trajeto as faladera só reclama, mas
fone de ouvido, botão de play e rima insana!
bonde lotado, a distraída é pelo vidro riscado
flagrando a ideia da fala de cada muro pichado
já tá rezado pro dia não ser arrasto
que é complicado viver de correria!
periferia tua verdade é na verdade uma ironia
se eu não dissesse com certeza alguém diria
tua mão-de-obra sempre foi mercadoria só que
barateada por tua morna rebeldia
“bom dia”, “bom dia” – os boia-fria responde
e aquela conversinha de que “não mora, se esconde” “
o microondas no cartão, só 1 + 12”
pai de família, a classe média é cu de bronze!
pose serviçal, destino final é parada central e segue o corre matinal
o frenesi já é normal, burro de cargo passa mal e tal, por que?
porque chefia desse o pau!
moleza, deslizo na destreza, que a vida é uma beleza
e pra quem não tem certeza de nada, nada moleza
desisto da tristeza que a vida é incerteza pra ter que firmeza
danada, dá nada não.
é curioso, não? ninguém enxerga o próprio estado
sujeito é assalariado, estudado e por que?
só pra servir de mão de obra!
se dobra e desdobra do jeitinho que o mercado cobra
eu vejo cada manobra: a educação condicionada
a gurizada ensinada pra ter carteira assinada,
cilada! pesada!
rapaziada é carimbada em um novo lote de gente
e gente pronta a ser mandada!
é um lote, loque
sala de aula é um estoque com único enfoque:
de que tu nunca se toque! mas só que
melhor que nem se revolte
de revolta em revolta, vence o pelotão de choque!
moleza, deslizo na destreza, que a vida é uma beleza
e pra quem não tem certeza de nada, nada moleza
desisto da tristeza que a vida é incerteza pra ter que firmeza
danada, dá nada não.

#kremariarecords #imperadorsemteto #semaninha

Canal: Kremaria Records

Videoclipe produzido por alunos do curso de Cinema e Audiovisual da UNESPAR

UNESPAR ABRE MATRÍCULA (SEM VESTIBULAR) EM 432 DISCIPLINAS ISOLADAS

“Você conhece alguém que deseja estudar na Universidade? Agora pode, mesmo que não tenha feito vestibular! Foi publicado o edital da Unespar que permite a matrícula em disciplinas isoladas em seus cursos de graduação

Saiba como se inscrever
As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, no período de 01 a 08 de março de 2019, seguindo as orientações contidas no anexo “C” do EDITAL Nº 024/2019 – DRA/PROGRAD disponível, aqui

Os candidatos deverão preencher o Requerimento disponível no Anexo “B” do Edital e no ato da inscrição anexá-lo (após digitalizado) para efetivação da solicitação. Não serão analisadas as solicitações que não contenham este Requerimento devidamente preenchido e anexado.

Todas as disciplinas ofertadas bem como o número de vagas estão disponíveis no Edital. Poderão inscrever-se como candidatos(as) estudantes que estejam matriculados regularmente em um dos cursos da Unespar; portadores de Diploma de Curso Superior; estudantes matriculados em curso superior de outra instituição; e portadores de Certificado de Conclusão de Ensino Médio.

Consulte todas as regras e mais informações no edital!

fonte

UNESPAR OFERECE CURSO DE MESTRADO NA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO PROCESSOS CRIATIVOS E EDUCACIONAIS EM ARTES

O Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Estadual do Paraná/Campus de Curitiba II – PPGARTES, aprovado pela CAPES, em outubro de 2018, para início da primeira turma em março de 2019, oferece Curso de Mestrado na área de concentração Processos Criativos e Educacionais em Artes.

As inscrições deverão ser efetuadas no período de 03 de dezembro de 2018 a 31 de janeiro de 2019, exclusivamente, via SEDEX, endereçado para: Programa de Pós-Graduação em Artes – Mestrado Profissional. Rua dos Funcionários, 1357, Bairro Cabral, CEP 80035-050 – Curitiba – Paraná.

Confira o edital, aqui

O Mestrado Profissional em Artes é o primeiro Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu no Estado do Paraná voltado ao atendimento de professores, pesquisadores e profissionais das mais diversas áreas de Arte, Educação e Cultura, que desejem realizar pesquisas teóricas, pedagógicas e artísticas. Em linhas gerais, este Mestrado pretende aprofundar o conhecimento artístico em suas formas práticas e teóricas, explicitar as relações das produções com seu meio social e cultural e suprir a demanda por aperfeiçoamento profissional nos âmbitos pedagógico, artístico e acadêmico, de profissionais da rede pública de ensino e egressos dos vários cursos de artes cursos de artes e áreas afins do Paraná e região, atendendo a necessidade de qualificação para o exercício das atividades de ensino, produção e pesquisa acadêmica no campo da Arte: Artes Visuais, Cinema/Audiovisual, Dança e Teatro.

VEM AÍ O ART SESSION – 2ª EDIÇÃO

Com o objetivo de fomentar e disseminar a arte independente, trazendo um novo olhar para as produções contemporâneas, o Art Session promoverá no dia 06 de outubro, na Cinemateca de Curitiba, a sua segunda edição. Inscrições gratuitas!

Este ano o evento trará a literatura e o cinema como protagonistas de um caloroso bate-papo com cineastas, produtores, roteiristas e autores sobre a influência dos livros no mundo do cinema.

O Art Session – 2a Edição contará com uma mostra de cinema, no qual exibirá três trabalhos: o curta-metragem “Elisa Esteve Aqui” da produtora Somaê (São Paulo), vencedor do edital 2018, o curta-metragem “Vazante” do diretor Fábio Allon e a sessão de Hakais da FAP. “Um haikai é poesia comprimida. Um filme-haikai é cinema em forma mínima. Do choque entre texto e imagem temos uma explosão de sentidos em pequenas pílulas audiovisuais. Os filmes-haikais desta sessão são uma pequena amostra do trabalho desenvolvido pelos meus alunos de Direção Audiovisual II no 3o período do curso de Cinema e Audiovisual da FAP/UNESPAR” (Fábio Allon, curador da sessão). Na ocasião também haverá a premiação de Rogele Caldeira, autora do conto vencedor do edital 2018.

Além das exibições e premiações, o evento também contará com um workshop gratuito sobre Escrita de Roteiro, ministrado por Gisele Badenes, Roteirista do Sesc Departamento Nacional e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

Durante a programação haverá um bate papo com convidados especiais: Prof. Dr. Hertz Wendel de Camargo, professor dos cursos de Comunicação e Pós da UFPR, Gisele Badenes, Roteirista do Sesc Departamento Nacional e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Gabriela Ribeiro da Escola de Escrita Ficcional – Escrevo, Nicole Sourient, publicitária e produtora da Casca Filmes, entre outros convidados.

A segunda edição do Art Session acontecerá no dia 06 de outubro das 16h30 às 21h na Cinemateca de Curitiba. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas deste site. Será fornecida certificação para horas complementares aos participantes que solicitarem no ato de inscrição.

O evento é idealizado pelos ex-alunos do curso de Comunicação Institucional da UFPR, Renata Albino de Oliveira, Gian Fernandes Gonçalves e Jenniffer Melo. Atualmente a equipe de organização conta com o apoio de alunos de Comunicação Institucional e do Curso de Secretariado da Universidade Federal do Paraná.

SERVIÇO
Art Session – 2a Edição
Data: 06 de outubro de 2018
Horário: das 16h30 às 21h (confira programação no site)
Local: Cinemateca de Curitiba | Rua: Presidente Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco, Curitiba.
Inscrições gratuitas!
Confira a página do evento, aqui

DO ERUDITO AO POPULAR: MÚSICA DE CONCERTO PARA TODOS OS GOSTOS

 

O conjunto Sopro5 Quinteto estreia em abril temporada inédita de concertos temáticos de música instrumental

O tradicional conjunto de música instrumental Sopro5 Quinteto estreia dia 24 de abril às 19h30 em Curitiba, no Portão Cultural – Auditório Antônio Carlos Kraide, temporada inédita de concertos temáticos, com repertório variado e enfoque nos compositores brasileiros. Os ingressos custam R$5,00 (meia entrada) e R$10,00 (inteira).

Cada apresentação terá um tema diferente, percorrendo os mais diversos estilos e arranjos, desmistificando a música de câmara. A ideia é levar um novo público aos teatros e auditórios para apreciar essa manifestação milenar e ainda atual.

O conjunto nasceu em 2015 e é formado por músicos paranaenses que, aliando suas experiências em orquestras e música de câmara, buscam apresentar obras originais e adaptações para divulgar e incentivar a criação de novas composições para o gênero.

A instrumentação atual do quinteto de sopros reúne flauta, oboé, clarineta, fagote e trompa.

Marcelo Oliveira / clarinete

Temporada 2018
O projeto estabelece um novo padrão de divulgação da música de câmara, uma vez que o Sopro5 Quinteto é o único conjunto de Curitiba e um dos poucos do Brasil a divulgarem uma temporada de concertos com temáticas distintas, seguindo o exemplo das grandes e tradicionais instituições de arte e música – museus, ballets, casas de ópera e orquestras ao redor do mundo.

A temporada vai até novembro deste ano e faz parte do calendário do Circuito Cultural Ademilar, uma iniciativa que está viabilizando uma série de projetos culturais em Curitiba por meio da Lei do Mecenato Municipal, com recursos do ISS – Imposto Sobre Serviços. Em 2018 já são cerca de 20 projetos que fomentam a cena cultural da cidade.

Na estreia, o concerto traz a Belle Époque, período histórico que contempla o final do século XIX até o início da Primeira Guerra Mundial. O programa inclui obras originais para quinteto de sopros inspiradas neste período e com compositores nascidos na mesma época. Dentre elas estão as obras de Paul Taffanel, Jacques Ibert e Adrien Barthe e Júlio Medaglia.

A temporada segue com os concertos Choros e Canções, em 22 de maio, Música do Século 20 e 21, em 19 de junho, Suítes Brasileiras, nos dias 13 e 14 de agosto, Sopro5 em Concerto, em 23 de outubro, e fecha com Villalobiando, em 27 de novembro.

Desde as suas primeiras apresentações, em 2015, o Sopro5 Quinteto tem dedicado atenção especial à divulgação do repertório de música brasileira. Nesta temporada serão apresentadas composições nacionais em todos os concertos, em especial de compositores paranaenses e jovens acadêmicos dos cursos de composição da UNESPAR e UFPR.

Com estilo e bom gosto, o Sopro5 Quinteto mostra como dividir com o público os prazeres da boa música. Fabrício Ribeiro (flauta), Marcos Vicenssuto (oboé), Marcelo Oliveira (clarinete), João Vitor Jr. (fagote) e Fabio Jardim (trompa) compõem o grupo.

Serviço:
Concerto Belle Époque
Data: 24/04
Horário: 19h30
Local: Portão Cultural – Auditório Antônio Carlos Kraide
Avenida República Argentina, 3430 – Água Verde, Curitiba
Ingressos: R$10,00 (inteira) R$ 5,00 (meia)
Compre pelo site www.sopro5.com.br ou nos pontos de vendas:
Portão Cultural – Auditório Antônio Carlos Kraide – Av. Rep. Argentina, 3430 – Água Verde, Curitiba
Teatro Paiol – Praça Guido Viaro, s/n – Prado Velho
Capela Santa Maria – Conselheiro Laurindo, 273 – Centro

1ª MOSTRA DA PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL CINEMATECA/UNESPAR

1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. Entrada gratuita. Em Curitiba.

Neste fim de semana acontece na Cinemateca de Curitiba a 1ª. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. A mostra é organizada pelos alunos da disciplina Cultura da Preservação Audiovisual, do Curso de Cinema e Audiovisual da FAP/Unespar, sob a orientação do professor da disciplina, o cineasta Fernando Severo, ex-diretor do Museu da Imagem e do Som do Paraná e membro da ABPA-Associação Brasileira de Preservação Audiovisual.

No sábado, dia 16/12, será realizada uma sessão em homenagem ao pesquisador Paulo José da Costa, que tem realizado com recursos próprios um importante trabalho de busca, restauro, preservação e compartilhamento de documentos históricos, fotografias antigas e filmes raros. Na ocasião vai acontecer a estreia do documentário “Crônicas de um Memorialista”, dirigido por Vanessa Leal à frente de uma equipe formada por alunos, que aborda o importante trabalho de Paulo na preservação da memória audiovisual brasileira. Também nessa sessão serão exibidos diversos filmes na bitola 16mm do acervo do colecionador, realizados por Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski, que mostram cenas raras do Paraná e Santa Catarina nas décadas de 1940 e 1950.

No domingo, 17/12, a mostra prossegue com diversos filmes preservados no acervo da Cinemateca de Curitiba a partir de sua fundação em 1975. São filmes realizados por pioneiros do cinema paranaense como Annibal Requião, J. B. Groff e Hermes Gonçalves, e pela produtora Botelho Filmes. Dois filmes importantes que não são exibidos há décadas também fazem parte do programa. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba. “Na Santa Felicidade” (1979) foi dirigido pelo idealizador da Cinemateca e seu primeiro diretor, Valêncio Xavier, e registra costumes, tradições e tipos populares entre os descendentes dos imigrantes italianos que se instalaram no bairro Santa Felicidade. A mostra recebeu a assessoria técnica do cineasta Marcos Sabóia, responsável pelo acervo da Cinemateca. A instituição terá seus filmes exibidos em suas bitolas originais, em película 35mm e 16mm. A classificação indicativa é livre, a entrada gratuita e o início das sessões acontece às 19h30.

Serviço:
1a. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar
Data: 16 e 17 de dezembro
Horário: 19h30
Local: Cinemateca de Curitiba
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

16/12 – Sábado – 19h30

CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – direção de Vanessa Leal
Documentário sobre o pesquisador Paulo José da Costa

FILMES EM 16MM DO ACERVO DE PAULO JOSÉ DA COSTA:

MOSTRA ARNALDO LIPPMANN

PRAIAS DOS PARANÁ (1952, 9′)
Cenas de famílias paranaenses nas cidades de Matinhos, Guaratuba e Caiobá.

PRAIAS DO PARANÁ E PRAÇA CARLOS GOMES(1951, 11′)
Cenas de cotidiano; Praça Carlos Gomes; Caiobá, pescaria e mergulho.

CASAMENTO DE SIRLEI MALUCCELLI E LOURIVAL LIPPMANN (1949, 9′)
Saída com carros; Praça Rui Barbosa; Rua Marechal Floriano; Festa.

MOSTRA EUGÊNIO HAUER KWASINSKI

VIAGEM A SANTA CATARINA (1944, 9′)
Estrada; Carro à gasogênio; Joinville; Balsa Cabeçudas; Praia dos Amores; Orquídea na Praia Brava e pescadores.

EXCURSÃO A VILA VELHA (1947/48, 9′)
Rio dos papagaios; Garimpo; Tropeiros na estrada; Ponta Grossa; Vila Velha; Acampamento.

VIAGENS (década de 1940, 11′)
Curitiba; Praia; Antonina; Rio de Janeiro; Campos Gerais.

VIAGEM PELO RIO IVAÍ (1949, 10′)
Rio abaixo; Encontro com indígenas.

17/12 – Domingo – 19h30

FILMES EM 35MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

L’ETAT DU PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 7′)
Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba – Maria Fumaça, túneis, paisagens da Serra do Mar, vista de Paranaguá, Porto de Paranaguá. Estrada da Graciosa, transporte com balsa e barco pelos rios Paranapanema, Tibagi, Ivaí, Iguaçu, Paraná. Vista da Cidade de Guaíra. Fábrica de sacos, construção de barcos.

O QUE É O PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 12′)
Viagem de trem pela Serra do Mar salientando aspectos da natureza local.

CIDADES DO PARANÁ – direção de J. B. Groff (1936, 20′)
Documentário sobre aspectos gerais e o desenvolvimento de sete cidades paranaenses – Antonina, Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira, Lapa e Rio Negro.

FILMES EM 16MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

CARNAVAL EM CURITIBA – direção de Annibal Requião (1920, 7′)
Desfile de carnaval no centro de Curitiba, analisando aspectos do corso carnavalesco. Imagens de Fido Fontana e Ildefonso Serro Azul no seu luxuoso automóvel Benz 45HP.

USOS E COSTUMES DOS COLONOS POLONESES – direção de Hermes Gonçalves (1952, 11′)
As tradições dos imigrantes poloneses no Paraná. Casamento típico, colheita e festa do trigo.

NA SANTA FELICIDADE – direção de Valêncio Xavier (1979, 17′))
Costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade

SENSIBILIZE-SE – direção coletiva (1980, 10′)
Evocação da passagem do pintor Guido Viaro pela periferia de Curitiba

APRESENTAÇÃO DAS SESSÕES: Agnan Siqueira

VISÃO CURATORIAL
Stefano Lopes
Natália Teraoka
Yasmin dos Reis
Manoelle Fuzaro

A preservação audiovisual tem se tornado um tema crescente e persistente nos ambientes que atravessam o Cinema nacional. Não por acaso: toda a história da nossa cultura audiovisual é, cada vez mais, parte integrante da grandeza do patrimônio cultural brasileiro. Nesse sentido, para além dos contextos de desenvolvimento estratégico e de disseminação teórico-metodológica, a 1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar, realizada por alunos do quarto semestre do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual do Paraná – campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná sob a orientação do professor e cineasta Fernando Severo, propõe o debate e a reflexão sobre o tema através do contato direto do público com os resultados de projetos de preservação audiovisual.

Para mostrar o resgate histórico e cultural de filmes antigos de arquivo e a importância de preservá-los, a mostra terá como tema os estados do Paraná e Santa Catarina. Serão exibidos filmes que mostram a arquitetura e estilo de vida de cidades paranaenses em décadas passadas e revelam imagens de algumas locações catarinenses. Dentre os filmes exibidos teremos um que foi produzido no final da década de 1970 por Valêncio Xavier, fundador e diretor da Cinemateca do Museu Guido Viaro (atual Cinemateca de Curitiba), que conduziu uma equipe na realização do documentário “Na Santa Felicidade”. Rodado na bitola 16mm com negativo colorido, o filme registra costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade, um dos mais antigos de Curitiba. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba.

Também teremos uma programação especial com Paulo José da Costa, proprietário da Livraria Fígaro, que pessoalmente procura e resgata filmes históricos, em sua maioria nas bitola 16 mm e Super 8. Enriquecendo a mostra com relatos pessoais e exibindo filmes de seu acervo, Paulo será homenageado através do documentário “Crônicas de Um Memorialista”, realizado especialmente para a mostra.

Além do resgate histórico e cultural da sociedade paranaense, a mostra propiciará ao público a oportunidade de assistir as obras projetadas em película de 35mm e 16mm, sendo essa uma forma cada vez mais rara de vivência cinematográfica, pois as películas vem perdendo cada vez mais seu espaço para o cinema digital.

No sábado, a programação conta com filmes amadores das décadas de 40 e 50 que mostram não só as cidades paranaenses como também a cultura que atravessava essas cidades, a vivência das pessoas nesses lugares, sobretudo pelo olhar de dois grandes nomes da história do estado: Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski.

Domingo, a mostra contempla o acervo de películas em nitrato da Cinemateca de Curitiba, como os filmes silenciosos da Botelho Films do Rio Janeiro, mostrando a importância da região paranaense nas décadas 1920 a 1970. O trabalho de restauração foi feito principalmente pelo Laboratório de Restauro da Cinemateca Brasileira.

EQUIPE DE CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – Vanessa Leal, Luiz Alberto Bonin, Elisa Pocai, Matheus Carneiro

RESPONSÁVEIS TÉCNICOS – Higor Casagrande, Gabriel Chemin, Fernando Macedo, Odair Rodrigues

ARTE – André Carneiro, Thayana Andreatta, Taís Armani

FICHA CATALOGRÁFICA – Helena Volani, Pedro Monte Kling

Local: Cinemateca de Curitiba. Rua Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco, Curitiba
Data: 16 e 17 de dezembro, das 19:30 às 22h

Confira a página do evento, aqui

SESI SÃO JOSÉ DOS PINHAIS RECEBE ESTREIA DO ESPETÁCULO “E NEM FOI TEMPO PERDIDO”

Coletivo COCAR propõe uma experiência sensorial e lírica a partir de reflexões sobre a juventude

Uma combinação de poesias, canções e encenação tomará conta do palco do Teatro Sesi São José dos Pinhais nos dias 25 e 26 de agosto, às 20h. É a estreia da peça “E Nem Foi Tempo Perdido”. O espetáculo, por meio do gênero teatral lírico, propõe uma intensa experiência sensorial ao explorar reflexões da juventude sobre os tempos atuais.

“E Nem Foi Tempo Perdido” possui direção e dramaturgia de Kaio Cezas e a participação dos profissionais e jovens estudantes de teatro que integram o Coletivo de Cultura e Arte – COCAR. “A necessidade de encontrarmos um ao outro e as dificuldades do viver que as juventudes passam ao longo de suas adolescências desembocaram em uma apresentação onde há uma questão constante a ser respondida: estou perdendo o meu tempo fazendo o que o jovem sempre faz?”, explica Cezas.

A pesquisa e montagem da peça iniciou a partir dos questionamentos de um jovem estudante de teatro acerca das angústias que o indivíduo passa em sua adolescência. De acordo com o diretor, a escolha pelo gênero teatro lírico foi influenciada por discussões do grupo em torno da Poética Aristotélica, “onde se vê o lirismo como uma experiência que se aproxima das sensações que o público sente ao ouvir uma música”. A partir disso, aos ensaios e preparação dos atores foram incorporadas técnicas do diretor italiano Eugênio Barba e do diretor russo Constantin Stanislavski.

Diálogos sobre as emoções e sentimentos apresentados no palco e daqueles que estão na plateia fazem parte da montagem. Canções que remetem sentimentos e sensações nostálgicas também construirão o elo entre o público e a sua própria juventude. O valor da entrada é de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), com classificação indicativa de 16 anos.

Sobre o Coletivo COCAR
O Coletivo COCAR propõe em seus espetáculos uma experiência teatral inovadora remontando legados da história do teatro brasileiro. Desenvolveu-se a partir das experiências do Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC da UNE) e de sua versão mais atual, conhecida por Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca da UNE). Expressa um compromisso cooperativo com o desenvolvimento de manifestações artísticas e culturais e a viabilização de projetos que atendam aos anseios artísticos de seus membros, estudantes de artes cênicas e de produção cênica, em especial das universidades UFPR e Unespar.

Serviço:
SESI São José dos Pinhais apresenta Espetáculo teatral “E Nem Foi Tempo Perdido”
Data: 25 a 26/08 Horário: às 20h
Classificação: 16 anos
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Local: Teatro SESI de São José dos Pinhais
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 1800 – Centro,  São José dos Pinhais-PR
Contato: (41) 3398-4100
Observação: Sujeito a lotação
Mais informações:  aqui
www.sesipr.com.br/cultura/
www.facebook.com/sesiculturapr/

SESI CULTURA
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro. 

CURSO LIVRE DE CINEMA

Dias 14, 21 e 28 de Junho e 05 de Julho de 2017, em Curitiba, acontecerá o  Curso Livre de Cinema! Aberto ao público em geral (não precisa ter vínculo com a UNESPAR) e não é necessário se inscrever: é só chegar!

O objetivo (do curso) é introduzir os participantes à linguagem cinematográfica através de reflexões, debates, análises de filmes e exercícios práticos.

O curso  será promovido por alunos de Cinema e Audiovisual da UNESPAR/FAP (Cinema Unespar), sob orientação de Alexandre Rafael Garcia, tem como objetivo introduzir os participantes à linguagem cinematográfica através de reflexões, debates, análises de filmes e exercícios práticos.

Com uma carga horária total de 12 horas, não é necessário ter experiência ou conhecimento prévios. O curso é livre, gratuito e aberto à todas interessadas e todos interessados.

Os 4 encontros acontecem em quartas-feiras das 19h00 as 22h00, no auditório da Faculdade de Artes do Paraná (Unespar Campus de Curitiba II – FAP).

QUANDO: (encontros semanais, toda quarta-feira, das 19h as 22h)
14/06 – A construção do olhar crítico cinematográfico (Anna Petracca)
21/06 – Roteiro (Odair Rodrigues)
28/06 – Direção de Fotografia (Felipe Prado)
05/07 – Distribuição de filmes em festivais nacionais e internacionais (Debora Zanatta)

ONDE:
Auditório Antonio Melillo – Faculdade de Artes do Paraná
R. dos Funcionários, 1357 – Cabral, Curitiba – PR

Informações:
Não é necessário ter experiência ou conhecimento prévios. O curso é livre, gratuito e aberto à todos os interessados (estudantes ou não). Não há inscrição prévia, a participação no curso será reconhecida a partir da presença nas aulas. Aos estudantes, haverá um certificado de horas complementares (12h) mediante presença em, no mínimo, 75% do total de horas do curso.

Página do evento: aqui

I ENCONTRO ESTADUAL DE AUDIOVISUAL E EDUCAÇÃO

Tem como meta a divulgação dos trabalhos que vêm sendo desenvolvidos a partir do GPCINE, o intercâmbio de experiências entre pesquisadores, professores, acadêmicos e egressos, debate sobre processos e metodologias no uso do audiovisual com e para a educação, bem como ações específicas de comunicação e educação realizadas pela TV Paulo Freire (SEED) e pela TV Imago (UNIOESTE).

O evento é uma proposta do Grupo de Pesquisa GPCINE, através da Linha de Pesquisa Cinema e Educação e do Laboratório de Cinema e Educação – LabEducine, realizado em parceria com a IMAGOTV da Universidade Estadual do Oeste do Paraná com apoio da TV PAULO FREIRE – Secretaria de Estado da Educação.

DATA DO EVENTO – 23 A 25 DE MAIO DE 2017
Horário – 18h às 22h
Local: Auditório Paul Garfunkel – Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133 – Curitiba)
Comissão científica: Professores Dra. Solange Stecz (UNESPAR), Dra. Salete Sirino (UNESPAR), Dra. Zeloi Martins (UNESPAR), Acir Dias (UNIOESTE) e Dra. Marília Franco (USP).

PROGRAMAÇÃO:

23/05 (terça-feira)
18h – Mostra de Filmes produzidos pelo CINEDUCA – Uruguai

19h – Abertura e palestra: Desenvolvimento da Cultura Audiovisual nas Escolas do Uruguai – CINEDUCA
– Professora Cecilia Etcheverry – coordenação do Programa de Alfabetização Audiovisual do Conselho de Formação em Educação da ANEP (Administração Nacional de Educação Pública) do Uruguai
– Moderadora: Professora Dra. Solange S. Stecz / Tradução – Catalina Sofia Mesa Reyes

24/05 (quarta-feira)
18h – Painel 1 – Relatos de experiências
Convidados:
– Professora Dra. Áurea Andrade Viana – Projeto de Extensão Cinespar/Cinema itinerante (Campus Campo Mourão)
– Professora Dra. Salete Sirino e Renan de Cillo (graduando do curso de cinema e audiovisual da Unespar/Campus II/FAP) – Projeto de Extensão Cinema Brasileiro (reflexão e exibição)
– Professora Dra. Solange Stecz – Programa de Extensão LabEducine (Laboratório de Cinema e Educação)
– Professor Murilo Lazarin – Centro Estadual de Capacitação em Artes Guido Viaro
– Professor Mestre Alexandre Rafael Garcia – Colégio Medianeira/Curso de Cinema e Audiovisual Unespar
– Moderadora: Professora Dra. Zeloi Martins – professora do Curso de Cinema/Unerspar e pesquisadora do GPCINE

20h – Mesa Redonda: Educação – Produção e difusão de conteúdo audiovisual
Convidados :
– Professor Ezequiel Menta – Diretor de Políticas e Programas Educacionais da Secretaria de Estado da Educação
– Professora Aldemara Pereira de Melo – TV Paulo Freire/SEED
– Professor Dr. Acir Dias – Coordenador da IMAGO TV – UNIOESTE
– Moderadora: Professora Dra. Zeloi Martins – professora do Curso de Cinema/Unespar e pesquisadora do GPCINE

25/05 (quinta-feira)
18h – Painel 2 – Relatos de experiências
Convidados:
– Mestranda Ana Carolina Mira Porto – Y’HOVY OHECHAÁRAMI: a auto-representação audiovisual aváguarani
– Graduanda Jéssica Lorena Bremen – Visagens e paisagens – Cinema na Lapa/Comunidade Quilombola do Feixo
– Mestrando Vinicius Comoti – Agricultura, amor ou profissão? – Colégio Estadual do Campo Prof. Pedro José Puchalski/ Serrinha em Contenda (PR)
– Graduando Vinicius Gomes de Carvalho – Auto retratos audiovisuais – protagonismo da população em situação de rua em Curitiba
– Moderadora – Professora Dra. Solange Stecz

20h – Palestra: Cinema Educa? Desde Quando?
– Professora Dra. Marília Franco – Universidade de São Paulo
– Moderadora: Professora Dra. Salete Sirino – Diretora do Centro de Artes/CampusII/FAP/UNESPAR – Líder do GPCINE

TRANSMISSÃO AO VIVO ONLINE NA PÁGINA DA LabEducine.

INSCRIÇÕES NO LOCAL
CERTIFICADO PARA OS PARTICIPANTES COM 75% DE PRESENÇA
Informações: labcineducacao@gmail.com

ENTRADA GRATUITA

local: Auditório Paul Garfunkel Rua Cândido Lopes, 133 – Biblioteca Pública do Paraná, centro de Curitiba
data:  23 a 25 de maio,  das 18:00 às 22:00

Página do evento, aqui