MISTURA SONORA DE DOW RAIZ CHEGA AO TEATRO DO PAIOL

Dow Raiz. Foto: Luciano Meirelles – HAI studio

Rapper curitibano é atração de setembro do projeto Brasis no Paiol. 

O rapper curitibano Dow Raiz leva sua mistura de rimas, batidas e influências para o projeto Brasis no Paiol 2019. O artista, que há alguns anos está entre os destaques nacionais, apresenta-se no icônico palco de Curitiba no dia 12 de setembro, quinta-feira, às 20h. Os ingressos, com valores a R$ 10 e R$ 5, estão à venda na Capela Santa Maria e no Teatro do Paiol. 

O show tem como base o repertório do EP “As Profundezas de um Tempo Danger”, que Dow Raiz lançou em abril deste ano. No trabalho, o rap é a linha mestra, com as clássicas batidas boom bap do hip hop, mas passando também pelo jazz, trap, funk e diferentes estilos da música brasileira. O disco marca a fase em que o artista mudou-se de Curitiba para São Paulo e firmou-se como um dos destaques nacionais do rap, com passagens pelo projeto Rap Box e Showlivre.

A carreira do rapper começou em 2007. Após fazer parte dos grupos Inthefinityvoz e Unification, ganhou destaque nacional com o lançamento da faixa “Abrafé de Abraão”, em 2013. No mesmo ano, lançou o álbum “Antibióticos de Rua”. 

No palco, Dow estará acompanhado pelo DJ Morenno Mongelos, Ian Giller na bateria, Allan Giller no baixo, Chico Han na flauta, Gabriel Gaiardo no piano, Du Gomide na guitarra e Will Costa na percussão. 

Confira os próximos shows do Brasis no Paiol 2019: 
– 24 de outubro: Plutão já foi Planeta (RN) 
– 21 de novembro: Edgar (SP) 
– 05 de dezembro: Bernardo Bravo (Curitiba) 
– 19 de dezembro: Anelis Assumpção (SP) 

Brasis no Paiol 
Desde 2012, os produtores Bina Zanette (Santa Produção) e Heitor Humberto (Fineza Comunicação e Cultura) realizam uma sequência de shows no Teatro do Paiol, com artistas de diferentes regiões do Brasil, bem como nomes da cidade. O objetivo é sempre apresentar novidades, lançamentos, estreias e projetos especiais de artistas com trabalhos de relevância artística, que gerem interesse do público curitibano. 

Em 2019, o projeto é realizado com o Projeto de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba. Conta com o patrocínio do Shopping Pátio Batel e o apoio do restaurante A Caiçara, Hostel O Bosque e Zoloo Videolab. 

Serviço 
Dow Raiz no Brasis no Paiol 
data: 12 de setembro, quinta-feira, 20h 
local: Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/n 
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia) 
Página do evento: aqui

Pontos de venda: 
– Capela Santa Maria: R. Conselheiro Laurindo, 273 
Horário bilheteria: terça à sexta, 9h às 12h e 14h às 18h30 (consulte horários diferenciados em dias de eventos). Telefone: (41) 3321-2840. 

– Teatro do Paiol: Praça Guido Viaro, s/n (vendas a partir do dia 20/08, havendo disponibilidade de ingressos) 
Horário bilheteria: Terça à sexta, 14h às 17h30 (consulte horários diferenciados em dias de eventos). Telefone: (41) 3213-1340. 

OFICINA DE CURADORIA FOTOGRÁFICA POR MILTON GURAN

O CLIF – Curitiba Luz Imagem Fotografia 2018, com patrocínio do Shopping Pátio Batel e • AIREZ • Galeria, traz a Curitiba a oficina “Curadoria fotográfica: o que você pode esperar de um curador e o que você pode fazer por si”, com Milton Guran.

Sobre o ministrante:
Milton Guran é fotógrafo e antropólogo. Ganhador da Bolsa Vitae de Artes (1991) e, por duas vezes, do prêmio Marc Ferrez da Funarte. Em 2016, foi contemplado no programa Rumos Itaú Cultural. Seus trabalhos fazem parte das coleções MASP-Pirelli, do MAM-Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, MAR – Museu de Arte do Rio e da MEP – Maison Européenne de la Photographie, dentre outras, públicas e privadas. Curador na área de fotografia, é coordenador-geral do FotoRio. e membro da diretoria da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil.

Sobre a oficina “Curadoria fotográfica: o que você pode esperar de um curador e o que você pode fazer por si”:

1. Apresentação:
A curadoria se afirmou como parte integrante de qualquer exposição, tanto no domínio da arte quanto nas diversas propostas museais. No campo da fotografia, a presença do curador é mais recente, mas talvez até mais decisiva, já que o fotógrafo normalmente se lança em várias direções e produz imagens em quantidade enormes. Através de estudos de caso e exemplos concretos vivenciados por nós, vamos apresentar os diversos aspectos da atividade curatorial, seus procedimentos e pressupostos, da construção de um conceito para a exposição até a escolha dos diversos aspectos operacionais de produção, tais como a construção de uma identidade visual, de um plano de montagem, estratégia de mídia etc.

2. Objetivo
Informar os participantes da atividade curatorial, com suas nuances e fronteiras, e, ao mesmo tempo, capacitar o fotógrafo para gerir a sua produção, pensar exposições e outros projetos de forma mais independente.

3. Plano de aula:
• A função social da curadoria
• A ação curatorial e seus limites
• Usos e abusos do trabalho curatorial
• Construção de um partido curatorial
• Pensar uma exposição como um todo: identidade visual, montagem, divulgação
• Como construir um projeto de exposição: elaboração de proposta, caminhos de financiamento

4. Público alvo:
• Fotógrafos profissionais e amadores avançados;
• Artistas visuais e pessoas interessadas em cultural visual;
• Galeristas, colecionadores, curadores;
• Estudantes de graduação e de pós-graduação nas áreas de comunicação social, ciências humanas, de ciências sociais e de artes plásticas;
• Jornalistas.

Serviço:
OFICINA DE CURADORIA FOTOGRÁFICA POR MILTON GURAN
Data: 26 de maio
Horário: 10h – 13h e 15h – 18h.
Local: • AIREZ • Galeria. Rua Treze de Maio, 778. Cj. 15, Centro de Curitiba.
Taxa única: R$70,00 (depósito ou transferência)
Apenas 10 vagas.
Inscrições: contato@airez.art.br ou 41.3088.7561 (seg-sex 13h-19h).
Página do evento no facebook: aqui
Mais informações: contato@airez.art.br