DIFUSÃO SABERES E FAZERES TRADICIONAIS PREMIA REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, por meio da Superintendência Geral da Cultura, publica o Prêmio de Difusão Saberes e Fazeres Tradicionais – Registro Fotográficos e Audiovisuais, que irá selecionar e premiar registros fotográficos ou audiovisuais de manifestações populares e tradicionais da cultura desenvolvidas no território paranaense. Inscrições até às 18h00 (dezoito horas) do dia 21 de novembro de 2020.

O prêmio tem uma função social de preservação da memória de manifestações populares e tradicionais da cultura desenvolvidas no território paranaense.

Serão concedidos 260 prêmios no valor de R$ 4.000,00 cada, totalizando R$ 1.040.000,00, com recursos provenientes da Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

O edital é voltado a agentes culturais, pessoa física e jurídica, domiciliadas ou com sede no Paraná há, no mínimo, dois anos. O período de inscrições vai de 8 de outubro até às 18h00 (dezoito horas) de 21 de novembro de 2020. As inscrições serão feitas de forma online por meio do sistema SisProfice.

O prêmio será dividido em duas categorias, Registro Fotográfico e Registro Audiovisual. No Registro Fotográfico, a proposta deverá conter um conjunto de fotos que versem sobre um mesmo tema, propondo uma sequência fotográfica lógica, e não foto única. O conjunto deverá ser composto de no mínimo 5 (cinco) fotografias e no máximo de 10 (dez) fotografias.

No Registro Audiovisual, a proposta deverá conter os registros com duração de 7 (sete) minutos e no máximo 120 (cento e vinte) minutos.

O prêmio será dividido, ainda, em seis áreas:
– Povos Indígenas;
– Comunidades caiçaras,
– Comunidades quilombolas;
– Ciganos;
– Faxinalenses;
– Matriz africana.

Os registros premiados deverão ser doados aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação.

Este prêmio é parte das ações de Fomento do Governo do Estado do Paraná com recursos da Lei Federal Aldir Blanc, nº 14.017/2020, para atender o setor cultural durante a crise causada pela pandemia de Covid-19.

Acesse o edital completo clicando aqui.

fonte / texto: Secretaria Da Comunicação Social e da Cultura do PR

NENA INOUE FAZ TEMPORADA ONLINE, GRATUITA E COM TRADUÇÃO EM LIBRAS DO PREMIADO SOLO “PARA NÃO MORRER”

Nena Inoue. Foto: Lidia Ueta

O espetáculo visto por mais de 27 mil pessoas, rendeu à Nena o Prêmio Shell 2019 de Melhor Atriz no Rio de Janeiro, além do Troféu Gralha Azul de Melhor Atriz em 2017. Agora em versão on-line, gratuita e com tradução em Libras, a gravação da obra segue todos os protocolos de saúde e além das apresentações, o projeto oferece debates e oficinas abertas para o público

A atriz Nena Inoue fará uma temporada online com 15 exibições do espetáculo “Para Não Morrer”, sendo 5 abertas e gratuitas para o público nos dias 3, 4, 5, 11 e 12 de setembro às 20h, e 10 fechadas e exclusivas para entidades e coletivos de apoio à mulheres, instituições, movimentos sociais, associações de professores e de classe, além do público feminino que se encontra em isolamento social mesmo antes da pandemia, como presidiárias e idosas em asilos. Todas as exibições online possuem tradução em Libras e serão seguidas de um debate ao-vivo com o público a partir da obra apresentada, também com tradução simultânea em Libras.

As 5 apresentações abertas serão exibidas nas páginas do Espaço Cênico e dos parceiros Brasil de Fato, MST Nacional, Bicicletaria Cultural e Mães pela Diversidade. E para quem quiser se inscrever e receber o link da exibição e debate por e-mail momentos antes da exibição, basta fazer uma inscrição simples e gratuita pela plataforma: https://bit.ly/32tW6Wn

Dentro do contexto da pandemia, a atriz e produtora cultural Nena Inoue trabalhou para que todas as mudanças necessárias fossem feitas e adaptou o projeto para cumprir temporada on-line respeitando o distanciamento social: “Neste momento pandêmico, onde os trabalhadores da cultura se encontram impedidos de trabalhar e temos milhões de artistas e técnicos desempregados no Brasil, me propus a atuar da forma possível e, respeitando o isolamento social, a forma de seguir e levar nosso teatro ao público neste momento é via on-line, então se assim é, assim será. Consegui também manter a proposta de trabalho inicial e levar este trabalho a comunidades menos favorecidas, incluindo mais profissionais ao projeto – como registros de vídeo, transmissões, além de locação de um espaço teatral parceiro (o Ave Lola) – estamos nos movendo e criando caminhos para continuar, possibilitando trabalho e remuneração aos nossos profissionais do teatro”, afirma a artista.

Em cena e online, Nena se transforma numa mulher ancestral e onipresente, que se apropria da palavra e traz à memória várias personagens históricas: mulheres negras, indígenas, guerrilheiras, mães, avós, filhas, de diferentes épocas e lugares que foram violentadas, torturadas, assassinadas e esquecidas.

A obra está em cartaz desde 2017 e já foi assistida por mais de 27.000 pessoas. Sobre o espetáculo, o crítico teatral do jornal “O Globo”, Patrick Pessoa, escreveu: “Nena Inoue transforma luto em luta… espetáculo para não perder”. O solo conta com dramaturgia de Francisco Mallmann a partir da obra “Mulheres”, do uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015). A encenação concebida por Nena, tem direção de texto de Babaya e apresenta temáticas femininas e feministas atreladas a questões histórico-políticas, especialmente da América Latina.

O projeto foi adaptado para que as apresentações online e debates ofereçam uma experiência enriquecedora para o público e foi produzida de forma segura para artistas e técnicos, seguindo todos os protocolos de segurança de saúde para a gravação do espetáculo.

Além das 5 apresentações abertas e das 10 apresentações fechadas para instituições parceiras, o projeto prevê debates posteriores às exibições do espetáculo – que se transformarão em uma série de podcasts – além de 11 Oficinas de Iniciação Teatral, direcionadas gratuitamente ao público que assistir ao espetáculo, que acontecerão de forma on-line, no decorrer de setembro e outubro.

Lembrando que 5 de todas as exibições online são gratuitas e abertas, e podem ser assistidas nas páginas do Espaço Cênico (03/09) e nas páginas dos parceiros Brasil de Fato (04/09), MST Nacional (05/09), Mães pela Diversidade (11/09) e Bicicletaria Cultural (12/09). E para que o público interessado possa se programar e ser avisado na data e horário da exibição, é necessário o cadastro gratuito no link: https://bit.ly/32tW6Wn

Serviço:
Exibições online, gratuitas e com tradução em Libras do espetáculo “Para Não Morrer”, seguidas de debate com o público.
Exibições GRATUITAS e abertas nos dias 03, 04, 05, 11 e 12 de setembro às 20h. 
Inscrição online e gratuita via site: https://bit.ly/32tW6Wn

Também é possível assistir as exibições nas páginas:
03/09: Espaço Cênico – www.facebook.com/espacocenicocuritiba
04/09: Jornal Brasil de Fato – www.facebook.com/brasildefato
05/09: MST Nacional – www.facebook.com/MovimentoSemTerra
11/09: Mães pela Diversidade – www.facebook.com/MaespelaDiversidade
12/09: Bicicletaria Cultural – www.facebook.com/bicicletariacultural

As exibições GRATUITAS e fechadas para parceiros acontecerão nos dias:
28/08 e 6, 7, 10, 12, 13, 14, 16, 18, 19/09.

Nena Inoue. Foto: Luísa Bonin.

Sobre Nena Inoue:
Nascida em Córdoba (Argentina) e desde os nove anos no Brasil, Nena Inoue é artista gestora, produtora, diretora teatral e atriz formada em 1978 pelo Curso Permanente de Teatro do Centro Cultural Teatro Guaíra. Completando 40 anos de carreira, contabiliza mais de 80 espetáculos profissionais e atua ainda como Coordenadora do Espaço Cênico desde 1997. Esteve na mesma função por nove anos (2000 a 2009) ao lado de Luís Melo no ACT – Ateliê de Criação Teatral, espaço que realizou e abrigou distintos trabalhos de caráter multiárea. Foi também Diretora Artística do Centro Cultural Teatro Guaíra (2003 a 2006); produtora da Sutil Companhia de Teatro (2008 a 2010) e, desde 2009, tem sua produção artística voltada às temáticas de caráter histórico-político-social.

Sobre o espetáculo:
Até o momento realizou 250 apresentações com um público aproximado de 27.000 pessoas. Estreou no Festival de Curitiba/Mostra Oficial, em abril de 2017 e nesse ano fez temporadas em Curitiba, no Teatro José Maria Santos, Ave Lola Espaço de Criação, Espaço Fantástico das Artes e em São Paulo, no SESC Pinheiros/SP. Apresentou-se nos festivais FILO – Festival Internacional de Londrina, no SINGA-Simpósio Internacional de Geografia Agrária e na Mostra SÓ EM CENA, de Maringá. Em 2018 no FICA Natal – Festival Internacional de Natal, no III Curitiba Mostra/Festival de Curitiba e temporadas no Teatro Poeirinha (RJ) e Teatro Guaíra (PR) e circulação pelo SESC PR nas cidades de Londrina, Maringá, Cascavel, Paranavaí e Ponta Grossa. Em 2019 apresentações no SESC Ginástico (RJ), no Teatro Municipal de São João del Rey, Mostra Resistências em São José do Rio Preto, no Teatro do SESI de São José dos Pinhais, Circulação SESC SC em 8 cidades (Florianópolis, Blumenau, Itajaí, Joinville, Jaraguá do Sul, Concórdia, Laguna, Lages; duas temporadas no Teatro Lala Schneider e participou do Festara – Festival de Teatro de Araçatuba. EM 2020 apresentou-se no SESC São José dos Campos.

Premiações: Prêmio Troféu Gralha Azul 2017 de Melhor Atriz e Prêmio Shell 2019 de Melhor Atriz.

FICHA TÉCNICA:
Dramaturgia: Francisco Mallmann, à partir da obra de Eduardo Galeano
Direção e Atuação: Nena Inoue
Direção de Texto: Babaya Morais
Iluminação: Beto Bruel
Figurino: Carmen Jorge
Cenário: Ruy Almeida
Gravação: Alan Raffo e Lidia Ueda
Técnico Operador: Vinícius Sant
Identidade Visual: Martin Castro
Fotografias: Elenize Deszgeniski, Lidia Ueta, Marcelo Almeida, Raquel Rizzo, Luísa Bonin
Assessoria de Imprensa e Mídias Sociais: Luísa Bonin e Thays Cristine – Platea Comunicação e Arte
Vídeos Redes Sociais: Diego Florentino – Trópico TV
Produção: Guilherme Jaccon
Assistencia Produção: Lidia Ueta
Administração: Judy Fiorese
Direção de Produção: Nena Inoue
Realização: Espaço Cênico

“PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA”

Realização:
Espaço Cênico
Incentivo:
EBANX
Incentivo:
Lei de Incentivo à Cultura
Fundação Cultural de Curitiba
Prefeitura de Curitiba

COLETÂNEA PUNKADARIA ANTIFASCISTA – VOLUME 1

“A luta, substantivo feminino, como reforça a banda Xavosa representa a resistência contra essa sociedade preconceituosa em que temos que viver.

Através da Som De Peso, 33 bandas se reuniram aqui em 32 faixas, nesse protesto em forma de coletânea trazendo cada uma sua crítica, seu grito contra opressão.

Ouça em:
www.encurtador.com.br/enHI7

Arte por: El Xixo TattooJean Etienne

Caso link acima pare de funcionar, faça o download aqui:
www.encurtador.com.br/rDX03

fonte / texto: Punkadaria Antifascista

MICROFÍSICA DO PODER / MICHAEL FOUCAULT

Livro MICROFÍSICA DO PODER / Autor: Michael Foucault. Livro em ótimo estado. Edições Graal. 2005. 21ª Edição. 295 páginas. Valor: LIVRO VENDIDO.

Taxa de entrega para todo país: R$10,00 (por livro). Com opção de retirada (livre de taxa, lógico) no bairro Orleans, em Curitiba, no estoque do Sebinho. Pagamento via app MercadoPago, Nubank, boleto e/ou transferência bancária.

Sinopse:
‘Microfísica do poder’ é uma coletânea de artigos, cursos, entrevistas e debates, em que Foucault analisa questões relacionadas à medicina, à psiquiatria, à geografia, à economia, mas também ao hospital, à prisão, à justiça, ao Estado, ao papel do intelectual, à sexualidade, dentro outros temas. Esses textos têm como tema central o poder nas sociedades modernas – sua configuração, sua difusão no corpo social, seu exercício em instituições, sua relação com a produção da verdade, as resistências que suscita. Além disso, eles explicitam o método genealógico elaborado por Foucault para analisar como e por que os saberes se constituem a partir de práticas políticas e econômicas.

Organização, introdução e revisão técnica de Roberto Machado.

Temos centenas de livros à pronta-entrega, consulte via whats 41 99745-5294. Também temos loja virtual, se interessar, confira nossa loja virtual: https://bit.ly/2pWvbU2

 

+ INFORMAÇÕES:

– Sebinho FATO Agenda é a loja de livros e discos que ajuda financiar o blogue FATO Agenda, blogue de vagas de emprego e agenda cultural de Curitiba.

– Atendimento (SUSPENSOS DURANTE A QUARENTENA): sextas e sábados, das 19h a meia noite. Rua Paula Gomes, 380, São Francisco, Curitiba – dentro da Erva Doce Doceria Bar.

– Agende visitas ao sebinho, consulte e/ou encomende livros e discos pelo whatsApp: 41 99745-5294 (leandro).

Fanpage: www.facebook.com/sebinhoFATOagenda
Instagram: www.instagram.com/sebinhofatoagenda

Loja virtual: https://bit.ly/2pWvbU2
(Taxa de entrega: R$10,00 (por livro) – válida para todo Brasil. Via MercadoPago e/ou dep./transferência bancária. Se interessar, combine por whats (41) 99745-5294.

#CatálogoDoSebinho



SLEEPING GIANTS BRASIL


“Sites de notícias falsas recebem publicidade de grandes marcas e lucram causando caos político e social. O movimento Sleeping Giants nasceu para enquadrar essas marcas e fazer secar a renda dos mentirosos profissionais.”

Fonte: Meteoro Brasil

Saiba mais sobre essa luta coletiva contra o financiamento do discurso de ódio e fake news. 

TWITTER: https://twitter.com/slpng_giants_pt
FANPAGE: www.facebook.com/slpnggiantsbr/
INSTAGRAM: www.instagram.com/slpng_giants_pt/

PALESTRA INAUGURAL – O MÉTODO EM MARX

Terça-feira, 3 de março, em Curitiba, no miniauditório da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Inscrições gratuitas.

“Palestra de abertura do curso de extensão “Leituras d’O Capital”.

Palestrante: Professor Claus Germer, departamento de economia da UFPR.

Curso de extensão – Leituras d’O Capital (2020)
Oficina gratuita de leitura dos 3 livros, com encontros quinzenais:

Livro 1: segundas (UTFPR/CENTRO), início 09/03
Livro 2: terças (UFPR/BOTÂNICO), início 10/03
Livro 3: quartas (UFPR/BOTÂNICO), início 11/03

Inscrições gratuitas: aqui

Mais informações:
leiturasdocapital@gmail.com
www.facebook.com/circmarx

Serviço:
Palestra inaugural – O método em Marx
Local: Miniauditório UTFPR Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Av. Sete de Setembro, 3165 – Rebouças, Curitiba
Data: 3 de março, terça-feira, das 19:00 às 22:00
Entrada gratuita
Página do evento, aqui
Organizado por Círculo Marx

THE INTERCEPT BRASIL CONTRATA EDITOR(A) / RIO DE JANEIRO-RJ

The Intercept Brasil contrata Editor(a). Vaga para trabalhar no Rio de Janeiro-RJ.

“O The Intercept (TI) foi lançado em 2014 com o objetivo de criar espaço para um jornalismo destemido e combativo. A premiada revista digital, publicação da First Look Media, produz reportagens investigativas, análises e conteúdo multimídia sobre segurança, política, direitos humanos, meio ambiente, assuntos internacionais, tecnologia, justiça, mídia, entre outros. O Intercept dá a seus jornalistas a liberdade editorial e o apoio jurídico que precisam para expor a corrupção e a injustiça onde quer que a encontrem.

Em agosto de 2016, o The Intercept Brasil (TIB) foi lançado com o intuito de trazer a mesma missão para o público brasileiro e produzir reportagens originais e de impacto em português. Desde então, o site segue crescendo e consolidando-se como referência no jornalismo brasileiro.

Sobre a vaga
The Intercept Brasil está procurando uma pessoa que seja criativa, inteligente, organizada e inspirada para se juntar a nossa equipe de editores e ajudar a desenvolver um novo jornalismo.

O(A) editor(a) será um dos responsáveis pela produção de jornalismo em todas as plataformas e formatos e participará da definição de novas pautas e projetos. O editor terá a missão de editar e revisar textos e roteiros multimídia e será responsável pela publicação de produtos de alta qualidade, rigor e responsabilidade. A pessoa também deverá — e terá muita liberdade para — propor novas pautas, abordagens e conceitos. Neste cargo, vai acompanhar o processo de produção de reportagens, vídeos e conteúdos especiais desde a sua origem até a publicação e possivelmente supervisionar um repórter (ou mais). Também fará interlocução com profissionais colaboradores e parceiros do TIB. 

O candidato deve ter experiência em edição de textos, fortes habilidades de escrita na língua portuguesa e um bom conhecimento de vários temas que o TIB cobre (por exemplo, justiça social, direitos humanos, movimentos sociais, política e economia). A fluência em inglês é um diferencial, mas não é obrigatória. O profissional deve ainda ter capacidade de trabalhar em uma equipe dinâmica e deve se empolgar em tomar decisões editoriais ousadas e corajosas de acordo com a missão do The Intercept: engajar um público ignorado pelas grandes instituições da mídia e promover a responsabilização de instituições poderosas.

É importante que o candidato tenha ideias criativas sobre como fazer uma cobertura inovadora e também consiga descrever, defender e implementar suas ideias. Um olhar crítico e astuto sobre a atuação da mídia é essencial.

Essa pessoa fará parte de uma equipe de mais de 20 membros sediada no Rio de Janeiro, estará subordinada ao editor-executivo e se reportará diretamente ao deputy editor. 

Este cargo é de tempo integral, com carteira assinada, benefícios atrativos e remuneração competitiva.

O candidato deve residir ou estar disposto a se mudar para o Rio de Janeiro.

Responsabilidades:
– Sugerir e definir pautas
– Acompanhar a produção de repórteres, freelancers, estagiários e colaboradores 
– Editar reportagens em formatos variados, preservando a voz autoral
– Revisar roteiros de produtos multimídia
– Participar na criação de materiais adicionais como vídeos, artes, postagens nas redes sociais
– Gerar ideias para melhorar o fluxo de trabalho e maximizar a qualidade e impacto da missão do TIB
– Idealizar projetos inovadores que envolvam o uso de plataformas e formatos variados de mídia
– Participar de reuniões para coordenar o fluxo editorial do site

Experiência e qualificações:
– Ampla e variada experiência em edição jornalística
– Conhecimento profundo da mídia, política e cultura brasileira
– Excelência em escrita
– Domínio de português
– Capacidade de tomar decisões ponderadas com agilidade
– Ser uma pessoa que encare o jornalismo com curiosidade e audácia, sendo ponderada, organizada, ética e responsável, mas com tolerância ao risco
– Maturidade em relacionamentos interpessoais – capaz de aceitar e oferecer críticas construtivas, definir suas ideias e negociar soluções
– Confortável para trabalhar em uma redação dinâmica, que responde às notícias quando acontecem e com prazos curtos
– Residir ou estar disposto a se mudar para o Rio de Janeiro

Experiência e qualificações preferidas (mas não obrigatórias):
– Preferencial: Conhecimento profundo em áreas de cobertura que engajem novos públicos, movimentos sociais, tecnologia, economia, meio ambiente ou assuntos trabalhistas 
– Experiência em trabalhar com vídeo e redes sociais
– Bom inglês escrito e falado

Você é a pessoa certa para essa vaga? Por favor, inclua o URL ou PDF de seu portfólio e envie seu currículo e carta de apresentação em português através deste link. Para ser considerado para esta vaga, na caixa designada abaixo, inclua três reflexões sobre como você mudaria o trabalho editorial do TIB — críticas são bem-vindas.

Igualdade de oportunidades — incentivamos a candidatura de pessoas negras, indígenas, com deficiência, mulheres e LGBTs. Informar um público diverso e variado é parte essencial de nossa missão, portanto, estamos comprometidos a criar uma equipe que reflita tal diversidade e a oferecer oportunidades de desenvolvimento profissional constantes.”

FESTIVAL DA RESISTÊNCIA!

Domingo,  24 de novembro, acontece (das 14h às 22h) o Festival da Resistência na Usina 5, em Curitiba-PR.

“Será um grande show-protesto, que reunirá arte, boa música e gastronomia, tudo isso acompanhado de muita solidariedade e uma vontade imensa de mudar nosso país.

E ainda contaremos com grandes nomes da música brasileira que se somam à nossa luta!

Muito show, protesto e arte: dia 24/11 (domingo), das 14h às 22h, na USINA 5, R. Constantino Bordignon, 5, Prado Velho, em Curitiba

Chame seus familiares, amigos e colegas para construir uma só voz!

Artistas confirmad@s:
Alice RuizCida AiramConde BaltazarCoro Cênico CuritibaEstrela Leminski e Téo RuizFato • Fred04 • Guego FavettiJacú EletrônicoJanine Mathias • João Cavalcanti • Karina BuhrPartigianos • Pedro Luis Raíssa FayetRegra 4Rodrigo Lemos • Samba da Resistência • Susi Monte SerratUyara Torrente Vilma Ribeiro

Estaremos reunidos para defender:
Educação pública • Cultura • Empresas estatais • Democracia • Meio ambiente • Saúde pública • Justiça • Direitos sociais • Soberania do Brasil

Além de grandes nomes da música brasileira que estarão conosco, sua voz é muito importante para fazer esse protesto ecoar aos quatro cantos do país.

ENTRADA GRATUITA
Retire seu ingresso e apresente na entrada: https://bit.ly/2quvJk5

Mais informações na página:
www.facebook.com/FestivaldaResistencia/

Serviço:
Festival da Resistência
Domingo, 24 de novembro de 2019, das 14:00 às 22:00
Local: USINA 5, R. Constantino Bordignon, 5, Prado Velho, em Curitiba
Entrada gratuita.

FESTIVAL PELA VIDA DAS MULHERES É NESTA SEXTA E SÁBADO

Evento está sendo organizado por movimentos sociais de Curitiba em parceria com movimentos de outras cidades do Brasil.

CURITIBA – Neste fim de semana acontece o Festival Pela Vida das Mulheres, um evento que está sendo organizado nacionalmente por movimentos sociais. Na sexta-feira, 27, a programação começa às 16h, na Boca Maldita, com shows de artistas mulheres, intervenções artísticas, slam, bloca feminista, além de falas e informações sobre direitos sexuais reprodutivos. das pessoas que estiverem por lá. No dia 28, o projeto percussivo Baque Mulher, juntamente com a organização do festival, promovem um bate-papo, yoga e maracatu, dentro da Comunidade Escola no Parolin, a partir das 13h30. Todo o evento está sendo organizado por mulheres. 

As atividades culturais são um convite para que mulheres conheçam melhor o seus direitos. Tanto na praça, como na comunidade escola, haverão psicólogas e advogadas explicando sobre o que fazer nos casos de violência sexual, onde ir e como conseguir o aborto legal, permitido por lei, nos casos de estupro, risco de morte da mãe e fetos anencéfalos. 

As ações integram a chamada da Frente Nacional Pela Legalização do Aborto, feita durante a 3ª Plenária Nacional realizada em agosto, em Brasília. A proposta é que os movimentos sociais se mobilizem no Dia Latino-americano e Caribenho de Luta Pela Descriminalização do Aborto e incluam a data no calendário de lutas pelos direitos das mulheres. São Paulo, Recife, Rio de Janeiro, Florianópolis e demais cidades do Brasil terão atividades nestas datas. 

PROGRAMAÇÃO
::::27 de setembro | BOCA MALDITA:::::
16h00 – Discotecagem com Dani Black
16h20 – Show Amanda Lyra
17h00 – Show Horrorosas Desprezíveis 
17h40 – Show Maria Isabel Corrêa 
18h00 – Teatro com Gabriela Grigolom Silva
18h30 – Poesia Falada com Slam das Gurias Cwb
18h45 – Show Day Paixão
19h30 – Bloca Ela Pode, Ela Vai
20h20 – Bicicletada – Saia de bici
+ intervenções artísticas.

::::28 de setembro | CONVERSA DE COMADRE | PAROLIN::::
13:30 – Acolhimento
14:00 – Documentário ‘Tentei’, Laís Melo
14:30 – Rodas de Conversa sobre Saúde da Mulher e Violência Doméstica
16:00 – Yoga
16:20 – Maracatu com Grupo Baque Mulher
+ Atividades para crianças.

SERVIÇO
FESTIVAL PELA VIDA DAS MULHERES
Data: 27 de setembro, sexta
Hora: 16h às 20h30
Local: Boca Maldita, centro de Curitiba
Evento gratuito.
Página do evento, aqui

BAQUE MULHER PROMOVE CONVERSA COMADRE
Data: 28 de setembro, sábado.
Hora: 13h30 às 17h.
Local: Escola Municipal Professora Nansyr Cecato Cavichiolo – Rua Francisco Parolin, 930, Curitiba.
Evento gratuito.
Página do evento, aqui

Fonte: Cliteriosa Comunicação

NESTE SÁBADO > FESTA DO NÚCLEO PERIFÉRICO COMBINA GRAFFITI, FORRÓ, MÚSICA AUTORAL E BIRITA NO LAB SECRETO, EM CURITIBA

No próximo sábado, 31 de agosto, quem gosta de festa e apoia a luta por moradia, educação, respeito aos direitos das populações periféricas será bem-vindx ao jardim do Lab Secreto (Rua José Antoniassi, 247, Bom Retiro, Curitiba), no ‘Núcleo Periférico Ocupa Lab Secreto’, um encontro de música, comida, birita e gente quer colaborar na realização do 7º Sarau Periférico – marcado para o final de novembro, na Vila Autódromo, no Cajuru, em Curitiba. Saiba mais, aqui.

A festa vai das 15h às 21h e terá exposição de artes das grafiteiras DJL, Elô, Istha, Janis, Jule, Rafa e Tonon, feitas em tambores, mostrando um pouco do que está rolando na cena feminina do Grafitti e da Pichação na região de Curitiba. Além disso, vai ter Bailinho Perdido, com uma seleção quentíssima de forró e homenagens ao centenário de Jackson do Pandeiro, show de Lipe Oliveira, cantor e compositor talentoso da cena independente de Curitiba, e as participações preciosas do DJ Franco e DJ Bface na pista do Lab Secreto.

A entrada custa R$ 5 reais será revertida para os custos de realização do próximo Sarau, assim como a arrecadação com a venda de comida e parte das bebidas. O cardápio vai contar com opções para todos os bolsos! =) > O Sarau é uma ação do Núcleo Periférico, coletivo que atua em regiões carentes da capital e tem como pautas principais a busca por moradia digna, fim da violência policial e da criminalização da pobreza e valorização de expressões culturais periférico-populares, dentre outras questões representativas da população marginalizada.

SERVIÇO:
Núcleo Periférico ocupa Lab Secreto
Data: Sábado, 31 de agosto. Horário: das 15h às 21h
Entrada: R$ 5,00 
Local: Lab Secreto – Rua José Antoniassi, 247 – Mercês
Organização: Sarau Periférico