CORO CÊNICO DE CURITIBA ANUNCIA ESPETÁCULO INÉDITO NO GUAIRINHA

Coro Cênico de Curitiba. Foto/divulgação: Amanda Vicentini

A partir do dia 25 de outubro, ‘Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais’ entra em curta temporada, com enredo sobre a busca do amor e revolução 

Com direção cênica de Léo Moita e direção musical de Cainã Alves, entre os dias 25, 26 e 27 de outubro, estreia, em curta temporada, o espetáculo inédito “Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais”, com a nova formação do Coro Cênico de Curitiba, composta por mais de 20 profissionais. Os ingressos pelo Ticket Fácil e na bilheteria do Centro Cultural Teatro Guaíra podem ser adquiridos a partir de R$10. 

Após o début em 2018 com “Pequena Memória Para um Tempo Sem Memória” – sucesso de público e crítica – com o novo espetáculo, o Coro Cênico de Curitiba tem diversos desafios como grupo. Dar sequência a dramaturgia e sonoridade, sem deixar de abordar o panorama sociopolítico e ainda, a direção dos novos integrantes. 

“Vamos continuar o eco do espetáculo de estreia. A gente quer amar e mudar coisas, tanto no sentido de amar o próximo como no sentido de amor ao nosso país. Amar e revolucionar nossos sentimentos pelos Brasil e por toda a América Latina”, propõe o coordenador geral do grupo e diretor cênico do Coro, Léo Moita. 

Durante o processo de seleção dos novos integrantes para “Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais”, mais de 50 inscrições foram realizadas. O início do processo de criação começou em maio deste ano, com 21 intérpretes, entre cantores, cantoras, atores e atrizes. 

“A música sempre foi um dos grandes meios de amar e também de revolucionar, nesse espetáculo isso não poderia ser diferente. Poderemos escutar desde clássicos da música popular nacional e latino-americana até a inserção de novas sonoridades e novos artistas que formam um grande caldeirão revolucionário com muito amor”, diz Cainã Alves. 

O encontro da diversidade e a visibilidade sobre o cenário social, tanto no país, quanto na América Latina é o eixo condutor encenado pelos artistas, a partir das 18 canções que integram o repertório. 

“Todo o Coro Cênico, entre homens e mulheres, canta Pérola Negra (Luiz Melodia), Provável Canção de Amor Para Estimada Natália (Amanda Pacífico e Cacau de Sá) e Flutua (Johnny Hooker). Então, o arranjo é uma provocação para o próprio grupo e público” A criação é toda em conjunto, relata Léo Moita sobre o processo de montagem ao longo dos meses. 

Assim como em 2018, o Coro Cênico de Curitiba realizou também neste ano uma série de ações para o financiamento coletivo do novo projeto. Recentemente, o grupo idealizou o “Festival Primavera Entre os Dentes”, onde o elenco apresentou seus projetos pessoais e ainda, convidou bandas e outros artistas da cena curitibana. 

“Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais” propõe uma ressignificação sobre a contemporaneidade, trazendo um novo sentido para o amor e a revolução em diferentes formas de canto, ancestralidade, nacionalidade e cultura. “É um gesto de afago, de carinho. É um beijo, bem no meio do Brasil. É um amor que a gente não pode perder”, pondera Léo Moita. 

O espetáculo conta com o apoio cultural da Secretaria da Comunicação e da Cultura do Estado do Paraná, Academia Ph.D Sports, Casa Quatro Ventos, Centro Cultural Teatro Guaíra, Effex – Tecnologia e Criação, LACOMUS UNESPAR, MarqImpactaPDV – Comunicação Gráfica, Maxi Gráfica, Missê Mariá Comida e Arte, Movimento Enxame – Espaço de Criação, Oz Espaço Criativo, Padaria América, Portal Banda B e Rádio Cultura de Curitiba. 

SERVIÇO
Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais 
Quando: 25, 26 e 27 de outubro 
Onde: Teatro Guairinha 
Endereço: Rua XV de Novembro, 971 – Centro de Curitiba
Horário: 20h 
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada) 
Compre Online: http://bit.ly/AmarEMudar 
Informações: (41) 3304-7900
Página do evento, aqui

FICHA TÉCNICA
EQUIPE DE CRIAÇÃO 
Direção Geral e Cênica: Léo Moita 
Assistência de Direção Cênica: Naiara Parolin Bastos 
Direção Musical: Cainã Alves 
Codireção Musical: Igor Ribeiro 
Direção de Produção: Tainara Baságlia 
Assistência de Produção: Guilherme Mendes Muniz, Léo Moita e Vivian Schmitz 
Financeiro: Janaína Lemos, Naiara Bastos e Tainara Baságlia 
Direção de Marketing e Comunicação: Veronica Melhem 
Coordenação de Mídias: Castrão de Castro 
Design Gráfico: Bruno Aguiar 
Mídias Sociais: Janaína Lemos 
Comercial: Janaína Lemos e Louize Marinho 
Preparação Corporal: Guilherme Mendes Muniz e Vivian Schmitz 
Preparação Vocal: Igor Ribeiro 
Cenografia: Ju Choma 
Figurino e Maquiagem: Luísa Teles e Nicholas Oher 
Iluminação: Erica Mityko 
Audiovisual: Ju Choma, Rodrigo Tomita e William Martins 
Artistas Colaboradores: Airton Rodrigues, Amanda Vicentini, Bernardo Grassi, Caroline Casagrande, Helen Tormina, Inés Gutiérrez e Raul Freitas. 
Assessoria de Imprensa: Lucas Cabaña 
Agradecimentos: Adriana Rosa, Gabriela Cavalheiro, Liane Guariente, Luiz Beto Olivera, Luciano de Lucio e Mônica de Oliveira Giovannetti. 

ELENCO 
Sopranos: Ariane Souza, Bárbara Neves, Cristina Souza e Sol do Rosário 
Mezzos: Daiane Cristina, Natália Laibida e Veronica Melhem 
Contraltos: Airô Barros, Janaína Lemos, Louize Marinho e Vivian Schmitz 
Tenores: Alisson Santos, Edson Morais, Igor Ribeiro e Jeff Araújo 
Barítonos: Clauber Ramos, Guilherme Mendes Muniz, Nicholas Oher e Paxóla 
Baixos: Cainã Alves, Castrão de Castro, Pedro Menezes e Ronaldo Pimentel 

MUSICISTAS 
Piano: Rudson Malheiros 
Percussão: Janaína Queiroz 
Guitarra/Violão: Luque Diaz 
Baixo: Juliano Brustring 
Bateria: Yasmine Matusita 
Flauta Transversal: Laryssa Martins 
Sax Alto: Lethycia Martins 
Sax Tenor: Dayane Naeser 
Trompete: Paloma Gomes 

TURNÊ ‘AVE LAB’ ESTREIA EM CURITIBA COM CANTORA IRIA BRAGA E MULTINSTRUMENTISTA DIOGO BURKA

Diogo Burka e Iria Braga – Foto: V. Pedrassoni

O show de abertura da turnê paranaense acontece nesta sexta-feira (27), na Praça Santos Andrade, durante a 38ª Semana Literária SESC 

Nesta sexta-feira (27), às 18h, a 38ª Semana Literária SESC apresenta o show de estreia da turnê “AVE LAB”, com a cantora e atriz, Iria Braga e o multinstrumentista, Diogo Burka, a partir das 18h. A entrada gratuita. 

Idealizado por Iria Braga, “AVE LAB” traz a proposta de conexão com artistas de todo o mundo com o propósito de romper as fronteiras a partir da música. Em 2018, na Argentina, o primeiro encontro e turnê foi com o pianista, Juan Barallobres.

“Descobrir a narrativa musical do repertório de um show como o ‘AVE LAB’ é um fascínio. Desta vez, com o Diogo Burka, nós reunimos compositores que admiramos no Paraná. E claro, neste encontro, a fusão com as nossas canções”, explica a cantora com mais de 20 anos de carreira. 

Após voltar da Argentina, a curitibana Iria Braga e o londrinense, Diogo Burka, se encontraram em 2018, no norte paranaense, onde ficaram imersos ao longo de duas semanas no estúdio Plugue para a escolha do repertório. 

“A criação é compartilhada. Não se trata apenas de reproduzir um repertório e sim, aproximar mundos. Fazer parcerias inusitadas e se abastecer de ideias nestes encontros, é uma trajetória que alimenta e norteia as fronteiras do meu novo álbum”, revela Iria Braga. 

Em “AVE LAB”, o show apresenta as experimentações de ritmos e possibilidades sonoras a partir da fusão entre a música orgânica e recursos eletrônicos como sintetizadores e loop station. 

“A Iria traz a bagagem cênica do palco de forma complementar a extensão vocal efêmera muito própria dela. Então, a nossa identificação foi instantânea. Eu apresentei as multifaces da sonoridade no meu trabalho solo e a ‘ave’ ganhou asas”, brinca o multinstrumentista, Diogo Burka. 

Iria Braga completa neste ano, 22 anos de carreira. Ao longo de quatro anos, transmitido pela Paraná Educativa, ela foi âncora dos programas, “É-Cultura” e “Palco”, um desafio que rendeu o título de ser considerada uma das principais porta-vozes da cultura no sul do país. 

No palco, entre os anos de 2014 e 2018, esteve em turnê de shows e divulgação do seu primeiro álbum homônimo, com arranjos e direção de Oliver Pellet. Com turnês nacionais e internacionais, e indicações a prêmios de música e teatro, o novo álbum da cantora deve ser lançado em 2020. 

Diogo Burka é compositor, produtor e multinstrumentista. Além de acompanhar a cantora em “AVE LAB”, o artista lançou recentemente “Cais” seu primeiro álbum, com o qual também está em turnê nacional.

O artista ganhou reconhecimento do público, após sua participação como baixista, na banda Cluster Sisters, no programa “Superstar”, da Rede Globo. Além da banda, Burka também integra as bandas, Mama Quilla, Salte e o Trio Mambembe. 

Após o show em Curitiba, o projeto musical “AVE LAB” será apresentado em Ponta Ponta Grossa (28) e ao longo de outubro, o Circuito SESI realiza nas cidades de Santo Antônio da Platina (01), Londrina (02), Arapongas (03) e São José dos Pinhais (04). Encerrando a turnê, a apresentação acontece em Curitiba (06), na Casa Quatro Ventos. 

LINKS IRIA BRAGA
SPOTIFY: http://bit.ly/IRIABRAGA
YOUTUBE: http://bit.ly/CANALIRIABRAGA

LINKS DIOGO BURKA 
YOUTUBE: http://bit.ly/CANALDIOGOBURKA

SERVIÇO:
SHOW “AVE LAB – SHOW COM IRIA BRAGA E DIOGO BURKA”
Quando: 27 de setembro (sexta)
Horário: 18h
Onde: Praça Santos Andrade, 50 – Centro de Curitiba
Informações: (41) 3259-1350
Classificação: Livre para todos os públicos 
EVENTO GRATUITO
Página do evento, aqui

FICHA TÉCNICA
Coordenação Geral: Iria Braga
Voz: Iria Braga
Guitarra, baixo, teclado e programações: Diogo Burka
Assessoria de Imprensa, mídias sociais e arte digital: Lucas Cabaña
Produção e logística: Fuá Produções 
Apoio: Don Max e Veg Veg

COM INÍCIO NESTA QUINTA-FEIRA (20), FIMS REÚNE AGENTES DA PRODUÇÃO MUSICAL NACIONAL E INTERNACIONAL EM CURITIBA

crédito foto: Nicolas Salazar

A terceira edição da Feira Internacional da Música do Sul – FIMS traz neste ano além da programação diversos shows no ‘Circuito Off’

Entre os dias 20 e 22 de junho, o Portão Cultural, em Curitiba, recebe a terceira edição da Feira Internacional da Música do Sul – FIMS. Considerado um dos principais eventos de negócios do setor musical no sul do país, além da programação oficial, a Feira apresenta diversos shows nos espaços culturais da cidade. 

Neste ano, palestras, mesas, debates, rodadas de negócios, showcases e o circuito off, atraem o público e diversos agentes da cadeia produtiva da música nacional e internacional.

Em 2019, as inscrições nos showcases superaram a edição passada. Para o desempate, foi utilizado o critério de distribuição geográfica com foco na região sul.

Entre os selecionados estão, A Banda Mais Bonita da Cidade (Curitiba), Janine Mathias (Curitiba), Caburé Canela (Londrina), Dandara Manoela (Santa Catarina), Yangos (Rio Grande do Sul), Modernas Ferramentas Científicas de Exploração (Rio Grande do Sul), MARTTE (São Paulo) e o rapper Sucio Bang (Colômbia).

Neste ano, duas palestras compõem a grade. A diretora de pesquisa do DATA SIM (núcleo de pesquisa da SIM São Paulo), Dani Ribas retrata a importância de dados e informações confiáveis para o desenvolvimento do mercado da música.

O diretor de design estratégico da Rizoma Aceleradora de Projetos Culturais, Iuri Freiberger, traz a discussão sobre o desenvolvimento de novas formas do design para projetos criativos no mercado da música.

Ao todo, seis temáticas englobam as mesas tendo como pano de fundo o contexto da tecnologia. Com destaque para as mesas sobre ‘o papel da pesquisa musical na era da infobesidade’, ‘ dificuldades de se lançar um álbum independente’ e ‘música brasileira no exterior’.

Entre artistas, jornalistas e produtores participam, Lio Soares (Tuyo), Pena Schmidt (Lista das Listas), Fer Isella (Limbo Music / SoL Madrid), Fabi Pereira (Papo de Música / FARO), Tony Ayex (Tenho mais discos que Amigos), Melina Hickson (Porto Musical), David McLoughlin (Brasil Calling), Filip Košťálek (Festival Colours) e outros.

No eixo profissionalizante da FIMS, seis cursos de curta duração trazem diversos especialistas do mercado da música, entre eles, a gerente de marketing da Habro Music, Renata Gomes; os produtores, Alec Haiat e Samuel Galdino do Projeto Suspechos; o produtor musical e proprietário do Grupo UN Music, Barral Lima; os produtores do Centro Europeu/AIMEC, Alonso Figueroa e Danilo Bencke (AIMEC); a brand da agência Talquimy, Tathy Moura e o curador e programador do espaço Agulha (RS), Guilherme Thiesen Netto.

No complexo do Portão Cultural, a Casa da Leitura Wilson Bueno será o espaço dedicado para a troca de ideias entre os profissionais de entidades do Sesi Cultura (PR), DaleGig, Sarau As Mina Tudo (SP), Soundscape, Tenho mais discos que Amigos e Rádio Butiá Brasil.

Além da programação oficial no Portão Cultural, após as atividades, acontecem paralelamente em diversos espaços da cidade, os shows com Lemoskine (PR), Leo Fressato (PR), Fernando Lobo (PR), Thaïs Morell (PR), Janine Mathias (PR), Kia Sajo (SC), Bananeira Brass Band (PR), Cida Airam (PR), Trabalhos Espaciais Manuais (RS) e DJ Manoel Canepa (RS).

Para os interessados em participar de todas as atividades da FIMS, o  credenciamento deve ser feito pela plataforma do Ingresso Nacional (a partir de R$40). Confira a programação detalhada no site oficial: fims.com.br

Serviço:

3ª Feira Internacional do Música do Sul
Onde: Portão Cultural –  Av. Rep. Argentina, 3.432 – Portão, Curitiba
Quando: Entre os dias 20 e 22 de junho de 2019
Site: fims.com.br

PROGRAMA CURITIBA DÁ SAMBA ESTREIA NOVA TEMPORADA

Lucas Cabaña / foto: Carla Cabaña

Apresentado todo domingo, às 14h, na Rádio Cultura de Curitiba, o programa anuncia novo momento durante o carnaval

A primeira temporada do programa Curitiba Dá Samba foi uma das grandes surpresas para o cenário musical da cidade. Com 21 programas exibidos entre 2017 e 2018, na Rádio Cultura de Curitiba, nesta semana, o apresentador, jornalista, produtor e movimentador cultural, Lucas Cabaña, realiza a estreia da nova temporada do seu projeto, neste domingo (04), a partir das 14h.

“O Curitiba dá Samba é um projeto que teve início em 2011, enquanto eu cursava a faculdade de jornalismo. No ano seguinte, realizamos um documentário como projeto de conclusão de curso que será lançado online ainda neste semestre. E em 2012, o projeto se tornou coluna na extinta revista O Rato. E desde 2017, firmamos esta parceria com a Rádio Cultura que deu muito samba”, explica Cabaña.

O Curitiba Dá Samba lançou ao longo da primeira temporada, com exclusividade, diversos artistas da cidade que até então, não tinham espaço para apresentar seus trabalhos no cenário musical. Além de ter realizado o intercâmbio de produções musicais de diversas regiões do país com entrevistas, dicas e diversas curiosidades sobre o samba.

“Em Curitiba temos muitos compositores, arranjadores, histórias, e diversas contribuições na história do samba. Mas, no programa a música é o nosso grande abre-alas. Ter feito o lançamento de grupos como o Tô Que Tô e Pagode Pra Valer, mostrar o samba produzido em outras regiões do país, entrevistar o novo cenário, rememorar os clássicos, receber os amigos, e democratizar as possibilidades que advém do samba, é um badauê que vai muito além na segunda temporada”, revela.

Léo Fé, Edimar do Salgueiro, Alcione, Jô Nunes, Maytê Corrêa, Luedji Luna, Anastácia Monteiro, Barbara Murden, entre outros, foram algumas das personalidades que marcaram presença na primeira temporada. “Das novidades, vamos ter novos quadros com muita interação online com o público durante a gravação. Em todos os programas vamos ter convidados ao vivo, diversos sorteios, e claro, muitas outras surpresas que vamos revelar ao longo das edições”.

A Rádio Cultura de Curitiba foi fundada em junho de 1954, onde a sua concessão foi assinada pelo então Presidente da República, Getúlio Vargas. Sob nova administração desde 2017, uma nova gestão está sendo implantada, com novos olhares para a programação, e resgate da essência, originalidade, com muita cultura e informação.

Além do Curitiba Dá Samba, atualmente a emissora conta com 10 programas: Cultura Caipira, com Oswaldo Rios; Beltramondo com o coletivo La Casa Beltramin; MPB.COM DAIO com Daio Baroni; Flamenco em Convera, com Gabriel Dela Lata; Fun Funk Statio, com Rodrigo Genaro e Flavio Jacobsen; Nossa Cultura, com Mariane Antunes; Jamaica Stylee com Marcio Tadeu; Conexão SP, com Elisia Munareto e Mastercul, com Regis Cardoso.

A segunda temporada do Curitiba Dá Samba estreia neste domingo, às 14h, por Lucas Cabaña e com produção de Mariane Antunes, na Rádio Cultura de Curitiba 930 KHZ ou pelo http://portalradiocultura.com.br/curitiba-da-samba/

JANINE MATHIAS REALIZA “FOLIA DA NEGA” NO QUINTAL DA MARIA NESTE SÁBADO

A cantora e compositora apresenta edição carnavalesca de sua tradicional roda de samba

Conhecida por apresentar a tradicional roda “Samba da Nega” em diversos espaços culturais da cidade, neste sábado (20) a cantora e compositora, Janine Mathias realiza a edição carnavalesca do seu projeto. A “Folia da Nega” acontece a partir das 17h, no Quintal da Maria, com a presença dos músicos, Gustavo Moro, Dualan Lima, Sergio Pires e Arthur Cipriani. E ainda haverá a presença do professor de dança, Ronald Pinheiro.

A primeira edição da “Folia da Nega” aconteceu em 2016, e desde então, Janine Mathias apresenta o formato especial durante o pré-carnaval e ao longo do mês de fevereiro. Derivado do “Samba da Nega”, projeto idealizado pela própria cantora, há três anos, do samba de terreiro ao partido alto, o grande diferencial de sua folia e a exaltação aos sambas enredos consagrados e marchinhas.

Em mais de 100 edições, o Samba da Nega já foi visto por aproximadamente 20 mil pessoas. Desde 2015, a batucada fidelizou seu próprio público que está presente em todas as edições. Janine Mathias exalta o samba ao que ela denomina ser a verdadeira voz musical da cultura brasileira. Dá herança percussiva das batucadas, dos sambas memoráveis, ao novo repertório bamba da música brasileira.

Recentemente a cantora lançou seu novo single, “Pérola Negra” música produzida por Dia e Renato Taimes e disponibilizado nas principais plataformas de streaming. Ainda neste semestre, Janine Mathias vai lançar o seu novo disco intitulado “Dendê” com produção e direção musical de Eduardo Brechó.

SERVIÇO:
Folia da Nega com Janine Mathias
Quando: Sábado (20/01)
Local: Quintal da Maria
Endereço: Av. Jaime Reis, 366, São Francisco, Curitiba
Entrada: R$15

JANINE MATHIAS – NO FLOW

Videoclipe da cantora Janine Mathias – que há dois anos apresenta o projeto “Samba da Nega” em diversos espaços culturais de Curitiba. Sinta esse som! Prestigie Janine Mathias! Ela é demais!

FICHA TÉCNICA Música: No Flow produção Luis Cilho e Cabes MC -EP Eu Quero Mergulhar de 2012 composição Janine Mathias Produção​| Janine Mathias | Lucas Cabaña |Matheus Gasparin Direção​| Géssica Secchi | Matheus Gasparin Direção de fotografia​| Géssica Secchi | Matheus Gasparin Assistente de fotografia​| Lucas Fermin | Vitor Lima Conceito de arte​| Paulo Silveira Direção de arte​| Giovanna Durski Assistente de arte​| Bruna Moll | Luany Fukazawa Edição​| Géssica Secchi | Matheus Gasparin Roteiro​| Géssica Secchi | Matheus Gasparin | Raphael Jardim Agradecimentos especiais | Bar ZéPelin | Libélula Brechó | Foot Work Crew | Centro Europeu | Agradecimentos: Deby Tranças​| Maninho | Celia Gasparin | Rodrigo Briza | Tailaine

JANINE MATHIAS CANTA DO SAMBA AO AFOXÉ COM O SAMBA DA NEGA NESTE FERIADO

Em cartaz há dois anos em Curitiba a cantora e compositora se apresenta com o projeto no Quintal da Maria

Ela vai além da tradicional roda de samba e coloca seu tempero musical que passa pelo afoxé, samba de terreiro, de cocô, partido alto, e toda ancestralidade que a música afro-brasileira evoca. A cantora e compositora, Janine Mathias apresenta nesta quarta-feira (15), mais uma edição do “Samba da Nega”, projeto idealizado por ela e em cartaz na cidade há dois anos. Ao lado da cantora, os músicos, Sergio Pires, Matheus Braga, Nabio Rodrigues e Erick Guinão, se apresentam a partir das 17h, no Quintal da Maria.

Em mais de cinquenta edições, o “Samba da Nega” já foi visto por aproximadamente dez mil pessoas. Em dois anos de batucada fidelizou seu próprio público que está presente em todas as edições chamados carinhosamente pela cantora por ‘família da nega’. Janine Mathias exalta o samba ao que ela denomina ser a verdadeira voz musical da cultura brasileira. Dá herança percussiva das batucadas, dos sambas memoráveis, ao novo repertório, Janine Mathias apresenta o “Samba Da Nega” com todas as referências e autenticidade que o próprio samba evoca.

Diversos músicos já se apresentaram ao lado da nega desde a estreia do projeto. Passaram pelo palco do “Samba da Nega”, Eduardo Brechó (SP), Karla da Silva (RJ), Toninho Geraes (RJ), Tássia Reis (SP), Iria Braga (PR), Léo Fé (PR), Bernardo Bravo (RJ), DJ Vivian Marques (SP), MV Hemp (RJ) entre tantos outros.

A relação genuína de Janine com o samba vem do pai, de sua herança familiar carioca e baiana. Brasiliense de berço, Janine se mudou para Curitiba e lá se inseriu musicalmente. Participou do concurso “Samba do Compositor Paranaense”, e ficou em terceiro lugar com a música “Água que retira dor”. Em 2013, apresentou no Teatro Paiol, o show “E o Meu Samba Vai Ficar Assim”, com músicas próprias e no mesmo ano foi convidada da Orquestra Democratas e interpretou o samba “Muita Areia”, de Alex Souza e Panelão, samba gravado e lançado em single pela própria Janine durante o carnaval de 2015. No segundo semestre a cantora vai lançar o disco “Dendê”, com direção e produção musical de Eduardo Brechó.

SERVIÇO
Samba da Nega com Janine Mathias
Quando: 15 de novembro (feriado)
Onde: Quintal da Maria
Endereço: Rua Jaime Reis, 366, São Francisco, Curitiba
Horário: A partir das 17h
Entrada: R$15
Mais informações: aqui

EXPOSIÇÃO SUBLI_ME ABRE TEMPORADA DA BIENAL DE ARTE DIGITAL THE WRONG EM CURITIBA

Em formato online e offline, entre os dias 01 de novembro e 31 de janeiro de 2018, acontece a The Wrong – New Digital Art Biennale. Considerada a maior e mais diversificada bienal internacional de arte e cultura digital, o evento apresenta jovens talentos da cena de cultura digital de todo o mundo. Em Curitiba, a exposição Subli_me acontece a partir do dia 16 de dezembro, na Galeria Airez.

Fundada pelo empreendedor cultural, escritor e artista maker espanhol, David Quiles Guilló, desde 2013, a The Wrong tem o objetivo de criar, promover e fomentar o pensamento inovador artístico. Para Flávio Carvalho, curador da exposição na cidade e que já participou de exposições renomadas do segmento tecnológico como a MADATAC em Madrid, Subtle Technologies Festival, em Toronto, BIDEODROMO, na Espanha, entre outros, o evento evoca a transformação na cidade em vários aspectos.

“Existe, uma lacuna, onde a exposição Subli_me se propõe a preencher, reunindo trabalhos locais, nacionais e internacionais. Fomentando, desta forma, a fusão entre o universo artístico, maker e tecnológico para uma reflexão e tomada de ação da cultura digital contemporânea”, propõe.

A Bienal
A bienal online acontece em pavilhões expositivos; curada em espaços virtuais, como sites e em qualquer mídia online onde os trabalhos artísticos selecionados são exibidos. A partir do dia 01 de novembro, pelo site principal www.subli-me.org vai acontecer a inauguração da exposição e, também, pelo Facebook e Instagram. Em Curitiba, a exposição física Subli_me acontece a partir do dia 16 de dezembro, na Galeria Airez.

Os artistas
Entre os destaques em Curitiba, na Galeria Airez, a artista brasileira, Sayuri Kashimura apresenta uma performance na abertura da exposição desenvolvido em suporte de realidade virtual. O jogo do canadense, Connor Sherlock apresenta a desconstrução da música “Like an Inca” do Neil Young e a reconstrói em forma de jogo com temática cyberpunk.

O LiveNoiseTupi, projeto colaborativo, criado pelo artista de São Paulo, Ricardo Palmieri, conhecido por, Vj Palm, convida o artista curitibano, compositor, performer, produtor cultural, pesquisador e professor de música e tecnologia, Alexandre Porres e apresentam uma performance multimídia colaborativa onde constroem ambientes interativos e audiovisuais imersivos com o objetivo de romper as fronteiras entre tecnologias e temáticas modernas e ancestrais, para ambientar experiências sensoriais, onde o participante pode e deve interagir para modificar as dinâmicas do espaço.

A artista croata, Dina Karadžić vai disponibilizar virtualmente o seu computador com todo seu material na nuvem, numa página de html sem design onde o usuário vai navegar em cada pasta, seus pensamentos e trabalhos artísticos em 2D e outras coisas que ela vai alimentar pela deep web. A ideia é desmistificar para o público o uso da deep web que é estereotipado como algo sempre malígno.

O mestre em design e artista curitibano, Leandro Catapam, vai realizar um workshop sobre estudos em linguagem visual com foco na expressão da colagem, pós-modernismo gráfico e imagem em movimento. Já o curitibano, Guilherme Zawa apresenta um projeto artístico em parceria com outros artistas, onde discutem a arte e censura no universo sublime da narrativa transmidiática tendo a metáfora enquanto forma estrutural capaz de estabelecer novos significados.

Zawa que além de ser artista visual e escritor, é também psicanalista e trabalha no meio artístico a partir da arte lens-based, sobretudo a fotografia e a literatura. E é idealizador da AIREZ Galeria de Artistas Independentes onde acontece a Subli_me | The Wrong – New Digital Art Biennale.

SERVIÇO:
SUBLI_ME/THE WRONG – NEW DIGITAL ART BIENNALE

Expo Online
01/11/2017 à 31/01/2018
www.subli-me.org

Expo Offline
16/12/2017 à 31/01/2018
Galeria AIREZ
Rua Treze de Maio, 778 ap. 15, Curitiba-PR

Mais Informações, aqui

FESTIVAL RUÍDO ENCENA COM PREÇOS POPULARES

Os ingressos são vendidos online e na bilheteria a partir de R$10

Começou nesta segunda-feira (18) a venda dos ingressos para a 1ª Edição do Festival Ruído EnCena em Curitiba. Entre os dias 20 e 30 de setembro, apresentações teatrais, dança, performance, filme, shows e bate-papos serão os atrativos do evento. Com valores populares (R$20 e R$10), os ingressos podem ser adquiridos pela plataforma do Disk Ingresso e no dia das apresentações, na bilheteria do Teatro Zé Maria, com 1h de antecedência.

O espetáculo de estreia do Festival será nesta quarta-feira (20), no Teatro Zé Maria, às 20h com a apresentação d`O Maravilhoso Cabaret das Divinas Divas (PR) recebe Santa Maravilha (BA) e Caldo de Vagina (BA). As drag queens Juana Profunda e Dalvinha Brandão, acompanhadas da maestra Rita Lina e as artistas, Linda Power, Ruby Hoo e Etruska Waters, recebem as convidadas ilustres da capital baiana. Paula Lice apresenta seu irreverente projeto de entrevistas Santa Maravilha. E Ginna D’Mascar e Valerie O’rarah trazem os seus números clássicos do famoso Caldo de Vagina.

Outras atrações
Além das apresentações pagas no Teatro Zé Maria, no espaço da Companhia Brasileira de Teatro será aberto ao público os encontros com bate-papos sobre temáticas da arte, do corpo, da mulher, narrativas contextuais entre outros temas. Durante o Festival, haverá também residências e oficinas que acontecem na Casa Selvática com destaque para a oficina com a atriz mexicana Violeta Luna. Todas as oficinas e residências estão com as inscrições encerradas. No site oficial do Festival www.ruidocwb.com   tem todas as informações sobre a primeira edição do evento.

Programação no Teatro Zé Maria

Quarta-feira (20/09)
O MARAVILHOSO CABARÉ DAS DIVINAS DIVAS:  aqui

Quinta-feira (21/09)
PARA AQUELAS QUE NÃO MAIS ESTÃO: aqui

Sexta-feira (22/09)
DESMESURA: aqui

Sábado (23/09)
FRIDA: aqui

Domingo (24/09)
CALOR NA BACURINHA: aqui

Segunda-feira (25/09)
CURTO CIRCUITO SHOW COM LINN DA QUEBRADA + JANINE MATHIAS + ROSEANE SANTOS + SIMONE MAGALHÃES: aqui

Terça-feira (26/09)
CUIDADO! FRÁGIL: aqui

Quarta-feira (27/09)
SOBRE LETRAS E GRITOS PARA SALVAR O MUNDO: aqui

Quinta-feira (28/09)
PESO BRUTO: aqui

Sexta-feira (29/09)
CURTO CIRCUITO SHOW COM VERÔNICA DECIDE MORRER + MULMAMBA: aqui

SERVIÇO
Festival Ruído EnCena 2017
Entre 20 e 30 de setembro de 2017
Teatro Zé Maria (Rua 13 de maio, 655 – Largo da Ordem, Curitiba)
Companhia Brasileira de Teatro (Rua José Bonifácio, 135 – Largo da Ordem, centro de Curitiba)
Casa Selvática (Rua Nunes Machado, 950 – Rebouças)

INFORMAÇÕES E ENTREVISTAS
Lucas Cabaña (41) 9 966825-14
comunicacao@escritoriodecriacao.com.br

MÚSICA NA CIDADE APRESENTA SEGUNDA EDIÇÃO COM 11 SHOWS GRATUITOS

O projeto vai passar por seis cidades do Paraná com shows ao céu aberto democratizando a ocupação dos espaços urbanos 

A música produzida no Paraná vai estar presente em diversas regiões do estado durante o mês de agosto. Realizado desde 2014, o projeto “Música na Cidade” traz em sua segunda edição, onze shows ao céu aberto nas cidades de Balsa Nova (08 e 09), com Ary Giordani, em Morretes (10 e 11), com Vitor Gulin, em Imbaú (16 e 17), com Alonso Figueroa, em Terra Rica (19 e 20), com Du Gomide, em Curitiba (28), com Marina Camargo e em Antonina (29 e 30), com Rogério Gulin. 

Nesta edição, o “Música na Cidade” vai literalmente desembarcar. Todos os shows serão apresentados nos terminais rodoviários destas cidades e também, em outros espaços públicos. Se há três anos, o intuito de romper com a rotina da população, a partir da arte urbana foi atingida e compartilhada com mais de 50 mil pessoas. Em 2017, o projeto vai além e incita a interação online pelas redes oficias e possibilita a relação entre os artistas e seguidores. 

O livre acesso à cultura é o escopo do “Música na Cidade” onde o artista pode tocar para um público novo e diversificado, e ainda, incentiva a democratização dos espaços urbanos e propicia para a população a acessibilidade artística de forma gratuita. Com a proposta de intervir no cotidiano a partir da arte, a sonoridade da música instrumental e regional, vai estar presente nestas cidades com shows que refletem as diversas gerações da música paranaense. 

SERVIÇO:
Música na Cidade 

Show com Ary Giordani 
Dia: 08 e 09 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Balsa Nova-PR
Endereço: Av. Brasil 625 

Show com Vitor Gulin
Dia: 10 e 11 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Morretes-PR 
Endereço: Terminal Rodoviário Brasílio Carlos Jorge Buffara 

Show com Alonso Figueroa
Dia: 16 e 17 de agosto de 
Horário: 11h 
Cidade: Imbaú-PR
Endereço: Terminal Rodoviário – Av. Ivo Jangada 

Show com Du Gomide 
Dia: 19 e 20 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Terra Rica-PR 
Endereço: Em breve 

Show com Marina Camargo 
Dia: 28 de agosto 
Horário: 18h 
Cidade: Curitiba 
Endereço: Terminal Guadalupe 

Show com Rogério Gulin 
Dia: 29 e 30 de agosto 
Horário: 13h 
Cidade: Antonina-PR 
Endereço: Rua XV de Novembro, 496 

Ficha Técnica Música na Cidade 2017 
Produção Executiva: Fredy Kowertz 
Produção Artística e Curadoria: Bernardo Bravo 
Produção Técnica: Téo Ruiz 
Direção de Comunicação: Michelle Hesketh 
Cenografia: Maria Baptista 
Captação e Edição de Imagens: João Marcelo Gomes e Carol Winter 
Imprensa: Lucas Cabaña 
Mídias Sociais: Sabrina Moreira 
Programação Visual: Web Mota e Maria Baptista 
Realização: Tertúlia Produções, Escritório de Criação e Whois Produção e Arte 
Incentivo: Secretaria Estadual da Cultura – Paraná / Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura 
Apoio (incentivo): Copel, Havan, Lowçucar 
Apoio (captação): Sauí 
Fomento à Cultura: Instituto Ingá