CONTRATEMPO FESTIVAL REÚNE MAIS DE 100 ARTISTAS DE TODO PARANÁ

Contratempo Festival é também um manifesto da classe que aguarda o Pacote de Medidas de Apoio ao Setor Cultural prometido pelo Governo do Estado do Paraná para maio

Nasce um novo espaço para exaltar o poder transformador da cultura e levar sanidade às pessoas isoladas devido a pandemia. Artistas do Paraná se unem para a primeira edição do Contratempo Festival, um evento online, com mais de 100 ações ao vivo durante 12 horas consecutivas. As transmissões serão entre 9h e 21h, de terça-feira, dia 23 de junho, no canal do Instagram das/dos artistas. 

Contratempo Festival traz a multiplicidade e versatilidade do setor cultural: música, teatro, cinema, circo, literatura, performances, dança, artes plásticas, fotografia, juntas em um só evento. A cada hora, apresentações exclusivas que prometem surpreender as espectadoras e espectadores. Serão oito artistas solo, companhias e/ou bandas por hora. Karol Conka, Alexandre Nero, Fabíula Nascimento (única que será no twitter porque seus perfis foram ocupados por pessoas negras em junho), A Banda Mais Bonita da Cidade, Ave Lola, Baque Mulher, Mandicuera, Mulamba, Cia dos Palhaços, Letícia Sabatella, Janine Mathias, Dow Raiz, Fotofolia, Rimon Guimarães, Slam das Gurias CWB, Caburé Canela, De um filho, de um cego, Abacate Contemporâneo, Luís Melo, Katiuscia Canoro e cia brasileira de teatro, entre outros, outras e outres movimentam a terça-feira do Paraná. 

Mais que apresentações, o evento é um manifesto, um pedido de socorro da classe artística, uma das primeiras a parar e que não tem previsão de retorno presencial. Ao contrário de outros estados do Brasil, que logo no início da pandemia publicaram editais de auxílio emergencial ao setor, o Governo do Paraná segue sem ações efetivas. O tímido pacote de medidas de “apoio e fortalecimento do setor cultural”, anunciado para maio, ainda não aconteceu, e quando questionada sobre recursos para o Fundo Estadual de Cultura, a Superintendente de Cultura, Luciana Casagrande Pereira, comenta sobre a esperança na aprovação da Lei Aldir Blanc como único plano do Estado. A lei aguarda a sanção presidente até dia 1º de julho. 

A previsão desse recurso realmente chegar às trabalhadoras e trabalhadores da cultura é tardia para a situação de emergência que a classe enfrenta, e os artistas cobram uma resposta mais efetiva. Enquanto isso, a cadeia produtiva da economia criativa se vira da forma que dá, iniciativas como Salve a Graxa e Cultura Salva arrecadam cestas básicas e distribuem aos profissionais mais afetados pelo coronavírus. 

A Coragem – Rede de Profissionais da Música de Curitiba, articuladora do Contratempo Festival, ressalta que a classe artística rapidamente atendeu as determinações da OMS e segue apoiando a permanência do fechamento dos espaços culturais, por entender que o isolamento social é fundamental para atravessar este momento. Porém, diante da impossibilidade de continuar exercendo suas atividades profissionais, o setor necessita de medidas compatíveis com a situação emergencial que atinge todos os trabalhadores paranaenses da cultura”. O Coletivo também está participando de conversas com a prefeitura de Curitiba, onde um grupo de trabalho está sendo criado para encaminhar ações concretas de apoio. 

:: CONTRATEMPO 
O nome do festival é um indicativo para o momento que a classe artística está vivendo. Contratempo é uma circunstância ou incidente inesperado, que impede ou contraria o curso de um acontecimento, de um projeto. Na música, é um deslocamento do acento métrico natural do compasso. Onde o acento que seria no tempo forte (naturalmente) acontece no tempo fraco. Contratempo pode ser regular e irregular. 

Programação:

:: 09h às 10h
09h às 09h15 – Leticia Sabatella 
09h15 às 09h30 – Bia Figueiredo / Parabolé
09h30 às 09h45 – Fotofolia / Iria Braga
09h45 às 10h – Katiuscia Canoro / Itaercio Rocha

:: 10h às 11h
10h às 10h15 – Baque Mulher / Mano a Mano Trio
10h15 às 10h30 – Maureen Miranda e Necos Yaros / Pé no Palco
10h30 às 10h45 – Adri Menegale / Cia Portátil
10h45 às 11h – Grupo Fato / Leonardo Cruz e Laremi Paixão

:: 11h às 12h
11h às 11h15 – Cia Brasileira de Teatro / Diego Perin
11h15 às 11h30 – Aminoácido / Jossane Ferraz
11h30 às 11h45 – Léo Fressato / Luis Mello
11h45 às 12h – Rogeria Holtz / Rubyhoo

:: 12h às 13h
12h às 12h15 – Raissa Fayet / Abacate Contemporâneo
12h15 às 12h30 – Amanda Lyra / Partigianos
12h30 às 12h45 – Conde Baltazar / O Tiziu
12h45 às 13h – Rimon Guimarães / Francisco Mallmann

:: 13h às 14h
13h às 13h15 – Antropofocus / Bea Gerolin
13h15 às 13h30 – Cultucada / Davi Henn
13h30 às 13h45 – A banda mais bonita da cidade / Um baile bom
13h45 às 14h – Dow Raiz / Mahallo

:: 14h às 15h
14h às 14h15 – Fabiula Nascimento / Tuyo
14h15 às 14h30 – Ave Lola / Bernardo Bravo
14h30 às 14h45 – Festival Saliva / Juliana Cortes
14h45 às 15h – Londrina Ska Clube / Marcel Szymanski

:: 15h às 16h
15h às 15h15 – Leandro Daniel / Caburé Canela
15h15 às 15h30 – De ym filho, de um cego
15h30 às 15h45 – Chico Paes / Marcio Juliano Outro Samba
15h45 às 16h – Súbita / Casa do Suingue

:: 16h às 17h
16h às 16h15 – Ethnya / Raquel Bombieri
16h15 às 16h30 – Hause of X / Murillo Mongelo
16h30 às 16h45 – Saulo Soul /
16h45 às 17h – Sofar Curitiba / Kendri Albuquerque

:: 17h às 18h
17h às 17h15 – Gal Freire / Esperanza
17h15 às 17h30 – Renara Melão / Vigor Mortis
17h30 às 17h45 – Central Sistema de Som / Trupe da Periferia
17h45 às 18h – Goat Fest / Siamese

:: 18h às 19h
18h às 18h15 – Alexandre Nero / Slam das Gurias
18h15 às 18h30 – Família Estranha / Obragem
18h30 às 18h45 – Juana Profunda / Rubia Divino
18h45 às 19h – Janine Mathias / Babi Oeiras

:: 19h às 20h
19h às 19h15 – Curitiba Jazz Festival / Cia Senhas
19h15 às 19h30 – Mulamba / Cia dos Palhaços
19h30 às 19h45 – Ricardo Pozzo / Roseane Santos
19h45 às 20h – Karol Conka / Selvátiva

:: 20h às 21h
20h às 20h15 – Estrela Leminski e Teo Ruiz / Bloco Afropretinhosidade
20h15 às 20h30 – Cia Stavis Damaceno / Mandicuera
20h30 às 20h45 – Dalvinha Brandão / Mano Cappu
20h45 às 21h – Miss G / MUV

SERVIÇO
Contratempo Festival
data: 23 de junho, terça-feira.
horário: 9h às 21h
Página do evento no facebook, aqui
Organização: Coragem – Rede de Profissionais da Música de Curitiba

Local: conta do Instagram de cada artista. 
www.instagram.com/karolconka/ 
www.instagram.com/leticia_sabatella/ 
www.instagram.com/alexandrenero/ 
www.instagram.com/bandamaisbonita/ 
www.instagram.com/katiusciacanoro/ 
www.instagram.com/ave_lola/ 
www.instagram.com/selvaticaoficial/ 
www.instagram.com/missgburlesca/ 
www.instagram.com/luismeloficial/ 
www.instagram.com/baquemulhercwb/ 
www.instagram.com/associacao_mandicuera/ 
www.instagram.com/rochaitaercio/ 
www.instagram.com/mulambaoficial/ 
www.instagram.com/slamdasguriascwb/ 
www.instagram.com/ciadospalhacos/ 
www.instagram.com/dowraizoficial/ 
www.instagram.com/janinemathias/ 
www.instagram.com/foto_folia/ 
www.instagram.com/rimonguimaraes/ 
www.instagram.com/caburecanela/ 
www.instagram.com/deumfilhodeumcego/ 
www.instagram.com/abacate.contemporaneo/ 
www.instagram.com/ciabrasileira/ 
www.twitter.com/fabiunascimento

foto: Karol Conka. Crédito: Carlos Salles
fonte: 
Cliteriosa Comunicação 
Santa Produção

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O NÚCLEO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS DE CURITIBA (NPA) – EDIÇÃO 2020

Os roteiristas selecionados terão encontros quinzenais e gratuitos, de março a agosto. Inscrições até 06 de março.

O Núcleo de Projetos Audiovisuais de Curitiba (NPA) está com as inscrições abertas até 06 de março para o processo seletivo de 2020. 24 roteiristas terão a oportunidade de desenvolver e aprimorar seu projeto de série ou longa-metragem de ficção ao longo dos próximos seis meses. Os encontros com os orientadores, a roteirista e diretora curitibana Jessica Candal e o roteirista e professor da escola de cinema latino-americana, EICTV-Cuba, Daniel Tavares, que irão guia-los na escrita dos roteiros, serão quinzenais e totalmente gratuitos. Em formato de fórum de discussão o objetivo é que esses encontros, além de oportunizarem orientações e desenvolvimento de ideias, cultivem principalmente a troca e promova a fala e a escuta entre os artistas. O desejo é que no final os projetos estejam prontos para buscar financiamento para sua viabilização. 

Durante esse período, também serão oferecidas masterclasses com outros profissionais de renome da área. Sempre gratuitas, abertas ao público e irão abordar a narrativa audiovisual sob diferentes perspectivas, de acordo com o ministrante convidado. Em agosto, os projetos participantes do NPA serão apresentados numa Mostra Final, aberta ao público, com a presença de produtores locais e da comunidade. As inscrições podem ser realizadas pelo site: www.tambormultiartes.com 

“As edições sucessivas e regulares do NPA vão criando um espaço de encontro de criadores, realizadores e produtores não só do audiovisual, mas também de outras artes. É um movimento de integração e também de estímulo à produção singular de cada artista. O resultado já está começando a aparecer, com projetos sendo produzidos e aprovados em editais de desenvolvimento e produção. Em breve, veremos alguns desses projetos ocupando espaços de exibição no cinema e na TV. A proposta é que o projeto ganhe mais força ao passar pelo Núcleo, aumentando a probabilidade de viabilizá-lo, além de impulsionar e ajudar a consolidar filmes e séries que trazem as nossas histórias”, declara Marcelo Munhoz, um dos coordenadores do Núcleo. 

“Nosso foco esse ano é aprimorar e potencializar cada etapa do processo: as masterclasses, o trabalho do grupo de desenvolvimento e também ampliar, registrar e divulgar mais os resultados da Mostra Final, que desta vez será aberta ao público”, avisa. 

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura | Governo do Estado do Paraná. Apoio: COPEL. 

Conta ainda com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. 

Sobre a Tambor Multiartes: 
O NPA é uma inciativa da Tambor Multiartes e teve origem no Núcleo de Dramaturgia Cinematográfica do SESI/PR e no Núcleo Audiovisual SESI/PR que formou roteiristas e ajudou a desenvolver projetos de 2012 a 2015. O Núcleo de Crítica de Cinema em 2016 veio consolidar a formação de pensamento sobre a realização audiovisual. Outro projeto realizado pela Tambor foi o Ficção Viva que trouxe importantes cineastas ibero-americanos para ministrar oficinas de roteiro em Curitiba, como Karim Aïnouz, Kleber Mendonça, Guillermo Arriaga (México), Lucrecia Martel (Argentina) e Pedro Costa (Portugal). 

Marcelo Munhoz, um dos coordenadores do NPA, além de fundador da Tambor, foi um dos idealizadores do Projeto Olho Vivo que realizou o Ponto de Cultura Minha Vila Filmo Eu, trabalho de ensino de cinema na Vila das Torres, em Curitiba, que obteve reconhecimento nacional. A Tambor Multiartes realizou ainda o documentário A Grande Nuvem Cinza, com direção de Marcelo Munhoz. Para saber mais visite o site: www.tambormultiartes.com 

SERVIÇO: 
Inscrições para o Núcleo de Projetos Audiovisuais de Curitiba – Edição 2020 
Data: até 06 de março 
Encontros de 21 de março a 15 de agosto 
Inscrições: www.tambormultiartes.com 

CONTATOS: 
Assessoria de Imprensa 
Glaucia Domingos 
41 99909 7837 
glauciadomingos@hotmail.com 

Produção e Coordenação 
Marcelo Munhoz – 41 99903 5516 
Vivian Britsch – 41 98414 4004 
contato@tambormultiartes.com 
www.facebook.com/npacuritiba/ 
instagram: @npacuritiba

DANÇA CONTEMPORÂNEA

Crédito foto: Bernardo Rocha

Espetáculo de dança combina elementos do teatro, da música e do cinema; estreia nacional será em Curitiba

Curitiba recebe em novembro uma estreia nacional de dança contemporânea. O espetáculo STILL faz sua pré-estreia no dia 23 de novembro e depois segue em curta temporada até o dia 3 de dezembro.

A criação é dos artistas Bernardo Stumpf e Raphael Simões, que se conheceram há 15 anos no contexto do hip hop e das danças de rua. Este trabalho também conta com a parceria de profissionais do teatro, do audiovisual, da moda, das artes visuais e da música.

A trilha é assinada por um parceiro da época do street dance: o músico Thiago Ramalho. Ele, que também estará em cena, cria e sintetiza sons ao vivo.

STILL ainda se inspira em formas dramáticas do cinema e em estratégias de edição de vídeo. Os artistas se apropriaram de cenas e gestos de filmes para a criação.

STILL
PRÉ-ESTREIA
23.nov.17 quinta-feira | 17h

TEMPORADA
25.nov 20h
26.nov 19h
28.nov 17h
02.dez 20h
03.dez 17h

ENTRADA GRATUITA (sujeita à lotação)
Rua Padre Anchieta, 882, Bigorrilho. Curitiba/PR

CLASSIFICAÇÃO LIVRE

FICHA TÉCNICA
Concepção e direção: Bernardo Stumpf
Criação e performance: Bernardo Stumpf e Raphael Simões
Criação e performance sonoras: Thiago Ramalho
Assistência de direção: Cândida Monte
Iluminação: Fábia Regina
Figurino: Isbella Fonseca
Costura: Rose Matias
Cenário: Bernardo Stumpf e Fabiano Hoffmann
Projeto gráfico: Vitória Stadnik
Projeto audiovisual-fotográfico: Bernardo Rocha
Assessoria de comunicação: Eduardo Simões
Colaboração: Jaciara Rocha
Coordenação de produção: Expressão Criação e Produção
Assistência de produção: Renata Zunino
Produção administrativa: Bernardo Stumpf

apoio
COPEL PURA ENERGIA

parceria
STREET XTREME ESCOLA DE DANÇA

produção
EXPRESSÃO CRIAÇÃO E PRODUÇÃO

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) da Secretaria de Estado da Cultura | Governo do Estado do Paraná