ONÇA DISCOS APRESENTA #27: ESPECIAL 2 ANOS DE SELO!

Nessa sexta-feira maravilhosa do dia 09/11 nosso querido ONÇA DISCOS, selo de música independente, completa 2 anos de existência, tempo em que foram produzidos mais trinta eventos e gravados, produzidos e/ou lançados mais de vinte trabalhos – entre singles, EPs, trilhas sonoras e álbuns completos – de diversos artistas da cidade… e de alguns de fora também!

Pra comemorar dale festão com duas bandas! Abrindo o salão teremos Ireno, com suas belas misturas de ritmos dançantes, e pra fazer todo mundo dançar até o chão levaremos ao palco a quentíssima Orquestra Friorenta!

E ainda tem mais! Discotecagem antes e depois dos shows com Lambida & Dedada (Náira Debértolis & Bernardo Bravo) e bazar com comidinhas, docinhos, roupas descoladas, discos de vinil, histórias em quadrinhos, prints e cadernos artesanais! Contaremos até com o tradicional Arremesso de Gibis promovido pela rainha das novelas gráficas, a Mitie da Itiban Comic Shop!

Tudo será registrado através do olhar do fotógrafo que nos acompanha desde o primeiro evento: Tárcilo Pereira com sua Pentax analógica!

E essa arte linda da capa ficou por conta do Rômolo D’Hipólito!

Só vem!

Ireno é Kelvin de Souza nos teclados, Matheus Mantovani na guitarra e na voz, Acácio Guedes no baixo e na voz, Daniel D’Alessandro na bateria e Thai Borges na percussão.

Orquestra Friorenta é Amanda Pacífico na voz, Melina Mulazani na voz e na percussão, Du Gomide na guitarra, Naíra Debértolis no baixo, Bernardo Bravo na percussão e Denis Mariano na percuteria.

Serviço:
Abertura com as bandas Ireno & Davi Kalo
Showzão com a Orquestra Friorenta
Discotecagem por Lambida & Dedada (Naíra Debértolis & Bernardo Bravo)

Bazar:
Altos Pano Daoras – roupas lindas e descoladas
Itiban Comic Shop – histórias em quadrinhos
Revista Pé-de-Cabra – histórias em quadrinhos
Kintsugi – cadernos artesanais
Hasegawa & Amanda – ilustrações & gravuras
Hammer Discos – discos de vinil
Dona Zani – comidinhas (com opções veganas)
Morada Doce – cupcakes & outros quitutes

Serviço:
Festa de Aniversário: 2 Anos de Onça Discos!
Data: Sexta-feira 09/11 a partir das 21h!
Local: Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, Rua Desembargador Clotário Portugal, 274, São Francisco, Curitiba
Ingressos: Pelo Sympla: Promocional R$15 / Antecipado R$20
Na hora: R$25
Página do evento, aqui

ONÇA DISCOS APRESENTA #27: ESPECIAL 2 ANOS DE SELO!

Nessa sexta-feira maravilhosa do dia 09/11 nosso querido ONÇA DISCOS, selo de música independente, completa 2 anos de existência, tempo em que foram produzidos mais trinta eventos e gravados, produzidos e/ou lançados mais de vinte trabalhos – entre singles, EPs, trilhas sonoras e álbuns completos – de diversos artistas da cidade… e de alguns de fora também!

Pra comemorar dale festão com duas bandas! Abrindo o salão teremos Ireno, com suas belas misturas de ritmos dançantes, e pra fazer todo mundo dançar até o chão levaremos ao palco a quentíssima Orquestra Friorenta!

E ainda tem mais! Discotecagem antes e depois dos shows com Lambida & Dedada (Náira Debértolis & Bernardo Bravo) e bazar com comidinhas, docinhos, roupas descoladas, discos de vinil, histórias em quadrinhos, prints e cadernos artesanais! Contaremos até com o tradicional Arremesso de Gibis promovido pela rainha das novelas gráficas, a Mitie da Itiban Comic Shop!

Tudo será registrado através do olhar do fotógrafo que nos acompanha desde o primeiro evento: Tárcilo Pereira com sua Pentax analógica!

E essa arte linda da capa ficou por conta do Rômolo D’Hipólito!

Só vem!

Ireno é Kelvin de Souza nos teclados, Matheus Mantovani na guitarra e na voz, Acácio Guedes no baixo e na voz, Daniel D’Alessandro na bateria e Thai Borges na percussão.

Orquestra Friorenta é Amanda Pacífico na voz, Melina Mulazani na voz e na percussão, Du Gomide na guitarra, Naíra Debértolis no baixo, Bernardo Bravo na percussão e Denis Mariano na percuteria.

Serviço:
Abertura com as bandas Ireno & Davi Kalo
Showzão com a Orquestra Friorenta
Discotecagem por Lambida & Dedada (Naíra Debértolis & Bernardo Bravo)

Bazar:
Altos Pano Daoras – roupas lindas e descoladas
Itiban Comic Shop – histórias em quadrinhos
Revista Pé-de-Cabra – histórias em quadrinhos
Kintsugi – cadernos artesanais
Hasegawa & Amanda – ilustrações & gravuras
Hammer Discos – discos de vinil
Dona Zani – comidinhas (com opções veganas)
Morada Doce – cupcakes & outros quitutes

Serviço:
Festa de Aniversário: 2 Anos de Onça Discos!
Data: Sexta-feira 09/11 a partir das 21h!
Local: Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, Rua Desembargador Clotário Portugal, 274, São Francisco, Curitiba
Ingressos: Pelo Sympla: Promocional R$15 / Antecipado R$20
Na hora: R$25
Página do evento, aqui

ONÇA DISCOS APRESENTA #27: ESPECIAL 2 ANOS DE SELO!

Nessa sexta-feira maravilhosa do dia 09/11 nosso querido ONÇA DISCOS, selo de música independente, completa 2 anos de existência, tempo em que foram produzidos mais trinta eventos e gravados, produzidos e/ou lançados mais de vinte trabalhos – entre singles, EPs, trilhas sonoras e álbuns completos – de diversos artistas da cidade… e de alguns de fora também!

Pra comemorar dale festão com duas bandas! Abrindo o salão teremos Ireno, com suas belas misturas de ritmos dançantes, e pra fazer todo mundo dançar até o chão levaremos ao palco a quentíssima Orquestra Friorenta!

E ainda tem mais! Discotecagem antes e depois dos shows com Lambida & Dedada (Náira Debértolis & Bernardo Bravo) e bazar com comidinhas, docinhos, roupas descoladas, discos de vinil, histórias em quadrinhos, prints e cadernos artesanais! Contaremos até com o tradicional Arremesso de Gibis promovido pela rainha das novelas gráficas, a Mitie da Itiban Comic Shop!

Tudo será registrado através do olhar do fotógrafo que nos acompanha desde o primeiro evento: Tárcilo Pereira com sua Pentax analógica!

E essa arte linda da capa ficou por conta do Rômolo D’Hipólito!

Só vem!

Ireno é Kelvin de Souza nos teclados, Matheus Mantovani na guitarra e na voz, Acácio Guedes no baixo e na voz, Daniel D’Alessandro na bateria e Thai Borges na percussão.

Orquestra Friorenta é Amanda Pacífico na voz, Melina Mulazani na voz e na percussão, Du Gomide na guitarra, Naíra Debértolis no baixo, Bernardo Bravo na percussão e Denis Mariano na percuteria.

Serviço:
Abertura com as bandas Ireno & Davi Kalo
Showzão com a Orquestra Friorenta
Discotecagem por Lambida & Dedada (Naíra Debértolis & Bernardo Bravo)

Bazar:
Altos Pano Daoras – roupas lindas e descoladas
Itiban Comic Shop – histórias em quadrinhos
Revista Pé-de-Cabra – histórias em quadrinhos
Kintsugi – cadernos artesanais
Hasegawa & Amanda – ilustrações & gravuras
Hammer Discos – discos de vinil
Dona Zani – comidinhas (com opções veganas)
Morada Doce – cupcakes & outros quitutes

Serviço:
Festa de Aniversário: 2 Anos de Onça Discos!
Data: Sexta-feira 09/11 a partir das 21h!
Local: Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, Rua Desembargador Clotário Portugal, 274, São Francisco, Curitiba
Ingressos: Pelo Sympla: Promocional R$15 / Antecipado R$20
Na hora: R$25
Confira a página do evento, aqui

UYARA TORRENTE LANÇA SINGLE SOLO

Vocalista da ‘A Banda Mais Bonita da Cidade’ mistura regionalismo, pop e dub.

“Cabelo moderno e coração de jacu”. É assim que Uyara Torrente descreve a si e ao seu primeiro trabalho solo,“A Temperança”.  O single da intérprete mistura instrumentos regionais e orientais às batidas do dub e foi composto através da dança. Conforme Uyara reagia aos beats apresentados, a música ganhou forma. “Eu me salvo dançando. Quero que a minha música seja a minha salvação através do corpo”, conta.

Após 10 anos como frontwoman da A Banda Mais Bonita da Cidade, onde continua firme e forte, a cantora sentiu a necessidade de ter seu próprio discurso, com uma via estética diferente da banda. Foi nos silêncios da chácara em que mora ao pé da Serra do Mar, que a composição da multiartista Maria Lalla Cy Aché, “A Temperança”, se apresentou como a canção que deveria ser a primeiro do seu trabalho solo.

A letra lúdica carrega singeleza e força, ganhando nova roupagem quando misturada a texturas orgânicas, como o pau de chuva no lugar do tradicional chimbal da bateria. A influência das batidas eletrônicas do dub vieram do  artista, parceiro de banda e também diretor do single, Marano Ailum. “Ele me apresentou umas coisas que eu gostava de dançar. As batidas entravam em mim. O disco dele já tem essa pegada, que eu gosto muito. Outra artista que me sinalizou caminhos foi Luiza Lian, quando vi seu show, percebi estava no caminho certo”, comenta Uyara e reforça que mesmo a música não falando diretamente sobre o feminismo, ela vem carregada da reconstrução do seu próprio feminino.

Sobre a direção, Marano explica que a música é uma mistura regional e oriental dentro da estrutura pop. “Os sons do harmônio e cítara se misturam ao da rabeca e tambores. O dub aparece descontruíndo a estrutura pop da música, apresentando um trabalho original e diferente. Acho que o resultado é um tipo de world music à brasileira”. Desconstrução possível graças às mãos e ouvidos afiados de Buguinha Dub que redesenha a canção.

Jean Machado, da banda Tuyo, participou da pré-produção, em seguida Du Gomide assumiu a produção ao lado de Marano, gravando também alguns instrumentos da faixa. Du produziu o álbum Ailum, do Marano, Karla Pereira, Itaercio Rocha, entre outros artistas. A masterização também é do Buguinha Dub.

CLIPE
Além da música, Uyara lança também o clipe, o que oferece mais corpo a canção. A direção, fotografia e montagem é do Rosano Mauro Jr. As projeções fractais psicodélicas foram criadas pelo artista Luiz Abreu, que também assina a finalização do clipe. “Essa música é muito íntima, diz muito sobre mim. Foi um desafio cantar meu single, olhando diretamente para a câmera”, conta Uyara.

SOBRE UYARA
Uyara Torrente nasceu em Paranavaí, noroeste do Paraná. Aos 17 anos se mudou para Curitiba, onde cursou Artes Cênicas, na Faculdade de Artes do Paraná. Desde de 2005 trabalha com teatro, cinema e música. Há 10 anos está à frente da A Banda Mais Bonita da Cidade, circulando pelos principais festivais e eventos do Brasil – Abril Pro Rock, Festival Timbre, Breve Festival, Levada, Psicodália – e de fora: Vodafone Mexefest Lisboa, Fiesta del Libro y la Cultura (Medellín, Colômbia), Festival Aquel Abrazo (Montevidéu – Uruguai), entre outros. Uyara cantou ao lado da banda em um evento oficial das Olimpíadas 2016 e fizeram turnês por Portugal, Espanha, França, Argentina, Colômbia, Uruguai, Venezuela e Argentina.

A TEMPERANÇA (clipe)
FICHA TÉCNICA:
Música Voz: Uyara Torrente
Backing Vocal: Larissa Tomass
Direção: Marano/Uyara Torrente
Produção: Du Gomide/ Marano
Pré Produção: Machado/ Marano/ Uyara Torrente
Mixagem: Buguinha Dub
Masterização: Buguinha Dub
Composição: Maria Lalla Aché
Vídeo Produção: Selecta Studio
Direção: Rosano Mauro Jr.
Concepção: Rosano Mauro Jr / Uyara Torrente
Dir. de Fotografia e Montagem: Rosano Mauro Jr.
VFX: Luiz Abreu
Maquiagem: Isabela Japiassú
Produção de Set: Lívia Milhomem

SINGLE
A arte de capa do single: Jaime Silveira.
Ouça nas plataformas de streaming:
Spotify: http://bit.ly/spotifyuyara
Deezer: http://bit.ly/deezeruyara
Google Play: http://bit.ly/gpuyara
Itunes: http://bit.ly/itunesuyara
Baixe: www.uyaratorrente.com

ITAERCIO ROCHA LANÇA ÁLBUM COM MAIS DE 10 RITMOS POPULARES

Caboclo narra sua trajetória do Maranhão a Curitiba.

O multiartista Itaercio Rocha lança seu segundo álbum solo, Caboclo. Com arte de Kiko Dinucci, o disco estará disponível nas plataformas de streaming a partir do dia 27 de junho, no mesmo dia do show realizado em São Luís do Maranhão, durante o aniversário de Dona Teté, cantora, compositora, grande artista maranhense e Rainha do Cacuriá, amiga de Ita desde os anos de 1980, quando trabalharam juntos com cultura popular, e para quem foi dedicada a faixa ‘Almericiar’. O show de lançamento em Curitiba será no dia 24 de agosto no Teatro Paiol.

O projeto nasce de dentro para fora, como diz Ita, do interior para a capital. “É a junção do Itaercio de Pedras com a cabrocha que coloco no carnaval curitibano”, explica ele que foi um dos fundadores do bloco carnavalesco Garibaldis e Sacis Caboclo Ita é uma entidade dos terreiros de mina no Maranhão, Ita significa pedra em tupi guarani. Itaercio nasceu em Pedras, como citado acima, localizada no município de Humberto de Campos no Maranhão. Somando isso ao Rocha de seu sobrenome, Itaercio é pedra três vezes. “Sou caboclão do mato, da beira d’água, sou caiçara”.

As canções narram os lugares por onde Itaercio Rocha passou. “Origem não é uma coisa que você volta. Origem é uma coisa que você carrega”, ressalta. As músicas fazem homenagens, saúdam forças da natureza e representam sua ancestralidade. Esse é o caso de ‘Atotô’, uma louvação a Obaluaê, composta em parceria com o músico, André Abujamra. “Hora de maré” é um samba de abertura de trabalhos, enquanto “Ele me ama” é um carimbó brega que fala sobre amizade e diversidade.

O disco agrega mais de 10 ritmos em suas 14 faixas. Tem caixa do Divino Espírito Santo, tambor de mina, bumba bois de vários sotaques, afoxé, entre outros. As músicas são de Itaercio e alguns parceiros: Thayana Barbosa, Daniel Fernandes, Du Gomide, André Abujamra e Matheus Braga e os arranjos são de Fred Pedrosa, Du Gomide, Matheus Braga e o Próprio Itaercio. “A seleção é um pouco do que compus para teatro, carnaval e outras inspirações.

A direção musical é do curitibano Du Gomide, também produtor do disco ‘Ailum’ do Marano, Santa Rima e Karla Silva. A mixagem ficou nas mãos do produtor musical Fred Teixeira, que já trabalhou com artistas como Tony Bennett, Ron Carter, Hermeto Pascoal, Zélia Duncan, Arnaldo Antunes e Zeca Baleiro, entre outros.

Trajetória
Nascido no município com o maior bumba-meu-boi do Brasil, Humberto de Campos, no Maranhão, Itaercio Rocha já morou em Olinda (PE), São Luís (MA), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ) e Maringá (PR) antes de parar em Curitiba, no ano de 1996. O interesse pelas culturas populares vem de berço: desde pequeno, recebeu influências culturais da família, como seu pai, músico prático, que tocava nas procissões, nos bumba-bois e nos bailes do interior; e sua mãe que fazia e regia a festa de coroação da Nossa Senhora e pastoris, além de participar de outras festividades populares e religiosas.

É formado em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas, pelas Faculdades de Artes do Paraná (FAP) e é especialista em Estudos Contemporâneos em Dança, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), por meio da Faculdade Angel Vianna (FAV).

Atuou e dirigiu espetáculos junto ao grupo Mundaréu, com o qual gravou vários álbuns. Em 2006 lançou seu primeiro disco solo e autoral, Chegadim. É autor do Livro/CD “Como é bom festa junina III”, em parceria com Mara Fontoura, com quem ainda escreveu o livro “Como diz o ditado”. Tendo o Hospital Pequeno Príncipe como entidade beneficiada, o músico lançou os álbuns Cancioneiro popular (2009) e Encanto de brincar (2013) e dirigiu os espetáculos Encanto de Brincar e Bumbando na Congada. Em 2017 lançou o show “Por Consolação”, onde interpreta clássicos da música popular brasileira.

Ficha técnica
Direção musical: Du Gomide
Direção cênica: Rafael Camargo
Produção musical: Du Gomide e Itaercio Rocha
Produção Executiva: Bina Zanette/ Santa Produção
Mixagem e masterização: Fred Teixeira
Gravação: Nicos Studio
Itaercio Rocha – , voz, violão, percussão..
Denis Mariano – Bateria, percussão, surdo.
Bruno Klammer – Percussão.
Fred Pedrosa – baixo, viola.
Matheus Braga – Violão, voz, cavaco.
Du Gomide – Viola, rabeca, beat, guitarra, ukulele, teclado.
Lauro Ribeiro – sousafone, trombone.
Ian Giller Branco – Steel Drum.
Coro: Du Gomide, Melina Mulazani, Matheus Braga, Vinicius Azevedo e Thayana Barbosa
Arte: Kiko Dinucci
Fotos: Dayana Luiza

Identidade visual do projeto é do multiartista Kiko Dinucci

Curta no facebook: /itaercioorocha
Siga no instagram: @rochaitaercio
Site: https://itaerciorocha.wixsite.com/portfolio
Youtube: /itaerciorocha
Deezer: itaerciorocha
Spotify: itaercio
Baixe o disco neste link

Projeto realizado com apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. Incentivo Pátio Batel.

MÚSICA NA CIDADE APRESENTA SEGUNDA EDIÇÃO COM 11 SHOWS GRATUITOS

O projeto vai passar por seis cidades do Paraná com shows ao céu aberto democratizando a ocupação dos espaços urbanos 

A música produzida no Paraná vai estar presente em diversas regiões do estado durante o mês de agosto. Realizado desde 2014, o projeto “Música na Cidade” traz em sua segunda edição, onze shows ao céu aberto nas cidades de Balsa Nova (08 e 09), com Ary Giordani, em Morretes (10 e 11), com Vitor Gulin, em Imbaú (16 e 17), com Alonso Figueroa, em Terra Rica (19 e 20), com Du Gomide, em Curitiba (28), com Marina Camargo e em Antonina (29 e 30), com Rogério Gulin. 

Nesta edição, o “Música na Cidade” vai literalmente desembarcar. Todos os shows serão apresentados nos terminais rodoviários destas cidades e também, em outros espaços públicos. Se há três anos, o intuito de romper com a rotina da população, a partir da arte urbana foi atingida e compartilhada com mais de 50 mil pessoas. Em 2017, o projeto vai além e incita a interação online pelas redes oficias e possibilita a relação entre os artistas e seguidores. 

O livre acesso à cultura é o escopo do “Música na Cidade” onde o artista pode tocar para um público novo e diversificado, e ainda, incentiva a democratização dos espaços urbanos e propicia para a população a acessibilidade artística de forma gratuita. Com a proposta de intervir no cotidiano a partir da arte, a sonoridade da música instrumental e regional, vai estar presente nestas cidades com shows que refletem as diversas gerações da música paranaense. 

SERVIÇO:
Música na Cidade 

Show com Ary Giordani 
Dia: 08 e 09 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Balsa Nova-PR
Endereço: Av. Brasil 625 

Show com Vitor Gulin
Dia: 10 e 11 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Morretes-PR 
Endereço: Terminal Rodoviário Brasílio Carlos Jorge Buffara 

Show com Alonso Figueroa
Dia: 16 e 17 de agosto de 
Horário: 11h 
Cidade: Imbaú-PR
Endereço: Terminal Rodoviário – Av. Ivo Jangada 

Show com Du Gomide 
Dia: 19 e 20 de agosto 
Horário: 11h 
Cidade: Terra Rica-PR 
Endereço: Em breve 

Show com Marina Camargo 
Dia: 28 de agosto 
Horário: 18h 
Cidade: Curitiba 
Endereço: Terminal Guadalupe 

Show com Rogério Gulin 
Dia: 29 e 30 de agosto 
Horário: 13h 
Cidade: Antonina-PR 
Endereço: Rua XV de Novembro, 496 

Ficha Técnica Música na Cidade 2017 
Produção Executiva: Fredy Kowertz 
Produção Artística e Curadoria: Bernardo Bravo 
Produção Técnica: Téo Ruiz 
Direção de Comunicação: Michelle Hesketh 
Cenografia: Maria Baptista 
Captação e Edição de Imagens: João Marcelo Gomes e Carol Winter 
Imprensa: Lucas Cabaña 
Mídias Sociais: Sabrina Moreira 
Programação Visual: Web Mota e Maria Baptista 
Realização: Tertúlia Produções, Escritório de Criação e Whois Produção e Arte 
Incentivo: Secretaria Estadual da Cultura – Paraná / Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura 
Apoio (incentivo): Copel, Havan, Lowçucar 
Apoio (captação): Sauí 
Fomento à Cultura: Instituto Ingá