24º BAZAR DO BEM (VOLUNTÁRIOS DA CORRENTE DO BEM)

24º Bazar do bem (Voluntários da Corrente do Bem)

“Pessoal do Bem, faremos um bazar extra em setembro para ajudar os mais de 100 cães que o Ricardo cuida… precisamos muito de doações para o bazar e vasilhas para água e comida (pode ser pote de sorvete), toalhas para o banho dos cães… podem deixar as doações nos nossos 4 postos de coleta: Loja Nova Garagem, Restaurante Casa Varela, DiJardim Presentes e Bendita Colab

Voluntários da Corrente do Bem: um Grupo de voluntários que promove eventos (como bazar bimensal e almoços) para arrecadar fundos para auxiliar animais resgatados com medicação, ração e castração ou pessoas em grande necessidade. Trabalho voluntário desenvolvido com muito amor!

Serviço:
24º Bazar do bem
data: 15 de setembro (sábado)
Local: Mas atenção para o local deste bazar: estacionamento lateral da Clinivet no Boa Vista, em Curitiba! R. Holanda, 894 – Boa Vista, Curitiba.
Organização: Associação Ajude Focinhos Curitiba

Se alguém quiser contribuir, segue a conta corrente do Banco do Brasil:  Agência: 3511 4 
Conta corrente 26474 1
Favorecido: Ricardo Miike

fonte

YELLOW DJ ACADEMY ABRE VAGA DE ESTÁGIO EM DESIGN

Yellow DJ Academy abre vaga de Estágio em Design. Vaga para estagiar em Curitiba.

atividades:
Você vai participar da criação das campanhas da Yellow: cursos, eventos, workshops. Vai editar imagens, fotos, vídeos etc. Se for da sua vontade, você poderá tirar algumas fotos, ajudar na manutenção das nossas redes sociais e de nosso site. Uma das atividades principais é a de aprender, será muito importante pra gente que você cresça aqui na Yellow.

Requisitos:
– Cursando Graduação Design, Design digital ou Publicidade & Propaganda
– Conhecimentos em ferramentas de design.
– Vontade de aprender e crescer.

Diferenciais:
– Noções de Web Design.
– Identificação com o mercado da música.

Horário: Segunda a Sexta (6 horas/dia)

Bolsa Auxílio: R$ 800,00.

Benefícios: Vale Transporte

Enviar e-mail com VAGA ESTÁGIO e seu nome no título, além disso sua apresentação e portfólio para: mkt@yellow.art.br

LIVRO INFANTIL DESTACA A CONTRIBUIÇÃO INDÍGENA À LÍNGUA PORTUGUESA FALADA NO BRASIL

O lançamento de “Que Pira é Essa?”, com entrada franca, contará com a presença do autor, oficina e preço promocional dos livros.

No dia 26 de agosto, às 10h, no Museu Paranaense, acontece o lançamento do livro infantil “Que Pira é Essa?”, de José Álvaro Carneiro. O evento contará com a presença do autor para autógrafos e oficina de carimbos gigantes, ministrada por Carla Irusta. A entrada é franca e os livros serão vendidos a preço promocional.

Diversos são os termos indígenas que dão nome aos nossos animais, montanhas, rios, cidades… e pessoas! Pirambóia, piracicaba, piracema, pirarucu, Iracema, Inaiê – você sabe o que estas palavras significam? Partindo do vocábulo pira, termo de origem tupi-guarani que significa peixe, o livro infantil “Que Pira é Essa?” convida a conhecer a diversidade dos povos indígenas presentes no Brasil, procurando despertar o interesse pelo tema de forma lúdica.

A partir do encontro da menina Inaiê com um peixe, a obra apresenta informações atuais sobre os povos indígenas do Brasil, com foco na contribuição indígena à língua portuguesa que falamos por aqui. Pira e diversos outros termos estão presentes na nossa língua. O curioso – e triste! – é que muita gente usa essas palavras no dia a dia sem saber o que significam e de onde vieram.

O livro será vendido a preços populares e toda a renda será revertida ao Hospital Pequeno Príncipe. A iniciativa é parte do projeto “Que Pira é Essa?” que, além da publicação, realizou uma série de oficinas com a temática das culturas indígenas, voltadas para os pacientes do internamento da instituição. Viabilizado pela Lei Rouanet, o projeto tem como proponente José Álvaro da Silva Carneiro que é diretor Corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, tendo também longa trajetória como ambientalista, bem como livros publicados com conteúdos voltados principalmente para questões socioambientais.

“O Hospital Pequeno Príncipe atende crianças e adolescentes do Brasil inteiro, incluindo indígenas. Temos um cuidado para que cada um dos nossos pacientes reconheça-se culturalmente durante o período que fica hospitalizado. E o projeto Que Pira É Essa? vem como mais uma ação de identidade para estes pequenos índios, além de estímulo ao reconhecimento e acolhimento da diversidade para as crianças com outras ascendências”, explica o autor e diretor do Complexo Pequeno Príncipe.

Sobre o Hospital Pequeno Príncipe
O Pequeno Príncipe é o maior hospital de alta e média complexidade exclusivamente pediátrico do Brasil. Destina 70% de sua capacidade de atendimento a crianças e adolescentes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição tem 390 leitos, sendo 62 nas quatro UTIs, oito salas cirúrgicas, cerca de 2 mil colaboradores. Por ano, realiza em média 314 mil atendimentos ambulatoriais, 19 mil cirurgias e mais de 24 mil internações. Com cuidado humanizado e integral, garante condições para que 17 mil familiares acompanhem pacientes atendidos via SUS durante a internação.

Sobre o projeto Que Pira é Essa?
Viabilizado pelo Ministério da Cultura por meio da Lei Rouanet, o projeto tem como proponente José Álvaro Carneiro. Os patrocinadores são as empresas Andali Operações Industriais S/A, Nipponflex, Ciapetro, Grupo Comtrafo, Agrícola Horizonte, Metisa, Nórdica, Tratornew S/A, Tintas Vergínia, Aços Continente, Gemu, Grupo Pergoraro e Ravato.

Serviço:
Lançamento do livro infantil “Que Pira é Essa?”, de José Álvaro Carneiro
Dia 26 de agosto, às 10h.
No Museu Paranaense (R. Kellers, 289 – Alto São Francisco, Curitiba)
Entrada Franca
Que Pira é Essa? – valor dos livros
R$10,00 (preço promocional no lançamento)
R$20,00 (preço normal)
*renda revertida para o Hospital Pequeno Príncipe

Mais informações no Facebook do projeto, aqui

UYARA TORRENTE LANÇA SINGLE SOLO

Vocalista da ‘A Banda Mais Bonita da Cidade’ mistura regionalismo, pop e dub.

“Cabelo moderno e coração de jacu”. É assim que Uyara Torrente descreve a si e ao seu primeiro trabalho solo,“A Temperança”.  O single da intérprete mistura instrumentos regionais e orientais às batidas do dub e foi composto através da dança. Conforme Uyara reagia aos beats apresentados, a música ganhou forma. “Eu me salvo dançando. Quero que a minha música seja a minha salvação através do corpo”, conta.

Após 10 anos como frontwoman da A Banda Mais Bonita da Cidade, onde continua firme e forte, a cantora sentiu a necessidade de ter seu próprio discurso, com uma via estética diferente da banda. Foi nos silêncios da chácara em que mora ao pé da Serra do Mar, que a composição da multiartista Maria Lalla Cy Aché, “A Temperança”, se apresentou como a canção que deveria ser a primeiro do seu trabalho solo.

A letra lúdica carrega singeleza e força, ganhando nova roupagem quando misturada a texturas orgânicas, como o pau de chuva no lugar do tradicional chimbal da bateria. A influência das batidas eletrônicas do dub vieram do  artista, parceiro de banda e também diretor do single, Marano Ailum. “Ele me apresentou umas coisas que eu gostava de dançar. As batidas entravam em mim. O disco dele já tem essa pegada, que eu gosto muito. Outra artista que me sinalizou caminhos foi Luiza Lian, quando vi seu show, percebi estava no caminho certo”, comenta Uyara e reforça que mesmo a música não falando diretamente sobre o feminismo, ela vem carregada da reconstrução do seu próprio feminino.

Sobre a direção, Marano explica que a música é uma mistura regional e oriental dentro da estrutura pop. “Os sons do harmônio e cítara se misturam ao da rabeca e tambores. O dub aparece descontruíndo a estrutura pop da música, apresentando um trabalho original e diferente. Acho que o resultado é um tipo de world music à brasileira”. Desconstrução possível graças às mãos e ouvidos afiados de Buguinha Dub que redesenha a canção.

Jean Machado, da banda Tuyo, participou da pré-produção, em seguida Du Gomide assumiu a produção ao lado de Marano, gravando também alguns instrumentos da faixa. Du produziu o álbum Ailum, do Marano, Karla Pereira, Itaercio Rocha, entre outros artistas. A masterização também é do Buguinha Dub.

CLIPE
Além da música, Uyara lança também o clipe, o que oferece mais corpo a canção. A direção, fotografia e montagem é do Rosano Mauro Jr. As projeções fractais psicodélicas foram criadas pelo artista Luiz Abreu, que também assina a finalização do clipe. “Essa música é muito íntima, diz muito sobre mim. Foi um desafio cantar meu single, olhando diretamente para a câmera”, conta Uyara.

SOBRE UYARA
Uyara Torrente nasceu em Paranavaí, noroeste do Paraná. Aos 17 anos se mudou para Curitiba, onde cursou Artes Cênicas, na Faculdade de Artes do Paraná. Desde de 2005 trabalha com teatro, cinema e música. Há 10 anos está à frente da A Banda Mais Bonita da Cidade, circulando pelos principais festivais e eventos do Brasil – Abril Pro Rock, Festival Timbre, Breve Festival, Levada, Psicodália – e de fora: Vodafone Mexefest Lisboa, Fiesta del Libro y la Cultura (Medellín, Colômbia), Festival Aquel Abrazo (Montevidéu – Uruguai), entre outros. Uyara cantou ao lado da banda em um evento oficial das Olimpíadas 2016 e fizeram turnês por Portugal, Espanha, França, Argentina, Colômbia, Uruguai, Venezuela e Argentina.

A TEMPERANÇA (clipe)
FICHA TÉCNICA:
Música Voz: Uyara Torrente
Backing Vocal: Larissa Tomass
Direção: Marano/Uyara Torrente
Produção: Du Gomide/ Marano
Pré Produção: Machado/ Marano/ Uyara Torrente
Mixagem: Buguinha Dub
Masterização: Buguinha Dub
Composição: Maria Lalla Aché
Vídeo Produção: Selecta Studio
Direção: Rosano Mauro Jr.
Concepção: Rosano Mauro Jr / Uyara Torrente
Dir. de Fotografia e Montagem: Rosano Mauro Jr.
VFX: Luiz Abreu
Maquiagem: Isabela Japiassú
Produção de Set: Lívia Milhomem

SINGLE
A arte de capa do single: Jaime Silveira.
Ouça nas plataformas de streaming:
Spotify: http://bit.ly/spotifyuyara
Deezer: http://bit.ly/deezeruyara
Google Play: http://bit.ly/gpuyara
Itunes: http://bit.ly/itunesuyara
Baixe: www.uyaratorrente.com

OFICINAS LIVRES DE INTERPRETAÇÃO E DRAMATURGIA TEATRAL

O Teatro Sesi Portão oferece oficinas livres de interpretação e dramaturgia teatral. Os alunos praticarão exercícios de aquecimentos físicos e emocionais, jogos dramáticos, interpretação, improvisação, expressão corporal e vocal, realizando a montagem de um espetáculo teatral como resultado do processo de ensino. As aulas iniciam em agosto e se dividem em duas turmas:

Turma Juvenil – aulas nas terças-feiras, das 16h às 18h30 (público de 12 a 17 anos);

Turma Adultos – aulas nas terças-feiras, das 19h às 21h30 (público a partir de de 18 anos).

Sobre os ministrantes – Atualmente diretor do grupo de teatro do Sistema Fiep (Sesi PR), Paulo Alves é roteirista, ator, diretor e oficineiro teatral. Atua na área desde 1985 e, como produtor cultural, desde 2000.

Valor: R$ 50 inteira e R$ 25 meia (trabalhadores da Indústria e estudantes do Sesi)

Local: Teatro Sesi Portão
Endereço: Rua Padre Leonardo Nunes, 180 – Portão, Curitiba

Inscrições: os(as) interessados(as) devem entrar em contato pelo telefone (41) 3271-8469 ou pelo e-mail daniele.santos@sistemafiep.org.br. As inscrições permanecem abertas até o final de setembro.

SESI CULTURA
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

AUXILIAR DE MARKETING / CURITIBA

vaga para trabalhar em Curitiba.

atividades:
– Levantamento de dados para criação de materiais relevantes para conversões;
– Auxilio a equipe de comunicação interna na criação de peças publicitárias;
– Pesquisa e Análise da Concorrência;
– Acompanhamento e revisão do conteúdo do e-commerce (produtos, valores, fotos e etc)
– Contato com fornecedores para atualização de logomarcas/imagens
– Auxiliar nas campanhas de Mídia Online junto com a equipe interna (facebook ads e Adwords);
– Auxiliar a equipe em análises/relatórios e otimizações do site e redes sociais através de métricas;
– Auxiliar no Envio de E-mail Marketing e Manutenção de Leads;
– Auxilio no planejamento de comunicação
– Auxilio no controle de budget

requisitos: Formação: Cursando ou formada em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, Marketing; Vivência na função.

Desejável:
– Experiência em E-commerce
– Conhecimento de Analytics
– Conhecimento no Pacote Adobe
Diferencial: HTML; Pixel do Facebook; Tag Manager

Interessados enviem currículo com pretensão salarial para rose@grh.com.br  / informe o título da vaga no assunto do email. 

INBOUND SALES / CURITIBA

vaga para trabalhar em Curitiba, em empresa Startup e está em pleno crescimento e com muitas demandas e desafios no dia a dia. Local: Local: Escritório Docg – bairro Água verde

atividades: Atuar com vendas de tele atendimento no segmento de venda direta, prospecção e formação de carteira de novos clientes.  Ser comunicativo, dinâmico e assíduo.

requisitos: Conhecimento em Excel. Superior completo ou concluindo. Experiência em vendas será um diferencial.

Salário: R$ 1.000,00 + Comissão de vendas

Benefícios: Tíquete-refeição, Vale-transporte

Regime de contratação: CLT (Efetivo)

Horário: De segunda a sexta, das 08:00 às 17:48

Interessados enviem currículo com PRETENSÃO SALARIAL para:  vagas@falavinha.com.br

TRANSEMPREGOS

O site TRANSEMPREGOS tem abrangência nacional e visa facilitar a colocação de travestis, mulheres transexuais e homens trans no mercado de trabalho, e possibilitar que as empresas contratem essas pessoas que muitas vezes não podem demonstrar todo o talento que tem unicamente por causa do preconceito.

O site foi relançado com visual mais clean, informações e muitas curiosidades. Logo, logo ele terá um novo sistema de cadastramento de currículos para facilitar tudo para você. “Esperamos continuar crescendo, para um dia, não haver necessidade de existirmos.”

Visite em www.transempregos.com.br