LUCYMAR NICASTRO LANÇA ÁLBUM VERSOS MEUS


Lucymar Nicastro lança Versos Meus, álbum com oito músicas de sua autoria. A cantora gravou no estúdio Gramofone, com produção de Alvaro Ramos e arranjos de Davi Sartori e Dudu Ramos.

Disponível nas plataformas digitais: Youtube, Spotfy, Deezer.

O projeto foi viabilizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

Ficha técnica:
Gravado no Estúdio Gramofone
Arranjos de Eduardo Ramos e Davi Sartori.

Músicos:
Thiago Duarte – contrabaixo
Julião Boêmio – cavaquinho
Marcio Rosa
Marcelo Oliveira
Ricardo Salmazo
Ita Brasil
Lucas Melo
André Ribas
Eduardo Ramos – Arranjo e violão
Alvaro Ramos – violão

Lucymar Nicastro. Foto: Jornal A cena.

Saiba mais sobre a cantora:
Facebook: Lucymar Nicastro
Instagram: @lucymarnicastro

Leia a reportagem completa do lançamento no Jornal A Cena, aqui. Por Giseli Canto.

Siga também:
Mistura Fina Facebook: Mistura Fina Arte
Mistura Fina Instagran: Mistura Fina Arte
Mistura Fina: Mistura Fina Arte

A música “Lembranças” foi gravada com a Rosa Lídia, a inesquecível Rosinha do Grupo Nymphas. Linda homenagem! 

LIVE SHOW LUCYMAR NICASTRO – VENHA CANTAR COM A GENTE!

Hoje, terça-feira, dia 2  março, às 20h, tem live show da Lucymar Nicastro, com Eduardo Ramos, Adelson Padilha e Ita Brasil. A live será transmitida através do facebook da Lucymar, aqui

Apoio Cultural: Mococa » Produtos Alimentícios

Sua contribuição é muito importante para os artistas! Colabore com a arte, curta,  chame os amigos, ajude os músicos nesse tempo tão “impossível” para a música!

Caixa Econômica:
Ag.: 3877
Conta: 24086-4
Lucymar Cachuba Nicastro
CPF: 442.920.409-82

Itaú:
Ag. 8733
Conta: 09171-6
Lucymar Cachuba Nicastro
CPF: 442.920.409-82


LAURA PETIT RETORNA COM O SENSUAL CLIPE “SOL NA VIRILHA”

Cantora lança primeira faixa desde elogiado álbum “Pelada por Esporte”

Após apresentar um olhar com frescor sobre o feminino e um mergulho nos amores modernos nos seus dois primeiros discos, Laura Petit revela uma nova fase da carreira com uma série de singles já projetados para 2021. O primeiro deles é “Sol na Virilha”, faixa que acaba de chegar às plataformas de streaming e ganha também um clipe.

A canção é o primeiro lançamento de Laura desde “Pelada por Esporte” (2019), um álbum que em seguida ganhou também uma série de remixes, “Pelada na Pista”, com quatro faixas que ofereciam uma nova perspectiva. Agora, a artista une a identidade musical do último disco com a entrega lírica de seu primeiro trabalho, “Monstera Deliciosa” (2017), em uma composição sobre voltar-se para dentro e reafirmar sua autonomia após uma relação abusiva.

“‘Sol na Virilha’ é uma música densa, intensa e ainda assim leve. Acho que na estética e na produção, essa nova faixa se aproxima mais do ‘Pelada’. Mas a poesia e a temática mais doída tem um quê do ‘Monstera’. Pensando agora talvez seja um híbrido entre os dois discos. Foi uma faixa difícil e gostosa de escrever e produzir. Serviu pra sublimar dores profundas e íntimas do jeito mais leve que eu pude. Pra eu me apropriar das minhas dores, do meu corpo e das minhas escolhas. Sol na Virilha é dançante, sensual e intensa”, resume Laura Petit.

A artista vai da MPB ao baião, da psicodelia ao experimental. Trazendo uma visão agridoce, bem-humorada e por vezes debochada dos afetos modernos, ela entrega uma sinceridade desinibida, uma candura desconcertante e uma ironia cortante, embaladas por uma instrumentação tão atual quanto nostálgica.

Nascida em Brasília e criada em Curitiba, Petit traz a arte no corpo desde sempre. Bailarina da infância até a adolescência, ela utiliza a linguagem corporal da dança para evoluir sua música. Em 2017, Petit lançou “Monstera Deliciosa”, um álbum que oferecia uma percepção livre e criativa do feminino. O segundo disco, “Pelada por Esporte”, marcou um olhar diferente e fora do universo decadente da temática do álbum anterior, voltando-se para dentro.

Com “Sol na Virilha”, Laura Petit referencia a sua própria discografia, mas sem deixar de olhar para o futuro. A artista agora prepara uma série de lançamentos que serão revelados aos poucos ao longo de 2021.

Assista a “Sol na Virilha”:
https://youtu.be/RVBjF1k8XDQ
Ouça “Sol na Virilha”:
https://smarturl.it/SolNaVirilha

Ficha técnica:
Produção: Eduardo Rozeira
Mix: Dani Mariano
Master: Pedro Soares
Videoclipe: Leticiah F.
Maquiagem: Marina Costa

Letra:
Sol na Virilha

Não vá dizer
Que me avisou
Se vai doer
Não avisa
Mas se vier
Não me jure amor
Cê tem o rei
Na barriga

Não era seu
Nunca foi seu
Não põe a mão
Era só meu
Sempre foi meu
Mesmo em vão

Não vá dizer
Que me avisou
Se vai doer
Não avisa
Mas se vier
Não me jure amor
Eu tenho o sol
Na virilha

Não era seu
Nunca foi seu
Não põe a mão
Era só meu
Sempre foi meu
Mesmo em vão

Não era seu
Nunca foi seu
Não põe a mão
Deixe meu véu
Assim eu vou

Era só meu
Sempre foi meu
Mesmo em vão
Não vou pro céu
Eu já não ia

Quando a sangria era folia
E o fim era questão só de recomeçar
A gente ria sem saber o que esperar

 

LIVE SHOW DE ANIVERSÁRIO DA LUCYMAR NICASTRO

Live show de aniversário da grande cantora, Lucymar Nicastro, nesta quarta-feira, dia 28 de outubro, às 19h, através do link: www.facebook.com/lucymar.nicastro

A artista, compositora e intérprete, Lucymar Nicastro, apresenta live show comemorando seu aniversário acompanhada dos músicos Eduardo Ramos, Adelson Padilha e Ita Brasil, com repertório de clássicos da MPB.

Sua contribuição é valiosa!
Se puder, contribua com os artistas!

Banco Itaú
Lucymar Cachuba Nicastro
Ag 7367
Conta 22698-7
CPF 442.920.409-82

Caixa Econômica
Lucymar Cachuba Nicastro
Agência 3877
Conta Poupança 000875354623-5
CPF 442.920.409-82

PÔXA – GILSON DE SOUZA


Gilson de souza, paulista da cidade de Marília, chegou à capital paulistana nos anos 60, foi cantor da noite e se apresentou em grandes casas de espetáculos da época como: Catedral do samba, Beco, Jogral, Bar Brahma e muitas outras. Dez anos depois nos anos 70 já era um nome respeitado dentre os sambistas, mpb e bossa nova. Antes de fazer sucesso como cantor, foi sucesso como compositor: a música “orgulho de um sambista” gravado por Jair Rodrigues (aqui) e 15 anos depois regravada por Adriana Calcanhoto (aqui). Outros sucessos de Gilson de Souza gravados por Jair rodrigues foram: Carnaval não envelhece (aqui) e Sou da Madrugada em parceria com cantor e compositor Wando (aqui). Em 1975, teve a oportunidade de gravar seu primeiro disco – onde 2 músicas se tornaram sucesso nacional e hinos da mpb: “Poxa” (aqui) e “Quem é do samba chora” (aqui)

A primeira regravação internacional de “Pôxa” foi feita pelo grupo espanhol Mocedades, em 1978, (aqui). 

Pôxa ganhou troféu imprensa como revelação do ano e melhor música. Já em 1988, recebeu o troféu gladiador no programa Raul Gil. 

Elza soares gravou a música “Deixa deus resolver” por volta de 1985 (aqui). 

Djalma pires também fêz sucesso com a música de Gilson de Souza “Perdido na madrugada” em 1987 (aqui).

Rosa Maria também gravou um grande sucesso; “Samba maneiro” em 1989.

Mais uma vez Jair Rodrigues grava música de Gilson de Souza: “Exaltação aos seresteiros” em 1990. 

Os originais do samba gravaram a música “Bahia do nosso senhor” em 1998.

Neguinho da beija flor regravou “Poxa” em 1999. 

Reinaldo o “príncipe do pagode” gravou a música “cena de cinema”, uma música que foi uma parceria com Almir Guineto em 2001 (aqui)

Elymar Santos regravou poxa em 2004 (aqui)

Neste mesmo ano a dupla argentina pimpinela regravou Pôxa (aqui), Guilherme e Santiago gravaram a música “Lei do Silêncio”, música em feita em parceria com Fernando Boêmio em 2005 (aqui).

Em 2006 foi a vez de Zeca Baleiro regravar Pôxa (aqui).

Em 2007, Gilson de Souza com a música Pôxa ganha uma Coroa de Ouro e uma de prata no programa Rei Majestade apresentado por Silvio Santos. 

Em 2008, o Exaltasamba regravou Pôxa: (aqui) e, finalmente, em 2010, Zeca pagodinho também regrava pôxa (aqui)

Texto / Fonte: RGS MUSIC BRASIL