LANÇAMENTO DA COLEÇÃO ESCREVER O CINEMA E MOSTRA DE FILMES DA CINEMATECA DE CURITIBA

Criada pela produtora audiovisual curitibana O Quadro, o selo para publicações de livros “Edições A Quadro” surge após um período de experiências diversas da produtora e seus colaboradores com a escrita crítica sobre cinema, a pesquisa acadêmica e atividades de ensino audiovisual. O primeiro projeto da editora é a Coleção Escrever o Cinema.

A Coleção Escrever o Cinema expande para a página dos livros o ato de se fazer cinema, trocando a lente pela letra, substituindo o roteiro pela reflexão. Nos volumes da coleção, pesquisadoras e pesquisadores ligados à universidade lançam luz sobre aspectos teóricos, históricos e críticos de diferentes obras da cinematografia mundial, em diálogo com outros campos do conhecimento, mas sempre retornando para os filmes em si.

O projeto visa dar vazão à força e intensidade das pesquisas sobre audiovisual realizadas em Curitiba e no Brasil, colaborando de maneira inovadora no mercado editorial de livros sobre cinema no território nacional.

A produtora, que não se senta à vontade em ser chamada de editora, simplesmente porque se vê realizando apenas mais um desdobramento das suas atividades cinematográficas do que se aprofundando no mercado editorial propriamente, conta com uma rede de distribuição gratuita dos volumes para instituições de ensino e culturais, e com vendas em parceria com livrarias independentes – por enquanto se juntaram à “Itibam Comic Shop” em Curitiba, à “Blooks” e à “Livraria Janela” no Rio de Janeiro, à “Livraria do Belas” em Belo Horizonte, e à “Cirkula” em Porto Alegre.

Serão três os livros lançados este ano: “A Aventura: notas sobre o estilo de Michelangelo Antonioni”, escrito por Juliana Rodrigues Pereira; “Eugène Green e a Hipótese do Cinema Descortinado”, escrito por Pedro Faissol; e a reedição de “Contos Morais e o cinema de Éric Rohmer”, escrito por Alexandre Rafael Garcia.

Outros dois livros da Coleção serão lançados no próximo ano, em 2022: “A representação do milagre no cinema: Iconografia, idolatria e crença”, também de Pedro Faissol; e “Documentário: filmes para salas de cinema com janelas”, escrito por Eduardo Tulio Baggio.

Há ainda o planejamento de lançamento da segunda temporada da Coleção, com outros seis livros de cinema já definidos, para o biênio 2023-2024.

O projeto também conta com um ciclo de palestras e bate-papos gratuitos para a população, realizados com o apoio de instituições ou em eventos. Como os seminários realizados em outubro no festival Olhar de Cinema e na universidade Unespar, as palestras ocorridas na IFPR, UFPR e MIS-PR em novembro e no Centro Juvenil de Artes Plásticas e Colégio Estadual do Paraná em dezembro.

O próximo evento, promovido juntamente com a Aliança Francesa de Curitiba, irá ocorrer nos dias 09 e 10 de dezembro na Cinemateca de Curitiba, e contará respectivamente com a exibição dos filmes “O Filho de Joseph” de Eugène Green e “Conto de Verão” de Éric Rohmer, bate-papo com os autores, mediados por entusiastas, e sessão de dedicatórias dos livros impressos.

Autores
Alexandre Rafael Garcia nasceu em 1985 em Curitiba. É pesquisador, realizador e professor de cinema. Doutorando em História na UFPR, mestre em Multimeios no Instituto de Artes da Unicamp e bacharel em Cinema pela Faculdade de Artes do Paraná. Fundou e foi sócio da produtora O Quadro de 2010 a 2015. Criador da Coleção Escrever o Cinema e da série Dicionário de Cinema. Hoje trabalha na Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

Juliana Rodrigues Pereira é assessora de comunicação e pesquisadora. Nasceu no Rio de Janeiro e, depois de morar em três regiões diferentes do País, criou raiz em Curitiba. É mestre em História pela UFPR; e bacharel em Jornalismo pela PUC-PR e em Cinema e Audiovisual pela Faculdade de Artes do Paraná.

Pedro Faissol é pesquisador e professor de cinema. Doutor e Mestre em Meios e Processos Audiovisuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Bacharel em Comunicação Social (habilitação Cinema) pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Sócio da produtora Raio Verde de 2013 a 2017. Hoje trabalha como docente no curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

SERVIÇO:
Aliança Francesa de Curitiba e Edições A Quadro apresentam: Mostra Coleção Escrever o Cinema
Data: 09.12, quinta-feira
Horário: 19h00
Exibição do filme: O Filho de Joseph (2016), de Eugène Green
Oferecimento: Filmicca
Mediação: Pedro Faissol
+ Dedicatória do livro Eugène Green e a hipótese do cinema descortinado, com Pedro Faissol, às 18h30
Data: 10.12, sexta-feira
Horário: 19h00
Exibição do filme: Conto de Verão (19966), de Éric Rohmer
Oferecimento: Institut Français, Ambassade de France Au Brésil e Cinemateca da Embaixada da França
Mediação: Alexandre Rafael Garcia
+ Dedicatória do livro Contos Morais e o Cinema de Éric Rohmer, com Alexandre Rafael Garcia, às 18h30
Local: Cinemateca de Curitiba | R. Presidente Carlos Cavalcanti, 1174
Mais informações: www.instagram.com/aquadroedicoes

A primeira temporada da Coleção Escrever o Cinema é um projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com incentivo das empresas Ademicon e Dextra, e apoio da Aliança Francesa Curitiba, Microcosmo Estúdio de Design e Estúdio Tijucas.

OFICINA: EMPREENDEDORISMO CULTURAL E ECONOMIA CRIATIVA NO AUDIOVISUAL

Oficina Empreendedorismo Cultural e Economia Criativa no Audiovisual. Online e Gratuita. Para jovens e iniciantes na área! Para quem quer saber mais sobre:

– Como fazer um projeto cultural
– O que são leis de incentivo, economia criativa e mercado audiovisual
– Como contar histórias importantes para o nosso mundo por meio de filmes.

Total de 12h e todo conteúdo fica por 30 dias em plataforma digital para ver e rever.

Ministrante: Lia Marchi + Participação de convidados especiais do Brasil e exterior.

As vagas são super limitadas, pois teremos atividades práticas e uma oportunidade exclusiva: cada aluno vai poder mandar um projeto pra receber comentários e avaliação da ministrante.

Todas as informações no link do formulário de inscrição: https://forms.gle/jZZZbwfWP5S36YqR9

TEATRO SECALHAR APRESENTA CRIPTA


CRIPTA por Jade Giaxa

A partir do dia primeiro de dezembro o grupo TEATRO SECALHAR apresenta seu trabalho  audiovisual CRIPTA. As exibições são realizadas de forma online até o dia cinco de dezembro sempre às 19h na plataforma Zoom. Em cada dia do evento, acontece um bate-papo com a equipe criativa após a exibição do trabalho. Os ingressos são gratuitos e  podem ser retirados no site www.teatrosecalhar.com

CRIPTA é o terceiro trabalho do grupo, desenvolvido a partir da continuidade das pesquisas com os temas guerra e gênero, que haviam sido investigados na obra Tanya: experimento para um encontro (2020). Agora, soma-se a isso também a casa, o espaço doméstico, entendido, aqui, como lugar de refúgio e de convivência.

Com o avanço da pandemia – que trouxe a demanda de, novamente, não apresentar um espetáculo presencial – o grupo optou por aprofundar sua relação com a linguagem audiovisual, buscando, nessa mídia, desdobramentos possíveis dentro do universo do trabalho anterior.

Em agosto, o grupo ocupou uma casa em Colombo-PR, dentro da qual foram realizadas quatro lives de experimentação e, posteriormente, as gravações do filme. Daí, seguiu-se a edição-construção da obra pensando a ritualística cotidiana própria da existência de quatro figuras dentro desse lar.

Segundo Vinícius Medeiros, dramaturgo de CRIPTA, ao longo da criação, o grupo percebeu que Tanya os levou a falar sobre as relações afetivas com a família, a infância, a morte e a religiosidade. ” A casa surgiu, portanto, enquanto ambiente central da investigação dessas questões. É importante também dizer que a decisão de situar a obra dentro de uma casa se deu ainda pelo contato com esse espaço como local de abrigo, isolamento e memória no momento de pandemia”, finaliza o dramaturgo.

O trabalho foi viabilizado pelo Mecenato Subsidiado, modalidade Iniciante, da Fundação Cultural de Curitiba através do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, tendo sido aprovado no edital de 2019. A estreia ocorrerá em Dezembro de 2021, via Zoom.

Além das apresentações, o grupo propõe a Oficina de Invenções Distraídas, ministrada por Francisco Gaspar e Caio Monczak.

SINOPSE:
Quem vem cá, que entre consigo, carregando as velhas sempre novas casas de si. Pelos pisos e paredes da vida agora comum se achegam os fins das muitas moradas. Quando, então, ao sumir o último sol, formos terra, água, fogo e ar, nos encontraremos para as boas-vindas de quem já partiu – e que hoje volta a partir.

QUANDO
01 a 05 de dezembro às 19h
Gratuito

Em cada dia de evento haverá uma interlocução com a equipe criativa após a exibição.

01/12 – Interlocução 1 – O Modo Operativo AND nos processos de criação da TEATRO SECALHAR com Francisco Gaspar Neto e Milene Duenha;
02/12 – Interlocução 2 – Bate-papo com TEATRO SECALHAR;
03/12 – Interlocução 3 – Dramaturgia, figurino e direção de arte com Vinicius Medeiros, Fernanda Peyerl e Rafael Rodrigues;
04/12 – Interlocução 4 – Iluminação, com Nadia Luciani e Vini Sant;
05/12 – Interlocução 5 – Audiovisual, com Eduardo Camargo e Renan Gumiel

Do dia 06 a 09 de dezembro será ministrada a oficina de invenções distraídas com Caio Monczak e Francisco Gaspar Neto.

OFICINA DE INVENÇÕES DISTRAÍDAS
A oficina de invenções distraídas se situa na questão “como redispor a casa para reanimar o movimento?” para propor a invenção de situações e objetos através da desprogramação / reprogramação dos dispositivos reguladores da habitação. Pretendemos nos nossos encontros subverter as disposições habituais e hierárquicas dos corpos que coabitam os ambientes em que vivemos para constituir novos mapas sensíveis entre corpos-gente, corpos-mobília, corpos-imagens. Trata-se de um convite a experimentar a subversão das lógicas consagradas de dispor a mobília, ordenar os encontros e controlar os movimentos. É um convite também à invenção de novos modos de existir no espaço comum a partir do incomum já compartilhado. Para isso, vamos trabalhar as imagens produzidas no espetáculo Cripta da TEATRO SECALHAR conjugados a elementos da prática de Arrumação, estratégia de invenção coletiva e convivência que se estabelece na redisposição dos nossos mapas subjetivos através da experimentação conjunta da composição dos corpos nos espaços.


CRIPTA por Eduardo Camargo

FICHA TÉCNICA
Criação: TEATRO SECALHAR – Andromeda, Eduardo Camargo, Fernanda Peyerl, Jade Giaxa, Karina Rozek, Milena Plahtyn, Rafael Rodrigues e Vinicius Medeiros
Performers: Jade Giaxa, Karina Rozek, Milena Plahtyn e Rafael Rodrigues
Dramaturgia: Vinicius Medeiros
Direção audiovisual, direção de fotografia, operação de câmera, edição e finalização: Eduardo Camargo
Design gráfico: Karina Rozek
Operação de câmera, assistência de fotografia e de direção: Renan Gumiel
Iluminação: Nádia Luciani
Platô, assistência de iluminação e captação de som: Vini Sant
Figurino: Fernanda Peyerl
Maquiagem: Andromeda
Consultoria artística: Francisco Gaspar
Preparação corporal: Milene Duenha
Direção de arte e direção de produção: Rafael Rodrigues
Arte 3D: Renan Gumiel
Contrarregragem: Andromeda, Fernanda Peyerl e Vinicius Medeiros
Produção geral: TEATRO SECALHAR

Apoio: Backbros – Locadora de Câmera

Agradecimentos: Fabio Nunes Medeiros, LABIC – Laboratório de Iluminação Cênica FAP/UNESPAR, Pêdra Costa, Pedro Bento de Oliveira e Wash Cavalli e família

Captação de recursos: Carol Roehrig
Incentivo: Uninter

REDATOR DE VÍDEOS E ARTIGOS VOLTADOS PARA HARDWARE – MARKETING / CURITIBA

Redator de vídeos e artigos voltados para Hardware – Marketing. Vaga para trabalhar em Curitiba.

Atividades a serem desenvolvidas:
– Criação de vídeos e material publicitário para divulgação de produtos de Informática (Hardware).

Experiência/Requisitos Profissionais desejados:
– Redator com conhecimento de SEO;
– Conhecimento avançado em Hardware;
– Criação de artigos – elaborar pautas – pesquisar e elaborar um relatório de tendências mensal – criação de e-news;
– Criação de funil de e-mail / vendas – criação de posts no Instagram e redes sociais – criação de conteúdos para vídeos no Youtube e stories;
– Postagem dos conteúdos – criação de roteiros de filmagem para nosso canal e redes sociais – formatação de ideias para os canais;
– Aprovação dos vídeos editados pela equipe de produção, thumbs, acompanhar e aprovar os cortes, trailers e edições – preparar apresentações para os roteiros criados;
– Ter muita energia – estar ligado no que está acontecendo na internet, Youtube, mundo, cultura;
– Ter experiência na elaboração de ideias e roteiros – ter conhecimento de como montar apresentações, usando identidade visual criada no Canva ou Google Slides;
– Espírito de equipe – Mindset criativo e foco em resultado – WordPress – – Elementor (plugin de WP) – Canva / Spark – Adobe Indesign – Leadlover – Clickup – Formação em Publicidade, Marketing ou Redes Sociais.

Horário de Trabalho
Segunda a Sexta – Horário Comercial.

Salário e Benefícios
Salário fixo a combinar + VR + VT

Interessados enviar currículo para: processoseletivo.rhf@outlook.com com o título Redator de vídeos e artigos voltados para Hardware – Marketing – CURITIBA/PR

EDITOR DE VÍDEO – MARKETING / CURITIBA

Editor de Vídeo – Marketing. Vaga para trabalhar em Curitiba.

Atividades a serem desenvolvidas:
– Estrutura vídeos e narrações, edita imagens e áudio e acompanha a finalização de produções.

Experiência/Requisitos Profissionais desejados:
– Conhecimento intermediário em Hardware;
– Intermediário em Motion Graphics;
– Avançado em captação;
– Avançado em edição de vídeo;
– Intermediário em edição de imagem;
– Ser proativo e organizado.

Horário de Trabalho
Segunda a Sexta – Horário Comercial.

Salário e Benefícios
Salário fixo a combinar + VR + VT.

Interessados enviar currículo para: processoseletivo.rhf@outlook.com com o título Editor de vídeos – Marketing – CURITIBA/PR

ANALISTA DE MARKETING / CURITIBA

Analista de Marketing. Vaga para trabalhar em Curitiba.

“Buscamos talentos com desejo de transformar a área da saúde no Brasil.
Desafios que vai encontrar:
– Produzir textos institucionais, promocionais e comerciais para os meios on e off line.
– Criar roteiros para vídeos comerciais e institucionais.
– Reescrever material técnico gerando atratividade Comercial.
– Acompanhar e atualizar o conteúdo dos sites das empresas do grupo.
– Orientar a equipe criativa da área no desenvolvimento dos materiais promocionais, institucionais e comerciais.
– Interface com assessoria de imprensa.
– Responder pelas ações administrativas da área.

O QUE ESPERAMOS QUE VOCÊ TENHA:
– Experiência de 2 anos na função.
– Conhecimento avançado em produção de textos para mídia on line, off line e roteiros de vt.
– Necessário conhecimento avançado em Power Point.
– Pós-Graduação ou MBA na área.

Se identificou?
Envie seu currículo com a pretensão salarial para nós: thais.silva@integracsc.com.br

Informar no assunto o título da vaga.

PROJETO CURITIBANO FOMENTA A CONSERVAÇÃO DE ESCULTURAS SACRAS E OFERECE CURSO GRATUITO

Foto: Wagner Melo.

A iniciativa idealizada pela conservadora-restauradora Ana Caniatti oferece curso gratuito de noções básicas de conservação preventiva e é um dos primeiros projetos a ocupar a recém-inaugurada Escola de Patrimônio

No mês de novembro, a Escola de Patrimônio & Liceu das Artes da Fundação Cultural de Curitiba recebe o curso semipresencial de “Introdução à Conservação da Imaginária Sacra”, idealizado pela conservadora-restauradora Ana Caniatti a convite da Flutua Produções. O projeto busca instigar um olhar crítico sobre a preservação da imaginária sacra através do curso acompanhado de material didático. Em contrapartida, o projeto prevê a conservação de uma imagem musealizada pertencente ao acervo do Museu de Arte Sacra de Curitiba – MASAC.

O curso gratuito é formado por cinco aulas presenciais, ministradas de 16 a 20 de novembro por Ana Caniatti, Flávia Dias, professora no Museu de Arte Sacra de São Paulo, e Ruy Neto, arquiteto conservador. Além dos encontros presenciais, o curso conta com uma aula de encerramento, que será realizada no dia 07 de dezembro, através de um encontro online síncrono. Ao todo, são 12 vagas destinadas a funcionários de museus e igrejas, conservadores, restauradores, laudistas, museólogos, historiadores, arquitetos, galeristas, colecionadores, estudantes e pessoas interessadas no tema. As inscrições podem ser feitas no link https://forms.gle/B8F2thiShcuTzN4S9 entre os dias 14 e 30 de outubro.

No cronograma, estão presentes temas como: princípios de conservação, história da arte sacra, métodos de pesquisa, agentes de degradação e patologias, além de análise do estado de conservação.

Para Ana Caniatti, a preservação do patrimônio histórico está diretamente ligada à preservação da nossa memória e identidade cultural. “A importância de difundir as noções de preservação de bens culturais vai ao encontro da necessidade humana de ter contato com a sua memória e sua história. Estes bens, e neste caso tratamos das imagens sacras, precisam ser respeitados e resguardados, pois narram os modos de produzir e de existir dos nossos antepassados.”, ressalta ela.

O fundador da Flutua Produções, Gilmar Kaminski, reforça a importância de projetos como esse para a cultura. “Trabalhar com patrimônio é entender a importância da conservação e da valorização da memória, e isso se potencializa na proposição do curso, que tem como principal objetivo instrumentalizar a população para a preservação do patrimônio cultural, nesse caso, da imaginária sacra.”, comenta o produtor cultural.

Projeto realizado com recursos do programa de apoio e incentivo à cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Sobre Ana Caniatti
Ana Caniatti é formada em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes do Paraná (2007), Técnico em Conservação e Restauração pela Fundação de Arte de Ouro Preto (2009) e Especialista em História da Arte Sacra pela Faculdade Arquidiocesana de Mariana (2012). Integrou a equipe de restauro das igrejas de Nossa Senhora D´Ajuda, em Congonha (MG); Matriz de Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Videira (SC); e Matriz de São Domingos, em Araxá (MG). Estagiou no Museu da Inconfidência de Ouro Preto e trabalhou na FAOP, no laboratório de conservação e restauro de escultura policromada. Em 2013, fundou em Curitiba o Atelier Caniatti Conservação e Restauro, onde atua realizando projetos para conservação, restauração, documentação de obras e de acervos de instituições públicas, privadas e particulares. Foi presidente da Associação dos Restauradores e Conservadores de Bens Culturais do Paraná – ARCO.IT (2018 e 2019) e promoveu diversos cursos para aperfeiçoamento dos profissionais da área, assim como projetos de incentivo à pesquisa científica. É associada ao Centro de Estudos em Imaginária Brasileira – CEIB.

Sobre Flutua Produções
Fundada em 2016 pelo produtor cultural Gilmar Kaminski, a Flutua Produções tem como proposta o diálogo com as diversas linguagens artísticas, desenvolvendo projetos nas artes cênicas, música, literatura, patrimônio histórico, artístico e cultural, artes visuais e audiovisual. Presta serviços de planejamento, organização e produção de projetos e eventos culturais, com foco na elaboração e gestão de projetos via leis de incentivo à cultura, sempre com a premissa da democratização de acesso. Dentre os atuais trabalhos desenvolvidos destacam-se a coordenação de produção da Bienal de Quadrinhos de Curitiba e o projeto Histórias e Retratos da Feira do Largo da Ordem. Mais informações em www.flutuaproducoes.com.br

SERVIÇO
Curso de Introdução à Conservação da Imaginária Sacra
Quando: de 16 a 20 de novembro, das 14h às 18h (presencial)/ encontro final em 07 de dezembro, das 19h às 21h (online)
Onde: Escola de Patrimônio & Liceu das Artes (R. Kellers, 63 – São Francisco, Curitiba)
Inscrições gratuitas em https://forms.gle/B8F2thiShcuTzN4S9

FICHA TÉCNICA
Realização: Caniatti Conservação e Restauro e Flutua Produções
Coordenação pedagógica: Ana Eliza Caniatti Rodrigues e Flávia Andrea Siqueira Dias
Coordenação de produção: Gilmar Kaminski
Pesquisadores e ministrantes: Ana Eliza Caniatti Rodrigues, Flávia Andrea Siqueira Dias e Ruy Altamir da Cruz Neto
Pesquisa histórica – Sant’Ana Mestra: Deborah Agulham Carvalho
Intervenção de conservação – Sant’Ana Mestra: Ana Eliza Caniatti Rodrigues
Assistência de produção: Luana Camargo
Projeto gráfico e diagramação: Adriana Alegria
Revisão textual: Anna Carolina Azevedo
Assessoria de imprensa e Marketing digital: Platea Comunicação e Arte
Fotografia: Wagner Melo e Lucas Gabriel de Souza da Silva

Projeto realizado com recursos do programa de apoio e incentivo à cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Assessoria de Imprensa
Platea Comunicação e Arte
platea.comunicacao@gmail.com
(41) 9 9907-9648

CARTOGRAFIA FILMES OFERECE OFICINAS E ORGANIZA CINECLUBES EM BAIRROS DE CURITIBA

O Circuito Griot propõe a reflexão e a construção de produtos audiovisuais por e para comunidades periféricas de Curitiba

Moradores de quatro bairros de Curitiba recebem o Circuito Griot, projeto que propõe a reflexão e a construção de produtos audiovisuais por e para comunidades periféricas da capital. Na primeira etapa, entre os meses de outubro e dezembro, as atividades ocorrem nos bairros Parolin e Sítio Cercado. De fevereiro a abril de 2022, chega ao Tatuquara e à Vila Leonice.

“Pra gente é muito importante descentralizar os acessos à cultura, tanto no que diz respeito à localidade quanto às pessoas que normalmente, por vários motivos, acessam esses bens. Então, realizar o Circuito nesses territórios, onde já existe um histórico de luta, de resistência negra em Curitiba, é muito importante”, diz Bea Gerolin, da Cartografia Filmes.

A programação consiste em Oficinas de Práticas Audiovisuais e exibições de filmes abertas à comunidade. Na oficina será abordada a linguagem e a produção cinematográfica com o compartilhar de experiências e a sensibilização de olhares das/os participantes aos territórios que habitam.

Cada bairro receberá uma Oficina com oito encontros, de 3h cada, durante dois meses. Ao final do processo, os exercícios serão reunidos em um filme-carta, resultando em quatro curtas produzidos coletivamente por moradores de bairros periféricos de Curitiba.

Já as exibições abertas à comunidade têm como objetivo aproximar a população do formato do cineclube. A proposta é exibir filmes com protagonismo ou realização negra em espaços coletivos dos bairros. As sessões quinzenais contemplam a exibição de dois filmes, um do tipo curta metragem e outro, em formato longa metragem, seguidos de um debate. Antes de todas as sessões, os longas exibidos serão decididos por votação dos próprios participantes das oficinas.

Para Andrei Bueno Carvalho, da Cartografia Filmes, o Circuito Griot é um projeto que busca englobar, de forma ativa em todo o processo, a comunidade onde as oficinas e exibições acontecerão. “Especialmente no fortalecimento da cadeia econômica movimentada por um evento cultural desta natureza a partir dos empreendedores e/ou projetos sociais locais. Tanto na alimentação do lanche das oficinas, na circulação dos anúncios sonoros no bairro como na participação das produtoras locais – que são lideranças consolidadas em seus territórios – como integrantes da equipe técnica do projeto”, diz.

O Circuito Griot é o novo projeto da Cartografia Filmes, produtora vocacionada para o audiovisual identitário negro. Também realiza, em Curitiba, outros projetos de difusão, como o Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo, que acontece desde 2018, e a Afrika XX – Mostra de Cinemas Pioneiros do Continente Africano.

O Circuito Griot tem apoio da Aliança Francesa – Curitiba e Incentivo do Ebanx. Realizado com recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Sobre a Cartografia Filmes
A Cartografia Filmes é uma produtora paranaense vocacionada para o audiovisual negro que une trajetórias diversas. Desse território de encruzilhada, nossa atuação se movimenta pelo desejo de compartilhar novas formas de acesso e produção dos bens culturais, fortalecendo e criando espaços coletivos nos eixos de DIFUSÃO, FORMAÇÃO E PRODUÇÃO do audiovisual, de maneira a abrir caminhos na reconstrução de imaginários onde as múltiplas subjetividades sejam livres para exercer sua existência com plena autonomia e potência >> Encontre a gente nas redes www.instagram.com/cartografiafilmes/

Sobre o Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo
O Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo começou em 2018 como Mostra de Cinema Negro Brasileiro com o objetivo de criar um espaço onde pudessem exibir filmes pensados, realizados e protagonizados por pessoas pretas em território nacional. Nas edições anteriores foram exibidos com lotação máxima de público 61 curtas, dois longas e um média. Em 2020, por conta da pandemia, foi realizado em formato online. As edições aconteceram com financiamento coletivo. www.festivalgriot.com.br

Serviço
Circuito Griot
Onde:
Parolin – Oficinas aos sábados, 23/10 a 11/12, das 09h às 12h. Exibições nos dias 31/10; 06/11; 20/11 e 04/12, às 18h30.

Sítio Cercado – Oficinas aos sábados, de 23/10 a 11/12, das 14h30 às 17h30. Exibições nos dias 30/10; 13/11; 27/11 e 11/12, às 18h30.

Contato
Andrei Bueno Carvalho
Coordenação e Produção Executiva
(41) 9 99608/4165
cartografia.filme@gmail.com

Bella Souza / Direção de Produção
(41) 99602-8894
izacris1@gmail.com

ANALISTA DE MARKETING / CURITIBA

Analista de marketing. Vaga para trabalhar em Curitiba.

Atividades: Elaborar estratégias digitais, produtor de conteúdo audiovisual, monitoramento das redes sociais, produtor de conteúdo para blog, campanha on e offline, inbound, e-mail marketing, vídeo Youtube.

Requisitos:
– Marketing / Marketing digital, relações públicas, comunicação social.
– Deve ter experiência
– Fácil acesso a região central de Curitiba.

Horário comercial (segunda a sexta).

Salário+Benefícios: R$ 3.000 (Negociável) VT e VR

INTERESSADOS:
Currículo para: anuncio@gruporhmais.com.br com o título da vaga no assunto
do e-mail

Cadastro no site: www.gruporhmais.com.br / CÓDIGO DA VAGA: ANALISTA DE MARKETING / CURITIBA- 827

BOLSA QUALIFICAÇÃO 2021 ::: EDITAL RETIFICADO

A Secretaria da Comunicação Social e da Cultura (SECC) do Paraná, por meio da Superintendência-Geral da Cultura, informa que estão abertas as inscrições para as 12 mil vagas do Programa Bolsa Qualificação Cultural – Lei Aldir Blanc 2021. Para macrorregião de Curitiba serão 3.784 vagas.  As inscrições vão de 15 a 04 de outubro de 2021.

O objetivo geral do Programa Bolsa-Qualificação é a oferta de cursos de qualificação e concessão de bolsas para até 12.000 (doze mil) trabalhadores e trabalhadoras da Cultura, pessoas físicas, residentes no Estado do Paraná. 

Os objetivos específicos do Programa Bolsa-Qualificação são:
– Incentivar a participação destes trabalhadores no processo de formação;
– Garantir conhecimentos mínimos necessários para participação em editais e ações desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura-SECC;
– Qualificar os trabalhadores e trabalhadoras no segmento cultural em que atuam, deixando assim um legado de aperfeiçoamento do fazer Cultural e a possibilidade de geração de trabalho, emprego e renda.

Os cursos do Programa Bolsa-Qualificação Cultural serão ofertados na modalidade de Educação a Distância. Os cursos terão duração total de 120 (cento e vinte) horas, divididos em 03 (três) Módulos de 40
(quarenta) horas cada, no período de no período de 19 de outubro a 08 de dezembro de 2021.

São 3 módulos de 40 horas cada, onde você vai estudar sobre cultura e no final de cada módulo ganha R$1.000,00. 

Os cursos do Programa Bolsa-Qualificação Cultural serão ofertados na modalidade de Educação a Distância.
Os cursos contém 03 Módulos:
MÓDULO 1 – comum a todos os Segmentos do Setor Cultural;
MÓDULO 2 e MÓDULO 3 – Qualificação específica para cada segmento do setor cultural: Artes Visuais / Audiovisual / Circo/ Dança / Literatura, Livro e Leitura / Música / Ópera / Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares / Teatro / Técnicos que atuam na cadeia produtiva da cultura.

O pagamento das bolsas será realizado ao fim de cada módulo, em três parcelas de R$ 1.000,00 (um mil reais), totalizando R$ 3.000,00 (três mil reais) por bolsista. O pagamento das bolsas está condicionado ao bom desempenho no curso, ou seja, para receber a bolsa referente ao módulo concluído é preciso que o participante seja aprovado e receba o seu certificado de conclusão do módulo.

As inscrições serão realizadas online exclusivamente no endereço eletrônico no período no período de 00h00min do dia 15 de setembro de 2021 até às 23h59min do dia 04 de outubro de 2021. Os interessados devem acessar o link: https://inscricoes.apps.uepg.br/ 

Entre no site da Lei Aldir Blanc para saber mais sobre o programa, neste link.

Bolsa
CONFIRA O EDITAL RETIFICADO,  Edital Bolsa Qualificação Cultural – Lei Aldir Blanc, neste link.

fonte: Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura

Confira a
REUNIÃO COM OS DIRIGENTES MUNICIPAIS DE CULTURA
14 DE SETEMBRO DE 2021 | 9h30 às 11h30min


fonte: Cultura Paraná