SISTEMA FIEP ABRE PROCESSO SELETIVO PARA DESIGNER PLENO / CURITIBA

Sistema Fiep abre processo seletivo para Designer PL. Vaga para trabalhar na Sesi Sede, em Curitiba, no centro da cidade. Vaga presencial, mas no momento estão em formato híbrido. Inscrições abertas de 27 à 03 de setembro de 2021.

“Sistema Fiep é sinônimo de fortalecimento da indústria.
Trabalhamos de forma integrada, com soluções capazes de melhorar os resultados das indústrias, movimentar a economia, realizar sonhos, empregar e projetar o Paraná no cenário internacional.

Esta é a nossa missão: servir e fortalecer a indústria para melhorar a sua vida.

Pra você que deseja contribuir com o desenvolvimento da indústria e da sociedade, esta vaga pode ser sua!

Qual é a posição?
– Designer PL

Quais são os desafios e as principais responsabilidades?
– Desenvolvimento de campanhas publicitárias, conceitos criativos / identidades visuais, folders, livretos, revistas, materiais gráficos em geral e para PDVs; Adaptação de peças gráficas para formatos variados: online (anúncios, e-mkts, banners, etc.) e offline (anúncios, impressos, ambientações, estandes promocionais, etc.); Tratamento de imagens e fechamento de arquivos online (html) e off-line (gráficas / veículos);

Gostou? Então verifique se você possui os requisitos abaixo:
– Superior completo em Design, Publicidade e Propaganda, Artes visuais, Marketing ou áreas afins;
– Desejável Pós-Graduação (especialização ou MBA) nas áreas de Marketing, Comunicação, Design, Artes ou áreas correlatas;
– Desejável Inglês Intermediário
– Conhecimento em design gráfico e motion design;
– Experiência comprovada nas áreas de design / criação / direção de arte;
– Conhecimentos em usabilidade e arquitetura da informação;
– Conhecimentos avançados em programas populares de criação, editoração e design;
– Conhecimentos avançados do pacote Creative Cloud (Photoshop, Illustrator, InDesign, Dreamweaver) – Adobe

Conheça nosso pacote de benefícios:
– Plano de Saúde;
– Vale Transporte;
– Vale Refeição/Alimentação;
– Previdência privada;
– Desconto para estudos no Sistema Fiep;
– Auxílio creche (até os 6 anos de idade);
– Associação de funcionários;
– Cartão Viva Mais.

Fique por dentro de alguns detalhes sobre esta oportunidade:
– Local de trabalho: Sesi Sede – Curitiba/PR
– Horário: 9h as 12h e 14h as 19h (40h semanais)
– Tipo de contrato: CLT Indeterminado

Ficou interessado? Candidate-se e boa sorte!
O prazo para inscrição neste processo seletivo é dos dias 27/09/2021 á 03/10/2021.

Interessados inscrevam-se através deste link / Código da vaga: JP-83439 – Designer PL – RP 6498 – Sesi Curitiba-PR

Essa vaga também se destina a pessoas com deficiência (PCD) ou reabilitados (as).

Este processo seletivo tem validade de 24 meses, podendo ocorrer o aproveitamento de candidatos aprovados em novas oportunidades deste mesmo perfil, seguindo a ordem de classificação.

ECONOMIA CRIATIVA É UMA APOSTA DO SESI CULTURA PARANÁ

Crédito foto: Chico Santos

O segmento inspira criatividade e inovação, principalmente em época de coronavírus

O Sesi Cultura Paraná investe no segmento cultural e aposta sempre em novidades e inovação. Grandes projetos são realizados desde 2008 e a evolução em cada ano traz à marca conquistas que atraem grandes talentos. Agora, com o impacto do coronavírus o setor precisa se reformular, buscando novas estratégias tecnológicas para que a arte continue a se manifestar.

Segundo a Rede de Economia Criativa (Rec), o setor gera 30 milhões de reais e movimenta 3% do PIB mundial. O segmento ganha cada vez mais espaço e as indústrias já geram em torno de 30 milhões de empregos com movimentação de US$ 2,5 bilhões ao ano. O Sesi Cultura Paraná faz parte desses números, tendo como exemplo os Núcleos Criativos espalhados por várias cidades do estado do Paraná, como também os 11 equipamentos (teatros) que trazem durante o ano programações que envolvem diversas áreas como – Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Música, Games, Moda e Design.

Para o ano de 2020, com a chegada do coranavírus que modificou a dinâmica do mundo em sua forma de viver, a arte não pode ficar para trás – com isso, o apoio a inovação e ferramentas tecnológicas para que os artistas continuem ativos não faltam para o Sesi.

Nesse cenário, o primeiro passo foi criar um movimento em suas redes sociais com a #SesiIndica , em que são divulgados os trabalhos dos artistas que exploram o universo online. O movimento é um incentivo às pessoas para continuarem consumindo arte. Por meio das redes sociais, é possível atingir um grande público que apoia a cultura. Outras ideias estão surgindo para que os artistas possam movimentar ainda mais a economia criativa em parceria com o Sesi.

BRASEIRO CONVIDA NELSON SARGENTO PARA SHOW EM CURITIBA

O projeto Sesi Música promove ação para amantes do samba e do choro 

O Sesi Música, iniciativa do Sesi Cultura Paraná, promove o show “Braseiro convida Nelson Sargento” no dia 26 de outubro, às 20h horas, no Teatro Campus da Indústria, em Curitiba.

No show “O samba de Nelson Sargento”, o grupo curitibano Braseiro convida o multiartista carioca Nelson Sargento para participar de um encontro inesquecível no qual darão destaque às composições do sambista.

A banda curitibana Braseiro é formada por amantes do Samba e do Choro. A proposta do grupo é defender as composições de sambistas da cena local, sem deixar de lado os compositores consagrados que permeiam as rodas de vários locais do Brasil. Valorizando a identidade da raiz, o grupo formado por Jonas Lopes (cavaquinho e bandolim), Luiz Ivanqui (violão 7 cordas), Otávio Augusto (sopros), Ricardo Salmazo (percussão) e Otto Lenon (percussão), nesta edição conta também com a participação de Roseana Santos (voz) e Luís Rolim (percussão) e tem por intuito buscar a sonoridade do samba mais tradicional, como a dos regionais que fizeram história na música brasileira em outros tempos. Os integrantes são ativos dentro da cena do samba em Curitiba e contribuem com a disseminação do estilo musical, buscando propagar a filosofia do samba, em especial, na capital paranaense.

O carioca Nelson Sargento faz parte da história viva do samba brasileiro, juntamente com Riachão (BA) e Hermínio Bello de Carvalho (RJ), seu Nelson está entre os consagrados sambistas da velha guarda que ainda encontra-se vivo. Além de ser considerado um dos maiores nomes da escola de samba carioca da Mangueira.

Nascido em 1924, Nelson Sargento é um multiartista, atuante até os dias de hoje. Cantor, compositor, escritor, pintor, músico, ator, artista plástico e pesquisador, ele já participou de longas e curtas-metragens, escreveu e lançou dois livros, desenvolve seu trabalho como artista plástico por meio dos conhecimentos adquiridos em seu trabalho de pintor e pedreiro, ofício que exerceu por muitos anos, além de compor e musicar canções que ficaram consagradas nacional e internacionalmente.

Nelson Sargento mudou-se para o morro da Mangueira quando tinha aproximadamente dez anos e, morando lá, conheceu Cartola e Nelson Cavaquinho – que o ensinaram a tocar violão e que, no futuro, seriam seus parceiros de composição. Entrou para a ala de compositores da Mangueira e compôs canções como “Falso Amor Sincero”, “Vai dizer a Ela” (com Carlos Marreta), “Nas Asas da Canção” (com Dona Ivone Lara) entre outros. Sua composição de maior sucesso, “Agoniza Mas Não Morre”, foi gravada por Beth Carvalho e tornou-se um hino de resistência da cultura do samba carioca. Em 2017 teve seu show “Nelson Sargento com Vida” eleito como melhor show nacional por votação popular, segundo o Guia da Folha de São Paulo.

SERVIÇO
SESI MÚSICA APRESENTA:
Braseiro convida Nelson Sargento
Data: 26 de outubro
Horário: 20h
Duração: 60 minutos
Classificação: livre
Valor: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Local: Teatro Campus da Indústria
Endereço: Av. Com. Franco, 1341 – Jardim Botânico, Curitiba
Página do evento, aqui

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura /
www.facebook.com/sesiculturapr

SESI CULTURA – Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de uma forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

EVENTO: LITERATURA, PASSADO EM PROSA – O SILÊNCIO DO VAMPIRO

O ciclo de bate-papos PASSADO EM PROSA, com os autores da Coleção A Capital e em parceria com o SESI Cultura, continua na terça-feira, 8 de outubro, das 19:00 às 20:00, em Curitiba, com o escritor e jornalista, pós-graduado em Cinema e Mestre em Letras, Luiz Andrioli, autor, entre outros, de “O circo e a cidade, histórias do grupo circense Queirolo em Curitiba” (Coleção A Capital) e “Laçador de cães”.

O estudo é realizado por meio da crítica ao discurso jornalístico sobre o escritor Dalton Trevisan, utilizando-se de fontes de imprensa e referências bibliográficas. Dalton Trevisan é conhecido pela concisão de suas palavras. Ele também se nega, há décadas, a dar entrevistas ou declarações para a imprensa. Mesmo assim, os jornais não deixam de comentar seus livros. “O silêncio do vampiro” analisa de que forma a produção do contista aparece na mídia. Em algumas situações, os jornalistas buscam na própria obra do autor as respostas necessárias e verossímeis. Em outros momentos, é a interpretação a partir das palavras do escritor que preenche as lacunas. Em ambas as formas, a discussão aqui proposta aponta que o silêncio de Dalton Trevisan é uma estratégia literária em nome da imortalidade pretendida pelo Vampiro de Curitiba.

Serviço:
EVENTO: LITERATURA, PASSADO EM PROSA – O SILÊNCIO DO VAMPIRO
Local: Centro Cultural Sesi Heitor Stockler De França na Av. Mal. Floriano Peixoto, 458, Centro, Curitiba
Data: Terça-feira, 8 de outubro, das 19:00 às 20:00 
Entrada gratuita. 
Página do evento, aqui
Organização: Factum Pesquisas Históricas

fonte 

PASSEIO AUDIOVISUAL – INVESTIGAÇÕES AUDIOVISUAIS PELO CENTRO DE CURITIBA

Passeio Audiovisual é uma oficina de realização audiovisual com sessões teóricas e práticas de direção de arte, direção de fotografia e realização visando a construção de narrativas fílmicas pelo centro de Curitiba. 

Os vídeos produzidos pelos alunos serão exibidos em uma mostra pública no Cine Passeio e no SESI Paula Gomes.

A oficina acontece de 17/09 à 31/10 todas as terças e sextas das 18:30 às 22:00 no Cine Passeio (60h) e é gratuita mediante seleção.

Os interessados devem realizar inscrição até o dia 10/09. A oficina é aberta à todas as pessoas acima de 16 anos. São 30 vagas.

O resultado da seleção sai no dia 11/09. Mais informações no email: passeioaudiovisual@gmail.com e/ou na fanpage, aqui

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA TRAVESSIA BRASIL-HAITI NO CENTRO CULTURAL SESI HEITOR STOCKLER DE FRANÇA

A mostra do fotógrafo e cineasta João Braun se destaca pelo seu olhar irreverente sobre a cultura haitiana

O Sesi Cultura Paraná apresenta nos meses de agosto e setembro a exposição Travessia Brasil-Haiti, no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França. A mostra é do fotógrafo e cineasta João Braun que, no ano de 2018, lançou o seu primeiro livro fotográfico documental sobre o tema da imigração. O autor é natural de Pato Branco, Paraná, e nos últimos meses vem se destacando com seu projeto em diferentes partes do mundo.

De acordo com o artista, a exposição revela a cultura haitiana sobre aspectos diferentes do que costuma ser apresentada. Em seus trabalhos, João Braun adota a imersão social como prioridade e tem o contato com as raízes dos temas escolhidos como fundamental para extrair informações e expressá-las em suas fotos.

Na exposição em cartaz em Curitiba, João Braun enxergou uma oportunidade de registrar o período histórico da imigração haitiana no Brasil com o resgate das primeiras colonizações que formaram o município de Pato Branco, interior do Paraná, e culminando nessa nova imigração vinda do Haiti. Segundo Braun, desde o século passado, com a vinda dos imigrantes europeus, não houve registros sobre uma nova movimentação imigratória.

Para a realização da exposição, o fotógrafo permaneceu em contato com a comunidade de imigrantes haitianos por um período de um ano no sudoeste do Paraná e 24 dias no interior do Haiti, no município de Ganthier, onde buscou a experiência de viver como um imigrante, tendo como propósito entender melhor as diferentes realidades.

Recentemente, um filme documentário de João sobre o mesmo tema da exposição e com duração aproximada de 70 minutos, dirigido por Daniel Pereira, foi selecionado no festival Lift Off Global Network, da Inglaterra, sendo posicionado na segunda colocação entre os cinco finalistas.

A exposição Travessia Brasil-Haiti é itinerante e também estará presente entre os meses de outubro/novembro nas dependências do Sesi São José dos Pinhais, em São José dos Pinhais-PR. 

SERVIÇO
SESI CULTURA PARANÁ APRESENTA:
Exposição Brasil-Haiti
Data: 2 de agosto a 27 de setembro
Horário: das 13h às 17h
Classificação: Livre
Valor: Gratuito
Local: Centro Cultural Sesi Heitor Stockler De França
Endereço: Av. Mal. Floriano Peixoto, 458 – Centro de Curitiba
Observação: espaço sujeito a lotação

SESI PROMOVE MOSTRA PAULA GAITÁN DE CINEMA EXPERIMENTAL

A cineasta é destaque na programação do Centro Cultural Sistema Fiep

Iniciando as atividades do Núcleo Audiovisual Sesi|PR de Videoarte e Cinema Experimental, o Sesi Cultura Paraná promove de 30 de julho a 2 de agosto duas mostras que apresentam um panorama das obras da artista visual, fotógrafa, poeta e cineasta Paula Gaitán. Sua carreira autoral inclui dezenas de documentários, trabalhos em videoarte e instalações em diversas exibições coletivas.

Gaitán nasceu em Paris, em 1954, e é formada em Artes Visuais na ​Universidad de Los Andes de Bogotá, Colômbia. Paula começou a trabalhar com cinema em 1978, sendo Diretora de Arte do clássico “A Idade da Terra”, de Glauber Rocha. A partir desse trabalho, veio para o Brasil e desenvolveu parceria artística intensa com Glauber. Suas produções aliam a linguagem cinematográfica às artes plásticas. 

A ação realizada no Centro Cultural Sistema Fiep, na Unidade Dr. Celso Charuri, vai exibir ao público produções diversas da artista, das mais famosas às pouco difundidas. A programação conta com: uma mostra principal que exibe cinco obras da cineasta, um momento de bate-papo e uma mostra paralela, onde serão exibidos filmes da artista em looping durante oito horas. Confira a programação completa:

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paula Gaitán de Cinema Experimental

Sessão de Abertura: ​Diário de Sintra​ (2008)
Em que se diferem o viajante e o exilado? Como pensar a memória criada no exílio? Esses são os eixos pelos quais gira “Diário de Sintra” (2008), de Paula Gaitán. O filme é um relato poético do exílio de Glauber Rocha nessa cidade, em que as fotografias servem de guia mnemônico para a busca de vestígios da passagem do cineasta por Sintra. O filme se constrói na fronteira de uma memória fragmentada, involuntária, inconclusa e precária.
Data: 30 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h30min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Agreste​
O agreste pode ser vários lugares, assim como Marcélia Cartaxo pode ser várias mulheres. A atriz é colocada frente à natureza e outras figuras femininas, duplos seus em alguma instância. Desses encontros surgem novas possibilidades de se operar no mundo da representação.
Data: 31 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h18min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Exilados do Vulcão
Ela conseguiu salvar do incêndio uma pilha de fotografias e um diário com frases escritas à mão. Essas palavras e rostos são os únicos rastros deixados pelo homem que ela um dia conheceu e amou. Cruzando montanhas e estradas, ela tenta refazer os passos dele. Os lugares que ela visita carregam pessoas, gestos, lembranças e histórias que, pouco a pouco, se tornam parte de sua vida.
Data: 1 de agosto
Horário: 19h
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Monsanto (2008) | Memória da Memória (2013) e
Bate-papo com Paula Gaitán
Monsanto – A passagem pela cidade de Monsanto, em Portugal, é marcada pelo entrelaçamento da natureza com memórias involuntárias.
Memória da Memória – Aquele que não tem limites, pleno de afeto e imaginação.
Data: 2 de agosto
Horário: 19h – exibição dos filmes | 20h – bate-papo com Paula Gaitán
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paralela / Paula Gaitan

Serão exibidos na Galeria do Centro Cultural Sistema Fiep filmes da artista Paula Gaitan, das 14h às 22h, em looping. Confira a programação:

Uaka (Doc/ 1988/ 1h17min)
No Xingu, todos os anos se celebra na aldeia kamaiurá o Quarup, grande acontecimento festivo no qual os homens roubam o fogo divino, espalhando-o pela terra. Nove tribos participam do ritual ao som das flautas uruá, com a participação dos pajes Tacumã, Sapaim e Prepori, entre outros.

Lygiapape (Doc/ 1991/ 43min)
O filme parte de instalações de Lygiapape para recriar seu universo visual e sonoro.

Eliane Radigue (Doc/ 2008/ 25min)
Paula Gaitán encontra Éliane Radigue, uma das mais importantes compositoras da música experimental.

Vida (Doc/ 2008/ 1h07min)
Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade. A construção da ação poética do ator como um grito de liberdade que ilumina.

Kogi (Doc/ 2009/ 13min)
Kogi é uma viagem imaginária à nação indígena Kogi situada na Serra Nevada de Santa Marta na Colômbia. Para os Kogi, existe um grande espelho que divide dois mundos, o mundo das percepções, sensorial, do mundo abstrato dos significados, nomeado de Aluna.

Noite (Exp/ 2014/ 1h23min)
“Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence à luxúria. Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence a nós”. (Patti Smith)

A Chuva no Meu Jardim, Agnés Varda (Doc/ 2015/ 29min)
Em outubro de 2014, tivemos a oportunidade de conversar com Agnès Varda em sua casa na rue Daguerre em Paris. “La pluie dans mon jardin” é resultado desse encontro.
Data: 30 de julho a 2 de agosto
Horário: das 14h às 22h
Duração: 8 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura /
www.facebook.com/sesiculturapr

Página da mostra:
www.facebook.com/events/448207732397247/

SESI CULTURA 
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de uma forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

NOVAS FORMAS DE EDUCAÇÃO E METODOLOGIAS SÃO MAIS EFETIVAS EM UM MUNDO CONECTADO

Sistema Fiep traz palestra sobre Educação 4.0 e EdTechs. Evento é gratuito e acontece em Curitiba no dia 16 de abril

Você já ouviu falar em Educação 4.0? O termo está relacionado com a nova revolução industrial e com as formas de ensinar em uma sociedade globalizada, conectada e que prepara profissionais para a indústria 4.0. “O mundo está mudando e a educação também. Os profissionais da área devem estar preparados e atualizados para lidar com uma geração que tem novas formas de pensar e aprender”, explica Rafael Cury, gerente do Campus da Indústria do Sistema Fiep.

A aliança entre a educação e a tecnologia, trouxe um novo olhar para o ensino e o aprendizado. “Salas de aula tradicionais, onde os alunos ficam enfileirados na maior parte do tempo, não são mais eficazes. A educação no estilo Learning By Doing, ou seja, aprender fazendo, promove algumas soft skills como por exemplo: empatia, criatividade e a autonomia dos estudantes”, explica José Motta Filho, consultor especialista em metodologias ativas de ensino. Para dialogar e compartilhar experiências sobre essa temática, o Sistema Fiep convidou José Motta Filho para conduzir o evento “A Educação 4.0 e as EdTechs Emergentes” realizado pelo programa Café & Gestão, no próximo dia 16 de abril, no Campus da Indústria. Os assuntos principais do evento são: educação disruptiva, inovação, realidade virtual, inteligência artificial, entre outras formas e metodologias ativas de ensino para promover uma educação 4.0.

As novas formas de ensino
EdTechs são tecnologias educacionais e metodologias ativas que incentivam a cultura maker, ou seja, estimulam os alunos a produzirem suas pesquisas, produtos e projetos. Estas novas metodologias podem ser aplicadas em toda a jornada de ensino, desde educação infantil, até o ensino superior. “As tecnologias educacionais são um meio para potencializar estratégias e práticas de ensino de vanguarda. Engloba um grande elenco de equipamentos, aplicativos e portais que podem ser usados em processos educacionais. Dentre essas tecnologias podemos citar: realidade virtual e aumentada, inteligência artificial, drones, gamificação, robótica, impressão 3D e incontáveis aplicativos e ambientes virtuais de aprendizagem”, explica o palestrante.

A entrada é gratuita e interessados podem se inscrever no em www.ielpr.com.br

Serviço:
Café & Gestão: A educação 4.0 e as EdTechs emergentes
Palestrante: José Motta Filho
Data: 16/04
Horário: 8h45 às 11h
Local: Auditório II – Campus da Indústria | Av. Comendador Franco, 1341, Jardim Botânico, Curitiba
Entrada gratuita e inscrições: www.ielpr.com.br

Sobre o palestrante
José Motta Filho é engenheiro Civil pela Universidades Federal do Paraná, especialista em Gestão Escolar pela FAE Business School e especialista em Principles of Technology – Cord International – USA. Tem MBA em Gestão Empresarial – FAE & Baldwin Wallace – USA e é Mestre em Tecnologias Emergentes em Educação na Must University, USA.

Atua como consultor especialista em metodologias ativas de ensino e é Head of EdTech na Beenoculus e Head of Active Learning na Beetools, startups que promovem e utilizam Realidade Virtual, Inteligência Artificial, Big Data, Gamificação e Adaptative Learning na Educação.

SOBRE O SISTEMA FIEP
O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

fonte

SESI PRORROGA EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS MUSICAIS

Serão aceitas propostas de música popular urbana, instrumental brasileira, internacional e étnica até 08 de fevereiro

O Sesi Cultura Paraná está selecionando projetos culturais na área de Música para compor a programação de 2019 do Centro Cultural Casa Heitor Stockler de França em Curitiba. A seleção, de âmbito regional, ocorre até as 18h do dia 08 de janeiro. Serão aceitas propostas voltadas para todas as classes etárias.

O edital oferece duas modalidades de inscrição, são elas: “Vozes da Cidade e de Outras Cidades” e “Acordes na Casa” – projetos idealizados pela Gerência de Cultura do Sesi-PR e que ocorrem anualmente na Casa Heitor. O primeiro abre espaço para a música popular urbana, destinado aos compositores, músicos e intérpretes de canções locais ou autorais, num formato mais intimista de duos ou trios.

Acordes na Casa, por sua vez, contempla artistas profissionais da música instrumental brasileira, internacional e étnica. O objetivo é proporcionar à comunidade o acesso a diferentes gêneros da música instrumental, bem como fortalecer a cultura da região.

Todos os procedimentos legais para a apresentação de propostas e envio da documentação solicitada estão descritos para consulta no site www.fiepr.org.br, em Licitações, no número 902/2018. Os projetos serão selecionados por uma comissão avaliadora e os resultados serão divulgados exclusivamente no site do Sesi Paraná, ainda no primeiro semestre de 2019.

Mais informações: 
www.sesipr.com.br/cultura 
www.facebook.com/sesiculturapr 
www.fiepr.org.br

SESI CULTURA DIVULGA EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESPETÁCULOS

Inscrições de projetos de artes cênicas e de música devem ser feitas até 21 de janeiro de 2019

A área de cultura do Sesi-PR está selecionando espetáculos de artes cênicas e de música para integrar o projeto Circuito Cultural Sesi/PR – 2019. As propostas poderão ser feitas até as 18h do dia 21 de janeiro de 2019. A seleção é de âmbito nacional e interessados e residentes de outras regiões do Brasil podem se inscrever.

Serão contemplados seis espetáculos de música e/ou artes cênicas que deverão se adaptar a espaços teatrais fechados com caixa cênica e/ou palco de dimensões variáveis; dois espetáculos de rua que poderão ser realizados em local aberto ou ginásios; e mais oito suplentes para substituição, caso necessário. A circulação ocorre em espaços parceiros das secretarias municipais, fundações de cultura ou nas dependências dos auditórios e teatros das unidades do Sesi-PR distribuídos pelo Paraná.

Todos os procedimentos legais para a apresentação de propostas e envio da documentação solicitada estão descritos para consulta no site www.fiepr.org.br, em Licitações, no número 881/2018. Os projetos serão selecionados por uma comissão avaliadora e os resultados serão divulgados exclusivamente no site do Sesi Paraná, no primeiro semestre de 2019.

Mais informações: 
www.sesipr.com.br/cultura
www.facebook.com/sesiculturapr
www.fiepr.org.br