DOE SUA NOTA FISCAL (SEM CPF) PARA AJUDAR CACHORROS RESGATADOS!

Doe para a Associação do Amigo Animal suas notas fiscais sem CPF e emitidas no Paraná nos últimos 30 dias! Os créditos estão ajudando quase 1000 cães abrigados, bem como vários outros resgatados quase que diariamente de situações degradantes das ruas de Curitiba e região! Muitas castrações já foram realizadas, muitas casinhas novas adquiridas, e melhoramos a qualidade da ração!

Para doar basta não colocar o CPF na nota e depois doá-la em dos pontos de entrega nos bingos mensais que a Amigo Animal organiza! Você também pode fazer a doação diretamente pelo site do NOTA PARANÁ para o CNPJ 04.086.238/0001-32, ou tirar um foto e enviar para o whatsapp (41) 99995-2711.

Importante lembrar que as notas tem prazo de validade de 30 dias e precisam ser emitidas dentro do Paraná.

PRÊMIO JORNADA EM RECONHECIMENTO À TRAJETÓRIA

Prêmio Jornada em Reconhecimento à Trajetória

O reconhecimento à importantes trajetórias de vida intimamente conectadas ao desenvolvimento artístico ou cultural do Paraná é o objetivo do Prêmio Jornada. Nele, serão selecionados artistas, mestras, mestres, grupos e coletivos do território paranaense que tenham prestado relevantes contribuições ao desenvolvimento cultural do Estado a longo prazo.

Cada trajetória contemplada receberá o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). A premiação será dividida em 20 (vinte) diferentes áreas, buscando contemplar o máximo de atuações possíveis: Cultura Tradicional, Cultura de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, Cultura Afro, Cultura LGBTQIA+, Cultura de Refugiados, Migrantes e Apátridas, Cultura Hip Hop, Fanfarras, Bandas Marciais, Dança, Cultura Alimentar, Teatro, Música, Literatura, Artes Visuais, Circo, Audiovisual, Ópera, Arte Educação e Técnicos.

Para a inscrição, os participantes precisam gravar um vídeo de 04 a 10 minutos de duração, contando sua história de atuação no setor cultural do Paraná. Também é necessário encaminhar documentos que comprovem a atuação.

Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

OUTRAS PALAVRAS – PRÊMIO DE OBRAS LITERÁRIAS

O concurso público “Prêmio de Obras Literárias” irá selecionar e premiar textos de obras de romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos, pesquisa de cultura alimentar e livro ilustrado, escritas em língua portuguesa.

Cada obra literária selecionada receberá um valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Como contrapartida, as obras premiadas poderão ser publicadas pela SECC no prazo de até cinco anos. Para romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos e pesquisa de cultura alimentar, serão aceitas obras de 49 a 250 páginas de elementos textuais, seguindo as especificações da ABNT para formatação de texto. Já no caso de livros ilustrados, serão aceitas obras de 16 a 150 páginas, em tamanho A4, em PDF contendo texto e imagem integrados.

Inscrições até 20 de novembro.

Confira o edital, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO PRODUTOS ARTESANAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS.

PRÊMIO PRODUTOS ARTESANAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais.

Este prêmio vai selecionar bens culturais de natureza material produzidos por artesãs, artesãos, mestras, mestres, grupos e coletivos do Paraná, pertencentes à comunidades e a povos tradicionais do Estado. Este prêmio tem uma função social de incentivo, promoção e preservação da memória material (cultural e artística) produzida no Paraná, Serão concedidos prêmios em três faixas distintas, R$ 4.000,00 (quatro mil reais), R$ 6.000,00 (seis mil reais) e R$ 8.000,00 (oito mil reais), contemplando seis diferentes áreas: Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses e Povos de Matriz Africana.

Os produtos artesanais premiados poderão ser integrados aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

LEC UFPR – LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO CONTRATA ASSISTENTE DE COMUNICAÇÃO / PONTAL DO PARANÁ-PR

LEC UFPR – Laboratório de Ecologia e Conservação contrata assistente de comunicação. Vaga para trabalhar em Pontal do Sul (Pontal do Paraná-PR).

“Buscamos um assistente de comunicação com ensino superior em jornalismo, comunicação social ou relações públicas para atuar junto ao Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) em projeto de monitoramento de fauna marinha!

Comunicar ações de monitoramento ambiental, conservação de fauna e ciência, associada a demanda de engajamento da sociedade, de governantes e mesmo de outros pesquisadores será o maior desafio deste profissional. Assim, será importante que tenha habilidade em editores de imagem/vídeo e de texto, que seja criativo(a), com boa comunicação e autodesenvolvimento, responsabilidade, dinamismo, organização e com foco na comunicação de trabalho coletivo e participativo.

Entre as principais funções está a assessoria de comunicação do projeto, proposição e execução de diferentes formas de divulgação, elaboração de layouts dos produtos e de clipping periódico, além da elaboração/execução do plano de sensibilização ambiental do projeto.

Vaga em Pontal do Sul (Pontal do Paraná, PR).
Carga horária: 30h semanais – Contrato CLT, com benefícios.

Envio de currículos até 08/11/2020 no e-mail pmp.parana@gmail.com  / com o assunto “Vaga Assistente Comunicação”.

fonte

PARANÁFLIX

PARANÁFLIX

Que ideia maravilhosa! Só entrar no site e assistir o cinema paranaense. Inclusive você pode subir filmes! Maravilhoso! Parabéns aos envolvidos!

A Paranáflix é uma plataforma colaborativa criada para difundir produções cinematográficas produzidas em todo o Paraná.

Já tem vários filmes interessantes: Lance Maior (1968), Cine Hai-Kai (1984) – sobre o Leminski, Beijo na Boca Maldita (2008), Satori Uso (2007), vários filmes legais, confira o catálogo!

“Buscamos construir uma forma livre, popular e coletiva para dar visibilidade às produções do estado, e oferecer o acesso gratuito de filmes para quem busca informações culturais.

Este gesto surge como sintoma da insuficiência de políticas públicas consistentes, ativas, e longevas de distribuição, produção, exibição e preservação do cinema no Paraná, e de modo algum pretende trazer soluções paliativas a estes problemas de imenso interesse público.

Vamos fortalecer o cinema brasileiro!”

Acesse:
Site: www.paranaflix.com.br
Instagram: www.instagram.com/paranaflix/

 

CAMPANHA #EMBALAGEMSOLIDÁRIA DISTRIBUI MAIS DE 40 MIL EMBALAGENS PARA PEQUENOS RESTAURANTES

12 mil serão destinadas para o projeto Marmita do Bem, idealizado pelo chef Henrique Fogaça

A Ibema, terceira maior fabricante de papelcartão do país, se une à gráfica Tuicial para a produção e doação de 12 mil embalagens para o projeto Marmita do Bem. A iniciativa, idealizada pelo chef de cozinha Henrique Fogaça e pelos sócios Anuar Tacach e Alberto Hiar, donos do restaurante Jamile, tem por objetivo oferecer 400 refeições por dia para a população em situação de rua concentrada no centro da cidade de São Paulo. Por meio da campanha #EmbalagemSolidária, as duas empresas, Ibema e Tuicial, pretendem destinar, de forma gratuita, 40 mil embalagens de papelcartão – caixas para delivery de hambúrguer, além de 20 mil sacos de papel para pequenos negócios dos estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina. Ao todo, mais de 200 pequenos restaurantes serão beneficiados pela ação.

“Essa foi a forma que encontramos de ajudar a fomentar o comércio local. A ideia é possibilitar, por meio da doação de embalagens, o funcionamento dos pequenos estabelecimentos, por meio da viabilidade da entrega de marmitas ou delivery de hambúrgueres para que, assim, o trabalhador autônomo, nesse período tão difícil, consiga trabalhar”, afirma Itagiba Fortunato, diretor da Tuicial.

“Sabemos que muitos restaurantes não costumam ter uma gestão financeira robusta e não têm caixa para sobreviver dois ou três meses fechados. Quando um trabalhador perde o emprego, normalmente recorre a esse setor para sobreviver, manter a família e continuar consumindo. E isso nos preocupa bastante neste momento”, afirma Leonardo Reis, Gerente Nacional de Vendas Diretas da Ibema. Segundo o executivo, para que trabalhadores informais e pequenos empreendedores possam acondicionar os alimentos que produzem e gerar renda vendendo por delivery ou take-away é fundamental que disponham de embalagens seguras e adequadas para o transporte – e foi esta a principal motivação para a criação do #EmbalagemSolidária.

Coronavírus: responsabilidade social
Ciente de sua responsabilidade social, a Ibema também está à frente de outras ações de solidariedade. Em parceria com a BO Packaging, a empresa está distribuindo um milhão de copos de papel para hospitais do Paraná e São Paulo, impressos com mensagens de apoio ao corpo clínico e conscientização. No início de abril, a produtora doou ao hospital público Bom Pastor, localizado no entorno de sua fábrica em Turvo (PR), município que registra um dos IDHs mais baixos do estado, 100 máscaras FF2, 12 pijamas cirúrgicos, 500 toucas descartáveis, 220 litros de álcool 70, dois termômetros a laser e 600 luvas cirúrgicas – artigos de primeira necessidade. Uma outra remessa de insumos hospitalares, com três mil máscaras de tripla proteção, 15 macacões impermeáveis e 500 aventais, será entregue no dia 04 de maio para a prefeitura da cidade, que poderá, desta forma, equipar outras unidades de saúde da região.

Além disso, em parceria com o Centro Comunitário administrado pela empresa, artesãs moradoras da localidade estão confeccionando máscaras de tecido, que serão distribuídas aos funcionários da fábrica e aos caminhoneiros parceiros – esses já contam com alimentação e banho fornecidos, de forma gratuita, nas duas unidades fabris da Ibema.

Sobre a Ibema:
Gerar valor de maneira sustentável por meio da fabricação e distribuição de produtos que conquistem a preferência dos clientes, contribuindo com iniciativas que favoreçam toda a cadeia, com a dedicação e preocupação de garantir o melhor resultado para a empresa e seus clientes. Esta é a missão da Ibema, fabricante de papelcartão, que permeia a sua atuação com base no conceito de foco do cliente. A empresa, fundada em 1955, é hoje um dos players mais competitivos da América Latina. Sua estrutura é composta por sede administrativa localizada em Curitiba, centro de distribuição direta em Araucária com área útil de 12 mil m2 e fábricas instaladas nos municípios de Turvo, no Paraná, e em Embu das Artes, em São Paulo, que juntas possuem capacidade de produção anual de 140 mil toneladas. Em seu portfólio, estão os melhores produtos, reconhecidos pela qualidade e performance na indústria gráfica. A empresa, que atualmente conta com aproximadamente 800 colaboradores, possui unidades certificadas pela ISO 9001, pela ISO 14001 e pelo FSC (Forest Stewardship Council). Para mais informações sobre produtos e serviços, acesse o site, disponível também nos idiomas espanhol e inglês: www.ibema.com.br

CONTESTADO: MEMÓRIA E ESPERANÇA


A TV UEL e o Observatório da Região e da Guerra do Contestado disponibilizam o documentário “Contestado: Memória e Esperança”! No documentário “Contestado – Memória e Esperança”, os herdeiros da Guerra do Contestado, no Sul do Brasil, rompem o silêncio imposto pela República por meio de lembranças que repousam nas sombras territoriais do continente americano até hoje. O documentário acompanha o trabalho do projeto de extensão e pesquisa da Universidade Estadual de Londrina “Vivenciar e Agir Sobre Terras (in)contestáveis” em uma viagem pelos caminhos do profeta João Maria e sua estreita ligação, com os costumes, a cultura e a resistência cabocla.

fonte: TV UEL

Pra quem se interessa pelo tema “Guerro do contestado”, o Sebinho

Contestado O Território Silenciado / Nilson Fraga (R$39,77 – com frete incluso)
O Contestado, cenário de uma guerra (1912-1916) que vitimou milhares de caboclos sertanejos. Um conjunto de artigos que pretende lançar mais um pouco de luz numa passagem importantíssima da história de nosso país, em particular, dos estados de Santa Catarina e do Paraná.  Estão aqui a disputa pelo território, as questões de limites, o avanço do capitalismo e do imperialismo no campo, a devastadora exploração da madeira, o aviltamento do habitante da região, os monges e o messianismo, as causas que levaram a um conflito armado com as forças policiais e o Exército brasileiro, a comoção popular que abalou uma ampla região.

Livro Contestado (R$84,55 – com frete incluso)
Ricamente Ilustrado, com 155 páginas. Este livro conta detalhes da Guerra do Contestado: um conflito armado entre a população cabocla e os representantes do poder estadual e federal brasileiro travado entre outubro de 1912 a agosto de 1916, numa região rica em erva-mate e madeira, disputada pelos estados brasileiros do Paraná e de Santa Catarina.

Confira nossos livros, visite nossa loja virtual: https://bit.ly/2pWvbU2
(Taxa de entrega: R$10,00 (por livro) – válida para todo Brasil. Via MercadoPago e/ou dep./transferência bancária. Se interessar, combine por whats (41) 99745-5294.

#CatálogoDoSebinho

ECONOMIA CRIATIVA É UMA APOSTA DO SESI CULTURA PARANÁ

Crédito foto: Chico Santos

O segmento inspira criatividade e inovação, principalmente em época de coronavírus

O Sesi Cultura Paraná investe no segmento cultural e aposta sempre em novidades e inovação. Grandes projetos são realizados desde 2008 e a evolução em cada ano traz à marca conquistas que atraem grandes talentos. Agora, com o impacto do coronavírus o setor precisa se reformular, buscando novas estratégias tecnológicas para que a arte continue a se manifestar.

Segundo a Rede de Economia Criativa (Rec), o setor gera 30 milhões de reais e movimenta 3% do PIB mundial. O segmento ganha cada vez mais espaço e as indústrias já geram em torno de 30 milhões de empregos com movimentação de US$ 2,5 bilhões ao ano. O Sesi Cultura Paraná faz parte desses números, tendo como exemplo os Núcleos Criativos espalhados por várias cidades do estado do Paraná, como também os 11 equipamentos (teatros) que trazem durante o ano programações que envolvem diversas áreas como – Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Música, Games, Moda e Design.

Para o ano de 2020, com a chegada do coranavírus que modificou a dinâmica do mundo em sua forma de viver, a arte não pode ficar para trás – com isso, o apoio a inovação e ferramentas tecnológicas para que os artistas continuem ativos não faltam para o Sesi.

Nesse cenário, o primeiro passo foi criar um movimento em suas redes sociais com a #SesiIndica , em que são divulgados os trabalhos dos artistas que exploram o universo online. O movimento é um incentivo às pessoas para continuarem consumindo arte. Por meio das redes sociais, é possível atingir um grande público que apoia a cultura. Outras ideias estão surgindo para que os artistas possam movimentar ainda mais a economia criativa em parceria com o Sesi.