PRODUTORA CULTURAL ISADORA FLORES LANÇA O “LABORATÓRIO GARRA!”, PROJETO QUE OFERECE CURSO PROFISSIONALIZANTE E OFICINAS GRATUITAS PARA JOVENS DA CULTURA

Terão prioridade nas inscrições agentes culturais com idade entre 16 e 25 anos, pretos, pardos, indígenas, mães solo, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e de baixa renda. 

A primeira edição do projeto “Laboratório Garra!” acontece entre os meses de fevereiro e março de 2020 de forma online e gratuita. O projeto é um ambiente de formação voltado para pessoas interessadas em produção cultural, sobretudo da área da música. Além de um curso profissionalizante de maior duração com a produtora e idealizadora do projeto Isadora Flores, serão realizadas sete oficinas gratuitas de temas variados com profissionais atuantes da cena cultural: Bina Zanette, Brenda Santos, Carolina Wanderley, Gilmar Kaminski, Helena Sofia, Julie Fank e Luana Angreves.

As inscrições estão acontecendo pela página: www.lnk.bio/garralab, e vão até dia 29 de janeiro para o curso profissionalizante, e para as outras oficinas se estendem até dia 19 de março de acordo com o calendário de Oficinas. 

O curso de maior duração – com carga horária de 21h – dará direito ao registro profissional de “Diretor/a de Produção” emitido pelo SATED-PR (os custos com o Registro serão cobrados pelo SATED/PR). Terão prioridade nas inscrições agentes culturais com idade entre 16 e 25 anos, pretos, pardos, indígenas, mães solo, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e de baixa renda. O projeto tem incentivo da Fundação Cultural de Curitiba, através da Lei de Incentivo à Cultura do Município e da Lei Aldir Blanc – Lei Federal de Emergência Cultural (Lei que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública).

O nome do projeto, “Garra!” é um convite para agentes culturais que batalham na cena independente e são profissionais iniciantes, muitas vezes alheios às políticas de incentivo à cultura. O “Laboratório Garra!” também oferece a oportunidade para que mais pessoas tenham acesso a conteúdos de formação e direito a um registro profissional.

INFORMAÇÕES SOBRE AS OFICINAS
As inscrições para o Curso e todas as Oficinas acontecem pelo link: www.lnk.bio/garralab

1. “Curso de Produção” com a produtora Isadora Flores e participação de Gilmar Kaminski e Carolina Wanderley.
MÓDULO I: Leis de Incentivo, preparação de projetos, Mecenato Subsidiado e Lei Municipal de Incentivo de Curitiba)”
04 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
11 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
18 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
MÓDULO II: Profice – Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Paraná”
04 de março de 2021, das 09h às 12h
MÓDULO III: Lei Federal de Incentivo à Cultura”
18 de março de 2021, das 09h às 12h

2. Oficina: “Aspectos jurídicos básicos da produção cultural” com a advogada e consultora em direitos culturais e propriedade intelectual Carolina Wanderley (São Sebastião Cultura e Propriedade Intelectual)
20 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h

3. Oficina: “Sonorização para produtores”, com a Produtora, cantora e compositora Helena Sofia (Estúdio Old Cat) – Dia 27 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h

4. Oficina: “Uma festa de verdade! – Produção Cultural como laboratório de Experiências”, com a produtora cultural, criativa e pesquisadora Brenda Santos (Um Baile Bom)
Dia 06 de março de 2021, das 09h às 12h

5. Oficina: “NEM TUDO SÃO LIKES: da superfície à profundidade da comunicação digital”, com a comunicadora, seletora musical e ativista Luana Angreves (Cliteriosa)
Dia 13 de março de 2021, das 09h às 12h

6. Oficina: “Curadoria para projetos de música”, com a produtora e curadora Bina Zanette (Santa Produção)
Dia 13 de março de 2021, das 14h às 17h

7. Oficina: “Gestão administrativa e prestação de contas de projetos culturais”, com o produtor cultural e técnico em contabilidade Gilmar Kaminski (Flutua Produções)
Dia 20 de março de 2021, das 09h às 12h

8. Oficina: “Escrita para quem se (in/e)screve” com a escritora, professora e artista visual Julie Fank (ESC. Escola de Escrita)
Dia 27 de março de 2021, das 09h às 12h

Inscrições: https://lnk.bio/garralab

Ficha Técnica:
Coordenação: Isadora Flores
Coordenação de Produção e Gestão Financeira: Gilmar Kaminski
Produção Executiva: Vi Gabarda
Ministrantes: Isadora Flores, Bina Zanette, Helena Sofia, Julie Fank, Carolina Wanderley, Brenda Santos, Luana Angreves e Gilmar Kaminski
Videos: Alan Raffo
Design Gráfico: Brenda Santos
Assessoria de Imprensa: Luisa Bonin e Thays Cristine – Platea Comunicação e Arte
Realização: Isadora Flores I Produtora
Produção: Flutua Produções
Apoio: SATED-PR

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA E DO MINISTÉRIO DO TURISMO.

O ESPETÁCULO TEATRAL “DEZEMBRO”, COM DIREÇÃO DE DIEGO FORTES, ESTREIA COM TEMPORADA ON-LINE E GRATUITA NO MÊS DO NATAL E OFERECE 6 OFICINAS ABERTAS À COMUNIDADE

Peça Dezembro. Fotografia de Eika Yabusame

A comédia ácida “Dezembro”, texto do chileno Guillermo Calderón, com direção de Diego Fortes, estreia o nline na sexta-feira dia 04 de dezembro às 20h, seguido de um bate-papo sobre o espetáculo. A inscrição é gratuita e feita via Sympla, para que o espectador receba o link do dia da estreia

Além da estreia online do espetáculo no dia 04 de dezembro, o projeto irá realizar on-line uma leitura dramática do espetáculo “Clase”, do mesmo dramaturgo, no dia 18 de dezembro às 20h, e oferecerá gratuitamente à comunidade 6 oficinas. São elas: Formação e Sensibilização pelo Teatro com Diego Fortes, A iluminação cênica como elemento de linguagem com Augusto Ribeiro, Técnicas básicas de transmissão ao vivo com Alan Raffo, Criação de Solos com Ludmila Nascarella, Elaboração e gestão de projetos culturais, com Isadora Flores e Gilmar Kaminski, Improvisação e comicidade com Fernanda Fuchs e um Bate-Papo: Cenário e cenotécnica, com Guenia Lemos e Samuel Amorim. O acesso para a inscrição em todas as atividades pode ser feito pelo link: www.sympla.com.br/a.armadilha

Dezembro se passa num futuro próximo, onde o Chile está travando uma guerra contra o Peru e a Bolívia. Em Santiago, na véspera de Natal, o soldado Jorge e suas irmãs, Paula e Trinidad, discutem sobre política, nacionalismo e família, pois ele deve se apresentar ao exército no dia seguinte e voltar para o campo de batalha. As irmãs, gêmeas entre elas e ambas grávidas, discordam radicalmente sobre o que ele deve fazer: fugir ou lutar. Ao longo da noite, recebem algumas visitas inusitadas, descobrem segredos entre eles e a discussão culminará na decisão de Jorge.

Com três atores em cena: Alan Raffo, Fernanda Fuchs e Ludmila Nascarella, Dezembro é uma obra potente que trata de assuntos graves como a xenofobia, a solidariedade, a guerra e os estados de exceção. Uma comédia ácida que convida o público a invadir a intimidade desta família e a refletir sobre questões tão pungentes ao nosso presente. O texto, traduzido pelo diretor Diego Fortes, é considerado pela crítica internacional como um dos mais provocativos e relevantes do teatro latino-americano recente.

Sobre o espetáculo, Valmir Santos, jornalista e crítico do site Teatrojornal, afirma: “Eles são o retrato bem-acabado das incongruências da família, do Estado, da propriedade e da tradição, para mixar o corte crítico que subjaz na escrita de Calderón. Contrastar a realidade histórica e produzir ironia a partir dela – a corrosão do riso – é outra das perspicácias de sua obra como um todo. A encenação de Diego Fortes enfatiza o humor para tourear a gama de informações e de ideias.”

Dezembro. Fotografia: Luisa Bonin

SERVIÇO:
Estreia online e gratuita do espetáculo DEZEMBRO, seguido de bate-papo com a equipe
Online via Youtube
Data estreia: 04 de dezembro às 20h
Inscreva-se gratuitamente para receber o link da estreia e ser lembrado: https://bit.ly/3kU22Pw

Leitura dramática do texto CLASE de Guillermo Calderón
Online via Youtube
Data: 18 de dezembro às 20h
Inscreva-se para receber o link da estreia e ser lembrado: https://bit.ly/395Ln9M

OFICINAS GRATUITAS

Oficina: Formação e sensibilização pelo teatro com Diego Fortes
Data: 8, 9, 10 e 11 de Dezembro das 10h às 12h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/3fjCDxA
Para Estudantes de teatro e demais interessados a partir de 18 anos.
Online via Sympla Zoom

Oficina: A iluminação cênica como elemento de linguagem com Augusto Ribeiro
9 e 10 de Dezembro das 19h às 21h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/393grGY
Para Estudantes de artes cênicas entre 15 e 21 anos.
Online via Sympla Zoom

Oficina: Técnicas básicas de transmissão ao vivo com Alan Raffo
14 e 15 de dezembro, das 19h às 21h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/3kPVZf6
Para estudantes, interessados em artes cênicas, produtores a partir de 15 anos.

Online via Sympla Zoom

Oficina: Criação de Solos com Ludmila Nascarella
Datas: 7 e 8 de Dezembro das 20 às 22h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/3fq3Tui
Para adolescentes entre 13 e 18 anos.

Online via Sympla Zoom

Oficina: Elaboração e gestão de projetos culturais, com Isadora Flores e Gilmar Kaminski
16 e 17 de dezembro, das 10h às 12h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/35QUitk
Para artistas, estudantes de artes cênicas e música e demais interessados em produção cultural e na elaboração de projetos culturais.
Online via Sympla Zoom

Oficina: Improvisação e comicidade com Fernanda Fuchs
16 e 17 de dezembro, das 19h às 21h
Inscrições gratuitas:: https://bit.ly/3fmRgAm
Para estudantes de teatro e pessoas interessadas em comédia
Online via Sympla Zoom

BATE-PAPO
Bate-papo sobre “Cenário e cenotécnica”, com Guenia Lemos e Samuel Amorim
11/12 às 20h
Via Youtube da Armadilha – Inscreva-se para ser lembrado: https://bit.ly/2UMyh91

O acesso para a inscrição em todas as atividades pode ser feito pelo link: https://www.sympla.com.br/a.armadilha

Sobre o diretor Diego Fortes
Diego Fortes é ator, diretor, dramaturgo e artista docente convidado de direção da Escola SP de Teatro. Em 2001, iniciou A Armadilha, companhia pela qual realizou as peças Café Andaluz, Os Leões, Bolacha Maria, O Fantástico Coração Subterrâneo, Poses para Dormir, Dezembro, entre outras. Escreveu e dirigiu O Grande Sucesso, texto pelo qual recebeu o Prêmio Shell de Melhor Autor em 2017 e em 2018, a convite de Renato Borghi, encenou Molière, de Sabina Berman, que conta com Matheus Nachtergaele no papel-título.

Sobre o dramaturgo Guillermo Calderón
Nascido em Santiago do Chile, Guillermo Calderón é diretor, dramaturgo e roteirista. Escreveu Dezembro, Neva, Mateluna, Villa + Discurso, Kiss, entre outras peças. No cinema, colaborou no roteiro dos filmes Julieta se fue a los cielos, O Clube e Neruda – os dois últimos foram indicados a Melhor Filme Estrangeiro no Globo de Ouro.

Sobre A Armadilha
Criada em 2001, A Armadilha é uma companhia de teatro contemporâneo iniciada por Diego Fortes. Em 18 anos de trabalho, suas obras são marcadas pelo equilíbrio entre o refinamento na criação artístico e a acessibilidade de diversos públicos. Desde 2011, a companhia tem encenado textos latinos como Orinoco, de Emílio Carballido; Duas da Manhã (uma adaptação de dois textos de Lola Arias) e Poses para dormir, também de Lola Arias. Além de Dezembro, a companhia se prepara para encenar em breve o texto Clase, também de Guillermo Calderón.

“PROJETO REALIZADO COM O APOIO DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA E DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA”

Realização:
A Armadilha
Produção:
Flutua Produções – Gilmar Kaminski
Isadora Flores – Produtora Cultural
Incentivo:
Lei de Incentivo à Cultura
Fundação Cultural de Curitiba
Prefeitura Municipal de Curitiba

Ficha técnica:
Texto: Guillermo Calderón
Tradução, Direção e Sonoplastia: Diego Fortes
Elenco: Alan Raffo, Fernanda Fuchs e Ludmila Nascarella
Iluminação: Nadja Naira
Assistência de Iluminação: Elisa Ribeiro
Operação de luz: Augusto Ribeiro
Cenário: Guenia Lemos
Cenotecnia: Samuel Amorim e Johne Rodrigues (Drig’s Artes Visuais) e Jesmiel (Boogiganga Shop).
Figurino: Maureen Miranda
Direção de Produção: Isadora Flores
Produção Executiva e Gestão Financeira: Gilmar Kaminski
Direção de Comunicação: Luísa Bonin – Platea Comunicação e Arte
Programação Visual: blanc.ag
Fotos: Eika Yabusame (E-photos) e Luísa Bonin