SUPERCOLISOR CANTA O DESEJO E A AMBIGUIDADE EM “SEMPRE” COM LEO FRESSATO

Delicada balada antecipa disco da banda

Antecipando seu novo álbum “Viagem ao Fim da Noite”, a banda Supercolisor reflete o amor, o desejo e a ambiguidade na balada “Sempre”, que conta com a participação de Leo Fressato. No clipe, Fressato surge se transformando em sua drag Rita Lina. A música está disponível em todas as plataformas de streaming.

“‘Sempre’ significa pra nós, em termos musicais, talvez o ponto mais espontâneo de todo o disco: a canção é basicamente um one-take de todos os instrumentos e vozes, que a princípio estruturamos para depois sofisticar, mas que nos viciou na sua forma mais pura. Até aos ruídos ambientes (característico de guias) nós nos apegamos”, adianta o vocalista, pianista e compositor Ian Fonseca. Além dele, tocam na faixa Jérôme Gras (baixo e produção musical); Henrique Meyer (violão); Charles Tixier (bateria) e Denis Mariano (percussão).

Após “Incêndios”, que teve participação de Victor Meira (Bratislava, Godasadog) e “Um e Meio”, faixa ao lado da banda Tuyo, o novo single traz uma parceria, de um modo leve como um respiro no álbum, com Leo Fressato. Com mais de 15 anos de carreira, o cantor e compositor é um artista prolífico, marcado por canções que tratam de amor ou de sua ausência.

Assista ao clipe “Incêndios”: aqui
Assista ao clipe “Um e Meio”: aqui

“Desde a primeira demo piano e voz que o Ian mostrou, ficamos entusiasmados para imortalizá-la em fita. E como na grande tradição da MPB, duetos (Bethânia e Chico, Elis e Tom, Caetano e Gil) sempre foram marcantes e muito cinematográficos, queríamos explorar esse campo com o Leo e sua drag queen Rita Lina. E queríamos destacar esta terceira parceria do disco, desta vez com o Leo, um amigo e colaborador de longa data. Neste momento social e tecnológico onde todos sofremos com a individualização extrema, a gente entende que parcerias e encontros são mais do que necessários, fundamentais para qualquer gesto criativo”, reflete Jérôme Gras, que produziu os dois álbuns de estúdio de Fressato. O último deles, “Louco e Divertido”, foi realizado junto de Ian Fonseca.

Leo Fressato por Duane Carvalho

Transformando sentimentos íntimos em performance, Fressato ganhou notoriedade nacional como compositor (e intérprete na sua versão mais famosa) do hit “Oração”, d’A Banda Mais Bonita da Cidade, e com a faixa “Coisa Linda”, uma parceria com Tiago Iorc.

“Estávamos trabalhando no meu disco ao mesmo tempo que o Jérôme e o Ian trabalhavam no disco do Supercolisor. Foi quando surgiu a ideia de fazermos esse trabalho juntos. Fico feliz de poder trazer a Rita Lina e não eu como estrela do clipe”, conta Fressato que só tinha personificado a drag no vídeo de sua canção “Adeus”.

Após os elogiados álbuns “Paranormal Songs” (2012) e “Zen Total do Ocidente” (2015), o Supercolisor está pronto para se reinventar em seu novo e terceiro álbum, “Viagem ao Fim da Noite”. A sonoridade da banda se modificou bastante junto de sua nova formação, trazendo mais elementos e um caminho menos hermético e mais direto no trabalho das canções, com temas amadurecidos. Para a construção sonora, eles buscaram múltiplos colaboradores que trouxeram novas camadas para o projeto. O single está disponível em todas as plataformas de streaming.

Ouça “Sempre”: aqui

Supercolisor por Duane Carvalho

Ficha técnica:
Dirigido, fotografado e editado por Alberto Whyte
Iluminação por Daniel Rasta
Assistência de produção por Duane Carvalho
Participação especial: Mariana Tabacow
Produzido por Ian Fonseca e Jérôme Gras
Co-produzido por Henrique Meyer
Arranjo por Jérôme Gras
Engenharia de áudio por Ian Fonseca
Captação adicional por Hugo Silva e Henrique Meyer
Gravado nos estúdios Invern, Family Mob e Cordel – São Paulo
Mixado e masterizado por Bruno Giorgi no estúdio O Quarto – Rio de Janeiro
Leo Fressato – voz
Ian Fonseca – voz, piano
Jérôme Gras – baixo, coro
Henrique Meyer – violão
Marc Thiessen – sanfona
Charles Tixier – bateria
Denis Mariano – percussão

Letra:
SEMPRE
(Ian Fonseca)
sempre que eu penso em rever
um pedaço de você
farei com calma, amor
farei como não fosse nada
eu fecho os olhos e arrisco teu rosto
teremos tudo se tudo tem gosto
real
vai surgir
sempre que eu quiser rever
um pedaço de você
farei com calma, amor
farei como não fosse nada
eu fecho os olhos e arrisco teu rosto
teremos tudo se tudo tem gosto
real
vai surgir

Assista a “Sempre”: https://youtu.be/Udx3aJ6_m-U
Ouça “Sempre”: https://smarturl.it/SempreSingle

ONÇA DISCOS APRESENTA #27: ESPECIAL 2 ANOS DE SELO!

Nessa sexta-feira maravilhosa do dia 09/11 nosso querido ONÇA DISCOS, selo de música independente, completa 2 anos de existência, tempo em que foram produzidos mais trinta eventos e gravados, produzidos e/ou lançados mais de vinte trabalhos – entre singles, EPs, trilhas sonoras e álbuns completos – de diversos artistas da cidade… e de alguns de fora também!

Pra comemorar dale festão com duas bandas! Abrindo o salão teremos Ireno, com suas belas misturas de ritmos dançantes, e pra fazer todo mundo dançar até o chão levaremos ao palco a quentíssima Orquestra Friorenta!

E ainda tem mais! Discotecagem antes e depois dos shows com Lambida & Dedada (Náira Debértolis & Bernardo Bravo) e bazar com comidinhas, docinhos, roupas descoladas, discos de vinil, histórias em quadrinhos, prints e cadernos artesanais! Contaremos até com o tradicional Arremesso de Gibis promovido pela rainha das novelas gráficas, a Mitie da Itiban Comic Shop!

Tudo será registrado através do olhar do fotógrafo que nos acompanha desde o primeiro evento: Tárcilo Pereira com sua Pentax analógica!

E essa arte linda da capa ficou por conta do Rômolo D’Hipólito!

Só vem!

Ireno é Kelvin de Souza nos teclados, Matheus Mantovani na guitarra e na voz, Acácio Guedes no baixo e na voz, Daniel D’Alessandro na bateria e Thai Borges na percussão.

Orquestra Friorenta é Amanda Pacífico na voz, Melina Mulazani na voz e na percussão, Du Gomide na guitarra, Naíra Debértolis no baixo, Bernardo Bravo na percussão e Denis Mariano na percuteria.

Serviço:
Abertura com as bandas Ireno & Davi Kalo
Showzão com a Orquestra Friorenta
Discotecagem por Lambida & Dedada (Naíra Debértolis & Bernardo Bravo)

Bazar:
Altos Pano Daoras – roupas lindas e descoladas
Itiban Comic Shop – histórias em quadrinhos
Revista Pé-de-Cabra – histórias em quadrinhos
Kintsugi – cadernos artesanais
Hasegawa & Amanda – ilustrações & gravuras
Hammer Discos – discos de vinil
Dona Zani – comidinhas (com opções veganas)
Morada Doce – cupcakes & outros quitutes

Serviço:
Festa de Aniversário: 2 Anos de Onça Discos!
Data: Sexta-feira 09/11 a partir das 21h!
Local: Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, Rua Desembargador Clotário Portugal, 274, São Francisco, Curitiba
Ingressos: Pelo Sympla: Promocional R$15 / Antecipado R$20
Na hora: R$25
Página do evento, aqui

ONÇA DISCOS APRESENTA #27: ESPECIAL 2 ANOS DE SELO!

Nessa sexta-feira maravilhosa do dia 09/11 nosso querido ONÇA DISCOS, selo de música independente, completa 2 anos de existência, tempo em que foram produzidos mais trinta eventos e gravados, produzidos e/ou lançados mais de vinte trabalhos – entre singles, EPs, trilhas sonoras e álbuns completos – de diversos artistas da cidade… e de alguns de fora também!

Pra comemorar dale festão com duas bandas! Abrindo o salão teremos Ireno, com suas belas misturas de ritmos dançantes, e pra fazer todo mundo dançar até o chão levaremos ao palco a quentíssima Orquestra Friorenta!

E ainda tem mais! Discotecagem antes e depois dos shows com Lambida & Dedada (Náira Debértolis & Bernardo Bravo) e bazar com comidinhas, docinhos, roupas descoladas, discos de vinil, histórias em quadrinhos, prints e cadernos artesanais! Contaremos até com o tradicional Arremesso de Gibis promovido pela rainha das novelas gráficas, a Mitie da Itiban Comic Shop!

Tudo será registrado através do olhar do fotógrafo que nos acompanha desde o primeiro evento: Tárcilo Pereira com sua Pentax analógica!

E essa arte linda da capa ficou por conta do Rômolo D’Hipólito!

Só vem!

Ireno é Kelvin de Souza nos teclados, Matheus Mantovani na guitarra e na voz, Acácio Guedes no baixo e na voz, Daniel D’Alessandro na bateria e Thai Borges na percussão.

Orquestra Friorenta é Amanda Pacífico na voz, Melina Mulazani na voz e na percussão, Du Gomide na guitarra, Naíra Debértolis no baixo, Bernardo Bravo na percussão e Denis Mariano na percuteria.

Serviço:
Abertura com as bandas Ireno & Davi Kalo
Showzão com a Orquestra Friorenta
Discotecagem por Lambida & Dedada (Naíra Debértolis & Bernardo Bravo)

Bazar:
Altos Pano Daoras – roupas lindas e descoladas
Itiban Comic Shop – histórias em quadrinhos
Revista Pé-de-Cabra – histórias em quadrinhos
Kintsugi – cadernos artesanais
Hasegawa & Amanda – ilustrações & gravuras
Hammer Discos – discos de vinil
Dona Zani – comidinhas (com opções veganas)
Morada Doce – cupcakes & outros quitutes

Serviço:
Festa de Aniversário: 2 Anos de Onça Discos!
Data: Sexta-feira 09/11 a partir das 21h!
Local: Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, Rua Desembargador Clotário Portugal, 274, São Francisco, Curitiba
Ingressos: Pelo Sympla: Promocional R$15 / Antecipado R$20
Na hora: R$25
Confira a página do evento, aqui

ITAERCIO ROCHA LANÇA ÁLBUM COM MAIS DE 10 RITMOS POPULARES

Caboclo narra sua trajetória do Maranhão a Curitiba.

O multiartista Itaercio Rocha lança seu segundo álbum solo, Caboclo. Com arte de Kiko Dinucci, o disco estará disponível nas plataformas de streaming a partir do dia 27 de junho, no mesmo dia do show realizado em São Luís do Maranhão, durante o aniversário de Dona Teté, cantora, compositora, grande artista maranhense e Rainha do Cacuriá, amiga de Ita desde os anos de 1980, quando trabalharam juntos com cultura popular, e para quem foi dedicada a faixa ‘Almericiar’. O show de lançamento em Curitiba será no dia 24 de agosto no Teatro Paiol.

O projeto nasce de dentro para fora, como diz Ita, do interior para a capital. “É a junção do Itaercio de Pedras com a cabrocha que coloco no carnaval curitibano”, explica ele que foi um dos fundadores do bloco carnavalesco Garibaldis e Sacis Caboclo Ita é uma entidade dos terreiros de mina no Maranhão, Ita significa pedra em tupi guarani. Itaercio nasceu em Pedras, como citado acima, localizada no município de Humberto de Campos no Maranhão. Somando isso ao Rocha de seu sobrenome, Itaercio é pedra três vezes. “Sou caboclão do mato, da beira d’água, sou caiçara”.

As canções narram os lugares por onde Itaercio Rocha passou. “Origem não é uma coisa que você volta. Origem é uma coisa que você carrega”, ressalta. As músicas fazem homenagens, saúdam forças da natureza e representam sua ancestralidade. Esse é o caso de ‘Atotô’, uma louvação a Obaluaê, composta em parceria com o músico, André Abujamra. “Hora de maré” é um samba de abertura de trabalhos, enquanto “Ele me ama” é um carimbó brega que fala sobre amizade e diversidade.

O disco agrega mais de 10 ritmos em suas 14 faixas. Tem caixa do Divino Espírito Santo, tambor de mina, bumba bois de vários sotaques, afoxé, entre outros. As músicas são de Itaercio e alguns parceiros: Thayana Barbosa, Daniel Fernandes, Du Gomide, André Abujamra e Matheus Braga e os arranjos são de Fred Pedrosa, Du Gomide, Matheus Braga e o Próprio Itaercio. “A seleção é um pouco do que compus para teatro, carnaval e outras inspirações.

A direção musical é do curitibano Du Gomide, também produtor do disco ‘Ailum’ do Marano, Santa Rima e Karla Silva. A mixagem ficou nas mãos do produtor musical Fred Teixeira, que já trabalhou com artistas como Tony Bennett, Ron Carter, Hermeto Pascoal, Zélia Duncan, Arnaldo Antunes e Zeca Baleiro, entre outros.

Trajetória
Nascido no município com o maior bumba-meu-boi do Brasil, Humberto de Campos, no Maranhão, Itaercio Rocha já morou em Olinda (PE), São Luís (MA), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ) e Maringá (PR) antes de parar em Curitiba, no ano de 1996. O interesse pelas culturas populares vem de berço: desde pequeno, recebeu influências culturais da família, como seu pai, músico prático, que tocava nas procissões, nos bumba-bois e nos bailes do interior; e sua mãe que fazia e regia a festa de coroação da Nossa Senhora e pastoris, além de participar de outras festividades populares e religiosas.

É formado em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas, pelas Faculdades de Artes do Paraná (FAP) e é especialista em Estudos Contemporâneos em Dança, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), por meio da Faculdade Angel Vianna (FAV).

Atuou e dirigiu espetáculos junto ao grupo Mundaréu, com o qual gravou vários álbuns. Em 2006 lançou seu primeiro disco solo e autoral, Chegadim. É autor do Livro/CD “Como é bom festa junina III”, em parceria com Mara Fontoura, com quem ainda escreveu o livro “Como diz o ditado”. Tendo o Hospital Pequeno Príncipe como entidade beneficiada, o músico lançou os álbuns Cancioneiro popular (2009) e Encanto de brincar (2013) e dirigiu os espetáculos Encanto de Brincar e Bumbando na Congada. Em 2017 lançou o show “Por Consolação”, onde interpreta clássicos da música popular brasileira.

Ficha técnica
Direção musical: Du Gomide
Direção cênica: Rafael Camargo
Produção musical: Du Gomide e Itaercio Rocha
Produção Executiva: Bina Zanette/ Santa Produção
Mixagem e masterização: Fred Teixeira
Gravação: Nicos Studio
Itaercio Rocha – , voz, violão, percussão..
Denis Mariano – Bateria, percussão, surdo.
Bruno Klammer – Percussão.
Fred Pedrosa – baixo, viola.
Matheus Braga – Violão, voz, cavaco.
Du Gomide – Viola, rabeca, beat, guitarra, ukulele, teclado.
Lauro Ribeiro – sousafone, trombone.
Ian Giller Branco – Steel Drum.
Coro: Du Gomide, Melina Mulazani, Matheus Braga, Vinicius Azevedo e Thayana Barbosa
Arte: Kiko Dinucci
Fotos: Dayana Luiza

Identidade visual do projeto é do multiartista Kiko Dinucci

Curta no facebook: /itaercioorocha
Siga no instagram: @rochaitaercio
Site: https://itaerciorocha.wixsite.com/portfolio
Youtube: /itaerciorocha
Deezer: itaerciorocha
Spotify: itaercio
Baixe o disco neste link

Projeto realizado com apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. Incentivo Pátio Batel.