ESCRITOR VALÊNCIO XAVIER SERÁ TEMA DE DEBATES NESTA SEMANA

Evento extra do projeto Leituras Urbanas debate o livro “O Mez da Grippe” do escritor Valêncio Xavier; mediação será feita pelo ator, produtor e contador de histórias Cristiano Nagel

Encontros gratuitos incentivam a escrita e estimulam o gosto pela leitura

O projeto cultural “Leituras Urbanas: Literatura nas Ruas da Cidadania” – que desde novembro do ano passado se dedica a incentivar a escrita e o hábito da leitura no país de maneira virtual – acaba de ganhar mais uma atividade extra.

Trata-se de um Ciclo de Leituras em que será debatido o livro “O Mez da Grippe” do escritor Valêncio Xavier. Serão cinco encontros que começam hoje (dia 24) e vão até o dia 28 de maio, sempre às 19h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através deste link. A mediação será feita pelo ator, produtor e contador de histórias Cristiano Nagel.

Para participar, não é necessário leitura prévia e nem qualquer conhecimento anterior sobre o autor ou a obra. Basta gostar de livros, leitura e histórias. Quem desejar receber um certificado da organização precisa ter frequência mínima de 75% nos encontros.

Enredo
Publicado numa brochura em 1981, “O Mez da Grippe” é uma novela que tem, a princípio, o objetivo de narrar o período em que ocorreu o surto da gripe espanhola em Curitiba – do final de outubro ao início de dezembro de 1918; época em que também se desenrolava o fim da Primeira Guerra Mundial.

Parte do enredo é formado por uma mescla entre recortes de jornais, fotografias, depoimentos de sobreviventes, anúncios, quadras eróticas, colagem, deslocamentos temporais, absurdo, ironia, comicidade. Tudo escrito pela mão firme de Valêncio Xavier que, como poucos, alcançou excelência no tratamento da fragmentação.

Sua obra depura e atualiza o Nouveau Roman [movimento literário francês dos anos 1950 que diverge dos gêneros literários clássicos] e o coloca ao lado de escritores consagrados como Osman Lins, Julio Cortázar e outros.

Perfil
Valêncio Xavier nasceu em São Paulo, em 1933. Foi colaborador dos jornais Gazeta do Povo e Folha de S. Paulo. Também trabalhou na realização de filmes, vídeos e programas de televisão.

O livro “O Mez da Grippe” ganhou o Prêmio Jabuti de melhor produção editorial em 1999. O autor morreu em dezembro de 2008 por complicações de pneumonia.

O projeto “Leituras Urbanas: Literatura nas Ruas da Cidadania” foi viabilizado pelo Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba com auxílio da UNINTER e Instituto Joanir Zonta.

Serviço
O que: Ciclo de Leitura para debater a obra “O Mez da Grippe” do escritor Valêncio Xavier, com mediação de Cristiano Nagel.
Quando: Dias 24, 25, 26, 27 e 28 de maio, às 19h.
Quanto: As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site https://urbanasleituras.wixsite.com/leiturasurbanas/ciclos-de-leitura-on-line

Crédito das fotos e arte. Divulgação. Relacionamento com a imprensa
www.urbanasleituras.wixsite.com/leiturasurbanas
Mem & Mem Comunicação

João Alécio Mem – 41.99124-9748. E-mail: joaoalecioassessoria@gmail.com
Marlise Groth Mem – 41.99908-0511. E-mail: marliseassessoria@gmail.com
Jornalismo / Assessoria de Imprensa / Consultoria em Comunicação e Eventos / Produção e Revisão de Conteúdo

FLIBI, A FESTA LITERÁRIA DA BIBLIOTECA PÚBLICA DO PARANÁ

A Biblioteca Pública do Paraná realiza entre os dias 22 e 26 de outubro a terceira edição da Flibi, a Festa Literária da Biblioteca. Dalton Trevisan é o autor homenageado do evento, que neste ano conta com mais de 40 convidados e 50 atrações gratuitas — entre palestras, debates, oficinas, exposições, sessões de cinema, atividades para crianças e apresentações de música e teatro. Pela primeira vez, as ações acontecem também fora da BPP, nos espaços culturais de Curitiba mantidos pelo Governo do Estado e em outros cinco municípios do Paraná (Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel e Foz do Iguaçu). Marçal Aquino, Eliane Robert Moraes, Paulo Cesar de Araújo, Luci Collin e André Sant’Anna são alguns dos convidados já confirmados na festa.

Serviço
Flibi 2019
De 22 a 26 de outubro, na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos espaços culturais de Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel e Foz do Iguaçu
Entrada franca
Mais informações: (41) 3221-4911

Saiba mais: https://bit.ly/2kSGQk8

fonte: Jornal Cândido

COM INÍCIO NESTA QUINTA-FEIRA (20), FIMS REÚNE AGENTES DA PRODUÇÃO MUSICAL NACIONAL E INTERNACIONAL EM CURITIBA

crédito foto: Nicolas Salazar

A terceira edição da Feira Internacional da Música do Sul – FIMS traz neste ano além da programação diversos shows no ‘Circuito Off’

Entre os dias 20 e 22 de junho, o Portão Cultural, em Curitiba, recebe a terceira edição da Feira Internacional da Música do Sul – FIMS. Considerado um dos principais eventos de negócios do setor musical no sul do país, além da programação oficial, a Feira apresenta diversos shows nos espaços culturais da cidade. 

Neste ano, palestras, mesas, debates, rodadas de negócios, showcases e o circuito off, atraem o público e diversos agentes da cadeia produtiva da música nacional e internacional.

Em 2019, as inscrições nos showcases superaram a edição passada. Para o desempate, foi utilizado o critério de distribuição geográfica com foco na região sul.

Entre os selecionados estão, A Banda Mais Bonita da Cidade (Curitiba), Janine Mathias (Curitiba), Caburé Canela (Londrina), Dandara Manoela (Santa Catarina), Yangos (Rio Grande do Sul), Modernas Ferramentas Científicas de Exploração (Rio Grande do Sul), MARTTE (São Paulo) e o rapper Sucio Bang (Colômbia).

Neste ano, duas palestras compõem a grade. A diretora de pesquisa do DATA SIM (núcleo de pesquisa da SIM São Paulo), Dani Ribas retrata a importância de dados e informações confiáveis para o desenvolvimento do mercado da música.

O diretor de design estratégico da Rizoma Aceleradora de Projetos Culturais, Iuri Freiberger, traz a discussão sobre o desenvolvimento de novas formas do design para projetos criativos no mercado da música.

Ao todo, seis temáticas englobam as mesas tendo como pano de fundo o contexto da tecnologia. Com destaque para as mesas sobre ‘o papel da pesquisa musical na era da infobesidade’, ‘ dificuldades de se lançar um álbum independente’ e ‘música brasileira no exterior’.

Entre artistas, jornalistas e produtores participam, Lio Soares (Tuyo), Pena Schmidt (Lista das Listas), Fer Isella (Limbo Music / SoL Madrid), Fabi Pereira (Papo de Música / FARO), Tony Ayex (Tenho mais discos que Amigos), Melina Hickson (Porto Musical), David McLoughlin (Brasil Calling), Filip Košťálek (Festival Colours) e outros.

No eixo profissionalizante da FIMS, seis cursos de curta duração trazem diversos especialistas do mercado da música, entre eles, a gerente de marketing da Habro Music, Renata Gomes; os produtores, Alec Haiat e Samuel Galdino do Projeto Suspechos; o produtor musical e proprietário do Grupo UN Music, Barral Lima; os produtores do Centro Europeu/AIMEC, Alonso Figueroa e Danilo Bencke (AIMEC); a brand da agência Talquimy, Tathy Moura e o curador e programador do espaço Agulha (RS), Guilherme Thiesen Netto.

No complexo do Portão Cultural, a Casa da Leitura Wilson Bueno será o espaço dedicado para a troca de ideias entre os profissionais de entidades do Sesi Cultura (PR), DaleGig, Sarau As Mina Tudo (SP), Soundscape, Tenho mais discos que Amigos e Rádio Butiá Brasil.

Além da programação oficial no Portão Cultural, após as atividades, acontecem paralelamente em diversos espaços da cidade, os shows com Lemoskine (PR), Leo Fressato (PR), Fernando Lobo (PR), Thaïs Morell (PR), Janine Mathias (PR), Kia Sajo (SC), Bananeira Brass Band (PR), Cida Airam (PR), Trabalhos Espaciais Manuais (RS) e DJ Manoel Canepa (RS).

Para os interessados em participar de todas as atividades da FIMS, o  credenciamento deve ser feito pela plataforma do Ingresso Nacional (a partir de R$40). Confira a programação detalhada no site oficial: fims.com.br

Serviço:

3ª Feira Internacional do Música do Sul
Onde: Portão Cultural –  Av. Rep. Argentina, 3.432 – Portão, Curitiba
Quando: Entre os dias 20 e 22 de junho de 2019
Site: fims.com.br

1ª SEMANA DA DIVERSIDADE DE CURITIBA

ISAE Escola de Negócios promove semana da diversidade! 

“Vamos falar sobre diversidade?
Em um evento aberto ao público e gratuito, nós iremos tratar de assuntos fundamentais para o combate da discriminação, preconceitos e exclusão social. De 15 a 17 de abril, você é o nosso convidado para a 1ª Semana da Diversidade de Curitiba.

As vagas são limitadas e o evento será no auditório do ISAE, em Curitiba. Av. Visc. de Guarapuava, 2943, Centro, Curitiba.

Programação:
Dia: 15/04 (segunda-feira) – Trabalho decente e crescimento econômico: as empresas e a diversidade.
Horário: das 18h30 às 21h.
Inscrições neste link

Dia: 16/04 (terça-feira) – Paz e Justiça.
Horário: das 18h30 às 21h. 
Inscrições neste link

Dia: 17/04 (quarta-feira) – Redução das desigualdades.
Horário: das 18h30 às 21h.
Inscrições neste link

fonte: Isae Brasil

ENCERRAMENTO INCRÍVEL DA MOSTRA DE CINEMA PELA DEMOCRACIA HOJE EM CURITIBA!

“Para o encerramento da  Mostra de Cinema Pela Democracia  teremos o show do Chico César na Praça Olga Benário, no acampamento Lula Livre, em Curitiba, seguido por cerimônia de encerramento da Mostra (com direito a premiação surpresa do canal CINEBRASiL TV!), e sessão final super especial no Acampamento Marisa Leticia com Chico, dos Irmãos Carvalho e Joaquim, do Marcelo Gomes – com a presença de Júlio Machado, ator do filme.

Vamo lá, galera, foi linda essa semana, e hoje vai ser lindo também. Pra somar e multiplicar a força da nossa união em defesa dos direitos e contra os golpes e retrocessos.

Lembrando que o financiamento coletivo está aberto por mais 3 dias,
aqui no catarse

#LulaLivre
#MostradeCinemapelaDemocracia

fonte: Mostra de Cinema Pela Democracia

HOJE, 16 DE MARÇO ::: AULA INAUGURAL DO CURSO LIVRE – O GOLPE DE 2016

Entrada gratuita! Em Curitiba, na UFPR (Universidade Federal do Paraná). Inscrições (sem taxas) na hora e local.

Curso livre: O Golpe de 2016: a destruição dos direitos sociais e os rumos da sociedade brasileira

Aula inaugural:
República do Nepotismo e os cenários da conjuntura política do golpe de 2016 – Profº Dr. Ricardo Costa de Oliveira (Ciências Sociais – UFPR) e Profª Drª. Andrea Caldas (Educação – UFPR)

Local: Teatro da Reitoria da UFPR
Rua Quinze de Novembro, S/N, 140, Centro, Curitiba
Data: Hoje, sexta-feira, das 19:00 às 22:00
Mais informações sobre o curso: aqui

Ocupação resPEITA


Trailer do documentário “Meu Corpo é Político”

Amanhã, dia 20 de outubro, em Curitiba!!!

“Cada vez que você sai na rua você faz parte de um ato político. O espaço que seu corpo ocupa é uma manifestação de sua existência. Igualdade e respeito é um caminho que precisamos trilhar juntos para que os cidadãos do futuro não sofram com os mesmos problemas que nossa geração enfrenta. Estamos de peito aberto!

A Olhar Distribuição, junto com a PEITA e o Veg Veg – Empório Vegetariano te convidam para um encontro para celebrar a diversidade e discutir sobre a visibilidade segmentos da sociedade que via de regra são excluídos / marginalizados especialmente pela sua identidade de gênero.

Confira as atrações deste nosso primeiro encontro:

– Sessão debate do documentário Meu Corpo é Político, da diretora Alice Riff: acompanha o cotidiano de quatro militantes #LGBT que vivem em periferias de São Paulo e levanta questões contemporâneas sobre a população trans e suas disputas políticas. Após a exibição tem um bate-papo com a presença da equipe.

– Lançamento da nova peita #Meu_Corpo_é_Político em uma coleção exclusiva e limitada. Tradicionalmente as camisetas da PEITA são brancas, pretas e cinzas mas nesta edição serão produzidas nas cores da bandeira trans: rosa, azul e branca;

– Lanchinos incríveis do Veg-Veg Empório Vegano.

Discutir, conhecer novas pessoas e pensar em soluções para os acontecimentos atuais relativos as causas LGBT é mais que necessário. Contamos com sua presença!

Local: Veg Veg – Empório Vegetariano. Rua Visconde de Nácar, 655 – Mercês, Curitiba.
Data: Amanhã, 20 de outubro, das 20:00 às 23:00

Confira a página do evento, aqui

MULHERES NA MÍDIA: NOVOS OLHARES POSSÍVEIS

Entrada gratuita. Em Curitiba.

“De que maneiras a mulher é representada na mídia brasileira? 

Em conteúdos publicitários e jornalísticos, os discursos presentes (ou ausentes) são capazes de reproduzir estereótipos e reforçar preconceitos. Na contramão desse cenário, iniciativas têm buscado desconstruir padrões de gênero ao propor soluções que valorizem e respeitem o espaço ocupado pelas mulheres na sociedade. 

O talk “Mulheres na mídia: novos olhares possíveis” tem como intuito debater as problemáticas que envolvem esse assunto, além de trazer luz sobre as mudanças necessárias para incentivar o pluralismo e a conexão com a realidade no mercado de comunicação.

/// Convidadas 

> Gabriela Titon
Jornalista e fundadora da Ninna Conteúdo, agência que possui um núcleo focado em ajudar marcas a dialogar com o público feminino. Especialista em produção da arte e gestão da cultura, também está concluindo pós-graduação em marketing. 

> Marcielly Moresco
Relações públicas, mestra em comunicação e doutoranda em educação. Também é estudante de pedagogia e pesquisa teoria feminista, gênero e diversidade sexual. Participa de alguns movimentos sociais feministas e colabora na Revista Lilith.

> Edilaine Alves
Publicitária e diretora de arte, desenvolve trabalhos com foco em marketing digital. Em maio, lançou o projeto Who Is Black?, que irá mapear os profissionais negros do mercado publicitário curitibano e contribuir para a igualdade racial na área.

/// Infos 

> Quando? Dia 17 de julho (segunda-feira), às 18h
> Onde? Naquela Casa/Centro Europeu – Rua Benjamin Lins, nº 935, Batel, Curitiba

ENTRADA FRANCA ♥

A atividade faz parte do Festival Subtropikal 2017 e integra a programação do evento Naquela Casa do Centro Europeu / Subtropikal 🙂

Confira a página do evento, aqui