ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA AS OFICINAS DO GRIOT – III FESTIVAL DE CINEMA NEGRO CONTEMPORÂNEO

Concurso de críticas irá premiar 1° e 2° lugar com R$ 300 e R$ 200 reais respectivamente

Já estão abertas as inscrições para as oficinas do Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo. Serão três oportunidades formativas com o intuito de valorizar o processo criativo do audiovisual, direcionando profissionais com mais profundidade do que se passa e ouve na tela. A oficina ministrada pelo crítico e curador Fabio Rodrigues Filho, promoverá um concurso de críticas com premiação para o primeiro e segundo lugar.

A oficina “Uma Conversada Inacabada com Imagens” é apoiada pela Associação de Vídeo e Cinema do Paraná (AVEC – PR) e é destinada somente para residentes do Paraná. E tem o objetivo de estimular novos criadores do estado a falar sobre cinema. A proposta segundo, Filho, é “abordar a crítica como lugar de conversa com os filmes, entre imagens e pessoas, e entre cinema e as coisas do mundo – reconhecendo as partes em diálogo como agentes ativos”.

As oficinas “Produção audiovisual para mídias digitais”, ministrada por Caio Franco, e “Como o som se articula no cinema”, ministrada por Evelyn Santos, são para interessados de todo o Brasil. As três oficinas possuem vagas preferenciais para pessoas negras ou indígenas.

As inscrições são gratuitas e vão até 4 de dezembro. As oficinas têm início no dia 12 de dezembro e fazem parte do Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo que acontece de 11 a 20 de dezembro de 2020. O evento é gratuito e contemplará todo o Brasil, promovendo as narrativas da atuação, realização, e produção do audiovisual negro.

A programação completa está disponível no site do Festival, incluindo as atividades que acontecem simultaneamente no evento.

O Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo tem o apoio da TODESPLAY, Olhar Distribuição, O2 Pós, Mubi, Projeto Paradiso, AVEC-PR, ABRACCINE. Incentivo da Celepar e Ebanx. Projeto realizado com apoio do programa de apoio e incentivo à cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Serviço:
Realização: Cartografia Filmes
Oficinas do Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo.
Inscrições até o dia 4 de dezembro.
Inscreva-se gratuitamente, aqui

Sobre o Festival Griot
O Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo começou em 2018 como Mostra de Cinema Negro Brasileiro, com o objetivo de criar um espaço onde pudessem exibir filmes pensados, realizados e protagonizados por pessoas pretas em território nacional. Nas edições anteriores foram exibidos com lotação máxima de público 61 curtas, dois longas e um média. As edições aconteceram com financiamento coletivo.
www.festivalgriot.com.br

Sobre a Associação de Vídeo e Cinema do Paraná – AVEC – PR
A AVEC-PR tem sua origem no final da década de 70, com o surgimento em Curitiba do movimento de produção em cinema Super 8, com os festivais nacionais da Escola Técnica, com o núcleo de realizadores da Cinemateca, e finalmente com o movimento Vídeo-Vive, já nos anos 90.

Nessa sua trajetória a AVEC se destacou por ser a principal interlocutora dos produtores de cinema e vídeo paranaenses junto às esferas municipais e estadual na área da cultura.

Conheça a AVEC-PR

Sobre Fabio Rodrigues Filho
Atua na crítica, curadoria, pesquisa e realização em cinema. Mestrando em comunicação na UFMG. Graduou-se na mesma área na UFRB. Membro dos grupos Áfricas nas Artes (Cahl/UFRB) e Poéticas da Experiência (UFMG). Cineclubista, participou do Cineclube Mário Gusmão, Cine Tela Preta e do Cinema em Vizinhança. Compôs a comissão de seleção de festivais, mostras e laboratórios, a exemplo do FestCurtasBh (2019/2020), Diáspora Lab (2018), FIANB (Festival Internacional do Audiovisual Negro do Brasil, 2020), entre outros. Atualmente faz parte da equipe de curadoria do IX CachoeiraDoc, festival junto ao qual vem contribuindo ao longo dos últimos anos.

Sobre Evelyn Santos:
É formada em Produção de Áudio e Vídeo, Operação de Som e Direção Cinematográfica. Trabalha há quatro anos com Captação de Som direto, Microfonista e Assistente em diversas produções que já rodaram em vários festivais. Dirigiu seu primeiro curta-metragem ”Dádiva”.

Sobre Caio Franco:
Caio Franco é cineasta e fotógrafo. Após se formar em comunicação pela PUC-Rio, trabalhou em produtoras como assistente de produção e assistente de pesquisa até 2015, quando começou a trabalhar no canal Jout Jout Prazer, no youtube. Seu primeiro filme, Antes de Ontem, rodou por diversos festivais no Brasil em 2019.

15º CURTA 8 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA SUPER 8 DE CURITIBA

Seguem abertas até 25 de setembro de 2019 as inscrições de filmes para as mostras competitivas do 15º CURTA 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba

Nos últimos anos o Curta 8 tem promovido a produção, exibição, divulgação e premiação de filmes na bitola super-8, além de resgatar a memória da produção cinematográfica produzida em super-8 no Brasil e no mundo.

O festival será realizado de 8 a 10 de novembro de 2019 no Cine Passeio, localizado à Rua Riachuelo, 410, Centro, Curitiba/PR, Brasil.

O evento tem a coordenação geral de Antonio Carlos Domingues, com produção de Adriano Esturilho e Fábio Allon, e direção de projeção de Lucas Vega. 

O Curta 8 é uma realização da PERFIL comunicação e cultura e da Processo MultiArtes, que conta com os apoios do Cine Passeio, ICAC – Instituto de Cultura e Arte de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura Municipal de Curitiba e rádio Uni FM.

fonte

2017 – Curta 8 (Vinheta v02) from Processo MultiArtes on Vimeo.

1ª MOSTRA DA PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL CINEMATECA/UNESPAR

1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. Entrada gratuita. Em Curitiba.

Neste fim de semana acontece na Cinemateca de Curitiba a 1ª. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar. A mostra é organizada pelos alunos da disciplina Cultura da Preservação Audiovisual, do Curso de Cinema e Audiovisual da FAP/Unespar, sob a orientação do professor da disciplina, o cineasta Fernando Severo, ex-diretor do Museu da Imagem e do Som do Paraná e membro da ABPA-Associação Brasileira de Preservação Audiovisual.

No sábado, dia 16/12, será realizada uma sessão em homenagem ao pesquisador Paulo José da Costa, que tem realizado com recursos próprios um importante trabalho de busca, restauro, preservação e compartilhamento de documentos históricos, fotografias antigas e filmes raros. Na ocasião vai acontecer a estreia do documentário “Crônicas de um Memorialista”, dirigido por Vanessa Leal à frente de uma equipe formada por alunos, que aborda o importante trabalho de Paulo na preservação da memória audiovisual brasileira. Também nessa sessão serão exibidos diversos filmes na bitola 16mm do acervo do colecionador, realizados por Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski, que mostram cenas raras do Paraná e Santa Catarina nas décadas de 1940 e 1950.

No domingo, 17/12, a mostra prossegue com diversos filmes preservados no acervo da Cinemateca de Curitiba a partir de sua fundação em 1975. São filmes realizados por pioneiros do cinema paranaense como Annibal Requião, J. B. Groff e Hermes Gonçalves, e pela produtora Botelho Filmes. Dois filmes importantes que não são exibidos há décadas também fazem parte do programa. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba. “Na Santa Felicidade” (1979) foi dirigido pelo idealizador da Cinemateca e seu primeiro diretor, Valêncio Xavier, e registra costumes, tradições e tipos populares entre os descendentes dos imigrantes italianos que se instalaram no bairro Santa Felicidade. A mostra recebeu a assessoria técnica do cineasta Marcos Sabóia, responsável pelo acervo da Cinemateca. A instituição terá seus filmes exibidos em suas bitolas originais, em película 35mm e 16mm. A classificação indicativa é livre, a entrada gratuita e o início das sessões acontece às 19h30.

Serviço:
1a. Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar
Data: 16 e 17 de dezembro
Horário: 19h30
Local: Cinemateca de Curitiba
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

16/12 – Sábado – 19h30

CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – direção de Vanessa Leal
Documentário sobre o pesquisador Paulo José da Costa

FILMES EM 16MM DO ACERVO DE PAULO JOSÉ DA COSTA:

MOSTRA ARNALDO LIPPMANN

PRAIAS DOS PARANÁ (1952, 9′)
Cenas de famílias paranaenses nas cidades de Matinhos, Guaratuba e Caiobá.

PRAIAS DO PARANÁ E PRAÇA CARLOS GOMES(1951, 11′)
Cenas de cotidiano; Praça Carlos Gomes; Caiobá, pescaria e mergulho.

CASAMENTO DE SIRLEI MALUCCELLI E LOURIVAL LIPPMANN (1949, 9′)
Saída com carros; Praça Rui Barbosa; Rua Marechal Floriano; Festa.

MOSTRA EUGÊNIO HAUER KWASINSKI

VIAGEM A SANTA CATARINA (1944, 9′)
Estrada; Carro à gasogênio; Joinville; Balsa Cabeçudas; Praia dos Amores; Orquídea na Praia Brava e pescadores.

EXCURSÃO A VILA VELHA (1947/48, 9′)
Rio dos papagaios; Garimpo; Tropeiros na estrada; Ponta Grossa; Vila Velha; Acampamento.

VIAGENS (década de 1940, 11′)
Curitiba; Praia; Antonina; Rio de Janeiro; Campos Gerais.

VIAGEM PELO RIO IVAÍ (1949, 10′)
Rio abaixo; Encontro com indígenas.

17/12 – Domingo – 19h30

FILMES EM 35MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

L’ETAT DU PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 7′)
Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba – Maria Fumaça, túneis, paisagens da Serra do Mar, vista de Paranaguá, Porto de Paranaguá. Estrada da Graciosa, transporte com balsa e barco pelos rios Paranapanema, Tibagi, Ivaí, Iguaçu, Paraná. Vista da Cidade de Guaíra. Fábrica de sacos, construção de barcos.

O QUE É O PARANÁ (Botelho Film, década de 1910/20, 12′)
Viagem de trem pela Serra do Mar salientando aspectos da natureza local.

CIDADES DO PARANÁ – direção de J. B. Groff (1936, 20′)
Documentário sobre aspectos gerais e o desenvolvimento de sete cidades paranaenses – Antonina, Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira, Lapa e Rio Negro.

FILMES EM 16MM DO ACERVO DA CINEMATECA DE CURITIBA:

CARNAVAL EM CURITIBA – direção de Annibal Requião (1920, 7′)
Desfile de carnaval no centro de Curitiba, analisando aspectos do corso carnavalesco. Imagens de Fido Fontana e Ildefonso Serro Azul no seu luxuoso automóvel Benz 45HP.

USOS E COSTUMES DOS COLONOS POLONESES – direção de Hermes Gonçalves (1952, 11′)
As tradições dos imigrantes poloneses no Paraná. Casamento típico, colheita e festa do trigo.

NA SANTA FELICIDADE – direção de Valêncio Xavier (1979, 17′))
Costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade

SENSIBILIZE-SE – direção coletiva (1980, 10′)
Evocação da passagem do pintor Guido Viaro pela periferia de Curitiba

APRESENTAÇÃO DAS SESSÕES: Agnan Siqueira

VISÃO CURATORIAL
Stefano Lopes
Natália Teraoka
Yasmin dos Reis
Manoelle Fuzaro

A preservação audiovisual tem se tornado um tema crescente e persistente nos ambientes que atravessam o Cinema nacional. Não por acaso: toda a história da nossa cultura audiovisual é, cada vez mais, parte integrante da grandeza do patrimônio cultural brasileiro. Nesse sentido, para além dos contextos de desenvolvimento estratégico e de disseminação teórico-metodológica, a 1ª Mostra da Preservação Audiovisual Cinemateca/Unespar, realizada por alunos do quarto semestre do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual do Paraná – campus de Curitiba II/Faculdade de Artes do Paraná sob a orientação do professor e cineasta Fernando Severo, propõe o debate e a reflexão sobre o tema através do contato direto do público com os resultados de projetos de preservação audiovisual.

Para mostrar o resgate histórico e cultural de filmes antigos de arquivo e a importância de preservá-los, a mostra terá como tema os estados do Paraná e Santa Catarina. Serão exibidos filmes que mostram a arquitetura e estilo de vida de cidades paranaenses em décadas passadas e revelam imagens de algumas locações catarinenses. Dentre os filmes exibidos teremos um que foi produzido no final da década de 1970 por Valêncio Xavier, fundador e diretor da Cinemateca do Museu Guido Viaro (atual Cinemateca de Curitiba), que conduziu uma equipe na realização do documentário “Na Santa Felicidade”. Rodado na bitola 16mm com negativo colorido, o filme registra costumes, tradições e tipos populares entre descendentes dos imigrantes italianos que se radicaram no bairro Santa Felicidade, um dos mais antigos de Curitiba. “Sensibilize-se”(1980), tem direção coletiva e aborda o trabalho inovador de Guido Viaro, o primeiro pintor paranaense a registrar em sua obra cenas da periferia de Curitiba.

Também teremos uma programação especial com Paulo José da Costa, proprietário da Livraria Fígaro, que pessoalmente procura e resgata filmes históricos, em sua maioria nas bitola 16 mm e Super 8. Enriquecendo a mostra com relatos pessoais e exibindo filmes de seu acervo, Paulo será homenageado através do documentário “Crônicas de Um Memorialista”, realizado especialmente para a mostra.

Além do resgate histórico e cultural da sociedade paranaense, a mostra propiciará ao público a oportunidade de assistir as obras projetadas em película de 35mm e 16mm, sendo essa uma forma cada vez mais rara de vivência cinematográfica, pois as películas vem perdendo cada vez mais seu espaço para o cinema digital.

No sábado, a programação conta com filmes amadores das décadas de 40 e 50 que mostram não só as cidades paranaenses como também a cultura que atravessava essas cidades, a vivência das pessoas nesses lugares, sobretudo pelo olhar de dois grandes nomes da história do estado: Arnaldo Lippmann e Eugênio Hauer Kwasinski.

Domingo, a mostra contempla o acervo de películas em nitrato da Cinemateca de Curitiba, como os filmes silenciosos da Botelho Films do Rio Janeiro, mostrando a importância da região paranaense nas décadas 1920 a 1970. O trabalho de restauração foi feito principalmente pelo Laboratório de Restauro da Cinemateca Brasileira.

EQUIPE DE CRÔNICAS DE UM MEMORIALISTA – Vanessa Leal, Luiz Alberto Bonin, Elisa Pocai, Matheus Carneiro

RESPONSÁVEIS TÉCNICOS – Higor Casagrande, Gabriel Chemin, Fernando Macedo, Odair Rodrigues

ARTE – André Carneiro, Thayana Andreatta, Taís Armani

FICHA CATALOGRÁFICA – Helena Volani, Pedro Monte Kling

Local: Cinemateca de Curitiba. Rua Carlos Cavalcanti, 1174, São Francisco, Curitiba
Data: 16 e 17 de dezembro, das 19:30 às 22h

Confira a página do evento, aqui

13º CURTA 8 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA SUPER 8

De 5 a 8 de outubro, acontece no Teatro da Caixa (Caixa Cultural), a 13ª edição do Festival Internacional de Cinema em Super 8 — o “Curta 8”.  Entrada gratuita!!!

Este ano a programação do evento traz 74 filmes vindos de oito países, além de três mostras paralelas, com filmes do Brasil e da Argentina, com filmes que transitam da animação ao documentário e ao experimental. Todas as sessões têm entrada franca.

O Curta 8 traz, também, uma mostra especial com dois superclipes realizados por cineastas de Curitiba e com performances musicais ao vivo de artistas locais. Haverá ainda o “Dia do Filme Caseiro” (Home Movie Day), onde o público pode trazer seus rolinhos de casa para serem projetados em sessão especial comentada.

Outra atração do festival é o lançamento do livro “Super 8 no Brasil: Um Sonho de Cinema”, de Antônio Leão Neto. Trata-se da décima obra do escritor que se configura em um dicionário sobre o movimento super 8 brasileiro, contendo a relação dos filmes, seus realizadores e biografias. No total, estão listados no livro 5.519 filmes, 3.770 realizadores e 952 biografias.

PROGRAMAÇÃO:

DIA 5 OUT 2017 – QUINTA-FEIRA

18h30
Abertura – Filmes de Hugo Mengarelli

20H30
Mostra de Filmes Finalizados em Digital
Mostra de Filmes em Tomada Única – Independentes
Mostra de Filmes em Tomada Única – Oficina /PR
Mostra em Tomada Única – Clipes

21H30
Debate Mostras Competitivas

DIA 6 OUT 2017 – SEXTA-FEIRA

18H30
Mostra Ivan Cordeiro

20H30
Mostra de Filmes Finalizados em Digital
Mostra de Filmes Finalizados em Película
Mostra de Filmes em Tomada Única – Independentes
Mostra de Filmes em Tomada Única – Oficina /PR

21H30
Debate Mostras Competitivas

DIA 7 OUT 2017 – SÁBADO

17H
Lançamento do Livro – “Super 8 no Brasil: Um sonho de Cinema”, de Antônio Leão.

18h30
Mostra Irmã(o)s Wagner

20H30
Mostra de Filmes Finalizados em Digital
Mostra de Filmes em Tomada Única – Independentes
Tomada Única – Oficina /PR
Mostra de Filmes Finalizados em Película
Mostra de Filmes emTomada Única Clipes

21H30
Debate Mostras Competitivas

DIA 8 OUT 2017 – DOMINGO

16H
Dia Do Filme Caseiro – com Lucas Vega e Eugenia Castello

18h30
Mostra Ernesto Baca

20H30
Cerimônia de Encerramento e Premiação

Serviço:
Cinema: Curta 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 5 a 8 de outubro de 2017
Horário: quinta a sábado, sessões às 18h30 e 20h30; domingo, sessões às 16h, 18h30 e 20h30. Programação completa no site www.caixacultural.com.br
Ingressos: entrada franca, com os ingressos devendo ser retirados, a cada dia, uma hora antes da primeira sessão.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 15h às 20h).

Confira a página do evento, aqui.