BATE-PAPOS VIRTUAIS DE CINEMA SOBRE A CARREIRA DE PEDRO ALMODÓVAR, PROMOVIDOS PELO SESC PARANAVAÍ, COMEMORAM O ANIVERSÁRIO DE 72 ANOS DO DIRETOR ESPANHOL

Pedro Almodóvar, um dos cineastas mais aclamados e bem sucedidos do cinema mundial contemporâneo, completa 72 anos em setembro. Quando se fala do espanhol Pedro Almodóvar é impossível não pensar em sua estética única calcada na cultura kitsch e no excesso de vermelho. Filmes com personagens femininas fortes e cheias de liberdade de expressão – herança de seu engajo na “Movida Madrileña”.

Almodóvar dá vitrine para arte em seu cinema, um bom exemplo é: “Fale com Ela” de 2002. No qual o diretor e roteirista constrói uma ode à arte.

Pedro Almodóvar em sua filmografia também recorre em muitos momentos a personagens masculinos que são diretores de cinema, como em “Dor e Glória” de 2019 “Má Educação” de 2004, Abraços Partidos de 2009 e “Ata-me” de 1989.

A metalinguagem, o exercício de fazer arte sempre estão nas narrativas de Pedro. Bem como, as relações familiares, principalmente no que tange o feminino e a experiência de ser mãe.

Em 2021 em meio à pandemia do COVID-19, Pedro presenteia o público com sua nova produção “Madres Paralelas”. Que fala justamente de um dos seus temas mais recorrentes, a maternidade. Incluso Almodóvar foi um dos primeiros diretores de cinema a produzir durante a pandemia, em 2020 rodou o curta metragem “A Voz Humana” sua primeira produção cinematográfica falada em inglês, com Tilda Swinton como protagonista.

Fica difícil em poucas palavras definir, narrar ou contar todo o processo artístico de Pedro Almodóvar. Porém, entretanto, sua estética influenciou e continua influenciado o mudo das artes, do cinema e da moda.

Em sua larga carreira cinematográfica ganhou 2 Oscars, 2 Globos de Ouro, 4 BAFTA e 4 premiações em Cannes.

Para comemorar o aniversário de Pedro Almodóvar, o Sesc de Paranavaí irá realizar virtualmente 4 bate-papos sobre a carreira do diretor. Nos dias 4, 11, 18 e 25 de setembro – sábados das 15h às 18h – pela plataforma Microsoft Teams. Os participantes dos quatro encontros irão receber certificação.

As inscrições devem ser realizadas até 3 dias antes do evento pelos links relacionados:


Bate-papo virtual CineSesc: A Movida Madrileña e Pedro Almodóvar
www.sescpr.com.br/atividade/bate-papo-virtual-cinesesc-a-movida-madrilena-e-pedro-almodovar-04-09-2021-1500/


Bate-papo virtual CineSesc: O Cinema de Pedro Almodóvar Parte 1
www.sescpr.com.br/atividade/bate-papo-virtual-cinesesc-o-cinema-de-pedro-almodovar-parte-1-11-09-2021-1500/


Bate-papo virtual CineSesc: O Cinema de Pedro Almodóvar Parte 2
www.sescpr.com.br/atividade/bate-papo-virtual-cinesesc-o-cinema-de-pedro-almodovar-parte-2-18-09-2021-1500/


Bate-papo virtual CineSesc: O Cinema de Pedro Almodóvar Parte 3
www.sescpr.com.br/atividade/bate-papo-virtual-cinesesc-o-cinema-de-pedro-almodovar-parte-3-25-09-2021-1500/

SESC PARANAVAÍ FAZ HOMENAGEM AO CINEASTA SUECO INGMAR BERGMAN

Em julho, mês que se comemora o nascimento e morte de Ingmar Bergman, um dos maiores diretores do cinema mundial, o Sesc Paranavaí – Paraná – homenageia o diretor com Bate-papo Virtual.

“Ingmar Bergman é sem dúvida um dos nomes, ou o nome mais expressivo do cinema mundial. Sua estética e literatura são uma base sólida para o cinema como o conhecemos” (Edson Godinho, Técnico de Atividades de Cultura do Sesc Paranavaí).

Bergman nasceu em 14 de julho de 1918 e faleceu em 30 de julho de 2007, foi escritor, diretor e produtor sueco de teatro e de cinema. É uma das grandes lendas do cinema do século XX, responsável por influenciar diretores e roteiristas como: Woody Allen, Pedro Almodóvar e John Waters.

Bergman ainda jovem na Universidade de Estocolmo se apaixona pelo teatro, o fruto desse amor rende mais de 170 direções teatrais. Nesse caminho o encontro com o cinema foi inevitável. Ingmar Bergman ao longo de sua vida assina 70 produções cinematográficas, como diretor, roteirista e ou produtor. Desenvolveu uma estética particular, reeditada e revisitada por muitos diretores contemporâneos a ele, e da atualidade.

O existencialismo, a solidão e a fé eram alguns dos temas recorrentes em sua obra. Bergman se dedicou a entender ou procurar elucidações para existência humana. Sua obra flerta em muitos momentos com a psicanálise e seus conceitos. Como em Persona (1966), que apresenta ao interlocutor a estética do cinema surrealista do começo do século XX como materialização dos conceitos psicanalíticos abordados no filme. Persona também se vale de jogos teatrais na dinâmica da troca de personagens opostas e complementardes vividas por Liv Ullmann e Bibi Andersson, atrizes recorrentes em sua cinebiografia.

Outras obras importantes de Bergman e que merecem ser assistidas: O Sétimo Selo (1956); Morangos Silvestres (1957); A Hora do Lobo (1968); Vergonha (1968); A Paixão de Ana (1969); Gritos e Sussurros (1972); Cenas de um Casamento (1973); O Ovo da Serpente (1977); Sonata de Outono (1978); Fanny e Alexander (1982); Na Presença de um Palhaço (1997) e Saraband (2003.)

Sobre o Bate-papo:
30/07/2021 | 18h às 19h
Plataforma Microsoft Teams
Bate-papo Virtual CineSesc – Dança Macabra: em honra e homenagem ao legado de Ingmar Bergman
No mês de julho, comemoramos o nascimento (14/07/1918) e morte (30/07/2007) de um dos maiores diretores do cinema mundial, Ingmar Bergman.

Neste bate-papo, vamos falar sobre a obra e o legado de Ingmar Bergman para o cinema mundial. O evento acontece no aniversário de sua morte, já que a temática da morte é um tema tão recorrente na produção de Bergman.

Mediador: Edson Godinho, Técnico de Atividades do Sesc Paranavaí e Artista Visual.

Serão aceitas inscrições até no máximo 2 dias antes do evento.
Inscrições através deste link

BATE-PAPO VIRTUAL CINE SESC: A MOVIDA MADRILEÑA E PEDRO ALMODÓVAR

O espanhol Pedro Almodóvar é sem dúvidas um dos maiores nomes do cinema mundial vivo. O diretor aos 71 anos de idade continua a todo vapor, em 2021 está trabalhando em sua nova produção cinematográfica: Madres Paralelas. A história retrata duas mulheres que dão a luz no mesmo dia, o longa metragem acompanha a rotina dessas duas mães durante os anos em que seus filhos crescem. O lançamento previsto para o ano de 2022 tem Penélope Cruz no papel protagônico, e também traz nomes renomados mundialmente como: Julieta Serrano e Rossy de Palma.

Em 2020 Almodóvar foi um dos primeiros diretores a rodar e lançar um material em meio à pandemia. O curta metragem The Human Voice, sua primeira direção na língua inglesa, protagonizado por Tilda Swinton.

Pedro Almodóvar tem uma vasta cinebiografia como diretor e roteirista com cerca de 14 curtas metragens e 22 longas metragens. Também é dono da Produtora Cinematográfica El Deseo, que produz seus filmes e uma série de outras grandes produções em âmbito mundial.

Em sua larga carreira cinematográfica ganhou 2 Oscars, 2 Globos de Ouro, 4 BAFTA e 4 premiações em Cannes.

“Porém antes de todo esse caminho de sucesso Pedro Álmodovar foi um jovem revolucionário na Espanha dos anos 80. Um dos integrantes mais expressivos do movimento transgressor: La Movida Madrileña. E é sobre este tema que iremos falar em nosso primeiro encontro sobre o diretor espanhol no dia 17 de abril às 15h no Bate-papo Virtual CineSesc: Pedro Almodóvar e a Movida Madrileña, via a plataforma Microsoft Teams”. (Edson Godinho, Técnico de Atividades Sesc Paranavaí)

Nas semanas sequentes no dia 24 de abril e 1º de maio iremos destrinchar sua cinebiografia em duas partes. Os eventos são gratuitos e promovidos pelo Sesc de Paranavaí, mas podem ser acessados por todos os lugares do estado e do país. As inscrições devem ser efetuadas via site do Sesc Paraná, até 3 dias antes da realização de cada evento e a classificação indicativa de todos os bate-papos é 18 anos.

Abaixo links para as inscrições dos eventos por data:

A Movida Madrileña e Pedro Almodóvar (17/04)
www.sescpr.com.br/atividade/a-movida-madrilena-e-pedro-almodovar-17-04-2021-1500/

O Cinema de Pedro Almodóvar – Parte 1 (24/04)
www.sescpr.com.br/atividade/o-cinema-de-pedro-almodovar-parte-1-24-04-2021-1500/

O Cinema de Pedro Almodóvar – Parte 2 (01/05)
www.sescpr.com.br/atividade/o-cinema-de-pedro-almodovar-parte-2-01-05-2021-1500/

Mais informações:
SAC Sesc Paranavaí (44) 3474-8500

BAIXO SÃO FRANCISCO: IMPULSOS DE UMA (RE)OCUPAÇÃO URBANA

Livro BAIXO SÃO FRANCISCO: IMPULSOS DE UMA (RE)OCUPAÇÃO URBANA. Autora: Selma Baptista. Documentário: Jessica Candal. Fotografias: Shigueo Murakami, Lucas Pereira Nery e Alice Pizzaai Goltz. Textos adicionais: Jaques Brand, Renata Carvalho Rodrigues Souza. Curitiba. 2020. Produtora Transpira. 194 p. Preço: DISTRIBUIÇÃO GRATUITA.

Sinopse:
O livro é resultado de uma ampla pesquisa com viés etnográfico, balizado por pesquisas de campo, bibliografia antropológica, histórica e arquitetônica. O projeto “BAIXO SÃO FRANCISCO” debruçou-se sobre o icônico bairro curitibano e, através de uma perspectiva antropológica, convidou a cientista social Selma Baptista e a cineasta Jessica Candal para criarem produtos culturais, cada qual com seu olhar e perspectiva sobre o bairro. Selma Baptista escreveu o livro e Jessica Candal coordenou e dirigiu o documentário HIP HOP no corre no baixo, co-dirigido com Camila Macedo, KBU, Mano Jhow.

Sobre a Autora:
Selma Baptista é Pós-doutora em Antropologia pela USP, Doutora em Ciências Sociais pela UNICAMP e Mestre em Antropologia Social pela mesma universidade.Foi professora titular do departamento de Antropologia da UFPR, onde se aposentou. Atualmente produz pesquisas, orientações e assessorias na área de crítica cultural.

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA: O livro na versão impressa está disponível para distribuição gratuita em locais parceiros do projeto: BAR MÃE, Rua Treze de Maio, 512, bairro São Francisco. GALERIA SOMA, R. São Francisco, 179, bairro São Francisco. BICICLETARIA CULTURAL, R. Presidente Faria, 226, Centro. COLETIVO SFco179, R. São Francisco, 179, São Francisco. Endereços em Curitiba.

FICHA TÉCNICA
Autora do Livro: Selma Baptista
Documentário: Jessica Candal – Direção: Camila Macedo / Jessica Candal / KBU / Mano Jhow
Pesquisa: Alice Pizzaia / Caroline Blum
Designer Gráfico: Lucas Pereira Nery
Coordenação Geral: Jonas Prates
Incentivo: Caixa / Lei de incentivo cultura / Fundação Cultural de Curitiba / Prefeitura de Curitiba / Realização: Transpira. 

CANAIS OFICIAIS DO PROJETO
SITE: www.baixosaofrancisco.com.br
INSTAGRAM: www.instagram.com/baixo_sao_francisco/
FACEBOOK: www.facebook.com/BaixoSaoFranciscoCuritiba/
YOUTUBE:  www.youtube.com/channel/UCKmHQk0yUQcmF_Ml_EyNYXg

Sobre o FILME
Núcleo coordenado pela cineasta Jessica Candal, o documentário segue o cotidiano de dois personagens cativos no bairro, que transitam pela cena HIP HOP curitibana: Mano Jhow e KBU. Com direção coletiva, o documentário tem uma linguagem crua da realidade de diversas ocupações por jovens que povoam a ebulição cultural e social do bairro pela ótica do movimento Hip Hop.

Jessica Candal é Bacharela em Audiovisual (ECA-USP) e especialista em Poéticas Visuais (EMBAP). Como diretora realizou os curtas Ainda Ontem; Bárbara na Cidade; Teia e O Espelho de AnA. Como roteirista, escreveu os longas Horizonte; Ferrugem, com Aly Muritiba; Tão Longe do Centro da Terra, com Aarón Fernández; O Espanto, com George Walker; e foi uma das co-autoras de Eduardo e Mônica. Atualmente está escrevendo A Rua é Noiz, cinebiografia de Emicida, junto dele, Aly Muritiba e Toni C.