EDITAIS – ART SESSION – 2ª EDIÇÃO

Art Session é um evento que tem como missão fomentar a arte independente e trazer um novo olhar para as produções contemporâneas. Este ano o evento trará a literatura e o cinema como protagonistas de um caloroso bate-papo com cineastas, produtores, roteiristas e autores sobre a influência dos livros no mundo do cinema.

Se você é um produtor de audiovisual ou escritor independente, essa é a sua hora! O Art Session abrirá as portas para receber suas ideias e ainda apresentá-las a grandes nomes do audiovisual e literatura. As inscrições de trabalhos de curta-metragem e contos/crônica estão abertas. Ahh vai rolar premiação no evento para o 1° lugar de cada categoria.

As inscrições são gratuitas!

Participe! Acesse este link e confira o regulamento.

fonte

FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA ABRE EDITAIS PARA CONTRATAR 261 PROJETOS CULTURAIS

Fundação Cultural de Curitiba abre 10 editais para contratar 261 projetos culturais! Inscrições: até as 12h do dia 21 de fevereiro. Confira os editais:

>> Edital de Difusão Cultural e Artística dos Núcleos Regionais da Fundação Cultural de Curitiba – R$ 500 mil – seleção de 150 projetos

>> Edital Circo da Cidade, Lona Zé Priguiça – Difusão e Formação em Circo – Temporada 2018 – R$ 300 mil – quatro projetos

>> Edital Teatro do Piá – Temporada 2018 – Difusão em Formas Animadas de Pequenos Formatos para Crianças – R$ 120 mil – três projetos

>> Edital Antonio Carlos Kraide – Temporada 2018 – Difusão em Teatro para Infância e Juventude – R$ 180 mil – quatro projetos

>> Edital da Área de Dança – Solar 2018 – R$ 300 mil – sete projetos

>> Edital de Ações de Incentivo à Leitura – Literatura 2018 – R$ 300 mil – 20 projetos

>> Edital de Ocupação de Espaços Expositivos 2018 – R$ 300 mil – cinco projetos

>> Edital Publicação 2018 – Quadrinhos, Ilustração, Cartoon, RPG – R$ 300 mil – nove projetos

>> Edital Folclore e Tradições Culturais 2018 – R$ 300 mil – 35 projetos

>> Edital de Autoria Compartilhada e Bases Temporárias – Centro de Criatividade de Curitiba 2018 – R$ 300 mil – 24 projetos

Para saber mais acesse, aqui

Em caso de dúvidas, envie e-mail para: paicatendimento@fcc.curitiba.pr.gov.br

fontes: FCC / Falante Cultural

ESPETÁCULO “REMAKE DA MINHA VIDA” DISCUTE AFETO E AUTENTICIDADE REVELANDO DIFERENTES FACETAS DE RENATO SBARDELOTTO NO PALCO

Todas as fotos deste são de Eli Firmeza

Peça de dança-teatro faz temporada pague-quanto-vale, de 14 de setembro a 8 de outubro, no Teatro Ave Lola em Curitiba

O solo autoficcional Remake da Minha Vida, de Renato Sbardelotto, une a dança e o teatro para colocar em cena memórias e fabulações criadas pelo artista ao mergulhar em suas emoções mais particulares, reveladas como em uma legítima telenovela. Em tom tragicômico, question    a o compromisso de cada um de nós com a autenticidade e traz para o palco o universo do piegas, com seu ar engraçado, mas absolutamente sincero, para fazer uma declaração de amor aos que estão presentes e aos que passaram por sua vida. A temporada acontece de 14 de setembro a 8 de outubro, com ingressos pague- quanto-vale, no Ave Lola Espaço de Criação. A estreia será exclusiva para convidados. Após Curitiba, o espetáculo circula com apresentações em Cascavel e Toledo.

A peça também cruza fronteiras polêmicas ao levantar questões de gênero e desdobra clichês para expor camadas sutis desse tema e de outros, tão caros aos debates contemporâneos, como a apropriação e o empoderamento. Igualmente fundamental para o espetáculo é o “tempo”, que figura como uma entidade e revela afetos do artista, estabelecendo um lugar de intimidade com o público. Remake da Minha Vida é uma profecia que revisita o passado e lança à própria sorte um futuro idealizado, é o início e o fim de uma trama digna de horário nobre. De maneira não linear, com imagens vertiginosas e cambiantes, Sbardelotto brinca com seus próprios dramas enquanto convida o púbico a olhar para sua própria história, para o que assume e para o que esconde.

Outro traço distintivo desta peça é o tom confessional, conforme afirma Sbardelotto: “Todo mundo tem em sua vida histórias ou imagens potentes para inspirar uma dramaturgia. “Remake” não sintetiza tudo que me aconteceu, mas poetiza diversas questões que surgiram ao me debruçar sobre materiais autobiográficos, como lembranças, fotografias, músicas, desejos. Os padrões de socialização de gênero, por exemplo, são encarados de forma crítica. O trabalho é um chamado para assumir seu próprio jeito de se colocar no mundo, sem vergonha ou julgamento. É também um meio de compartilhar meus desejos mais íntimos de cena.” O artista escolheu Cascavel e Toledo para fecharem a temporada no Paraná, pois são cidades que fazem parte de sua história pessoal, estabelecendo uma relação de retorno às origens.

Além de Renato Sbardelotto que interpreta, dança e canta no espetáculo, a equipe conta com: Juliana Adur como orientadora artística, integrante da desCompanhia de Dança e coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Dança IMP – Investigação do Movimento Particular; Kysy Fischer como interlocutora, mestre em Artes Cênicas pela UDESC, pesquisadora das artes do corpo e comicidade, foi artista residente na Casa Hoffmann, Casa Selvática e no programa 20MINUTOS.MOV; Karla Izidro na pesquisa sonora e preparação vocal, cantora e compositora, professora da Cena Hum, integrante da Cia do Abração, e ganhadora do Troféu Gralha Azul 2013 por “O Olhar de Neuza”; Lucas Mattana como iluminador, membro da Inominável Cia de Teatro e pesquisador das relações entre teatro e literatura; Guenia Lemos como cenógrafa, formada em design pela Fashion Institute of Technology e em Teatro pela Fordham University (Nova Iorque, EUA), e ganhadora dos Troféu Gralha Azul de Melhor Cenário por “Marlon Brando, Whiskey, Zumbis e Outros Apocalipses” e por “Salomé”; e Ailime Huckembeck como figurinista, foi integrante da A Bem Soada Cia, é também artista plástica, performer e atriz, participou de produções da Cia do Abração, atualmente pesquisa visualidade e performatividade no grupo Filhas da Fruta.

Remake da Minha Vida é uma realização da Híbrido Produções em parceria com a Cecconello Companhia de Dança, com incentivo do Ebanx e apoio da Casa Hoffmann, BDrops TV, Missê Mariá, Bistrô Passeio, Padaria América e da UniFM como rádio oficial do espetáculo. Projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura — Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Sobre a Híbrido Produções e Renato Sbardelotto:
A Híbrido Produções coordena os projetos culturais do artista Renato Sbardelotto. Como ator e bailarino, Sbardelotto já́ trabalhou sob a direção/coreografia de Rafael Camargo, Carmen Jorge, Laura Haddad, Paulo Biscaia Filho, Maurício Vogue, Márcio Mattana, Cesar Almeida, Viviane Cecconello, Petra Schuster, Patrícia Otto e Lilyan de Souza. Trabalha atualmente na Cia Regina Vogue e na Duplo Produções Culturais, como ator, bailarino e intérprete criador. Ao longo de sua trajetória, foi artista residente na Casa Hoffmann. Também foi contemplado com prêmios e projetos pelo MINC, pela Fundação Cultural de Curitiba e pela Funarte (Prêmio Artes na Rua e Myriam Muniz). Foi integrante da comissão julgadora do Festival de Dança de Toledo. Como mediador do projeto “Pela Experiência da Dança-Teatro”, circulou pelas regionais de Curitiba com 120 rodas de leitura. Também é dele o projeto “Experiência Portátil”, no qual realizou intervenções em dança nas linhas de transporte público de Curitiba.

Ficha Técnica – Remake da Minha Vida:
Direção e Performance: Renato Sbardelotto
Orientação Artística: Juliana Adur
Interlocução: Kysy Fischer
Pesquisa Sonora e Preparação Vocal: Karla Izidro
Iluminação: Lucas Mattana
Cenografia e Adereços: Guenia Lemos
Figurino e Maquiagem: Ailime Huckembeck
Produção: Híbrido Produções
Assistência de Produção: Jossane Ferraz
Assessoria de Comunicação e Imprensa: Luciana Melo
Arte Gráfica e Ilustração: Daniel Lourenço
Fotos e Vídeos: Eli Firmeza
Realização: Híbrido Produções e Cecconello Companhia de Dança

Serviço:
Remake da Minha Vida:  Espetáculo de Dança-Teatro
Local: Ave Lola Espaço de Criação
Endereço: R. Mal. Deodoro, 1227. Centro. Curitiba – PR
Temporada: de 14 de setembro a 8 de outubro.
Dias e horários: Quintas e Sextas às 20h
Sábados às 18h e 20h
Domingos às 16h
Ingressos: Pague Quanto Vale
Lotação: 58 lugares.
Duração: 60 minutos.
Classificação indicativa: Acima de 12 anos
Informações: 41 99921-0626,  @hibridoproducoes e www.avelola.net.br/

FCC SELECIONA PARECERISTAS PARA A ÁREA DO AUDIOVISUAL

A Fundação Cultural de Curitiba realiza chamamento público para seleção de cinco pareceristas que farão a análise técnica de projetos do Edital Produção Audiovisual FCC/FSA. As inscrições devem ser feitas até às 12h do dia 19 de setembro de 2017, exclusivamente pelo Sisprofice. Mais informações estão no site da Fundação Cultural de Curitiba/Lei de Incentivo.

De acordo com a diretora de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, Loismary Pache, a contratação de especialistas para análise dos projetos inscritos em editais do Fundo Municipal da Cultura é um novo procedimento, adotado por decisão da própria Comissão do Fundo Municipal, a fim de tornar ainda mais democrático e transparente o processo de seleção.

Dois editais de pareceristas estão com inscrições abertas. Além do chamamento para a área do audiovisual, estão abertas as inscrições até 11 de setembro para especialistas da área de música, que serão contratados para análise de projetos do edital Paiol Musical.

Serviço:
Edital de Chamamento Público para Pareceristas para o Edital Produção Audiovisual FCC/FSA
Inscrições até às 12h do dia 19 de setembro de 2017
As informações estão disponíveis no site da Fundação Cultural de Curitiba, aqui

fonte: FCC

“A COMÉDIA DA PANELA”: DO PALCO PARA AS RUAS DE CURITIBA

A Comédia da Panela / foto: Allys Meduna

Novo espetáculo do Grupo Arte da Comédia confirma temporada nas praças Santos Andrade e Rui Barbosa

Seguindo a sua já conhecida missão de democratizar o acesso ao teatro, o Grupo Arte da Comédia, com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba, leva o seu mais novo espetáculo “A Comédia da Panela” para as ruas da capital paranaense. Depois de estrear na inauguração da programação AçãoArte, no fim de julho, no espaço da TPUK, a peça “A Comédia da Panela” já tem data para iniciar temporada na Praça Santos Andrade e na Praça Rui Barbosa, durante todo o mês de agosto, com entrada franca.

A companhia, especializada nas técnicas da commedia dell’arte e dirigida pelo italiano Roberto Innocente, fez uma adaptação do clássico “Aulularia ou La Commedia Della Pentola” – de autoria do dramaturgo romano Plauto. A obra serviu de inspiração para outros renomados escritores durante a História, como Shakespeare e Molière e, agora, a sua essência ressurge em “A Comédia da Panela”.

O enredo central envolve a história do velho Euclião, que possui uma panela cheia de ouro herdada de geração em geração. Porém, por medo de perder tal riqueza, o personagem vive como um pobretão, atordoado com a possibilidade de descobrirem o seu tesouro escondido. Como de costume, o grupo Arte da Comédia extrai do texto clássico seu prestígio atemporal e coloca em cena uma discussão atual sobre o lado cômico da busca frenética por prazer e riquezas que sonda os seres humanos. “Como sempre, a trama é somente uma desculpa para falarmos de algo que vai além dos assuntos narrativos, para abordarmos a contínua comédia da vida”, declara Innocente.

O projeto “A Comédia da Panela” foi realizado por meio da Lei de Fomento e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba em Mecenato Subsidiado. O espetáculo possui o patrocínio do Grupo Positivo e o apoio da Padaria América, do Restaurante Missé Mariá, da Sauí Cultural e da UFPR (Cia de Teatro Palavração). Na Praça Santos Andrade, a peça ficará em cartaz no dia 7 de agosto, entre os dias 8 e 10 de agosto e de 14 a 17. Na Praça Rui Barbosa, se apresentará na Rua da Cidadania, entre os dias 22 e 24 de agosto e 29 a 31 do mesmo mês. Informações detalhadas abaixo.

Serviço
Espetáculo “A Comédia da Panela”, temporada de rua

Local: Praça Santos Andrade  (centro de Curitiba)
Datas e horários: dia 7 de agosto, às 17h30
Dias 8, 9, 10, 14, 15, 16, 17, às 11h30 e às 17h30

Local: Rua da Cidadania da Praça Rui Barbosa
Datas e horários: dos dias 22 a 24 de agosto e dos dias 29 a 31, sempre às 12h30

Apresentações gratuitas
Espetáculo realizado pela Lei de Fomento e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba em Mecenato Subsidiado.
Patrocínio: Grupo Positivo
Apoio: Padaria América, Restaurante Missé Mariá, Sauí Cultural e UFPR (Cia de Teatro Palavração).

Ficha Técnica:
Texto, Cenário e Direção – ROBERTO INNOCENTE
Livremente inspirado na obra “AULULARIA” de Tito Maccio Plauto
Figurino – SANDRA FRANCISCA CANONICO
Cenotécnica – BIRA PAES e equipe
Composição musical e preparação canora – DORIANE CONCEIÇÃO e CANDIÊ MARQUES
Preparação Corporal – FAUSTO FRANCO
Fedra – JOSEANE BERENDA
Lico – DOUGLAS BORBA
Eunomia – GILCA RIGOTTI
Megadoro – MARCELO LEONEL FELCZAK
Euclião – MARVEM HD
Strobilo – DOUGLAS KODI
Stafila – THYANE ANTUNES
Pita – ANIDRIA STADLER
Assistente de direção – GILCA RIGOTTI
Adereços – ROBERTO INNOCENTE
Produção – GRUPO ARTE DA COMÉDIA
Assessoria de Imprensa – SMARTCOM
Foto e Vidéo – DUILIO DE POL
Apoio – CIA PALAVRAÇÃO – UFPR – GRUPO ARTE DA COMÉDIA

Grupo Arte da Comédia
Fundado em 2006 pelo diretor artístico de origem italiana Roberto Innocente, o grupo pesquisa a comédia clássica e seus tipos universais em busca de personagens e temáticas essencialmente brasileiras. Para tanto, além de pesquisar profundamente as técnicas teatrais da Commedia Dell’Arte, tem estudado os aspectos contemporâneos de composição da sociedade brasileira, assim como suas manifestações históricas, culturais e artísticas. Seguindo esta linguagem, está em seu 16º espetáculo, já viajou por diversos locais do Brasil, foi vencedor de quatro troféus Gralha Azul, recebeu diversas premiações em festivais de artes cênicas nacionais e, este ano, por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, completa a sua primeira década de existência com a montagem inédita do clássico de Flaminio Scala, a Loucura de Isabella. Ainda este ano, foi selecionado entre centenas de grupos da América Latina para representar o Brasil no Peru, na IX Festepe Internacional.

PRAZO PARA INSCRIÇÕES NO SEGUNDO EDITAL DO PROFICE É ESTENDIDO ATÉ QUARTA-FEIRA (05/07)

Proponentes têm até a próxima quarta-feira, dia 5 de julho, para inscrever seus projetos

A Secretaria de Estado da Cultura estendeu até as 17h50 da próxima quarta-feira (05/07) o prazo para inscrição de projetos no Edital Nº 001/2017 do Programa de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (PROFICE). Previsto para encerrar no dia 29 de junho, o prazo foi prorrogado em razão da grande demanda de pedidos por parte dos proponentes. O aviso de prorrogação foi publicado nesta quarta-feira (28/06), no Diário Oficial do Estado Nº 9974. As orientações para a inscrição de projetos estão disponíveis AQUI.

De acordo com a Coordenação de Incentivo à Cultura (CIC), responsável pela condução do Profice, a medida tem como objetivo prioritário evitar prejuízos aos proponentes que estão inscrevendo suas propostas no Sistema de Informação da Cultura (SISPROFICE), considerando que, até o presente momento, a maioria dos projetos contabilizados pelo sistema ainda estão em composição, ou seja, não foram finalizados e enviados.

Outro ponto considerado pela CIC foi relativo ao grande volume de atendimentos a proponentes que ainda têm dúvidas nesta semana. O aumento do prazo vai possibilitar esclarecer todos os questionamentos e auxiliá-los para que consigam enviar seus projetos da forma correta e em tempo.

Segundo edital do Profice – Podem apresentar projetos os agentes culturais domiciliados ou estabelecidos no Estado do Paraná há no mínimo dois anos e também pessoas jurídicas de direito privado, que tenham como objeto atividades artísticas e culturais, domiciliadas ou estabelecidas no Paraná há no mínimo dois anos. O interessado deve fazer o cadastramento e manter atualizados os dados no Cadastro de Agentes Culturais do Estado.

Os projetos podem ser da área de Artes Visuais; Audiovisual; Circo; Dança; Literatura, Livro e Leitura; Música; Ópera; Patrimônio Cultural Material e Imaterial; Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares; e Teatro. Pelo edital estão previstas três faixas de abrangência para realização do projeto: em municípios com até 50 mil habitantes; em cidades entre 50.001 a 150 mil habitantes e com mais de 150 mil habitantes. Também estão previstas quatro faixas orçamentárias que variam de projetos com valores até R$ 50.000,00 a R$ 750.000,00.

Para incentivar os proponentes a realizar atividades culturais em municípios menores, de até 50 mil habitantes, o edital propõe uma redistribuição dos percentuais dos recursos, aplicando 40% do total na primeira faixa de distribuição. Neste segundo edital também foram revistos alguns critérios para pontuação dos projetos enviados, com valorização da adequação orçamentária e do currículo dos profissionais envolvidos nos projetos.

O Profice permite o financiamento de 100% dos valores aprovados para os projetos selecionados e não veda a obtenção de recursos de outras fontes de incentivo direto ou indireto.

Exigências – Os projetos culturais deverão observar os objetivos de promover a criação, a formação, a produção, a manutenção, a difusão e a circulação artística e cultural; a preservação, a pesquisa e a difusão do patrimônio histórico, artístico e cultural; e, ainda, o estímulo ao acesso dos bens e valores culturais. Os projetos deverão apresentar, obrigatoriamente, pelo menos duas contrapartidas com vistas à democratização de acesso.

Serviço:
Prorrogado prazo de inscrições para o segundo edital do Profice
Prazo: 10 de maio a 5 de julho de 2017
Edital: CLIQUE AQUI
Mais informações: Coordenação de Incentivo à Cultura: (41) 3321-4733, 3321-4706, das 9h às 18h, ou pelo e-mail profice@seec.pr.gov.br
Fonte: SEEC

FINAL DA MOSTRA PARANAENSE DE DANÇA TERÁ PALCO ALTERNATIVO

Mostra Paranaense de Dança / todas as fotografias deste post são de Cayo Vieira

Além dos espetáculos no Guairão, evento vai promover apresentações gratuitas em diferentes espaços culturais de Curitiba e oficinas.

Desde o mês de maio, a Associação de Bailarinos e Apoiadores do Balé Teatro Guaíra (a ABABTG) tem circulado pelo Paraná com o propósito de selecionar companhias, escolas, grupos e artistas da dança que terão a oportunidade de apresentar o seu trabalho na grande final da Mostra Paranaense de Dança. O evento será realizado em Curitiba entre os dias 16 e 18 de junho. Uma das novidades desta 10ª edição é que, além das apresentações de companhias profissionais e dos grupos selecionados no Guairão, há o retorno do Palco Alternativo (iniciativa realizada de 2010 a 2013), com espetáculos gratuitos em locais diversos da cidade, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba.

A ABABTG escolheu estrategicamente cinco cidades do Estado para realizar seletivas e identificar talentos da dança pelo Estado. Curitiba, Ponta Grossa, Campo Mourão, Francisco Beltrão e Arapongas receberam a Mostra Paranaense de Dança entre os meses de maio e junho. Diversos grupos e artistas de cidades vizinhas se inscreveram para participar deste processo. Agora, as coreografias selecionadas serão apresentadas na capital paranaense no Guairão, no Memorial de Curitiba e na Casa Hoffmann entre os dias 16 e 18 de junho.

“A ideia desta ação adicional, com a apresentação de trabalhos que participaram das seletivas realizadas nas cinco cidades, é divulgar o trabalho dos grupos participantes e levar a dança além dos espaços convencionais, aproximando o público dos artistas e contribuindo com o processo de formação de plateia para as artes”, explica a presidente da ABABTG e coordenadora da Mostra, Simone Bönisch.

A organização do Festival espera a participação de 600 artistas de diferentes municípios do Paraná e até de cidades vizinhas ao Estado na final. Eles se apresentarão em três dias de espetáculos. Companhias profissionais também foram convidadas para realizar a abertura dessas noites de apresentações. Já estão confirmadas a Curitiba Cia de Dança e a EF Jazz Company. No mesmo fim de semana da Mostra Final, ainda serão ofertadas oficinas de balé clássico, jazz, dança contemporânea, standing pilates e alongamento e realinhamento postural, além de apresentações gratuitas em espaços públicos da cidade. Um bailarino, um coreógrafo e um grupo que se destacaram durante as seletivas também serão homenageados com o Prêmio ABABTG de Incentivo à Dança.

Em sua edição de 2016, o evento reuniu uma média de 15 mil pessoas (entre público, artistas e participantes das oficinas). Para este ano, a estimatima é que o festival encerre com o envolvimento de cerca de 17 mil pessoas.

Mostra Final com os artistas e grupos selecionados:
Data e hora: dias 16 e 17 de junho, às 20h. Dia 18 de junho, às 18h
Local: Guairão – Rua XV de Novembro, 971 – Centro de Curitiba
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Aquisição pelo Disk Ingressos ou na bilheteria do espaço

Projeto Palco Alternativo:
Local: Memorial de Curitiba
Data: dia 17 de junho, às14h30
 Local: Casa Hoffmann
Data: dia 18 de junho, às 10h
As apresentações são gratuitas

Oficinas de aprimoramento técnico e artístico
Informações e inscrições no site do evento: www.ababtg.org.br/mostra

Regulamento e mais informações:
mostra@ababtg.org.br
www.ababtg.org.br/mostra
www.facebook.com/ababtgoficial
www.instagram.com/ababtg

ABABTG – Fundada em 2007, a Associação de Bailarinos e Apoiadores do Balé Teatro Guaíra surgiu para fortalecer a dança e demais artes motivando uma ligação sinérgica entre os setores público e privado. Para tanto, tem desenvolvido projetos culturais que promovam ações de formação, atualização, divulgação e fomento da dança, em suas diversas linguagens. A formação de público e o apoio à gestão de carreira de seus associados bailarinos, ex-bailarinos e apoiadores do Balé Teatro Guaíra também estão entre os compromissos da ABABTG. Formalizada como uma agremiação artística e cultural de caráter civil e personalidade jurídica e recentemente qualificada como Organização Social, a Associação tem demonstrado uma atividade intensa desde a sua fundação. Entre os seus principais eventos está a Mostra Paranaense de Dança, realizada anualmente em diferentes cidades do Estado para incentivar e valorizar bailarinos e grupos amadores e promover apresentações profissionais a preços populares.