INQUIETAS: PROJETO REÚNE MULHERES EM SHOWS E OFICINAS COM PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Thais Morell

Somando fazeres artísticos, edição busca expressar potências femininas como prazer, força, intuição e resistência

Entre os dias 3 e 6 de outubro, o Conservatório de MPB de Curitiba recebe o projeto Inquietas, com a proposta de fortalecer a produção musical feminina. Durante a programação de shows e oficinas, protagonistas da música se encontram com profissionais de outras áreas para somar seus fazeres artísticos. Criada em 2017, a iniciativa traz a edição “Potências Femininas”, com base nos pilares prazer, força, intuição e resistência.

“Mulheres são inquietas. Assim como são as cantoras, instrumentistas, compositoras, poetas, atrizes, cuidadoras, donas de suas casas, de seus corpos e de suas vozes. A curadoria foi pensada para conectar mulheres e levar ao público a diversidade de suas ações”, comenta a cantora e compositora Cida Airam, idealizadora do Inquietas em conjunto com a produtora cultural Carolina Melo.

Com entrada gratuita, a programação inclui quatro oficinas e quatro shows, criando uma conexão entre temas socioculturais e artísticos. Entre as oficinas, estão: “Cuidados íntimos femininos”, com Leticia Ribas; “Autonomia feminina na gestação e parto”, com Tuane Abreu; “A mulher na capoeira”, com Meia Lua; e “Danças circulares”, com Cleo Cavalcantty.

Os shows abrem com a compositora, cronista sonora e performer Amira Massabki, que cria um diálogo bem humorado entre música e literatura em “Somos Várias”. Em seguida, as artistas Cida Airam, Érica Silva e Gabriela Bruel integram o Mestiça, retratando o cotidiano feminino e suas diversas realidades sob a influência de ritmos brasileiros.

Apresentando “O canto das yabás”, a cantora Jay Ferreira dá sequência aos shows, trazendo sua pesquisa de cânticos afro-brasileiros sobre as orixás femininas. Para finalizar, Raissa Fayet e Thais Morell se unem para formar o Muié, num escambo de músicas e sonoridades que trazem à tona ideias sobre mulheres na música.

Serviço:
Inquietas: Edição Potências Femininas
Data: 3 a 6/10
Local: Conservatório de MPB de Curitiba
Endereço: rua Mateus Leme, 66, centro de Curitiba
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO COMPLETA


3/10, quarta – Prazer
18h: Oficina “Cuidados íntimos femininos”, com Leticia Ribas
19h30: Show Amira Massabki (com Esquerdinha)


4/10, quinta – Força
18h: Oficina “Autonomia feminina na gestação e parto”, com Tuane Abreu
19h30: Show Mestiça (Cida Airam, Érica Silva e Gabriela Bruel)


5/10, sexta – Resistência
18h: Oficina “A mulher na capoeira”, com Meia Lua
19h30: Show Jay Ferreira (com Jonas Lopes e Ricardo Salmazo)


6/10, sábado – Intuição
10h: Vivência “Danças circulares”, com Cleo Cavalcantty
11h: Show Muié (Raissa Fayet e Thais Morell)

fonte: Gabriela Titon | HAI Studio

MARCHA PELA DIVERSIDADE CONTA COM MAIS DE 30 ATRAÇÕES

Manifestação será no domingo e tem nove horas de programação e luta contra a LGBTIfobia

Domingo, 8 de julho, será realizada em Curitiba a 3ª Marcha Pela Diversidade. Durante nove horas, mais de 30 atrações sobem ao palco montado na Praça Santos Andrade e seguem o Trio Elétrico a partir das 14h até a Praça Zacarias. Imperador Sem Teto, Raissa Fayet e Mulamba são algumas das artistas confirmadas. Além dos shows, haverá apresentações performáticas, DJs e falas de conscientização quanto ao combate a LGBTIfobia.

O evento é organizado pela Aliança Nacional LGBTI, Grupo Dignidade, Coletivo Cássia e TransGrupo Marcela Prado e geralmente acontece no final de junho, mas devido ao mau tempo foi transferido para esse fim de semana. A marcha foi criada em 2016 com o intuito de conscientizar a população LGBTI sobre a necessidade de combate à LGBTIfobia, em alusão ao dia 17 de Maio, Dia Internacional de Combate à Violência Contra Pessoas LGBTI.

A organizadora do Coletivo Cássia, Ananda Puchta, explica que o intuito da marcha é proporcionar um ambiente de conscientização política das pessoas LGBTI de Curitiba, trazendo a tona debates acerca dos direitos LGBTI, como combate à violência, ao bullying e evasão escolar, a necessidade de acolhimento dos jovens LGBTI que não tem apoio familiar etc. “É uma tentativa de criar um espírito de comunidade, para que todas as pessoas se sintam responsáveis e parte da causa. A inclusão é a nossa bandeira”, reforça Ananda.

O Brasil ocupa a triste posição de país que mais mata pessoas transexuais e transgêneros, no mundo. O ranking foi elaborado por uma organização civil europeia, chamada Transgender Europe. Segundo o relatório da ONG, em números absolutos, foram assassinados no Brasil, entre 2008 e 2016, 868 pessoas trans, aquelas que não identificam o próprio gênero com o sexo biológico. E não é só isso. No último ano o Brasil bateu seu recorde de assassinatos de LGBTI: 2017 teve 30% a mais que em 2016.

Durante a manifestação serão vendidas camisetas e copos da Marcha Pela Diversidade. O valor arrecadado será usado na reforma da sede, espaço que dá apoio a população LGBTI através de atendimentos psicológicos, testagem rápida de HIV e promovendo os direitos humanos LGBTI. O Grupo Dignidade é a primeira ONG no Paraná e a segunda mais antiga do Brasil, atuando há 26 anos na defesa e promoção dos direitos LGBTI. Também é possível comprar o kit antecipado através deste link

Trajeto
A mobilização começa às 11h na Praça Santos Andrade. A partir das 14h, a marcha segue pela Rua João Negrão, Av. Marechal Deodoro até a Praça Zacarias e encerramento será na Av. Luiz Xavier, na Boca Maldita.

ATRAÇÕES CONFIRMADAS:
Bloco Saí do Armário e Me Dei Bem
DJs
Kalvin Freitas
Everton Bitencourt
Kuruh
Wander Bueno
Neh Hoffmann
Murilo prestes
Alice cavazotti
Carmen Agulham

Drags
Shayanne Ashela
Scarlet Bastos
Thalita Pereira
Soraya Outback
Layla Albuquerque
Alexia Mozzer
Linda Power
Hellen Werneck
Myrella Massafera
Barbra+amigas
Myrella Albuquerque
Patricia Lemonge
Jhenny Willer
Barbara Bueno

Bandas
Raissa Fayet
Imperador Sem Teto
Mulamba

SERVIÇO
Marcha pela Diversidade
Data: 08 de julho
Hora: A partir das 11h
Local: Concentração Praça Santos Andrade e às 14h segue até a Boca Maldita
Evento gratuito
Confira a página do evento, aqui

EM SHOW SENSORIAL, CANTORA CURITIBANA RAISSA FAYET APRESENTA PRÉ-LANÇAMENTO DO ÁLBUM RÁ

No dia 13 de julho, público poderá conhecer disco gravado na Alemanha com direção musical do produtor Christian Lohr

Resultado de miscigenações musicais e do encontro com as raízes brasileiras, o álbum RÁ tem seu pré-lançamento marcado para o dia 13 de julho, às 20h, no Espaço Fantástico das Artes (antiga Cia dos Palhaços). Com uma proposta sensorial, o show é apresentado em primeira mão na capital paranaense, onde a cantora e compositora Raissa Fayet nasceu e começou a desbravar linguagens artísticas como a música e o teatro.

Reunindo composições inéditas e canções já conhecidas, a apresentação perpassa temas como fé, coragem e amor, tendo como foco o segundo álbum de sua carreira. Gravado na Alemanha, o trabalho conta com direção musical do produtor Christian Lohr, consagrado por trabalhos com artistas como Mick Jagger e Joss Stone. “Ele foi um mestre genial, captando como ninguém a interpretação da voz, as sonoridades e a alma”, observa a cantora.

O show terá uma banda formada por Érica Silva (baixo), Ian Giller (bateria), Gianlucca Azevedo (guitarra) e Eugênio Fim (guitarra). Para Raissa, a intenção é proporcionar uma experiência que transborde a música, instigando todos os sentidos. “Esse conceito inclui desde performance e figurino até a degustação da cachaça artesanal feita em Minas Gerais pela minha avó, dona Maria da Paz”.

Aliás, a música “Maria da Paz”, em homenagem à avó, é uma das faixas que integram o álbum. Outro destaque é o single “São Jorge”, inspirado na mística Vila de São Jorge (GO). A música é acompanhada por um minidocumentário que leva o mesmo nome, registrado durante o XIII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. O filme narra a jornada criativa do próprio disco, mesclando entrevistas e paisagens icônicas.

Além de uma obra musical, RÁ se configura como um movimento proposto :pela artista. “É a ideia de criar uma rede de seres, cada um com sua habilidade para uma transformação sustentável e consciente, despertando para um novo momento”, explica. O trabalho desembarca no próximo Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, no final de julho, e segue em turnê pelo Brasil.

Serviço:
Show de pré-lançamento do álbum RÁ
Quando: 13 de julho (5ª), às 10h
Onde: Espaço Fantástico das Artes (Cia dos Palhaços)
Endereço: Alameda Princesa Izabel, nº 465, São Francisco, Curitiba
Entrada: R$ 10 – compra antecipada pela plataforma Sympla

Sobre Raissa Fayet
Da fusão de influências entre a música do mundo e a música brasileira, nasce o som de Raissa Fayet, talentosa compositora curitibana, que desponta como uma das grandes revelações da nova MPB. Versatilidade é sua marca: faz trompete de boca, beatbox e toca violão, além de compor maior parte das músicas que interpreta. Sua veia teatral é parte integrante da sua personalidade e performance no palco, além de um enorme carisma aliado a um timbre forte e doce, que agrada diversos públicos e ouvidos exigentes. Seu primeiro disco foi produzido e arranjado pelo conceituado produtor Tom Sabóia e por Alexandre Menezes, O Xandão, da banda O Rappa.

As vivências no exterior e trocas com artistas estrangeiros também trouxeram essa musicalidade rica e diversa. Em 2015, por intermédio do produtor Christian Lohr, gravou com o artista Gregor Meyle uma versão bossa nova da música HeuteNacht. O duo, em português e alemão, tem arranjo de cordas e a participação de músicos renomados, como Antônio Sánchez, autor da trilha do premiado filme Birdman. A canção foi sucesso no iTunes desde seu lançamento e resultou na participação de Raissa na turnê de Gregor em 2015.

No mesmo ano, ganhou o prêmio de melhor letra no Festival Botucanto, em Botucatu (SP), com a música Lavar a Louça, que está no álbum RÁ. Em seguida, foi selecionada pela Red Bull como um dos talentos da América Latina para participar do Red Bull Music Academy Bass Camp, a qual escolheu Raissa Fayet e Russo Passapusso, do Baiana System, para representar o Brasil na edição que ocorreu em fevereiro de 2016, no Chile. Desse encontro nasceram duas músicas, as quais fazem parte de um EP que pretendem gravar e lançar em parceria com a Red Bull.

Para saber mais:
Facebook / Instagram / YouTube / Spotify