MARCHA PELA DIVERSIDADE CONTA COM MAIS DE 30 ATRAÇÕES

Manifestação será no domingo e tem nove horas de programação e luta contra a LGBTIfobia

Domingo, 8 de julho, será realizada em Curitiba a 3ª Marcha Pela Diversidade. Durante nove horas, mais de 30 atrações sobem ao palco montado na Praça Santos Andrade e seguem o Trio Elétrico a partir das 14h até a Praça Zacarias. Imperador Sem Teto, Raissa Fayet e Mulamba são algumas das artistas confirmadas. Além dos shows, haverá apresentações performáticas, DJs e falas de conscientização quanto ao combate a LGBTIfobia.

O evento é organizado pela Aliança Nacional LGBTI, Grupo Dignidade, Coletivo Cássia e TransGrupo Marcela Prado e geralmente acontece no final de junho, mas devido ao mau tempo foi transferido para esse fim de semana. A marcha foi criada em 2016 com o intuito de conscientizar a população LGBTI sobre a necessidade de combate à LGBTIfobia, em alusão ao dia 17 de Maio, Dia Internacional de Combate à Violência Contra Pessoas LGBTI.

A organizadora do Coletivo Cássia, Ananda Puchta, explica que o intuito da marcha é proporcionar um ambiente de conscientização política das pessoas LGBTI de Curitiba, trazendo a tona debates acerca dos direitos LGBTI, como combate à violência, ao bullying e evasão escolar, a necessidade de acolhimento dos jovens LGBTI que não tem apoio familiar etc. “É uma tentativa de criar um espírito de comunidade, para que todas as pessoas se sintam responsáveis e parte da causa. A inclusão é a nossa bandeira”, reforça Ananda.

O Brasil ocupa a triste posição de país que mais mata pessoas transexuais e transgêneros, no mundo. O ranking foi elaborado por uma organização civil europeia, chamada Transgender Europe. Segundo o relatório da ONG, em números absolutos, foram assassinados no Brasil, entre 2008 e 2016, 868 pessoas trans, aquelas que não identificam o próprio gênero com o sexo biológico. E não é só isso. No último ano o Brasil bateu seu recorde de assassinatos de LGBTI: 2017 teve 30% a mais que em 2016.

Durante a manifestação serão vendidas camisetas e copos da Marcha Pela Diversidade. O valor arrecadado será usado na reforma da sede, espaço que dá apoio a população LGBTI através de atendimentos psicológicos, testagem rápida de HIV e promovendo os direitos humanos LGBTI. O Grupo Dignidade é a primeira ONG no Paraná e a segunda mais antiga do Brasil, atuando há 26 anos na defesa e promoção dos direitos LGBTI. Também é possível comprar o kit antecipado através deste link

Trajeto
A mobilização começa às 11h na Praça Santos Andrade. A partir das 14h, a marcha segue pela Rua João Negrão, Av. Marechal Deodoro até a Praça Zacarias e encerramento será na Av. Luiz Xavier, na Boca Maldita.

ATRAÇÕES CONFIRMADAS:
Bloco Saí do Armário e Me Dei Bem
DJs
Kalvin Freitas
Everton Bitencourt
Kuruh
Wander Bueno
Neh Hoffmann
Murilo prestes
Alice cavazotti
Carmen Agulham

Drags
Shayanne Ashela
Scarlet Bastos
Thalita Pereira
Soraya Outback
Layla Albuquerque
Alexia Mozzer
Linda Power
Hellen Werneck
Myrella Massafera
Barbra+amigas
Myrella Albuquerque
Patricia Lemonge
Jhenny Willer
Barbara Bueno

Bandas
Raissa Fayet
Imperador Sem Teto
Mulamba

SERVIÇO
Marcha pela Diversidade
Data: 08 de julho
Hora: A partir das 11h
Local: Concentração Praça Santos Andrade e às 14h segue até a Boca Maldita
Evento gratuito
Confira a página do evento, aqui

ONU MULHERES SELECIONA ASSESSOR(A) DE COMUNICAÇÃO

Vaga para trabalhar em São Paulo-SP. Inscrições até 21/01/2018.

“A ONU Mulheres Brasil anuncia a abertura de processo seletivo para a contratação de Assessor/a de Comunicação. Trata-se de um posto nível SB5, a ser baseado em São Paulo-SP, Brasil.

A contratada ou o contratado será responsável pela estratégia de comunicação no âmbito do programa regional “Win-Win: gender equality means good business”, desenvolvida numa parceria entre ONU Mulheres Brasil e União Europeia.

A oportunidade é destinada para profissionais com o seguinte perfil profissional: Mestrado ou formação equivalente em Comunicação, Jornalismo, Relações Públicas, Ciências Sociais ou Economia, ou 6 anos de experiência relevante comprovada, além do tempo mínimo de experiência profissional. É solicitada experiência mínima de 6 anos na formulação e implementação de estratégias de comunicação interna e externa. A vaga também requer fluência em inglês, espanhol e português. Experiência anterior nas Nações Unidas é considerada uma vantagem.

De forma a concretizar os valores de igualdade de gênero, nacionalidade e cultura, ONU Mulheres incentiva a candidatura de mulheres, grupos indígenas, afrodescendentes, pessoas vivendo com HIV e pessoas com necessidades especiais. Todas as candidaturas serão tratadas com confidencialidade.

As candidaturas serão recebidas por meio eletrônico até 21 de janeiro de 2018, com envio do formulário P11 (preenchido em Inglês), para o e-mail unwomenbra.hr@unwomen.org / contendo no assunto da mensagem “Candidatura: Assessoria em Comunicação”. Dúvidas deverão ser enviadas para unwomenbra.hr@unwomen.org / contendo no assunto da mensagem “Dúvidas: Assessoria em Comunicação”.

Para informações sobre a vaga, acesse:
Termo de Referência

Formulário P11

fonte: ONU Mulheres

ONU MULHERES SELECIONA ASSESSOR(A) EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

Vaga para trabalhar em Brasília-DF. Inscrições até 21/01.

“A ONU Mulheres Brasil torna público processo seletivo para a contratação de Assessor/a em Monitoramento e Avaliação, para um posto nível SB4, a ser baseado em Brasília-DF, Brasil.

A contratada ou contratado será responsável pelas atividades de monitoramento e avaliação, no âmbito do programa regional “Win-Win: Gender Equality Means Good Business”, uma parceria entre ONU Mulheres Brasil e União Europeia.

A vaga é destinada para profissionais com o seguinte perfil: Mestrado ou formação equivalente em Administração Pública Economia, Ciências Sociais, Direitos Humanos, Direito, Estudos sobre Igualdade de Gênero ou áreas afins, ou 4 anos de experiência relevante comprovada, além do tempo mínimo de experiência profissional. É solicitada experiência mínima de 4 anos em monitoramento e avaliação de projetos de desenvolvimento. A vaga requer fluência em inglês, espanhol e português. Experiência anterior nas Nações Unidas é considerada uma vantagem.

O trabalho consiste em desenvolver e implementar ferramentas de monitoramento e avaliação para os componentes do programa regional, utilizando a Política de Avaliação de ONU Mulheres, bem como seus sistemas e procedimentos de monitoramento. De forma a concretizar os valores de igualdade de gênero, nacionalidade e cultura, ONU Mulheres incentiva a candidatura de mulheres, grupos indígenas, afrodescendentes, pessoas vivendo com HIV e pessoas com necessidades especiais. Todas as candidaturas serão tratadas com confidencialidade.

As candidaturas serão recebidas por meio eletrônico até 21 de janeiro de 2018, com envio do formulário P11 (preenchido em Inglês), para o e-mail unwomenbra.hr@unwomen.org / contendo no assunto da mensagem “Candidatura: Assessoria em M&A”. Dúvidas poderão ser enviadas para unwomenbra.hr@unwomen.org / contendo no assunto da mensagem “Dúvidas: Assessoria em M&A”.

Para informações sobre a vaga, acesse:
Termo de Referência

Formulário P11

fonte: ONU Mulheres

CONCURSO PARA NOVA EMBALAGEM PARA CAMISINHA DISTRIBUÍDA PELO SUS

O Ministério da Saúde lança concurso para escolher uma nova embalagem para as camisinhas masculinas distribuídas gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

O objetivo é tornar as embalagens mais atrativas, principalmente para a população jovem, já que os dados epidemiológicos e pesquisas de comportamento apontam que a juventude não tem feito uso da camisinha – é nessa faixa etária que estão os maiores números de infecção pelo HIV/aids.

Podem participar universitários graduandos e pós-graduandos, maiores de dezoito anos, dos cursos de Design Gráfico, Desenho Industrial, Arquitetura, Artes Plásticas e Publicidade.

A premiação acontecerá entre 26 e 29 de setembro de 2017, durante o 11º Congresso Brasileiro de HIV/Aids e 4º Congresso Brasileiro de Hepatites Virais. O evento que acontecerá em Curitiba será promovido em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná.

As inscrições estão abertas até 11 de setembro e devem ser feitas através  deste site

Confira o edital neste neste link

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo email embalagemcamisinha@aids.gov.br

fonte: Agência de Notícias do Paraná

OPORTUNIDADES NO PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO – PNUD BRASIL / BRASÍLIA-DF

vagas para trabalhar em Brasíli-DF,  no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD Brasil

“O PNUD Brasil divulga para todos os candidatos e candidatas interassado(a)s em trabalharem nas Nações Unidas no Brasil periodicamente algumas vagas para consultorias tais como traduções, serviços gerais, entre muitos outros ramos do setor produtivo e comercial do país.

Em sua política de promover a equidade de gênero, raça, etnia, e não discriminação, o PNUD incentiva mulheres, pessoas da raça negra, de outras etnias, pessoas com deficiência ou convivendo com HIV a se candidatarem.

Tem vontade de trabalhar em uma organização internacional que contribui para o desenvolvimento sustentável e a proteção dos direitos humanos? Estão abertas novas vagas para para profissionais formados nas áreas de Administração, Economia, Ciências Sociais, entre outras.

Confira todas as informações, neste link

fonte