1º PRÊMIO LIVRE.JOR DE JORNALISMO-MOSCA

JORNALISTAS E ESTUDANTES têm até 20 de outubro para inscrever suas reportagens no 1º Prêmio Livre.jor de Jornalismo-Mosca, prêmio oferecido pela agência Livre.jor. Não tem recompensa em dinheiro (ou alguém quer ser o mecenas? Manda inbox na fanpage do Livre.jor​), apenas o reconhecimento que o vencedor é um praticante do “jornalismo-mosca”.

O formulário online para a inscrição estará disponível a partir de 28 de setembro, Dia Internacional do Acesso Universal à Informação, e ficará aberta até 20 de outubro. Basta acessar: www.livre.jor.br/premiomosca

Os vencedores serão divulgados pelas redes sociais da agência Livre.jor no dia 25 de outubro – em alusão ao assassinato do jornalista Vladimir Herzog pela ditadura militar brasileira, nesta data, em 1975.

Sobre o Livre.Jor: 
“Jornalismo-mosca – Somos jornalistas que, desde fevereiro de 2014, buscam notícias em fontes oficiais de qualquer natureza. Ideologicamente somos jornalismo-mosca (http://bit.ly/jmosca). Na prática, uma agência de notícias curitibana fundada no direito do cidadão à informação, que abrange direito de informar, de ser informado e de ter acesso à informação. Divulgamos conteúdo de interesse público, obtido a partir de documentos, pesquisas, levantamentos, planilhas eletrônicas, diários oficiais, pedidos de informação, bases de dados etc. Se você procura por proselitismo partidário, intenções camufladas ou entrelinhas veio ao lugar errado. Livre.jor #4anos.”


Jornalismo de Dados (Data journalism)

é uma modalidade de produção digital de notícias que utiliza grandes bases de dados para elaborar peças de conteúdo focadas em correlações informacionais, além de se valer de recursos gráficos e interativos para tornar mais agradável a experiência de visualização do usuário consumidor de notícias.

NESTE SÁBADO ::: BE.CAUSE: CAMPANHA DE AJUDA HUMANITÁRIA

Foto: Brunno Covello

BE.CAUSE é evento de ajuda humanitária: arrecadação de material escolar (aqui em Curitiba, NESTE SÁBADO, 16 de fevereiro ) para crianças refugiadas e captação de recursos para atendimento aos refugiados do Paraná e Roraima. É um projeto de ajuda humanitária criado através da parceria Asteroide, Os Samaritanos e Linyon Global Workers e do apoio da Editora Collaborativa.

O objetivo é a arrecadação de material escolar para crianças refugiadas de várias nacionalidades e também arrecadação de fundos para custear a logística e atendimento dos refugiados que estão chegando no Brasil pela fronteira com a Venezuela.

Para aproximar diversas culturas através da arte, no dia 16 de fevereiro, a sede da Asteroide irá conectar performance, artes visuais, música, gastronomia e bate-papo em um único evento.

Nesta data, todo o material escolar doado será reunido para que na semana seguinte seja realizada a distribuição nas comunidades que o projeto abrange.
Ainda nesta oportunidade, obras de arte serão colocadas a venda e todo o valor arrecadado será revertido para a campanha.

Como posso ajudar?
– Você pode entregar sua doação nos pontos de coleta (informações em andamento);
– Adquirindo uma obra da exposição;
– Comprando um dos pratos vendidos no evento. (Todo valor arrecadado será revertido para a campanha.)
– Divulgando o evento/campanha!
– Sendo voluntário no dia do evento!

Contato pelo whats 41 99581 3018 – Ana Rivelles

Programação do evento:
Programação do evento:

Sábado, 16 de fevereiro de 2019, das 15h às 22h.
15:00 – Abertura da Exposição
Artistas:
Atelier Vinco (instalação)
Bruno Santos (fotografia)
Brunno Covello (fotografia)
Deise Dias (pintura)
Isabelle Mesquita (instalação)
Marlon Anjos (pintura)
Ricardo Durski (litografia)
Tales Costa (desenho arquitetônico)
Vivien Zanlorenzi (pintura)
16:00 – Livro de Esboço, performance musical de Angelo Esmanhotto
17:00 – Pocket Show do Trio Alma Síria
17:30 – Show Acústico com Berthony Pierre (Haiti)
18:30 – Performance Circense com Rivas Sulbaran (Venezuela)
19:00 – Fechamento do evento com Show da Banda Perna Leiga

*Comidinhas por Yasmin Comida Árabe
**Durante todo o evento serão exibidos filmes (longas e curtas) selecionados pela curadoria de Rayat O’Haylle
***A Loja das Pulgas estará comercializando livros e discos a preços especiais.

*Evento Gratuito*

***PERGUNTAS FREQUENTES***

– Para participar é preciso doar em grandes quantidades?
Não! Toda (toda mesmo!) ajuda é bem vinda! Você pode doar uma caneta e seremos igualmente gratos.

– O evento é gratuito?
Sim! Totalmente gratuito e todxs são muito bem vindxs!

– O que é estar refugiado?
Refugiados são pessoas que se encontram fora do seu país devido a fundado temor de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, opinião política ou participação em grupos sociais e que não possa ou não queira voltar para casa.
Também são considerados refugiados aqueles que fogem de seu país de origem por causa de conflitos armados, violência generalizada e violação massiva dos direitos humanos.

– Por que ajudar crianças refugiadas e não os crianças brasileiras que tanto precisam?
Entendemos que não há distinção entre brasileiros e não-brasileiros. Todos formamos uma única raça – a raça humana. Acreditamos que a diversidade é uma força quando todos se unem por um mesmo objetivo. Acolher quem está refugiado não se resume a aceitá-los no nosso país, mas compartilhar histórias, culturas, música, gastronomia, arte e visões diferentes de um mesmo mundo.
Aceitar é acolher e acolher é o contrário de marginalizar. Aceitá-los, fala sobre quem somos, e que projetos temos para a nossa sociedade, pois, reafirmamos, não existe o “nós” e o “eles”. Acolher forma laço e não muro, é sinal de força, do que se faz em solidariedade, sentimento, gesto, aquilo que não tem fronteiras e que une corações.

Haiti, Port Au Prince. Foto: Brunno Covello

Serviço:
Be.Cause: Campanha de Ajuda Humanitária
Local: Asteroide, Rua Flávio Dallegrave, 2661, Hugo Lange, Curitiba
Data: Sábado, 16 de fevereiro de 2019, das 15h às 22h.
Entrada gratuita
Confira a página do evento, aqui

BE.CAUSE: CAMPANHA DE AJUDA HUMANITÁRIA

Foto: Brunno Covello

BE.CAUSE é evento de ajuda humanitária: arrecadação de material escolar (aqui em Curitiba, NESTE SÁBADO, 16 de fevereiro ) para crianças refugiadas e captação de recursos para atendimento aos refugiados do Paraná e Roraima. É um projeto de ajuda humanitária criado através da parceria Asteroide, Os Samaritanos e Linyon Global Workers e do apoio da Editora Collaborativa.

O objetivo é a arrecadação de material escolar para crianças refugiadas de várias nacionalidades e também arrecadação de fundos para custear a logística e atendimento dos refugiados que estão chegando no Brasil pela fronteira com a Venezuela.

Para aproximar diversas culturas através da arte, no dia 16 de fevereiro, a sede da Asteroide irá conectar performance, artes visuais, música, gastronomia e bate-papo em um único evento.

Nesta data, todo o material escolar doado será reunido para que na semana seguinte seja realizada a distribuição nas comunidades que o projeto abrange.
Ainda nesta oportunidade, obras de arte serão colocadas a venda e todo o valor arrecadado será revertido para a campanha.

Como posso ajudar?
– Você pode entregar sua doação nos pontos de coleta (informações em andamento);
– Adquirindo uma obra da exposição;
– Comprando um dos pratos vendidos no evento. (Todo valor arrecadado será revertido para a campanha.)
– Divulgando o evento/campanha!
– Sendo voluntário no dia do evento!

Contato pelo whats 41 99581 3018 – Ana Rivelles

Programação do evento:
Programação do evento:

Sábado, 16 de fevereiro de 2019, das 15h às 22h.
15:00 – Abertura da Exposição
Artistas:
Atelier Vinco (instalação)
Bruno Santos (fotografia)
Brunno Covello (fotografia)
Deise Dias (pintura)
Isabelle Mesquita (instalação)
Marlon Anjos (pintura)
Ricardo Durski (litografia)
Tales Costa (desenho arquitetônico)
Vivien Zanlorenzi (pintura)
16:00 – Livro de Esboço, performance musical de Angelo Esmanhotto
17:00 – Pocket Show do Trio Alma Síria
17:30 – Show Acústico com Berthony Pierre (Haiti)
18:30 – Performance Circense com Rivas Sulbaran (Venezuela)
19:00 – Fechamento do evento com Show da Banda Perna Leiga

*Comidinhas por Yasmin Comida Árabe
**Durante todo o evento serão exibidos filmes (longas e curtas) selecionados pela curadoria de Rayat O’Haylle
***A Loja das Pulgas estará comercializando livros e discos a preços especiais.

*Evento Gratuito*

***PERGUNTAS FREQUENTES***

– Para participar é preciso doar em grandes quantidades?
Não! Toda (toda mesmo!) ajuda é bem vinda! Você pode doar uma caneta e seremos igualmente gratos.

– O evento é gratuito?
Sim! Totalmente gratuito e todxs são muito bem vindxs!

– O que é estar refugiado?
Refugiados são pessoas que se encontram fora do seu país devido a fundado temor de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, opinião política ou participação em grupos sociais e que não possa ou não queira voltar para casa.
Também são considerados refugiados aqueles que fogem de seu país de origem por causa de conflitos armados, violência generalizada e violação massiva dos direitos humanos.

– Por que ajudar crianças refugiadas e não os crianças brasileiras que tanto precisam?
Entendemos que não há distinção entre brasileiros e não-brasileiros. Todos formamos uma única raça – a raça humana. Acreditamos que a diversidade é uma força quando todos se unem por um mesmo objetivo. Acolher quem está refugiado não se resume a aceitá-los no nosso país, mas compartilhar histórias, culturas, música, gastronomia, arte e visões diferentes de um mesmo mundo.
Aceitar é acolher e acolher é o contrário de marginalizar. Aceitá-los, fala sobre quem somos, e que projetos temos para a nossa sociedade, pois, reafirmamos, não existe o “nós” e o “eles”. Acolher forma laço e não muro, é sinal de força, do que se faz em solidariedade, sentimento, gesto, aquilo que não tem fronteiras e que une corações.

Haiti, Port Au Prince. Foto: Brunno Covello

Serviço:
Be.Cause: Campanha de Ajuda Humanitária
Local: Asteroide, Rua Flávio Dallegrave, 2661, Hugo Lange, Curitiba
Data: Sábado, 16 de fevereiro de 2019, das 15h às 22h.
Entrada gratuita
Confira a página do evento, aqui

VIDA LONGA AO PORTAL PLURAL!!!

Foi lançado hoje o Plural, o mais novo portal de notícias de Curitiba-PR, com informações sobre a cidade, o estado do Paraná, política, cultura e muito mais!

Aproveitem: durante a primeira semana o conteúdo do portal estará totalmente aberto!

Jornalismo colaborativo. Se você ainda não é assinante, corre lá na loja do site e garanta sua assinatura! São vários planos para caber no seu bolso e ajudar o jornalismo de qualidade.

Acesse e compartilhe!
site: www.plural.jor.br
fanpage: www.facebook.com/plural.jor.br

ITAIPU BINACIONAL ABRE PROCESSO COM VAGAS PARA JORNALISTA/REPÓRTER FOTOGRÁFICO


Itaipu Binacional abre Processo Seletivo 1009 com o objetivo de prover 23 (vinte e três) vagas existentes e a formação de cadastro reserva, observando a reserva de vagas para Pessoas com Deficiência e Pessoas Negras. Dentre as vagas teremos 01+CR (cadastro de  reserva) para Profissional de Nível Universitário Jr (código 019/1009). Atuação: Repórter Fotográfico. Vaga para trabalhar em Foz do Iguaçu- PR. Inscrições: de 26 de novembro a 2 de janeiro de 2019.

atividades: Produção de reportagem fotográfica e audiovisual; cobertura fotográfica e audiovisual de eventos; criação e manutenção de banco de imagens; produção, edição e tratamento de imagens (fotos e vídeos); direção de imagem; assessoria de imprensa; apuração jornalística, redação e edição de textos; publicação de imagens e textos.

requisitos:  Diploma ou Certificado de conclusão, devidamente registrado, do Curso Superior (bacharelado) em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, reconhecido pelo Ministério da Educação E Registro no Órgão Regional do Ministério do Trabalho; Experiência comprovada de, no mínimo, 6 (seis) meses ou estágio não-obrigatório, conforme LEI Nº 11.788/2008, em fotojornalismo; Apresentação de portfólio com dez fotos de autoria do candidato, publicadas em veículos de comunicação (impressos ou digitais); Disponibilidade para trabalhar em fins de semana; Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria B ou superior, válida na data da contratação.

 Salário: R$ 6.111,93.

Taxa de inscrição: R$100,00.

Inscrições: de 26 de novembro a 2 de janeiro de 2019 através do site: www.portal.nc.ufpr.br / prova dia: 3 de fevereiro de 2019 em Curitiba e Foz do Iguaçu-PR.

No mesmo concurso tem vagas para os cursos: Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Elétrica, de Automação ou de Telecomunicações,  Engenharia Civil, Secretariado Executivo, Biblioteconomia ou Gestão da Informação, Arquivologia ou Gestão da Informação, Medicina Veterinária, Engenharia Florestal, Zootecnia, Agronomia ou Engenharia Agronômica, Farmácia e Bioquímica, Pedagogia, Psicologia, Ciências Biológicas ou Ecologia, Geografia, Técnico em Hidrologia, Técnico em Mecânica ou Eletromecânica, Técnico em Agropecuária ou Agrícola ou Florestal ou Ambiental, e uma vaga para Ensino Médio.

Confira todas as vagas e informações no edital, aqui.

TUMURA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

TUMURA ASSISTÊNCIA TÉCNICA – Manutenção em equipamentos fotográficos. Desde 1986 prestando serviços de qualidade em câmeras fotográficas digitais e convencionais, tele objetivas, binóculos, projetores de slides e retroprojetores.

Quando você precisar de conserto no seu equipamento, procure o Tumura que o atendimento é rápido e eficiente, e o preço é bom!

End.: Travessa Oliveira Belo, 67 – 5º Andar – Cj 501 – Praça Zacarias – centro de Curitiba – PR. Fone: (41) 3222-3266.

EXPOSIÇÃO REÚNE FOTOS DA SERRA DO MAR PARANAENSE

Pico Caratuba. Foto de Lucas Pontes

“Mar de Nuvens”, do fotógrafo Lucas Pontes, permanece em exposição até dia a 22 de julho de 2018 no Memorial de Curitiba.

As principais cadeias montanhosas e paisagens da Serra do Mar Paranaense, onde se localizam os maiores picos do sul do Brasil, são tema da exposição “Mar de Nuvens”, do fotógrafo Lucas Pontes. A mostra vai apresentar ao público uma seleção de imagens do livro “Mar de Nuvens”, lançado em dezembro de 2017.

A publicação conta com textos de especialistas na área, ilustrações e fotografias do conjunto arquitetônico da Serra do Mar. “O resultado é uma combinação do fotógrafo, que utiliza a técnica e sua sensibilidade de captar imagens, e do geógrafo, que procura entender a gênese e a evolução da paisagem destas cadeias montanhosas”, descreve Leonardo J. Cordeiro dos Santos, professor doutor em geomorfologia e solos da UFPR.

“Mar de Nuvens” é inspirado na experiência pessoal do fotógrafo e montanhista com a serra do mar ao longo de sua vida. É o registro desta bela combinação de paisagens e as frequentes nuvens nestes locais montanhosos criando cenários únicos e surpreendentes a todo instante. O projeto é apoiado pela Lei de Incentivo a Cultura de Curitiba – Mecenato.

Lucas Pontes é mineiro, mas vive em Curitiba desde 1989. É geógrafo, mestre em Paisagem e Análise Ambiental pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Na fotografia seus projetos abordam principalmente as paisagens, a natureza, o cotidiano e a cultura do homem. Já teve fotos premiadas em concursos nacionais e internacionais. Atualmente é fotógrafo comercial e impressor de suas fotografias.

Serviço:
Exposição “Mar de Nuvens”
Período expositivo: 23 de maio a 22 de julho de 2018.
Memorial de Curitiba – Salão Brasil (3º andar)
Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco, Curitiba – PR
Entrada gratuita

3ª EDIÇÃO DO PRÊMIO ALLTECH DE JORNALISMO DIVULGA FINALISTAS

Concurso recebeu 295 inscrições; vencedores serão anunciados durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, nos EUA

A terceira edição do Prêmio Alltech de Jornalismo anuncia os 15 finalistas selecionados pela equipe organizadora. Ao todo, 133 jornalistas, de 99 veículos, provenientes de 22 estados e do Distrito Federal, inscreveram 295 trabalhos, entre materiais audiovisuais para rádio e televisão e reportagens de jornais, portais e revistas. Foram selecionados cinco trabalhos em cada uma das categorias, sendo elas Criação e Nutrição Animal, Agricultura e Ideias Inovadoras para o Agronegócio.

Os critérios utilizados na avaliação das reportagens foram: adequação ao tema, relevância, utilização de fontes, densidade e exatidão do conteúdo e qualidade editorial e técnica. Entre os materiais inscritos, se destacaram temáticas como bem-estar animal, integração lavoura-pecuária e lavoura-floresta, conservação e manejo do solo, cooperativismo, startups e soluções inteligentes para o agronegócio.

“A premiação se reveste de uma significação especial ao estimular a produção de trabalhos jornalísticos que destaquem a importância do universo do agronegócio, permitindo que o grande público seja informado sobre as novas tendências desse mundo ainda tão pouco conhecido dos leitores”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Domingos Meirelles.

Os vencedores serão revelados ao público entre os dias 20 e 22 de maio, durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, que ocorre na cidade de Lexington, no estado do Kentucky, nos Estados Unidos. O prêmio contempla a inscrição para o evento, passagem aérea e estadia de três noites em hotel cinco estrelas. A premiação é promovida em parceria pelas empresas Alltech e Alltech Crop Science, líderes em saúde e nutrição animal e vegetal, e recebe apoio institucional da ABI.

Confira os finalistas:

Categoria “Agricultura”:
– “Ouro rosa: as faces econômica, social e cultural da goiaba” – Ed Wanderley, Diário de Pernambuco;
– “Cultivo de melão no Piauí” – Izabel Helena Telles de Melo, TV Clube PI;
– “Como bancos de sementes podem proteger a biodiversidade” – Rogério Jefferson Coutinho Souza, TV Globo RJ
– “Fertilidade forjada pelo manejo” – Leandro Mariani Mittmann, A Granja
– “ESPECIAL-Tocantins, uma nova história da abertura da fronteira agrícola do Brasil” – Roberto Pereira da Silva Samora, Reuters

Categoria “Criação e Nutrição Animal”
– “Uma nova economia surge no campo” –  André Luiz Silva Clemente Torres, Diário de Pernambuco
– “Um oásis no Oeste Potiguar” – Jéssica Caroline do Nascimento, Revista Feed&Food
– “Onde o amanhã já chegou” – Joana Colussi, Zero Hora
– “Produtores de leite se profissionalizam e investem em novas tecnologias em Minas Gerais” – Erika Alves Ferreira Machado, TV Integração Uberaba
– “Tecnologia e Gestão: aliados da produtividade na suinocultura no nordeste” – Georgina Maynart Rabelo Montes, TV Bahia

Categoria “Ideias Inovadoras”
“Série A Força do Campo dia 1” – Antonio Temóteo de Queiroz Elias, Correio Braziliense
– “Startup em campo” – Cassiano Ribeiro, Revista Globo Rural
– “São Benedito tem forte produção de pimentão mesmo em período de seca” – Mateus Ferreira de Sousa, TV Verdes Mares
– “O agronegócio “incubado” – Victor Lopes de Moraes, Folha de Londrina
– “Nanotecnologia avança no agronegócio brasileiro” – Cristiane Barbieri, O Estado de S. Paulo

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O 5º PRÊMIO SISTEMA FIEP DE JORNALISMO

O Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) lançou, no Dia do Jornalista, o 5º Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo.  A iniciativa conta com a parceria institucional do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor-PR) e visa reconhecer o trabalho da imprensa e sua contribuição para o desenvolvimento do setor industrial. Serão premiados os melhores trabalhos sobre a indústria do Paraná em cinco categorias – jornalismo impresso, internet, fotojornalismo, reportagem de rádio e reportagem de TV.

“O acesso à informação de qualidade, produzida por uma imprensa livre e independente, é um pré-requisito para o desenvolvimento de qualquer sociedade. Celebramos o dia de quem está na linha de frente desse processo: o jornalista. O Sistema Fiep reconhece a importância desses profissionais e, por isso, lança a 5ª edição de seu prêmio”, afirma o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo.

As inscrições já estão abertas e poderão ser feitas até dia 18 de setembro. O tema é A Indústria do Paraná e os trabalhos podem tratar de vários aspectos que envolvem o universo industrial, como políticas públicas, mercado, inovação, qualificação profissional, saúde e segurança do trabalhador da indústria, compliance, responsabilidade social corporativa, entre outros. Podem ser inscritos trabalhos publicados ou veiculados na imprensa de todo o Brasil entre 19 de outubro de 2017 e 17 de setembro de 2018.

O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 6,6 mil; o segundo colocado, R$ 3,3 mil e o prêmio para o terceiro colocado será de R$ 2,2 mil. No total, serão distribuídos R$ 60,5 mil em prêmios. Além do valor em dinheiro, os vencedores receberão troféus e certificados. O trabalho que obtiver a maior pontuação entre todos os inscritos será ainda reconhecido com o troféu Heitor Stockler de França. O nome é uma homenagem ao primeiro presidente da Fiep, que também atuou como jornalista.

Desde a primeira edição, o Prêmio Sistema Fiep de Jornalismo já contabiliza 370 trabalhos jornalísticos inscritos e 60 premiados.

Nesta quinta edição, os trabalhos finalistas serão conhecidos em novembro, quando haverá a solenidade de premiação. A comissão julgadora será formada por três jornalistas, um acadêmico e um industrial.

As inscrições são totalmente online e devem ser feitas pelo site www.premiofiepdejornalismo.com.br onde está disponível o regulamento e os trabalhos premiados nas edições anteriores.