BRASIS NO PAIOL EM CASA ANUNCIA EDIÇÃO DE OUTUBRO

Monna Brutal. Foto: Rogério Fernandes

Projeto traz apresentações de 10 artistas curitibanas, curitibanos e paulistas nos dias 24 e 25 de outubro, sábado e domingo.

Enquanto a vacina não chega, Brasis no Paiol migra do icônico teatro curitibano para a sala da casa das/dos/des artistas. A segunda edição online do projeto traz 10 shows, distribuídos entre os dias 24 e 25 de outubro. Entre eles estão as rappers paulistas Mel Duarte, uma das idealizadoras do Slam das Minas SP, Monna Brutal e o Kiko Dinucci. De Curitiba, participam as compositoras Rubia Divino, Trio Armorial, Bruna Lucchesi, Hillbilly Rawhide, Wes Ventura, Louie R. e Tapuia Trio. As apresentações serão no canal do Projeto Brasis no Youtube, a partir das 18h, com direito a bate papo com as bandas no chat.

Com a alteração para o formato online, o Brasis no Paiol teve a oportunidade de quintuplicar o número de artistas participantes, possibilitando monetizar um dos setores da economia mais prejudicado pelo isolamento social. Uma das exigências do edital é que 70% das pessoas que se apresentem sejam de Curitiba, fomentando o setor cultural regional. A nova versão também aumentou a abrangência, já que em vez dos 220 ingressos por show, os shows poderão ser visto pelo público de qualquer lugar do mundo que tenha acesso à internet.

A primeira edição do Brasis em Casa, realizada nos dias 26 e 27 de setembro, contou com mais de 2 mil visualizações e as seis horas de shows e discotecagens estão disponíveis no no canal “Projeto Brasis” no Youtube. Ainda tem outros três fins de semana: 21 e 22 novembro, 18 e 19 de dezembro, 23 e 24 de janeiro.

Programação #BrasisEmCasa outubro

24 de outubro, sábado:
18h – Rubia Divino (PR)
18h30 – Trio Armorial (PR)
19h – Kiko Dinucci (SP)
19h30 – Bruna Lucchesi (PR)
20h – Hillbilly Rawhide (PR)

25 de outubro, domingo
18h – Mel Duarte (SP)
18h30 – Wes Ventura (PR)
19h – Monna Brutal (SP)
19h30 – Louie R. (PR)
20h – Tapuia Trio (PR)

Brasis no Paiol
Realizado em Curitiba desde 2012, o projeto Brasis no Paiol está em sua oitava temporada. Neste ano, com uma mudança no formato e no número de apresentações. Os shows saíram do tradicional Teatro do Paiol e passaram a ser transmitidos pela internet, em cinco edições mensais com 10 atrações em cada, de setembro a janeiro de 2021.

Realizado pelos produtores Bina Zanette (Santa Produção) e Heitor Humberto (Fineza Comunicação e Cultura), artistas de diferentes regiões do Brasil, bem como nomes da Curitiba, apresentam novidades, lançamentos, estreias e projetos especiais. Até hoje, já foram mais de 70 shows.

Em 2020, o projeto é realizado com o Projeto de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba. Conta com o patrocínio do Ebanx e o apoio da Effex Tecnologia e Criação, Cliteriosa Comunicação e haharadio.

Serviço
Brasis em Casa
24 e 25 outubro, a partir das 18h.
Transmissão canal Projeto Brasis: https://bit.ly/youtubebrasis
Mais informações no evento: aqui 

fonte: Cliteriosa Comunicação No ponto

PROJETO BRASIS NO PAIOL 2020 SERÁ ONLINE E TERÁ 50 ATRAÇÕES

Novo formato quintuplica número de artistas participantes. Entre os nomes da edição de setembro estão Xênia França, Amaro Freitas e Brisa Flow.

Realizado em Curitiba desde 2012, o projeto Brasis no Paiol chega a sua oitava temporada com uma mudança no formato e número de apresentações. Os shows saem do tradicional Teatro do Paiol e passam a ser transmitidos pela internet, em cinco edições mensais com 10 atrações em cada, de setembro a janeiro de 2021. A principal razão para a alteração foi a impossibilidade de realização dos shows neste ano devido a pandemia.

A primeira edição vai ao ar nos dias 26 e 27 de setembro. No sábado, quem se apresenta é Xênia França, Brisa Flow, Alienação Afrofuturista convida Lemoskine, Sol.Katu Ê Maraca.Drum e a DJ Mitay. No domingo tem Amaro Freitas, Janine Mathias, Melina Mulazani, Ágatha Pradnik e Disco Veneno. As apresentações, de 30 minutos para shows e uma hora para discotecagem, serão no canal do Brasis no Paiol do Youtube e Twitch. Também serão transmitidos no perfil da Santa Produção do Instagram e Facebook.
As próximas datas do projeto serão nos dias 24 e 25 de outubro, 21 e 22 novembro, 19 e 20 de dezembro e 23 e 24 de janeiro.

Do teatro para a tela

Faltavam poucos dias para a divulgação da temporada 2020 do Brasis no Paiol quando a quarentena foi anunciada. O projeto, que contaria com 10 apresentações de abril a dezembro, no icônico Teatro do Paiol em Curitiba, entrou em pausa. Com a incerteza do retorno das atividades culturais ao vivo, o Brasis precisou ser reformulado.

“O Paiol é um local muito especial, os shows lá são sempre uma experiência incrível. Mas apesar de o projeto estar totalmente ligado ao espaço, não fazia sentido a gente esperar um retorno das atividades enquanto artistas e técnicos estão com sua atuação comprometida. Por isso nos esforçamos para que o evento fosse realizado ainda neste ano, adaptando seu formato”, explica a produtora Bina Zanette, uma das idealizadoras do projeto.

Com a alteração, o Brasis no Paiol teve a oportunidade de quintuplicar o número de artistas participantes, possibilitando monetizar um dos setores da economia mais prejudicado pelo isolamento social. Aumenta também sua abrangência, já que em vez dos 220 ingressos por show, poderá ser visto pelo público de qualquer lugar do mundo que tenha acesso à internet.

Brasis no Paiol

Desde 2012, os produtores Bina Zanette (Santa Produção) e Heitor Humberto (Fineza Comunicação e Cultura) realizam uma sequência de shows no Teatro do Paiol, com artistas de diferentes regiões do Brasil, bem como nomes da cidade. O objetivo é sempre apresentar novidades, lançamentos, estreias e projetos especiais de artistas com trabalhos de relevância artística, que gerem interesse do público curitibano. Até hoje, já foram mais de 70 apresentações.

Em 2020, o projeto é realizado com o Projeto de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba. Conta com o patrocínio do Ebanx e o apoio da Effex Tecnologia e Criação, Cliteriosa Comunicação e haharadio. 

Artistas que já passaram pelo projeto
Karol Conka (com Emicida e Kamau), Luedji Luna, Tulipa Ruiz, Anelis Assumpção, China, Siba, Aláfia, Metá Metá, Juçara Marçal, Pélico, Rael, Romulo Froes, Katia B, Ná Ozzetti, Passo Torto, Rico Dalasam, Trupe Chá de Boldo, Graveola, Alzira E, Fióti, Saulo Duarte e a Unidade, Patricia Bastos & Dante Ozzetti, Bianca Gismonti Trio, Macaco Bong, Felipe Cordeiro, Qinho, Badi Assad, Sambas do Absurdo, Janine Mathias, Hurtmold, Conde Baltazar, Rodrigo Campos, Melina Mulazani e Luciano Faccini, Apanhador Só, Naked Girls and Aeroplanes, Itaercio Rocha, Vitor Araújo, Trombone de Frutas, Du Gomide, Mundareu, Real Coletivo, Duofel com Carlos Malta e Robertinho Silva, Copacabana Club, entre outros.

SERVIÇO 
Brasis no Paiol em Casa – Edição de setembro
:: 26 de setembro, sábado, 18h
:: 27 de setembro, domingo, 18h

Transmissão:
twitch – /brasisnopaiol
youtube – Brasis no Paiol
facebook – /santaproducao
instagram – @santaproducao

CORO CÊNICO DE CURITIBA ANUNCIA ESPETÁCULO INÉDITO NO GUAIRINHA

Coro Cênico de Curitiba. Foto/divulgação: Amanda Vicentini

A partir do dia 25 de outubro, ‘Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais’ entra em curta temporada, com enredo sobre a busca do amor e revolução 

Com direção cênica de Léo Moita e direção musical de Cainã Alves, entre os dias 25, 26 e 27 de outubro, estreia, em curta temporada, o espetáculo inédito “Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais”, com a nova formação do Coro Cênico de Curitiba, composta por mais de 20 profissionais. Os ingressos pelo Ticket Fácil e na bilheteria do Centro Cultural Teatro Guaíra podem ser adquiridos a partir de R$10. 

Após o début em 2018 com “Pequena Memória Para um Tempo Sem Memória” – sucesso de público e crítica – com o novo espetáculo, o Coro Cênico de Curitiba tem diversos desafios como grupo. Dar sequência a dramaturgia e sonoridade, sem deixar de abordar o panorama sociopolítico e ainda, a direção dos novos integrantes. 

“Vamos continuar o eco do espetáculo de estreia. A gente quer amar e mudar coisas, tanto no sentido de amar o próximo como no sentido de amor ao nosso país. Amar e revolucionar nossos sentimentos pelos Brasil e por toda a América Latina”, propõe o coordenador geral do grupo e diretor cênico do Coro, Léo Moita. 

Durante o processo de seleção dos novos integrantes para “Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais”, mais de 50 inscrições foram realizadas. O início do processo de criação começou em maio deste ano, com 21 intérpretes, entre cantores, cantoras, atores e atrizes. 

“A música sempre foi um dos grandes meios de amar e também de revolucionar, nesse espetáculo isso não poderia ser diferente. Poderemos escutar desde clássicos da música popular nacional e latino-americana até a inserção de novas sonoridades e novos artistas que formam um grande caldeirão revolucionário com muito amor”, diz Cainã Alves. 

O encontro da diversidade e a visibilidade sobre o cenário social, tanto no país, quanto na América Latina é o eixo condutor encenado pelos artistas, a partir das 18 canções que integram o repertório. 

“Todo o Coro Cênico, entre homens e mulheres, canta Pérola Negra (Luiz Melodia), Provável Canção de Amor Para Estimada Natália (Amanda Pacífico e Cacau de Sá) e Flutua (Johnny Hooker). Então, o arranjo é uma provocação para o próprio grupo e público” A criação é toda em conjunto, relata Léo Moita sobre o processo de montagem ao longo dos meses. 

Assim como em 2018, o Coro Cênico de Curitiba realizou também neste ano uma série de ações para o financiamento coletivo do novo projeto. Recentemente, o grupo idealizou o “Festival Primavera Entre os Dentes”, onde o elenco apresentou seus projetos pessoais e ainda, convidou bandas e outros artistas da cena curitibana. 

“Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais” propõe uma ressignificação sobre a contemporaneidade, trazendo um novo sentido para o amor e a revolução em diferentes formas de canto, ancestralidade, nacionalidade e cultura. “É um gesto de afago, de carinho. É um beijo, bem no meio do Brasil. É um amor que a gente não pode perder”, pondera Léo Moita. 

O espetáculo conta com o apoio cultural da Secretaria da Comunicação e da Cultura do Estado do Paraná, Academia Ph.D Sports, Casa Quatro Ventos, Centro Cultural Teatro Guaíra, Effex – Tecnologia e Criação, LACOMUS UNESPAR, MarqImpactaPDV – Comunicação Gráfica, Maxi Gráfica, Missê Mariá Comida e Arte, Movimento Enxame – Espaço de Criação, Oz Espaço Criativo, Padaria América, Portal Banda B e Rádio Cultura de Curitiba. 

SERVIÇO
Amar e Mudar as Coisas Interessa Mais 
Quando: 25, 26 e 27 de outubro 
Onde: Teatro Guairinha 
Endereço: Rua XV de Novembro, 971 – Centro de Curitiba
Horário: 20h 
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada) 
Compre Online: http://bit.ly/AmarEMudar 
Informações: (41) 3304-7900
Página do evento, aqui

FICHA TÉCNICA
EQUIPE DE CRIAÇÃO 
Direção Geral e Cênica: Léo Moita 
Assistência de Direção Cênica: Naiara Parolin Bastos 
Direção Musical: Cainã Alves 
Codireção Musical: Igor Ribeiro 
Direção de Produção: Tainara Baságlia 
Assistência de Produção: Guilherme Mendes Muniz, Léo Moita e Vivian Schmitz 
Financeiro: Janaína Lemos, Naiara Bastos e Tainara Baságlia 
Direção de Marketing e Comunicação: Veronica Melhem 
Coordenação de Mídias: Castrão de Castro 
Design Gráfico: Bruno Aguiar 
Mídias Sociais: Janaína Lemos 
Comercial: Janaína Lemos e Louize Marinho 
Preparação Corporal: Guilherme Mendes Muniz e Vivian Schmitz 
Preparação Vocal: Igor Ribeiro 
Cenografia: Ju Choma 
Figurino e Maquiagem: Luísa Teles e Nicholas Oher 
Iluminação: Erica Mityko 
Audiovisual: Ju Choma, Rodrigo Tomita e William Martins 
Artistas Colaboradores: Airton Rodrigues, Amanda Vicentini, Bernardo Grassi, Caroline Casagrande, Helen Tormina, Inés Gutiérrez e Raul Freitas. 
Assessoria de Imprensa: Lucas Cabaña 
Agradecimentos: Adriana Rosa, Gabriela Cavalheiro, Liane Guariente, Luiz Beto Olivera, Luciano de Lucio e Mônica de Oliveira Giovannetti. 

ELENCO 
Sopranos: Ariane Souza, Bárbara Neves, Cristina Souza e Sol do Rosário 
Mezzos: Daiane Cristina, Natália Laibida e Veronica Melhem 
Contraltos: Airô Barros, Janaína Lemos, Louize Marinho e Vivian Schmitz 
Tenores: Alisson Santos, Edson Morais, Igor Ribeiro e Jeff Araújo 
Barítonos: Clauber Ramos, Guilherme Mendes Muniz, Nicholas Oher e Paxóla 
Baixos: Cainã Alves, Castrão de Castro, Pedro Menezes e Ronaldo Pimentel 

MUSICISTAS 
Piano: Rudson Malheiros 
Percussão: Janaína Queiroz 
Guitarra/Violão: Luque Diaz 
Baixo: Juliano Brustring 
Bateria: Yasmine Matusita 
Flauta Transversal: Laryssa Martins 
Sax Alto: Lethycia Martins 
Sax Tenor: Dayane Naeser 
Trompete: Paloma Gomes 

TULIPA RUIZ – BRASIS NO PAIOL

Tulipa Ruiz – Às Vezes from Biondo Artwork on Vimeo.

A terceira edição do Brasis no Paiol 2019 traz a Curitiba a cantora e compositora paulista Tulipa Ruiz. A artista vem à cidade para o show de lançamento do álbum “TU” no dia 13 de junho, quinta-feira, no Teatro do Paiol. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada). ATUALIZAÇÃO: Ingressos esgotados na bilheteria. Venda da cota online abre às 14h no site Alô Ingressos.

O mais recente trabalho de Tulipa tem um formato “nude”, como ela chama. Segundo a artista, é como se as músicas estivessem peladas, já que foram gravadas utilizando voz e violão. “Em um momento no qual a tecnologia nos dispersa e a overdose de informação nos sobrecarrega, quis fazer um disco mais íntimo, mais próximo, mais cru”, explica. Participam do disco seu irmão, o violonista Gustavo Ruiz; e o percussionista Stéphane San Juan. Os dois assinam a produção. O canadense Scotty Hard foi o engenheiro de som e gravou as músicas em seu estúdio, em Nova York.

“TU” é o quarto disco de Tulipa Ruiz, lançado digitalmente em 2017. Antes dele, vieram “Efêmera” (2010), “Tudo Tanto” (2012) e “Dancê” (2015). Em 2015, faturou o Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro.

Confira os próximos shows do Brasis no Paiol 2019:
– 11 de julho: Siba (PE)
– 15 de agosto: Duo + Dois: DUOFEL, Robertinho Silva e Carlos Malta (SP/RJ)
– 12 de setembro: DowRaiz (Curitiba)
– 24 de outubro: Plutão Já Foi Planeta (RN)
– 21 de novembro: Edgar (SP)
– 05 de dezembro: Bernardo Bravo (Curitiba)
– 19 de dezembro: Anelis Assumpção (SP)

Brasis no Paiol
Desde 2012, a Santa Produção e Fineza Comunicação & Cultura realizam uma sequência de shows no Teatro do Paiol, com artistas de diferentes regiões do Brasil, bem como nomes da cidade. O objetivo é sempre apresentar novidades, lançamentos, estreias e projetos especiais de artistas com trabalhos de relevância artística, que gerem interesse do público curitibano.

Em 2019, o projeto é realizado com o Projeto de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba. Conta com o patrocínio do Shopping Pátio Batel e o apoio do restaurante A Caiçara, Hostel O Bosque e Zoloo Videolab.

Serviço:
Tulipa Ruiz – Brasis no Paiol 2019
13 de junho, quinta-feira, 20h
Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/n, Prado Velho, Curitiba 
Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia)
Início das vendas: 27 de maio*
– 9h Capela Santa Maria
– 14h Site Alô Ingressos
(a partir do dia 28 de maio, havendo disponibilidade, o Teatro do Paiol também venderá ingressos).
Confira a página do evento, aqui

>> Limite de compra de três ingressos por pessoa
Arte da página: Brenda Dos Santos
Comunicação: Cliteriosa Comunicação
Palco: Effex – Tecnologia E Criação

*INGRESSOS:
As vendas começam no dia 27 de maio, segunda-feira – mais informações a seguir

Os ingressos são disponibilizados da seguinte forma:
– O teatro tem a capacidade para 217 lugares
10% destinados à Fundação Cultural de Curitiba
10% destinados ao patrocinador do projeto
5% destinados à produção
Os ingressos sao colocados à venda da seguinte forma:
80% para venda nos pontos físicos (Capela Santa Maria e Paiol) sem cobrança de taxa
20% para venda online com cobrança de taxa.

BRASIS NO PAIOL APRESENTA HURTMOLD 20 ANOS

Banda instrumental é a penúltima atração do projeto em 2018.

Brasis no Paiol traz a Curitiba o show comemorativo de 20 anos da banda Hurtmold. Destaque no cenário independente de música instrumental, o grupo se apresenta no dia 16 de novembro, às 20h no Teatro do Paiol, em Curitiba. Os ingressos já estão à venda e custam entre R$20 e R$40.

Com influências calcadas no rock e que passam pelo jazz, punk, funk, música eletrônica até chegar aos ritmos regionais da música brasileira, Hurtmold já dividiu o palco com músicos como o norte-americano Rob Mazurek, o brasileiro Paulo Santos (Uakti) e o suiço Thomas Rohrer. Individualmente seus integrantes colaboraram com os artistas Naná Vasconcelos, Pharoah Sanders, Bill Dixon, Roscoe Mitchell, Toninho Horta, Prefuse 73, Dan Bitney (Tortoise), Joe Lally (Fugazi), Mike Ladd, High Priest, entre outros.

De 1998 para cá, Hurtmold lançou seis álbuns. O sétimo nasceu quando entraram em estúdio novamente, mas desta vez para a produção do álbum Hurtmold & Paulo Santos, Curado, que saiu em setembro de 2016 e entrou na lista dos melhores discos do ano da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA). Em 2017, lançaram a edição comemorativa de 15 anos do álbum Cozido em vinil.

Agenda Brasis no Paiol
07/12 – Badi Assad lança “Volta ao Mundo em 80 Artistas”.

Sobre o projeto
Brasis no Paiol é uma iniciativa das produtoras Santa Produção e Fineza Comunicação & Cultura, em um parceria iniciada em 2012. Alguns nomes que já passaram pelo palco do Brasis: Qinho, Sambas do Absurdo, Rael, Karol Conka (com Emicida e Kamau), Metá Metá, Juçara Marçal, Pélico, Romulo Froes, Katia B, Ná Ozzetti, Passo Torto, Rico Dalasam, Trupe Chá de Boldo, Graveola, Alzira E, Fióti, Saulo Duarte e a Unidade, Patricia Bastos & Dante Ozzetti, Bianca Gismonti, Macaco Bong, Felipe Cordeiro, entre outros. Em 2018, o projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Joaquim Livros & Discos, A Caiçara, Effex Tecnologia e Criação e Cliteriosa Comunicação. O projeto gráfico é de Jaime Silveira.

SERVIÇO:
HURTMOLD 20 ANOS
Data: 16 de novembro, sexta
Hora: 20h
Local: Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/n – Prado Velho, Curitiba.
Ingressos: R$20 e R$40.
Pontos de venda: bilheteria do teatro, Livraria Joaquim e A Caiçara.
Página do evento, aqui

Ouça Hurtmold: aqui

SAMBAS DO ABSURDO NO PROJETO BRASIS NO PAIOL

Projeto de Juçara Marçal, Rodrigo Campos e Gui Amabis é inspirado no livro de Albert Camus

Juçara Marçal, Rodrigo Campos e Gui Amabis lançam no Teatro do Paiol o projeto inspirado no O Mito do Sísifo, de Albert Camus, Sambas do Absurdo. No show, o trio apresenta, além dos oito sambas que compõem o disco, outras canções que de alguma forma também contemplam o Absurdo. O espetáculo é dia 26 de outubro, às 20h e os ingressos custam entre R$20 e R$40.

Os Sambas do Absurdo, parcerias de Rodrigo Campos (música) e Nuno Ramos (letra), narram o encontro com o Absurdo, apresentado no livro como o divórcio do indivíduo com a própria a vida. Segundo Camus, a única questão filosófica que importa é o suicídio, e quando encontramos o Absurdo, que seria, em suma, a falta de sentido da vida, temos duas opções: ou nos suicidamos ou aprendemos a viver uma vida absurda.

A proposta estética do disco tem no cerne a quebra de alguns alicerces do samba, enquanto gênero. Essa quebra oferece, consequentemente, um samba obscuro, dissolvido, vertiginoso, pisamos num terreno pantanoso, e talvez essa sensação se pareça mesmo com o Absurdo. Juçara canta, Rodrigo toca violão e cavaco e Gui arranja, fazendo valer seus recursos de produtor e sua maneira peculiar de samplear.

Agenda Brasis no Paiol
6/11 – Hurtmold, 20 anos de carreira.
07/12 – Badi Assad lança “Volta ao Mundo em 80 Artistas”.

Sobre o projeto
Brasis no Paiol é uma iniciativa das produtoras Santa Produção e Fineza Comunicação & Cultura, em um parceria iniciada em 2012. Alguns nomes que já passaram pelo palco do Brasis: Rael, Karol Conka (com Emicida e Kamau), Metá Metá, Juçara Marçal, Pélico, Romulo Froes, Katia B, Ná Ozzetti, Passo Torto, Rico Dalasam, Trupe Chá de Boldo, Graveola, Alzira E, Fióti, Saulo Duarte e a Unidade, Patricia Bastos & Dante Ozzetti, Bianca Gismonti, Macaco Bong, Felipe Cordeiro, entre outros.  Em 2018, o projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Joaquim Livros & Discos, A Caiçara, Effex Tecnologia e Criação e Cliteriosa Comunicação. O projeto gráfico é de Jaime Silveira.

SERVIÇO
Sambas do Absurdo
Data: 26 de outubro, sexta-feira
Hora: 20h
Local: Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/n – Prado Velho, Curitiba.
Ingressos: R$20 e R$40.
Pontos de venda: bilheteria do teatro, Livraria Joaquim e A Caiçara.
Mais informações no evento: aqui

Ouça Sambas do Absurdo
Spotify: aqui
YouTube:

VIVA PRAÇA: AÇÃO DE REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA DAS ARTES

O Espaço Fantástico das Artes tem a alegria de anunciar o evento Viva Praça. O objetivo principal é revitalizar e ocupar este espaço de forma saudável, sempre com atividades culturais e programação para toda a família.

A Primavera chegou recentemente e, nada mais gostoso do que sairmos às ruas, curtirmos o ar livre e contemplarmos o calor que se ausentou nos últimos meses.

A ideia é construir tudo isso com o público. Por isso, a programação está FANTÁSTICA e tem atividades para todas as faixas etárias.

Como atrações, o evento contará com a DJ Tha Redig, terá a construção de uma horta comunitária de ervas e temperos, organizará um espaço kids com brincadeiras para crianças, produzirá um bazar de marcas locais, apresentará a bicimáquina na vertente pedale seu suco e terá grafitti com Caroline Lemes. Além disso, o espaço servirá comidas e bebidas do Bistrô próprio.

A ideia é refletir sobre as novas formas de mobilidade urbana, então existe um convite especial para que as pessoas vão de bicicleta.

SERVIÇO:
Viva Praça
Data: 29/10/2018
Horário: 14h – 20h
Local: Espaço Fantástico das Artes – Rua Alameda Princesa Izabel, 465 – São Francisco
*Entrada Gratuita*

REALIZAÇÃO:
Espaço Fantástico das Artes

APOIO:
Goura 12108
Effex – Tecnologia E Criação
Curitiba Lixo Zero
Horta do Jacu

ARTES/ILUSTRAÇÃO:
Caroline Lemes

Confira a página do evento, aqui