PRÊMIO JORNADA EM RECONHECIMENTO À TRAJETÓRIA

Prêmio Jornada em Reconhecimento à Trajetória

O reconhecimento à importantes trajetórias de vida intimamente conectadas ao desenvolvimento artístico ou cultural do Paraná é o objetivo do Prêmio Jornada. Nele, serão selecionados artistas, mestras, mestres, grupos e coletivos do território paranaense que tenham prestado relevantes contribuições ao desenvolvimento cultural do Estado a longo prazo.

Cada trajetória contemplada receberá o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). A premiação será dividida em 20 (vinte) diferentes áreas, buscando contemplar o máximo de atuações possíveis: Cultura Tradicional, Cultura de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, Cultura Afro, Cultura LGBTQIA+, Cultura de Refugiados, Migrantes e Apátridas, Cultura Hip Hop, Fanfarras, Bandas Marciais, Dança, Cultura Alimentar, Teatro, Música, Literatura, Artes Visuais, Circo, Audiovisual, Ópera, Arte Educação e Técnicos.

Para a inscrição, os participantes precisam gravar um vídeo de 04 a 10 minutos de duração, contando sua história de atuação no setor cultural do Paraná. Também é necessário encaminhar documentos que comprovem a atuação.

Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

OUTRAS PALAVRAS – PRÊMIO DE OBRAS LITERÁRIAS

O concurso público “Prêmio de Obras Literárias” irá selecionar e premiar textos de obras de romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos, pesquisa de cultura alimentar e livro ilustrado, escritas em língua portuguesa.

Cada obra literária selecionada receberá um valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Como contrapartida, as obras premiadas poderão ser publicadas pela SECC no prazo de até cinco anos. Para romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos e pesquisa de cultura alimentar, serão aceitas obras de 49 a 250 páginas de elementos textuais, seguindo as especificações da ABNT para formatação de texto. Já no caso de livros ilustrados, serão aceitas obras de 16 a 150 páginas, em tamanho A4, em PDF contendo texto e imagem integrados.

Inscrições até 20 de novembro.

Confira o edital, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS

PRÊMIO REGISTROS FOTOGRÁFICOS E AUDIOVISUAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais

Contemplando registros fotográficos ou audiovisuais de manifestações culturais populares e tradicionais do Paraná, este prêmio tem como objetivo central a preservação da memória e documentação de Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses, e Povos de Matriz Africana.

Cada premiado receberá o valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais). Na categoria Registro Fotográfico, a proposta deverá conter um conjunto de fotos que versem sobre um mesmo tema, propondo uma sequência fotográfica lógica, e não foto única. O conjunto deverá ser composto de no mínimo 5 (cinco) fotografias e no máximo de 10 (dez) fotografias. Já para a categoria de Registro Audiovisual, a proposta deverá conter os registros com duração de 7 (sete) minutos e no máximo 120 (cento e vinte) minutos. Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO PRODUTOS ARTESANAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS.

PRÊMIO PRODUTOS ARTESANAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais.

Este prêmio vai selecionar bens culturais de natureza material produzidos por artesãs, artesãos, mestras, mestres, grupos e coletivos do Paraná, pertencentes à comunidades e a povos tradicionais do Estado. Este prêmio tem uma função social de incentivo, promoção e preservação da memória material (cultural e artística) produzida no Paraná, Serão concedidos prêmios em três faixas distintas, R$ 4.000,00 (quatro mil reais), R$ 6.000,00 (seis mil reais) e R$ 8.000,00 (oito mil reais), contemplando seis diferentes áreas: Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses e Povos de Matriz Africana.

Os produtos artesanais premiados poderão ser integrados aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 23 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO PESQUISADORES INDEPENDENTES: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS

PRÊMIO PESQUISADORES INDEPENDENTES: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais. 

Uma grande novidade nas categorias de editais lançados pelo Governo do Estado do Paraná é o Prêmio Pesquisadores Independentes. Este edital irá selecionar e premiar artigos científicos de pesquisadores acadêmicos sem vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa, que tenham um histórico dedicado aos estudos sobre patrimônio imaterial voltados às expressões culturais tradicionais do Paraná.

Cada pesquisa contemplada receberá R$ 7.000,00 e poderão ser inscritos trabalhos nas seguintes áreas: Antropologia, Arqueologia, Sociologia e História. Os artigos deverão abordar saberes e fazeres dos povos e comunidades tradicionais do Estado, como Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses e Povos de Matriz Africana. Inscrições até 26 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

PRÊMIO ARTES VISUAIS: DIFUSÃO DE SABERES E FAZERES TRADICIONAIS

PRÊMIO ARTES VISUAIS: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais. 

O foco deste prêmio será a seleção de obras de artes visuais já produzidas por artistas ou coletivos que pertençam a povos e comunidades tradicionais formadores do Paraná. Este prêmio tem como foco promover e fomentar as artes visuais produzidas no Paraná, com foco especial à produção artística de comunidades e povos tradicionais do Estado.

Serão concedidos prêmios de R$ 10.000,00 cada, e poderão ser inscritas obras nas seguintes categorias de artes visuais: Desenho, Pintura, Escultura, Colagem, Fotografia, Gravura, Videoinstalação, Videoperformance e Videoarte. Todas as obras selecionadas poderão ser incorporadas aos acervos dos Museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 26 de novembro.

Confira os editais, aqui

fonte: Superintendência da Cultura

CULTURA LANÇA EDITAL DE LICENCIAMENTO DE OBRAS LITERÁRIAS DIGITAIS

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC), por meio da Superintendência Geral da Cultura, publica o Chamamento para Licenciamento de Obras Literárias Digitais “Cultura nas Redes”, que irá selecionar livros digitais, e-books, audiolivros e livros falados, já finalizados, para disponibilizar ao público por meio de site e mídias sociais do Governo do Paraná e da SECC, pelo prazo de 24 (vinte e quatro) meses. Inscrições até 18:00 (dezoito horas) do dia 21 de outubro de 2020.

Serão selecionados 2.314 obras, valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada, totalizando R$ 11.570.000,00 (onze milhões quinhentos e setenta mil reais), com recursos provenientes da Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

Poderão participar da seleção, os proponentes sediados no Estado do Paraná há no mínimo 02 (dois) anos, completados e comprovados da data de publicação do Edital. As inscrições vão acontecer em dois períodos, o primeiro sendo de 07 de outubro até às 18:00 (dezoito horas) de 21 de outubro de 2020, por meio do sistema SisProfice.

Entende por:
–  Livro digital e Ebook: obra que existe exclusivamente em formato digital, não periódico, revisado, editado e diagramado. Pode conter texto, imagem, áudio e vídeo.
– Audiolivro: gravação do conteúdo de um livro narrado em voz alta, podendo ou não ter vozes dramatizadas, sonoplastia, fundo musical e outros.
– Livro falado: gravação do conteúdo de um livro narrado em voz alta, desprovida de recursos artísticos e de sonoplastia, voltado para pessoas com deficiência visual.

Serão aceitas obras em português nas seguintes áreas:
1. Artes Visuais;
2. Audiovisual;
3. Cultura Popular e Diversidade;
4. Circo;
5. Dança,
6. Economia Criativa;
7. Literatura;
8. Música;
9. Ópera;
10. Produtores e Técnicos;
11. Teatro.

Este chamamento é parte das ações de Fomento do Governo do Estado do Paraná com recursos da Lei Federal Aldir Blanc, nº 14.017/2020, para atender o setor cultural durante a crise causada pela pandemia de Covid-19.

Acesse o edital completo clicando aqui.

fonte / texto: Secretaria Da Comunicação Social e da Cultura do PR (SECC)

UNFPA CONTRATA TÉCNICO(A) DE COMUNICAÇÃO / FOZ DO IGUAÇU-PR

Unfpa contrata Técnico(a) de Comunicação para trabalhar em Projeto de prevenção e redução da gravidez não intencional na adolescência nos municípios do Oeste do Paraná. Sediado em Foz do Iguaçu-PR. Trabalho temporário: 4 meses, com possibilidade de renovação. Inscrições até 12 de janeiro de 2020.

O Projeto de Prevenção e Redução da Gravidez não Intencional na Adolescência nos Municípios do Oeste do Paraná é uma parceria entre ITAIPU Binacional e o Fundo de População das Nações Unidas. Contempla ações que contribuem para que adolescentes do Oeste paranaense exerçam os seus direitos e sua saúde sexual e reprodutiva com segurança e informação, para que essas/esses adolescentes acessem informações e serviços acolhedores de saúde e planejamento reprodutivo, e para que ampliem suas habilidades para a vida e competências socioemocionais essenciais para seu pleno desenvolvimento.

Deveres e responsabilidades: 
No âmbito do Projeto de Prevenção e Redução da Gravidez não Intencional na Adolescência nos municípios do Oeste do Paraná, o(a) técnico(a) de comunicação deverá:
– Produzir notícias e materiais jornalísticos de maneira ágil e proativa.
– Apoiar o desenvolvimento e a implementação de estratégias de comunicação (seminários, materiais didáticos, materiais lúdicos, atendimentos in loco, site) com o objetivo principal de compartilhamento amplo das informações;
– Apoiar o desenvolvimento de estratégias de comunicação que contribuam para aumentar o acesso a informações e habilidades sobre saúde sexual e reprodutiva, com ênfase na prevenção da gravidez não intencional na adolescência;
– Acompanhar e apoiar a organização e gestão da distribuição de publicações, documentos, materiais de comunicação e realização de eventos;
– Contribuir na produção de subsídios e análises para o desenvolvido de um modelo que poderá ser eventualmente replicado em outras localidades.

Atividades a serem desempenhadas:
– Realizar cobertura textual, fotográfica e em vídeo de atividades e eventos realizados dentro do projeto. É indispensável a proatividade e a extrema agilidade profissional em todas as etapas – da produção à edição, divulgação e clipagem;
– Produção de conteúdos em tempo reduzido, inclusive durante viagens; 
– Embora o posto tenha ênfase maior na produção de vídeos e fotos, também será exigido que o/a profissional produza textos e demais conteúdos de comunicação;
– Apoiar na produção de materiais institucionais e promocionais em diferentes formatos;
– Apoiar a produção de publicações, desde a produção de conteúdo, acompanhamento de elaboração de projeto gráfico, impressão e implementação de estratégia de divulgação e distribuição;
– Apoiar no atendimento à imprensa e no relacionamento com jornalistas locais;
– Apoiar no desenvolvimento de conteúdos temáticos para educação e formação, tanto de adolescentes quanto de profissionais que pretendem ser impactados pelo projeto;
– Realizar clipagens de notícias e relatórios periódicos sobre o projeto;
– Apoiar a elaboração, adaptação e atualização de conteúdos para materiais institucionais sobre o projeto;
– Apoiar a contratações necessárias para evento de lançamento da campanha prevista no projeto, assim como eventos nos municípios e a devida cobertura dessas atividades;
– Realizar visitas in loco a municípios e escritórios, conforme necessidade do projeto;
– Atuar na elaboração de documentos diversos, como notas técnicas, talking points, briefings, relatórios e apresentações multimídia;
– Quaisquer outras atividades dentro da área de atuação correspondente que venham a contribuir com a operacionalização do projeto;

Requisitos obrigatórios: 
– Graduação em Jornalismo, Comunicação Social, Publicidade, Rádio e TV ou áreas afins. Caso não possua a Graduação citada, essa escolaridade poderá ser substituída por 4 (quatro) anos adicionais de experiência, além das exigidas como requisito mínimo obrigatório; 
– Pelo menos 2 (dois) anos de experiência relevante para o posto, e a experiência de ao menos um ano em redação de jornalismo diário (jornal, TV ou site de notícias); 
– Experiência comprovada na produção de conteúdos, incluindo relatórios de pesquisa ou eventos relacionados aos temas do mandato do UNFPA, realização de entrevistas, elaboração/edição de textos jornalísticos e outros produtos de comunicação, incluindo fotos e vídeos; 
– É obrigatório que o/a profissional tenha experiência com todos os processos envolvendo a criação de vídeos, de modo a produzir, gravar entrevistas e entregar material editado e finalizado; 
– Experiência na elaboração de notícias e reportagens; 
– Capacidade de análise e síntese de comunicação oral e escrita. 
– Disponibilidade para realizar viagens e deslocamentos entre os municípios do Oeste do Paraná

Requisitos Desejáveis: 
– Experiência profissional com relação às assimetrias ou situações sociais que constituem o tema da gravidez não intencional na adolescência como maternagem, machismo, racismo, adultismo, paternidades responsáveis, masculinidades; 
– Experiência com temas relacionados à gravidez não intencional na adolescência; 
– Possuir informações e sensibilidade para acolher e trabalhar com diversidades culturais, de gêneros, raças e sexualidades; 
– Experiência na gestão e edição de sites e conteúdos digitais.

Idiomas:
Português – Obrigatório
Desejável conhecimento de trabalho de Espanhol e de Inglês

Categoria: Técnico(a) de Comunicação
Prazo para Candidatura: 12 de janeiro de 2020, 23h59, horário de Brasília.
Tipo de Contrato: LICA
Local do posto de trabalho: Foz do Iguaçu, Paraná (Brasil)
Remuneração mensal bruta: R$ 3.900,00 (três mil e novecentos reais/bruto) mais benefícios e plano de saúde para o contratado
Línguas Requeridas: Português e Inglês são obrigatórios. Espanhol é desejável.
Duração esperada do contrato: 4 meses, com possibilidade de renovação.
Início esperado do contrato: 1º de fevereiro de 2020

Confira todas os requisitos e responsabilidades do cargo no edital, aqui

Confira o Termo de Referência da vaga e faça sua candidatura neste link. O formulário P11 (obrigatório para a candidatura) está disponível em anexo, aqui.

fonte

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
:::::::::: PROPAGANDA ::::::::::
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Esta oportunidade é um oferecimento dos nossos patrocinadores, Chocolates Weissburg.

Prestigie nossos patrocinadores! Visite o café Chocolates Weissburg na Rodovia do Caqui, 744 – Recanto Verde, em Campina Grande do Sul-PR, logo na entrada da cidade.

Em Curitiba, você pode pedir Chocolates Weissburg pelo aplicativo iFood, através da loja Schmetterling Chocolates. Entrega para os bairros: Centro, Centro Cívico, Jardim Social, Ahú, Bacacheri, Mercês,  Alto da XV, Tarumã, Bairro Alto, Cabral, Atuba, Tingui, Santa Cândida, Pilarzinho, e também em Pinhais-PR, Emiliano Perneta.

UENP CONTRATA JORNALISTA BOLSISTA / JACAREZINHO-PR

A Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI) da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) abriu o edital 048/2019 que seleciona um bolsista graduado em Jornalismo para atuar no programa “O Paraná Fala Inglês”. O contrato tem duração programada para 24 meses e não gera vínculo empregatício. As inscrições podem ser realizadas até o dia 31 de outubro. A prova será dia 5 de novembro na Reitoria da UENP, na cidade de Jacarezinho-PR.

O candidato aprovado ficará alocado na CRI, na Reitoria da UENP, em Jacarezinho-PR, além de atuar em atividades excepcionais em outras localidades.

Atividades: O bolsista deverá dedicar 40 horas semanais ao programa, a serem cumpridas na Coordenadoria de Relações Internacionais na Reitoria da UENP, e excepcionalmente em outros locais, sob a supervisão da Assessoria de Comunicação Social da UENP, incluindo as seguintes atribuições: assessoria de comunicação e de imprensa, incluindo coleta de dados, redação de reportagens, registros através de imagens e de sons, organização de informações; promoção e gerenciamento de redes sociais do Programa; Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática; executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.

Requisitos: O candidato à Profissional Graduado deve possuir graduação em Jornalismo/Comunicação Social; possuir, no mínimo, nível linguístico B1 em língua inglesa, de acordo com o Quadro Comum Europeu de Referência, e dominar tecnologias digitais. O Profissional Graduado deverá dedicar-se 40 horas semanais ao programa, ficando impedido de possuir vínculo empregatício de qualquer tipo ou estar recebendo qualquer outra modalidade de bolsa.

O valor mensal da bolsa é de dois mil reais (R$ 2.000,00) pagos com recursos do Fundo Paraná.

Confira todos os detalhes sobre o processo seletivo, acesse o documento aqui

fonte: UENP

Fonte: Vagas de Comunicação no PR

CIPEAD – UFPR SELECIONA BOLSISTAS

Está disponível em edital no site da CIPEAD detalhes sobre a seleção de bolsistas nas áreas descritas na imagem para atuação por tempo determinado nos cursos de Especialização – UAB, com apoio da UFPR e Universidade Aberta do Brasil (UAB). Oportunidades para Curitiba:

– Programador Web (1 vaga)
– Auxiliar Administrativo (1 vaga) 
– Intérprete de Libras (1 vaga) 
– Revisor de texto (1 vaga) 
– Tutor presencial (6 vagas)

Para ter acesso ao edital acesse: aqui.

Mais informações no site da CIPEAD, aqui. 

fonte