PRODUTORA CULTURAL ISADORA FLORES LANÇA O “LABORATÓRIO GARRA!”, PROJETO QUE OFERECE CURSO PROFISSIONALIZANTE E OFICINAS GRATUITAS PARA JOVENS DA CULTURA

Terão prioridade nas inscrições agentes culturais com idade entre 16 e 25 anos, pretos, pardos, indígenas, mães solo, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e de baixa renda. 

A primeira edição do projeto “Laboratório Garra!” acontece entre os meses de fevereiro e março de 2020 de forma online e gratuita. O projeto é um ambiente de formação voltado para pessoas interessadas em produção cultural, sobretudo da área da música. Além de um curso profissionalizante de maior duração com a produtora e idealizadora do projeto Isadora Flores, serão realizadas sete oficinas gratuitas de temas variados com profissionais atuantes da cena cultural: Bina Zanette, Brenda Santos, Carolina Wanderley, Gilmar Kaminski, Helena Sofia, Julie Fank e Luana Angreves.

As inscrições estão acontecendo pela página: www.lnk.bio/garralab, e vão até dia 29 de janeiro para o curso profissionalizante, e para as outras oficinas se estendem até dia 19 de março de acordo com o calendário de Oficinas. 

O curso de maior duração – com carga horária de 21h – dará direito ao registro profissional de “Diretor/a de Produção” emitido pelo SATED-PR (os custos com o Registro serão cobrados pelo SATED/PR). Terão prioridade nas inscrições agentes culturais com idade entre 16 e 25 anos, pretos, pardos, indígenas, mães solo, LGBTQIA+, Pessoas com Deficiência e de baixa renda. O projeto tem incentivo da Fundação Cultural de Curitiba, através da Lei de Incentivo à Cultura do Município e da Lei Aldir Blanc – Lei Federal de Emergência Cultural (Lei que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública).

O nome do projeto, “Garra!” é um convite para agentes culturais que batalham na cena independente e são profissionais iniciantes, muitas vezes alheios às políticas de incentivo à cultura. O “Laboratório Garra!” também oferece a oportunidade para que mais pessoas tenham acesso a conteúdos de formação e direito a um registro profissional.

INFORMAÇÕES SOBRE AS OFICINAS
As inscrições para o Curso e todas as Oficinas acontecem pelo link: www.lnk.bio/garralab

1. “Curso de Produção” com a produtora Isadora Flores e participação de Gilmar Kaminski e Carolina Wanderley.
MÓDULO I: Leis de Incentivo, preparação de projetos, Mecenato Subsidiado e Lei Municipal de Incentivo de Curitiba)”
04 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
11 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
18 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h
MÓDULO II: Profice – Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Paraná”
04 de março de 2021, das 09h às 12h
MÓDULO III: Lei Federal de Incentivo à Cultura”
18 de março de 2021, das 09h às 12h

2. Oficina: “Aspectos jurídicos básicos da produção cultural” com a advogada e consultora em direitos culturais e propriedade intelectual Carolina Wanderley (São Sebastião Cultura e Propriedade Intelectual)
20 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h

3. Oficina: “Sonorização para produtores”, com a Produtora, cantora e compositora Helena Sofia (Estúdio Old Cat) – Dia 27 de fevereiro de 2021, das 09h às 12h

4. Oficina: “Uma festa de verdade! – Produção Cultural como laboratório de Experiências”, com a produtora cultural, criativa e pesquisadora Brenda Santos (Um Baile Bom)
Dia 06 de março de 2021, das 09h às 12h

5. Oficina: “NEM TUDO SÃO LIKES: da superfície à profundidade da comunicação digital”, com a comunicadora, seletora musical e ativista Luana Angreves (Cliteriosa)
Dia 13 de março de 2021, das 09h às 12h

6. Oficina: “Curadoria para projetos de música”, com a produtora e curadora Bina Zanette (Santa Produção)
Dia 13 de março de 2021, das 14h às 17h

7. Oficina: “Gestão administrativa e prestação de contas de projetos culturais”, com o produtor cultural e técnico em contabilidade Gilmar Kaminski (Flutua Produções)
Dia 20 de março de 2021, das 09h às 12h

8. Oficina: “Escrita para quem se (in/e)screve” com a escritora, professora e artista visual Julie Fank (ESC. Escola de Escrita)
Dia 27 de março de 2021, das 09h às 12h

Inscrições: https://lnk.bio/garralab

Ficha Técnica:
Coordenação: Isadora Flores
Coordenação de Produção e Gestão Financeira: Gilmar Kaminski
Produção Executiva: Vi Gabarda
Ministrantes: Isadora Flores, Bina Zanette, Helena Sofia, Julie Fank, Carolina Wanderley, Brenda Santos, Luana Angreves e Gilmar Kaminski
Videos: Alan Raffo
Design Gráfico: Brenda Santos
Assessoria de Imprensa: Luisa Bonin e Thays Cristine – Platea Comunicação e Arte
Realização: Isadora Flores I Produtora
Produção: Flutua Produções
Apoio: SATED-PR

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA E DO MINISTÉRIO DO TURISMO.

RODA DE QUINTAL DO LAB SECRETO BLACK MONEY

Rimon Guimarães. Foto de Pretícia Jerônimo

Em sua terceira edição, evento homenageia a fotógrafa curitibana Fernanda Castro e se alia a iniciativas geridas por pessoas negras como o brechó das pretas e o SABÃO MESSIAS e ganha como presente a fachada do artista visual Rimon Guimarães.

O Lab Secreto abre suas portas no domingo, dia 15 de dezembro para a terceira edição de sua Roda de Quintal – BLACK MONEY. Em parceria com o Núcleo Periférico (Centro Cultural Periférico), busca a emancipação e autonomia da população através da criação de alianças e do próprio investimento. A homenageada desta edição é a fotógrafa Fernanda Castro, primeira mulher a trabalhar com carteira assinada como fotojornalista em Curitiba. 

Entre os trabalhos de Fernanda, destacam-se os registros realizados nas comunidades quilombolas do Paraná. Para esta edição, a fotógrafa apresenta em uma exposição um recorte de fotos produzidas durante toda sua trajetória. 

Além disso, o Lab convida o Brechó das Pretas, rede de mulheres negras que administra uma loja localizada na rua São Francisco, para expor suas peças de roupas; a empreendedora Luciana Tavares idealizadora da Tuttan, primeira agência de modelos majoritariamente negra, o artista curitibano Rimon Guimarães para grafitar a fachada do espaço; o empreendedor Rodrigo de Melo com sua marca de SABÃO MESSIAS, produzidos a partir do dendê, argila verde, carvão, arruda e coco e a DJ Dani Black para tocar seu set especial no evento. 

O Lab Secreto é um laboratório de fotografia analógica e um ateliê de processos históricos e alternativos idealizado pela fotógrafa e laboratorista Pretícia Jerônimo. Para o Laboratório, a fotografia é um meio de compartilhar aprendizados e alcançar outras formas de percepção do mundo ao nosso redor. 

Desde a sua criação em 2016, o Lab abre suas portas para a comunidade experimentar e desenvolver estudos com fotografia analógica e processos históricos e alternativos de impressão como a cianotipia, marrom Van Dyke, papel salgado, goma bicromatada. Filmes são revelados com diferentes métodos, como caffenol e outras fórmulas. 

Em datas especiais, a laboratorista Pretícia abre o quintal do Lab Secreto para transformá-lo em um espaço livre para conversas e trocas de diferentes áreas artísticas. Assim, a partir da fotografia analógica o Lab Secreto se constitui como um espaço de vivência possível de trocar conhecimentos e a partir de suas criações, produz agendas, bolsas e obras em papel que estão a venda no espaço, buscando compartilhar com o público formas de gerir esse espaço que é construído coletivamente. 

SERVIÇO 
RODA DE QUINTAL – BLACK MONEY 
15 de dezembro 
14h às 21h 
LAB SECRETO – Rua José Antoniassi, 247, no bairro Vista Alegre em Curitiba. (no final da Rua Teffé) 
Página do evento, aqui
redes sociais: 
instagram: @lab_secreto

Foto de Fernanda Castro

SESI PROMOVE MOSTRA PAULA GAITÁN DE CINEMA EXPERIMENTAL

A cineasta é destaque na programação do Centro Cultural Sistema Fiep

Iniciando as atividades do Núcleo Audiovisual Sesi|PR de Videoarte e Cinema Experimental, o Sesi Cultura Paraná promove de 30 de julho a 2 de agosto duas mostras que apresentam um panorama das obras da artista visual, fotógrafa, poeta e cineasta Paula Gaitán. Sua carreira autoral inclui dezenas de documentários, trabalhos em videoarte e instalações em diversas exibições coletivas.

Gaitán nasceu em Paris, em 1954, e é formada em Artes Visuais na ​Universidad de Los Andes de Bogotá, Colômbia. Paula começou a trabalhar com cinema em 1978, sendo Diretora de Arte do clássico “A Idade da Terra”, de Glauber Rocha. A partir desse trabalho, veio para o Brasil e desenvolveu parceria artística intensa com Glauber. Suas produções aliam a linguagem cinematográfica às artes plásticas. 

A ação realizada no Centro Cultural Sistema Fiep, na Unidade Dr. Celso Charuri, vai exibir ao público produções diversas da artista, das mais famosas às pouco difundidas. A programação conta com: uma mostra principal que exibe cinco obras da cineasta, um momento de bate-papo e uma mostra paralela, onde serão exibidos filmes da artista em looping durante oito horas. Confira a programação completa:

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paula Gaitán de Cinema Experimental

Sessão de Abertura: ​Diário de Sintra​ (2008)
Em que se diferem o viajante e o exilado? Como pensar a memória criada no exílio? Esses são os eixos pelos quais gira “Diário de Sintra” (2008), de Paula Gaitán. O filme é um relato poético do exílio de Glauber Rocha nessa cidade, em que as fotografias servem de guia mnemônico para a busca de vestígios da passagem do cineasta por Sintra. O filme se constrói na fronteira de uma memória fragmentada, involuntária, inconclusa e precária.
Data: 30 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h30min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Agreste​
O agreste pode ser vários lugares, assim como Marcélia Cartaxo pode ser várias mulheres. A atriz é colocada frente à natureza e outras figuras femininas, duplos seus em alguma instância. Desses encontros surgem novas possibilidades de se operar no mundo da representação.
Data: 31 de julho
Horário: 19h
Duração: 01h18min
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Exilados do Vulcão
Ela conseguiu salvar do incêndio uma pilha de fotografias e um diário com frases escritas à mão. Essas palavras e rostos são os únicos rastros deixados pelo homem que ela um dia conheceu e amou. Cruzando montanhas e estradas, ela tenta refazer os passos dele. Os lugares que ela visita carregam pessoas, gestos, lembranças e histórias que, pouco a pouco, se tornam parte de sua vida.
Data: 1 de agosto
Horário: 19h
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Monsanto (2008) | Memória da Memória (2013) e
Bate-papo com Paula Gaitán
Monsanto – A passagem pela cidade de Monsanto, em Portugal, é marcada pelo entrelaçamento da natureza com memórias involuntárias.
Memória da Memória – Aquele que não tem limites, pleno de afeto e imaginação.
Data: 2 de agosto
Horário: 19h – exibição dos filmes | 20h – bate-papo com Paula Gaitán
Duração: 2 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

O Sesi Cultura Paraná apresenta
Mostra Paralela / Paula Gaitan

Serão exibidos na Galeria do Centro Cultural Sistema Fiep filmes da artista Paula Gaitan, das 14h às 22h, em looping. Confira a programação:

Uaka (Doc/ 1988/ 1h17min)
No Xingu, todos os anos se celebra na aldeia kamaiurá o Quarup, grande acontecimento festivo no qual os homens roubam o fogo divino, espalhando-o pela terra. Nove tribos participam do ritual ao som das flautas uruá, com a participação dos pajes Tacumã, Sapaim e Prepori, entre outros.

Lygiapape (Doc/ 1991/ 43min)
O filme parte de instalações de Lygiapape para recriar seu universo visual e sonoro.

Eliane Radigue (Doc/ 2008/ 25min)
Paula Gaitán encontra Éliane Radigue, uma das mais importantes compositoras da música experimental.

Vida (Doc/ 2008/ 1h07min)
Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade. A construção da ação poética do ator como um grito de liberdade que ilumina.

Kogi (Doc/ 2009/ 13min)
Kogi é uma viagem imaginária à nação indígena Kogi situada na Serra Nevada de Santa Marta na Colômbia. Para os Kogi, existe um grande espelho que divide dois mundos, o mundo das percepções, sensorial, do mundo abstrato dos significados, nomeado de Aluna.

Noite (Exp/ 2014/ 1h23min)
“Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence à luxúria. Porque a noite pertence aos amantes. Porque a noite pertence a nós”. (Patti Smith)

A Chuva no Meu Jardim, Agnés Varda (Doc/ 2015/ 29min)
Em outubro de 2014, tivemos a oportunidade de conversar com Agnès Varda em sua casa na rue Daguerre em Paris. “La pluie dans mon jardin” é resultado desse encontro.
Data: 30 de julho a 2 de agosto
Horário: das 14h às 22h
Duração: 8 horas
Classificação: livre
Valor: gratuito
Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Black Box) – Unidade Dr.Celso Charuri
Endereço: Rua Paula Gomes, 270

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura /
www.facebook.com/sesiculturapr

Página da mostra:
www.facebook.com/events/448207732397247/

SESI CULTURA 
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2017, mais de um milhão de espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 8,4 mil ações culturais realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de uma forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

EXPOSIÇÃO “INTERAFETIVIDADE” É SUCESSO EM CURITIBA E LOTA GALERIA NO SHOPPING PÁTIO BATEL

Interafetividade – foto Renata Peterlini

Exposição “Interafetividade” é sucesso em Curitiba e lota galeria no Shopping Pátio Batel

Mais uma atração promovida pelo Circuito Cultural Ademilar cai nas graças dos curitibanos e é sucesso de público. E o melhor: se você ainda não viu, ela fica em exposição até 30 de junho com acesso gratuito

A exposição “Interafetividade”, inaugurada no dia 15 de maio, é resultado da união de duas figuras já reconhecidas da cena cultural: a premiada artista plástica Sandra Hiromoto e a cantora e compositora Fernanda Takai. A conexão entre as artistas não é recente. Elas trabalham juntas desde 2011, quando se conectaram via redes sociais e Sandra foi convidada para produzir a arte gráfica de um livro da cantora.

Em “Interafetividade”, Sandra cria pinturas inspiradas nas músicas de Fernanda, estabelecendo um diálogo entre as artes, além de uma imersão em um mundo imaginário recriado entre encontros e desencontros amorosos. A exposição recebeu cerca de 200 pessoas em sua inauguração e já é considerada recorde de público da Galeria InterARTividade, localizada no Shopping Pátio Patel.

Para Sandra, o projeto fortalece ainda mais a relação entre as artistas. “Do conceito à concretização da ideia, desenvolver esse trabalho foi um misto de liberdade e entrosamento da equipe. O resultado nos deixou muito orgulhosos. Vale a pena conferir”, destaca a artista, convidando o público a visitar a exposição.

Utilizando-se de técnicas digitais, a galeria interativa oferece uma experiência sensorial que envolve o espectador e seus sentidos. Com conceito inovador, a Galeria InterARTividade é a única no Brasil a trabalhar exclusivamente com projeção em paredes. Sua característica multimídia e exposições de sucesso no currículo – sempre gratuitas – a colocaram no mapa cultural da cidade.

Sobre as artistas
Sandra Hiromoto é artista visual e designer especialista em poéticas do ensino na arte contemporânea. Representou o Brasil no “Heart Brazilian Art Festival – Trienalle de Aichi”, no Japão, e é reconhecida internacionalmente, tendo sido premiada em Paris, na França, e na Bélgica. Participou da III Bienal de Artes Brasileiras em Bruxelas. Já expôs nos Museus de Kobe, Ehime, Yokohama e Kumamoto, todos no Japão. Também teve seu trabalho exposto nos Estados Unidos, Peru, Espanha, Colômbia, México e Cuba. Premiada em diversos salões de arte no Brasil, possui obras no acervo do Palácio Imperial do Japão.

Fernanda Takai é compositora e artista reconhecida pela sua trajetória na banda Pato Fu. Há dez anos iniciou também uma carreira solo. Lançou 18 álbuns e sete DVDs, tem quatro discos de ouro e já vendeu mais de um milhão de cópias. É uma artista que coleciona vários prêmios, entre eles o Grammy Latino e o Prêmio da Música Brasileira. Autora de quatro livros, recentemente conquistou um Prêmio Jabuti.

Circuito Cultural Ademilar
A exposição “Interafetividade” é uma das apostas da segunda edição do Circuito Cultural Ademilar, uma iniciativa que fomenta a cena artística da cidade e incentiva cerca de 20 projetos de música, arte, teatro e dança. O projeto foi viabilizado via Lei do Mecenato Municipal pela Ademilar, uma das maiores incentivadoras da área privada de Curitiba. “Interafetividade” fica em exposição até 30 de junho, seguindo o horário de funcionamento do shopping.

Serviço
Exposição Interafetividade
Local: Galeria InterARTividade | Shopping Pátio Batel, piso L3, Av. do Batel, 1868, Batel, Curitiba-PR.
Entrada: gratuita

Período: até 30 de junho

Atendimento à imprensa
The Way Comunicação
Tel.: (41) 3107-2020

CPRA CONVOCA BOLSISTA PARA O PROJETO ‘AGROECOLOGIA ACONTECE’

CPRA convoca bolsista para o projeto ‘Agroecologia Acontece’. Com vaga para PARA DESIGNER, PUBLICITÁRIO OU ARTISTA VISUAL. Vaga para trabalhar em Pinhais-PR.

“O diretor-presidente do Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), considerando o Edital Nº 065/2018, torna público o processo de seleção de bolsistas na área de design gráfico, publicidade e propaganda e artes visuais para atuação por tempo determinado e em regime de dedicação plena no projeto “AGROECOLOGIA ACONTECE: divulgação de experiências da Região Metropolitana de Curitiba.

VAGA PARA DESIGNER, PUBLICITÁRIO OU ARTISTA VISUAL

atividades: Tarefas: aprimorar a identidade visual do Centro Paranaense de Referência em Agroecologia; elaborar e diagramar materiais impressos e digitais como cartilhas, cartazes, banners e placas sobre alimentação saudável, produtos orgânicos, agroecologia e temas afins.

O valor da bolsa é de R$ 2.000,00 mensais.

Processo seletivo: entrevista + envio de portfólio (até 27 de março).

O processo seletivo é bastante simples: candidatos precisam apenas enviar um portfólio e, caso pré-selecionados, participar de uma entrevista pessoal.

Mas fique atento para os prazos. Os detalhes estão todos no edital a seguir. Confira o edital no site do CPRA, aqui: EDITAL Nº 065/2018

Confira a fanpage do CPRA, aqui