SEMANA DE FÉRIAS DO FTD DIGITAL ARENA ENFATIZARÁ A IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA

Evento inclui três atividades por dia e será realizado de segunda a sexta de 10 a 21 de julho

Crianças de 03 a 12 anos poderão aproveitar uma semana especial de férias do FTD Digital Arena (em Curitiba) com uma programação voltada à Ecologia. Com o objetivo de relembrar e enfatizar a importância do tema, serão realizadas atividades diárias que envolvem a apresentação de um conto infantil, a produção de uma horta vertical e a apresentação do filme “Kaluoka’Hina – O Recife Encantado”.

De segunda a sexta, às 14h será realizada a apresentação do conto infantil “As Aventuras do Capitão Abobrinha”, em que um contador de histórias levará as crianças para uma viagem pelo espaço com o super-herói Capitão Abobrinha, em busca de salvar a natureza dos perigos que ela pode sofrer. No conto, o personagem principal, com sua chegada ao planeta Terra junto aos seus patrulheiros, não hesita em proteger os biomas do Brasil conforme passeia pelas regiões do país.

Já às 15h, será realizada a Oficina Ecológica, que consiste na montagem de uma horta vertical e produção de mudas florestais, visando trabalhar a criatividade e imaginação das crianças com a construção das próprias hortas. A produção será feita com materiais recicláveis, que serão utilizados de forma lúdica, e terá acompanhamento de alunos de Engenharia Ambiental, Agronomia e Engenharia Florestal da PUCPR. Após a Oficina, às 16h, será apresentado o filme “Kaluoka’Hina – O Recife Encantado”. Para o Conto Infantil e apresentação do filme é obrigatória a presença dos responsáveis.

Programação:

Datas: 10 de julho a 21 de julho – segunda a sexta-feira.
Conto Infantil no Planetário: As Aventuras do Capitão Abobrinha.
Horário: 14h às 15h.
Ingresso Conto Infantil: R$ 40,00 inteira | R$ 20,00 meia.

Oficina Ecológica: Montagem de horta vertical e produção de mudas florestais.
Horário: 15h às 16h.
Ingresso Oficina Ecológica: R$ 15,00 preço único (limite de 30 crianças por dia).

Filme: Kaluoka’Hina – O Recife Encantado.
Horário: 16h às 17h.
Ingresso filme: R$ 30,00 inteira | R$ 15,00 meia.

Pacotes
Infantil Completo
Conto Infantil + Oficina Ecológica + Filme: R$ 45,00 preço único

Infantil
Conto Infantil + Oficina Ecológica: R$ 30,00 preço único

Adulto
Conto Infantil + Filme: R$ 50,00 preço único

Endereço: FTD Digital Arena (Rua Imaculada Conceição, 1155, Prado Velho – Portão 1 da PUCPR, em Curitiba).

Mais informações e inscrições: (41) 3271 -6322 | www.ftddigitalarena.com.br

NO SÁBADO, FESTIVAL DE ETNIAS VAI DEBATER DIVERSIDADE ÉTNICA, IMIGRAÇÃO E O DRAMA DOS REFUGIADOS

No Brasil, haitianos enfrentam hoje problemas similares aos que enfrentavam os imigrantes do século XIX. Foto: Brunno Covello.

Em 2017, pela primeira vez o Festival Folclórico de Etnias vai deixar por um momento os palcos do Teatro Guaíra para se concentrar em um debate sobre um tema bastante contemporâneo: as atuais ondas de imigração no Brasil e no mundo e o drama dos refugiados.

Para ficar apenas em um recente e chocante alerta emitido pela ONU, hoje existem aproximadamente 50 milhões de crianças deslocadas no mundo, das quais 28 milhões foram expulsas de suas casas por conta de conflitos armados, e tem necessidade urgente de ajuda humanitária e acesso a serviços essenciais.

“São crianças que, se não receberem suporte, tem forte potencial vulnerável a degradações sociais, como violência, drogas, terrorismo”, avisa Élisson de Souza e Silva, mestre em filosofia e produtor cultural, que será o mediador do debate.

A mesa acontece no sábado, 8, às 16h30, no Memorial de Curitiba. A entrada é gratuita. Também participam o professor de sociologia e estudioso da imigração Márcio Sérgio de Oliveira, a presidente da Associação Interétnica do Paraná (Aintepar), Blanca Hernando Barco, o repórter fotográfico Bruno Covello, que retratou a imigração haitiana no Brasil, e o professor de antropologia Lorenzo Gustavo Macagno.

O Festival Folclórico de Etnias é uma realização da Aintepar, em parceria com a Trento Edições Culturais e a Universidade Livre da Cultura (Unicultura).

Agora como antes
A discriminação enfrentada pelos expatriados é uma constante na história do mundo e do Brasil. “Os primeiros imigrantes, quando chegaram aqui, enfrentaram problemas similares aos que os haitianos enfrentam agora”, afirma Élisson.

Nesse aspecto, uma das principais características é que essas comunidades acabam ficando reclusas, pouco interagindo com o local onde vivem.

Os poloneses, por exemplo, são de longe a mais numerosa etnia a se estabelecer no Paraná – estima-se que cerca de 70 mil tenham chegado aqui a partir de 1870 –, mas não passaram incólumes ao processo de adaptação à nova terra. Hoje, Curitiba é conhecida como a “capital polaca do Brasil”, mas dentro da cidade a etnia tem certa invisibilidade, na avaliação do professor Márcio Sérgio de Oliveira. “A gente não tem um restaurante polonês na cidade, se você parar para pensar. Já os italianos têm um bairro gastronômico inteiro”, exemplifica. “E os dois grupos começaram a chegar aqui mais ou menos ao mesmo tempo, com os poloneses em muito maior número”, continua.

Diferentes povos migrantes que se estabelecem em uma mesma região também podem acabar criando conflitos. “Alemães e italianos nunca se bicaram muito”, exemplifica Márcio Sérgio.

Outro exemplo envolve mais uma vez os poloneses, que quando aqui chegaram, fugindo da fome e da opressão na terra de origem, encontraram outras etnias já estabelecidas. Com os alemães, tinham uma animosidade histórica, o que foi os tornando mais isolados.

Os reflexos disso podem ser facilmente percebidos hoje. O fato de as comunidades de imigrantes que se fixaram em Curitiba a partir do século XIX interagirem pouco entre si – até por não falarem a mesma língua – contribuiu para reforçar um dos traços tidos como mais marcantes na cultura curitibana: o caráter “frio” e “fechado” de seus habitantes. “Os imigrantes são responsáveis por nossa diversidade cultural, pujança econômica e variedade de produção agrícola, mas o caminho até isso não foi fácil”, destaca Márcio Sérgio.

Dentro desse quadro, a manutenção de tradições folclóricas pode ser o único elo que resta entre o expatriado e sua terra de origem. “O imigrante é quase sempre alguém que perdeu a identidade. Ele é um estranho onde vive e será um estranho também se voltar para o seu lugar natal. Talvez o folclore, essa nostalgia, seja tudo que lhe resta”, finaliza Élisson de Souza.

Serviço
Debate: diversidade étnica, imigração e refugiados.
Sábado, 8 de julho, às 16h30.
No Memorial de Curitiba, R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco, Curitiba
Entrada gratuita.
Os ingressos devem ser retirados 30 minutos antes, na bilheteria do teatro.

TERÇA FEIRA É DIA DE “SAMBA DO COMPOSITOR PARANAENSE” NO TUC

Olá, povo do samba. Estamos aqui para lembrá-los que terça-feira é dia de samba autoral em Curitiba. É o projeto Samba do Compositor Paranaense apresentando sua 225˚ roda.

Fica aqui o convite para todos os apreciadores, músicos e compositores de samba, a fim de que fortaleçam a cena autoral local.

A roda acontece nesta terça-feira (04/07), no TUC (Teatro Universitário de Curitiba), na travessa Nestor de Castro s/n, galeria Júlio Moreira (centro da cidade) e tem início às 20h.

SESI CULTURA LEVA NOEL ROSA A SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

foto: Leandro Taques

Espetáculo da Cia Ilimitada une a música e as artes cênicas para revelar múltiplas faces do Poeta da Vila

Diferentes faces de um dos mais importantes artistas da música brasileira são apresentadas no espetáculo Noël – homenagem a Noel Rosa. Idealizado pela Cia Ilimitada, o roteiro do musical passeia por 15 das mais de 250 composições do chamado “Poeta da Vila”, canções selecionadas que revelam as múltiplas possibilidades de leitura da obra do sambista. O trabalho conta com a participação de uma equipe multidisciplinar de artes cênicas e música e uma sequência dramatúrgica composta pela alternância entre canções e a interação de músicos e atores. O Sesi Cultura Paraná traz o espetáculo para São José dos Pinhais neste sábado (8).

Ele conseguiu marcar a história da música popular brasileira mesmo falecendo precocemente, aos 26 anos de idade. Foi compositor, cantor, sambista, bandolinista e violonista. Para homenagear Noel Rosa, a Cia Ilimitada apresenta arranjos únicos que dialogam com referências musicais das mais diversas (clássicas, contemporâneas e populares). A mesma variedade se encontra na escolha dos instrumentos nada convencionais: teremim, bateria, ciarone e até pente, lixa, rodas de bicicleta e latas de alumínio. O grupo ainda chamou um time de peso para a direção. O experiente clarinetista e maestro Sérgio Albach assina a direção musical, enquanto Márcio Abreu, ganhador do prêmio Shell junto com Renata Sorrah em 2013, cuida da direção dramatúrgica.

O espetáculo Noël – homenagem a Noel Rosa já fez ampla temporada em Curitiba se tornando sucesso de crítica e público. Este fim de semana, ele é apresentado no Teatro Sesi de São José dos Pinhais com a participação especial da cantora curitibana Michelle Pucci. O musical dura aproximadamente 1h20 e possui classificação etária de 14 anos.

Serviço:
SESI São José dos Pinhais apresenta
Espetáculo “Noël – homenagem a Noel Rosa”
Data: 8 de julho, sábado
Hora: às 20h
Local: Teatro Sesi São José dos Pinhais
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 1800 – Centro de SJP-PR
Ingresso: R$ 30,00 (inteira), R$ 15,00 (meia)

Mais informações:
www.sesipr.com.br/cultura/EventAgenda27805content340736.shtml
www.sesipr.com.br/cultura/
www.facebook.com/sesiculturapr/

SESI CULTURA
Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro.

www.sesipr.com.br/cultura/

www.facebook.com/sesiculturapr/

TALENTO COLETIVO NA PRAÇA DE BOLSO DO CICLISTA

Foto: Maurilio Cheli SMCS – do site Fotos Públicas

Todos convidados a participar da ação coletiva voluntária para manutenção da Praça de Bolso do Ciclista, com ação cultural.

Reparos: 
– reposição de brita
– reposição de paraciclos 
– reposição de iluminação 
– limpeza dos ladrilhos 
– jardinagem 
– pintura de reparo na tela de projeção 
– realocação do mobiliário

Ação Cultural: 
– música de rua
– graffiti
– exibição de filmes

local: Praça de bolso do ciclista, Rua São Francisco, Curitiba
data: Hoje, segunda 03, das 12:00 às 21:00

Página do evento, aqui

A MUSICOTECA

musicoteca oferece um catálogo de publicações com um “panorama” da produção musical brasileira dos últimos quinze anos. Sua curadoria é particular e conta com uma seleção de colaboradores de diversas localidades do Brasil e seus contatos com a música, os espaços e seus estimuladores e produtores. Essa amostragem é uma seleção baseada em suas vivências com os lugares, as histórias e suas experiências no encontro com a música.

Nesta plataforma de música você encontra álbuns e músicas de vários artistas para ouvir gratuitamente.

Muita gente talentosa hein: Estrela Leminski e Téo Ruiz, Iria BragaLeo FressatoSimonamiRubele/ouSiricutico, entres tantos outros.

Confira o site, aqui
Curta a Fanpage, aqui

## BANGUÊ ## RITMO, POESIA & CONSCIÊNCIA

## BANGUÊ ##
RITMO, POESIA & CONSCIÊNCIA

A Banguê tem objetivo de levar a cultura hip hop para todos. Proporcionando um bom domingo, levando informação e levantando questões sociais a todos os parceir@s que colarem, além de cada edição ajudar alguma instituição ou lar. A mudança começa em cada um de nós até se tornar coletiva.

EVENTO GRATUITO
Traga a família!

>> NO LOCAL
Roda de Conversa de Beatmakers
Mostra de Dança
Oficina de MC (com Magu)
Open Mic (Poesia&Acapella)
Graffiti (Live Painting)
Bazar e rango
Exposições de arte
Espaço BANGUÊ KIDS

>> POCKETs
Ni Leblom
Letrash
Mano Cappu
Mynah & Cypher Mulher Virtuosa 2

>> DJs
Isa Todt, Bface & Bab5

>> MESTRA DE CERIMÔNIA
Numa Godoy

>> BATALHA 7toSMOKE ALL STYLE by MOIO!
Batalha de dança de vários estilos variante de 1 contra 1 composta por 7 pessoas que se enfrentam em rotação com PREMIAÇÃO DE R$100 + BRINDES!
DJs: ICEMAN & ZAGU | JURADOS: Luanne Cruz, +2 em breve!

>> ARRECADAÇÃO SOLIDÁRIA
Vamos arrecadar artigos para bebês (fraldas, lenços, leite em pó, mamadeiras, brinquedos, roupas, etc), temos muitas famílias carentes precisando disso no momento. EM MEMÓRIA DA NOSSA PARCEIRA LUANA MEDEIROS!

>> SORTEIOS
Quem contribuir com doações concorre a uma Tattoo de R$150.

LOCAL:
Palácio Dos Estudantes – Casarão da UPE
Presidente Carlos Cavalcanti, 1157 – São Francisco, centro de Curitiba
Data: Domingo, 30 de julho, das 14:00 às 21:00

REALIZAÇÃO: AHHEMP e Banguê
APOIO: Um Baile Bom, MOIO, e FATO Agenda

Confira a página do evento, aqui

“TRÊS VEZES PIRANDELLO” FAZ TEMPORADA NO TEATRO GUAÍRA

foto: Fábio Silva Ladeira

Diretor italiano radicado em Curitiba traduz e adapta textos do dramaturgo siciliano ainda inéditos no Brasil

O Grupo Arte da Comédia apresenta o seu mais novo espetáculo “Três vezes Pirandello. Tragédia, drama, comédia” no Miniauditório do Teatro Guaíra entre os dias 15 de junho e 2 de julho. A trupe paranaense, que já tem dez anos de trajetória consagrados por premiações diversas, é dirigida por Roberto Innocente, italiano de Padova radicado na capital paranaense. A nova montagem reúne em três atos três obras do dramaturgo siciliano Luigi Pirandello, duas delas ainda inéditas no Brasil. O espetáculo, que circulou pela Região Metropolitana com o incentivo do Programa de Fomento à Cultura do Paraná, chega agora ao Guaíra para deleite do público curitibano.

De acordo com o diretor artístico do Arte da Comédia, o Brasil ainda conhece pouco a obra de Pirandello. “Ele foi, sem dúvida, o maior dramaturgo italiano do século passado e parte expressiva dos brasileiros ainda o conhece apenas por sua obra mais emblemática: Seis personagens em busca de um autor. Com este projeto, queremos dar aos curitibanos a possibilidade de ter um contato mais profundo com a vida e a obra deste autor tão importante”, enfatiza Innocente.

Os textos traduzidos e adaptados por Roberto são: O homem da flor na boca, A certidão e Cecé. Na montagem do Arte da Comédia, o diretor intercalou trechos dessas três obras por meio de diálogos imaginários com o próprio Pirandello acompanhados por um repertório musical tipicamente siciliano. “Damos ao espetáculo um clímax mediterâneo, próprio da Sicília, contexto original das peças de Pirandello”, explica o diretor.

O projeto é produzido por Joseane Berenda em colaboração com o grupo Arte da Comédia e o apoio do Palavração (Cia de Teatro da UFPR).

Serviço:
Três Vezes Pirandello. Tragédia, Drama, Comédia.
Data: de 15 de junho a 2 de julho
Horários: de quinta a sábado, às 21h. Aos domingos, às 20h.
Local: Auditório Glauco Flores de Sá Brito – Miniauditório do Teatro Guaíra, centro de Curitiba.
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia), na bilheteria do espaço.

Meia entrada para estudantes, idosos, classe artística com DRT e funcionários da Copel.

Ficha Técnica:
Elenco: Joseane Berenda, Marwem HD, Anidria Stadler, Douglas Borba, Duilio de Pol, Pedro Inoue.
Figurino: Gilca Rigotti
Cenário: Roberto Innocente
Cenotécnico: Bira Paese e equipe
Iluminação: Rodrigo Ziolkowski
Trilha sonora e gravações: Fábio Silva Ladeira
Adereços: Gilca Rigotti e Joseane Berenda
Programação visual: Marcelo Felczak
Impressão: Sidtony
Assessoria de Imprensa: Smartcom – Inteligência em Comunicação
Foto e Vídeo: Fábio Silva Ladeira
Projeto realizado através da Lei de Incentivo a Cultura da Secretaria de Cultura do Estado do Paraná – PROFICE. Patrocínio – COPEL. Apoio – CIA
PALAVRAÇÃO – UFPR – GRUPO ARTE DA COMÉDIA

Grupo Arte da Comédia
Fundado em 2006 pelo diretor artístico de origem italiana Roberto Innocente, o grupo pesquisa a comédia clássica e seus tipos universais em busca de personagens e temáticas essencialmente brasileiras. Para tanto, além de pesquisar profundamente as técnicas teatrais da Commedia Dell’Arte, tem estudado os aspectos contemporâneos de composição da sociedade brasileira, assim como suas manifestações históricas, culturais e artísticas. Seguindo esta linguagem, está em seu 16º espetáculo, já viajou por diversos locais do Brasil, foi vencedor de quatro troféus Gralha Azul, recebeu diversas premiações em festivais de artes cênicas nacionais e, este ano, por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, completa a sua primeira década de existência com a montagem inédita do clássico de Flaminio Scala, a Loucura de Isabella. Ainda este ano, foi selecionado entre centenas de grupos da América Latina para representar o Brasil no Peru, na IX Festepe Internacional.

DIA MUNDIAL DO ASTEROIDE É DESTAQUE NO FTD DIGITAL ARENA

FTD Digital Arena / Foto: João Borges

Atividade contará com programação exclusiva, incluindo apresentação especial sobre o tema

O Dia Mundial do Asteroide, comemorado no próximo dia 30, terá uma programação exclusiva no FTD Digital Arena, em Curitiba. Uma sessão sobre “Asteroides e Chuvas de Meteoros”, será realizada no dia 1° de julho e estará entre as ações desenvolvidas pelo planetário. A atividade irá compor uma mobilização educativa realizada anualmente em diversos lugares do mundo.

Quem participar da sessão também poderá ver o Pallasite de Fukang, pedaço de meteorito que foi encontrado na região Fukang – China. Com 1003kg, um pedaço do objeto foi dividido em 250 fatias e cada uma delas foi numerada. A fatia a ser exposta na sessão do FTD Digital Arena é a de número um.

Realizada às 16h do mesmo dia, a sessão abordará curiosidades sobre asteroides e as chuvas de meteoros. Orientada pelo físico e professor de astronomia, João Carlos de Oliveira, a atividade explicará o surgimento do Dia Mundial do Asteroide, o que é um asteroide e no que eles consistem e quais serão os próximos objetos a se aproximarem da Terra.

Além disso, às 14h será apresentada a sessão “As Fronteiras do Sistema Solar”, que irá responder questões como as condições que permitem a existência da vida na Terra, se há possibilidades de existência de vida em outros lugares, se vivemos em um planeta especial, além de falar sobre os astros que formam o Sistema Solar, suas características e como as definimos. Às 15h, será exibido o filme fulldome 360º “Bugs! Uma Aventura na Floresta Tropical”.

Serviço:
Atividades no Planetário no Dia Mundial do Asteroide
Data: 01/07 – sábado
As Fronteiras do Sistema Solar
Horário: às 14h.
Apresentação filme fulldome 360° Bugs! Uma Aventura na Floresta Tropical
Horário: às 15h.
Corpos Menores – Asteroides e Chuvas de Meteoros
Horário: às 16h.
Local: FTD Digital Arena (Rua Imaculada Conceição, 1155, Prado Velho (em Curitiba) – Portão 1 da PUCPR).
Informações: (41) 3271 -6322 | www.ftddigitalarena.com.br
Valor: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia-entrada) | Condições especiais para pacote família.